quarta-feira, 30 de abril de 2008

Simão, o nosso capitão

Há jogadores que merecem a história e outros que, merecendo-o, se esforçam por contrariar a história que outros tentam escrever por eles.
Em Outubro passei uns dias em Madrid. Nessa época, Simão era um mal amado. Os adeptos do Atlético esforçavam-se por descaracterizar o nosso menino, considerando-o, mesmo, uma das piores contratações dos colchoneros.
Entretanto, por diversos motivos, voltei uma série de vezes a Madrid, observando a evolução desses mesmos adeptos.
Este fim de semana, depois do empate em Getafe, eis que a glória chegou, através do El País: o Atlético sem Simão é banal!
Relembrei com alguma emoção os primeiros tempos de Simão no Glorioso e as bocas que ouvi no terceiro anel. Cheguei a ouvir que Vilarinho e Vieira se tinham passado e que Simão era uma fraude. Depois, devagar, devagarinho, apareceu aquele golo em Faro e uma época extraordinária que culminaria com um Mundial de mão cheia, não fosse a lesão no Bessa... que acabou por vir por bem: nas palavras de Vieira, não fosse essa lesão e Simão estava vendido!
A azia, ainda assim, não parou. Muitos, entre os quais alguns leitores diários deste blog, defenderam que Simão, depois do episódio com Hélder, devia ter sido punido e ostracizado... esqueciam-se que quem cá estava era Simão!
Neste defeso o Benfica vendeu Simão. O nosso melhor jogador desde o início dos anos 90. Segundo se diz, porque era impossível acompanhar a proposta do Atlético. Esquecem-se os incautos que a memória não tem preço e a glória não sabe o que é valor.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Santa Aliança

A Santa Aliança funcionou de novo... Só que o Paços não costuma aceitar pactos dessa natureza... Cheira-me que o segundo é nosso!

domingo, 27 de abril de 2008

Vai ser longo, desculpem

Independentemente do resultado de ontem, e dos últimos resultados, este texto já está escrito há algum tempo e só agora tive tempo para o colocar na net.
O Benfica vive uma crise desportiva. Isso é inegável e quem disser o contrário está a mentir ou com a visão toldada.
Entende-se por crise desportiva o facto do clube não ganhar títulos d acordo com a grandeza do mesmo.
Antes de mais, quero apenas relembrar que não sou apoiante das tão propaladas eleições antecipadas e que o problema está na figura do Presidente. Também está, mas por outros motivos.
Ouvir a conversa de "Vale e Azevedo isto e aquilo", e o que deixou de rastos num clube cuja delapidação começou antes é de uma irresponsabilidade sadia 8 anos depois do sucedido.
Se durante estes 8 anos, o Benfica soube preencher e criar algumas das lacunas que tinha a nível de gestão, houve outras onde não foi feito tal investimento e com isso, quem perdeu foi o clube e quem investe nele.
Luís Filipe Vieira (LFV) gosta muito de falar. Umas vezes bem, muitas vezes mal e por isso, existe aqui um defeito que tem de ser corrigido e que não foi. Durante anos, alimentou conivências pessoais em prol do clube para que certos meliantes, de outros clubes até, pudessem ter a visibilidade que não mereciam. Cunha e Vaz foi um deles.
LFV criou a figura do CEO em Domingos Soares Oliveira (DSO), simpatizante do Sporting. No seu percurso profissional, DSO sempre conviveu mais pelo protagonismo e pela importância pessoal do que colectiva, sendo assim uma pessoa onde a teoria de defender o colectivo que é um clube cai por terra.
Apresentou resultados? Sim, mas com prejuízos claros no aspecto desportivo, que tiveram a sua hecatombe nesta época.
LFV procurou em José Veiga, Dragão D'Ouro, a salvação do futebol encarnado.
Logo no primeiro ano, o Benfica viu-se privado de Tiago, um dos mais excitantes médios-centro que o futebol português estava a criar na altura. Como Manuel Fernandes estava a chegar dos juniores, não se deu importância ao caso. Ano após ano, e em três anos seguidos, o plantel do Benfica foi delapidado depois de um trabalho meritório em 2003 e 2004, arranjando uma base competitiva de jogadores que fortaleceram o clube.
Em três anos, José Veiga trabalhou com três treinadores, cada um munido de um sistema táctico diferente. três treinadores uqe não viram os jogadores pretendidos. Três treinadores que se viram enganados.
Mas eis que chega o momento em que LFV pensa que tem capacidade para comprar e escolher jogadores, como quando fazia no Alverca. Erro crasso e maior que o Presidente não sabe, não quer e não gosta de admitir. O resultado está à vista!
O principal problema no futebol do Benfica tem a ver com competência. É preciso competência para criar as condições que fazem um plantel blindado, forte, coeso e organizado. Com a competência, vem a organização.
Áreas estruturantes como a comunicação, o marketing, a formação, o departamento médico e a gestão desportiva são fundamentais para que um treinador consiga fazer o trabalho bem feito.
É esta a competência que falta e que mesmo com Veiga (como muitos o defendem, esquecendo o passado...) não existia.
Estamos perante uma situação onde o plantel do Benfica sente não ter condições para brilhar e onde a venda de jogadores tem sido o balão de oxigénio de uma contas onde tem havido lucro. Nada mais fácil de fazer! O problema do Benfica é uma falta de estratégia.
Com ela, o Benfica cresce e merece um futuro melhor!
Viva o Benfica!

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Que fique claro!

Não fui apoiante de Vale e Azevedo, como aliás, sempre votei contra ele. Assim como não sou apoiante de Vieira, e também nunca votei por ele.

A lógica do post é que com Vale e Azevedo chegámos a um ponto que era irreversível, e mesmo com todas as condicionantes conseguimos ir a uma Champions League.

Agora, um Presidente do Benfica dizer que não é nenhum caso o clube não ir à Champions League é de uma insensatez atroz para quem anda ainda no campo a trabalhar e para quem tem a paciência de ir aos jogos e pagar bilhete.

A reestruturação financeira está de certa forma, feita. Mas mesmo assim, sem a injecção financeira necessária que advém da Champions, como é que o Benfica reforça um plantel, que é claramente, e cito de forma irónica, "o melhor dos últimos dez anos"?

terça-feira, 22 de abril de 2008

Ponto de ordem

1 - Vale e Azevedo foi o pior Presidente da história do Benfica. Não só pelo que se sabe que fez - aliás, várias vezes condenado... -, mas, sobretudo, por aquilo que não se sabe que fez ao longo dos piores três anos da história do Benfica! Por tudo, ainda bem que não foi campeão.
2 - Luís Filipe Vieira devolveu credibilidade ao Benfica e tornou-o sustentável. É um dos grandes presidentes da história do Benfica. Assim se compreendem as suas palavras: de facto, em termos financeiros, o Benfica não precisa de ir à Liga dos Campeões.
Pessoalmente, aliás, duvido que, desportivamente, a presença do Benfica numa pré-eliminatória seja positiva.
3 - Pinto da Costa mete nojo. Aquela recepção representa tudo: não consegue escapar à mesquinhez que o caracteriza.

Desejo

Já que não se pode trocar de presidente, desejo só que a única voz que se oiça de dentro do Benfica na próxima época seja a de Rui Costa.
Já chega de tanto amesquinhamento.

Ninguém morre se não formos à Liga dos Campeões

Mas consegue fazer pior que o Vale e Azevedo... Parabéns, pá!

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Palhaço

A proposta de Manuel Damásio para que o Benfica abdique da sua posição maioritária na SAD do futebol é a última facada que resta dar no que foi o Benfica.
O senhor em questão devia ter um pouco de pudor em sugerir o que quer que fosse depois da sua desgraçada passagem pela presidência.
Eu sei que ter de se sujeitar à vontade dos sócios custa muito a certas pessoas. Sei também que a SAD do Benfica é apetecível a muita gente, a começar por quem deu emprego ao referido senhor lá para os lados da linha. Mas tenha calma. O Benfica é e será sempre dos benfiquistas.
A bem ou a mal.

Clubes de merda

Findo o jogo do Dragão, que oiço eu na rádio? Uma popular canção dos Trabalhadores do Comércio a ecoar desde os altifalantes do ventoso estádio. Que os adeptos se entretenham a insultar o Glorioso é lá com eles. Mas a situação já me causa imensa urticária quando passa para o lado institucional. Mesmo que o comportamento dos seus líderes elimine qualquer sensação de surpresa.
Infelizmente há outros que se dizem diferentes mas insistem em copiar o estilo. Na quarta-feira, com o Alvalidl já vazio há uma boa meia hora (à excepção de uma centenas que no topo oposto arrumavam os caixotes da fruta e repunham as embalagens de shampô), alguém achou por bem voltar a ligar a instalação sonora por cima da bancada benfiquista e inserir um CD das claques lagartas. Não contentes com o resultado obtido, não cientes da desilusão que grassava na bancada Norte do seu estádio (logo eles, tão habituados a fracassos), era preciso humilhar e espezinhar ainda mais os adversários que se encontravam impedidos de abandonar aquele edifício horrível a que se sujeitaram a ir por amor a uma Causa. Estiveram ao seu nível: hipócritas e rasteiros, gentalha sem sentido que se julga possuidora de grande classe apenas, e só, por despejar umas garrafas caras de whiskey velho.

Bem sei que há coisas mais interessantes para discutir por estas alturas, mas não quero. Não me interessam (ou são demasiado importantes para a minha actual disponibilidade mental). Tenho os 90 e tal minutos do WC bem recalcados e ontem (heresia!) nem me dignei a assistir ao jogo. Preferi, eu próprio, armar-me em jogador da bola e juntei-me a uns amigos para o efeito. Estou futebolisticamente deprimido.

Resta-nos ao andebol e o futsal. Oxalá Alexander Donner responda à altura e faça alguns arrependerem-se das decisões que tomam.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Eleições!!!

O Sr. Vieira demonstra demasiada arrogância ao dizer que não admite eleições antecipadas sem aparecer alguém credivél.

Primeiro Sr. Vieira deixe-me explicar-lhe que o Sr. não é Deus, logo que determina a credibilidade dos possíveis candidatos será sempre os sócios votantes.

Segundo, o Sr. Vieira não é dono do poder, e presumo que não pretenda ser rotulado de ditador tal como "Mugabe" que não deseja sair do poder antes de as galinhas ficarem com dentes, logo fazendo juízo à sua suposta humildade que tanto gosta de pregar deveria colocar o lugar a disposição e marcar eleições, mesmo pretendendo continuar pois poderá sempre recandidatar-se.

Em terceiro o Sr. Vieira já teve demasiadas oportunidades falhadas de preparações de temporada onde a gestão deportiva em vez de melhorar só piora.

Em quarto permita-me perguntar se tem medo de se submeter ao juízo do sócios, ou considera que eles ainda o desejam?

Em quinto e por último permita-me dizer-lhe que candidatos irão sempre aparecer, e poderá recadidatar-se e lutar por aquilo que acredita se , e volto a frisar, se esse for o desejo da maioria ou deixámos de viver numa democracia?

O Benfica não é seu...é nosso e só o lidera porque assim foi nossa vontade, mas as vontades mudam e devido a isso e ao péssimo trabalho desportivo que fez nos últimos 3 anos considero que ou demite-se e se reforça ao ganhar ou se demite e venha o próximo, pois assim já ninguém aguenta...

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Da morgue ao inferno...

Enquanto o meliante do Norte insiste em brincadeiras, reatando uma guerra Norte - Sul (já viram como, cada vez que está aflito, a besta utiliza os mesmos truques?), o Benfica insiste no suicídio... O jogo de ontem, então, foi o ridículo!
Fui a Alvalade. Com um grande grupo de amigos! Todos, como é evidente, benfiquistas. Como não podia deixar de ser, a saída foi dolorosa. Tão dolorosa que enquanto os meus amigos seguiam para uma jantarada de amargura, fui para casa, juntar-me à minha mulher, que se havia sentido mal no preciso momento em que o Sporting fez o terceiro.
E não o fiz por acaso. Tenho um enorme orgulho na fanática que me acompanha. Para a próxima sentir-se-á mal onde deve: no estádio!
PS - Há três factos que não podem ser esquecidos:
- nenhuma equipa com jogadores experientes, seja qual for o treinador, entra em campo para a segunda parte a ganhar por dois a zero e sai a perder cinco a três;
-Léo, Rui costa, Luisão e Petit (sobretudo este!) deviam ir jogar para o Sport Lisboa e Saudade (lamento meus queridos, mas jogadores que numa época jogam 30 minutos de dois terços dos encontros, jogaram, com efeito, um terço de época...); e
- se na próxima época apostarmos em Katsouranis, David Luiz, Rodriguéz, Di Maria, Maxi -sim, porque é competitivo! -, Cardozo e outros que tais, por estas merdas não passamos.
Perante isto, porquê criticar o pequeno genial?
dixit!

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Até quando?

" Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve
Você pode e você deve, pode crer

Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu
Num quer dizer que você tenha que sofrer

Até quando você vai ficar usando rédea
Rindo da própria tragédia?
Até quando você vai ficar usando rédea
Pobre, rico ou classe média?
Até quando você vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
Até quando você vai ficando mudo?
Muda que o medo é um modo de fazer censura

Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando porrada, porrada?
Até quando vai ser saco de pancada? "

Falta de Qualidade

Só pode ser a definição para uma exibição tão boa na primeira parte e desastrosa na segunda...

A comunicação

O Benfica protificou-se a desmentir Geromel. Foi rápido o Departamento de Comunicação do clube, ao invés das notícias sobre Ruben Amorim, Jorge Ribeiro e Makukula em Janeiro.

E como disse Leonor Pinhão a semana passada, o Benfica não se dá ao respeito, ou melhor, faz com que não o respeitem.

Entretanto, no mesmo comunicado, o Benfica aproveitou e falou no ruído que o V.Guimarães faz todas as semanas. Decisão sensata, mas que poderia ter outros protagonistas.

No Sector B32, existe a identificação do clube de sarjeta, usando temas tão recorrentes que não há ninguém, seja no Benfica ou seja na Comunicação Social, que se prontifique a comentar.

Desmentir jogadores não é o trabalho mais correcto, ou melhor, não é pelas notícias a desmentir jogadores que o trabalho de comunicação é reconhecido.

O trabalho de comunicação é impedir que se saibam os podres do clube (porque os há e em todos), é fazer com que haja tranquilidade para que uma equipa também possa render no campo. Isso sim, é trabalho de comunicação num clube como o Benfica e numa sociedade que vive do 4ºPoder...

terça-feira, 15 de abril de 2008

EHEHEH!

O arguido Jorge Nuno disse: "a nossa rivalidade com o Vitória de Setúbal é sadia ... fora de campo e ... dentro de campo!"
De facto, sem querer, disse tudo: Carvalhal, Sandro, Elias, Pittbull e Bruno Gama são ex- jogadores do Porto, sendo que alguns serão futuros jogadores... e, quem sabe, um será futuro treinador!
Janício, dizem-me, já está negociado desde Sábado. Eduardo caminha, firmemente, para ser o substituto de Helton.
Rivalidade sadia? Foda-se, vão enganar macaquinhos...
NB - gosto muito do Vitória. Mas assim, ...

Eu (não) estou (nada) preocupado

A derrota com a Académica são peanuts. Para o ano teremos o melhor plantel dos últimos 11 anos.

Há umas semanas foi aqui publicado uma espécie de manifesto pro-Vieira. Confesso que concordo com 99% do seu conteúdo, mas nem assim posso esquecer a errática gestão desportiva que o Benfica tem seguido no seu futebol. E isso, sim, é preocupante. Vieira teve o seu tempo e os seus méritos. E será seguramente reconhecido por isso. Mas ninguém deve viver à sombra de obra feita no passado e o Benfica não deve viver eternamente numa divida de gratidão. Foi assim que em tempos se inicou o percurso rumo ao abismo. Tudo se permitiu e tudo se perdoou a quem antes teria praticado o "bem" e não mais o "bom" apareceu junto à General Norton de Matos.

Na sexta permaneci pela zona do Alto dos Moinhos após a aula que os de Coimbra vieram dar a Lisboa. Em menos de meia hora ouvi cerca de 10 criticas à gestão de Vieira. Mas Vieira nunca tinha a culpa. Essa é, ou era, da exclusiva responsabilidade dos contratados, nunca de quem os contratou. Pergunto eu como evoluirá o Benfica assim, amorfo e sem exigência. Isso sim é preocupante.

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Judo 2008...

Os meus parabéns aos judocas medalhados no Europeu deste fim-de-semana, mostrando a grande evolução que esta modalidade tem tido nas prestações dos torneios internacionais mesmo naqueles que não têm conseguido atingir as tão desejadas medalhas.

O Prémio de Jogo

" O árbitro internacional português, Lucílio Baptista, vai dirigir o jogo da segunda mão da meia-final da Taça da Ucrânia, entre o Metallurg Donetsk e o Dínamo de Kiev, que se disputa quarta-feira, em Donetsk.
Lucílio Baptista
ASF
A Federação Portuguesa de Futebol acedeu ao convite endereçado pela homóloga ucraniana para nomear um juiz para o referido encontro, tendo a escolha recaído sobre o juiz da Associação de Futebol de Setúbal.

Lucílio Baptista será coadjuvado por José Cardinal (AF Porto) e José Ramalho (AF Vila Real), sendo Duarte Gomes (AF Lisboa) o quarto árbitro."

O sistema também está contente...

O Benfica está em 4º!

P.S. Os anónimos que se encapuzam e insultam neste blog podem vir a ter problemas. É que chamar "palhaço" a um dos escribas pode ter reprecursões bastante graves. Se o Sindicato dos Trabalhadores Humorístico-Circenses sabe, pode levantar um processo. É que isto de chamar palhaço a alguém tem de ser comprovado como deve de ser...

Derrotas...

Onde este o Sr. Árbitro que prejudicou o Benfica contra a Académica???...

Ao contrário do que muitos pregam este tipo de jogos são bem mais comuns que aqueles em que somos prejudicados com más arbitragens e é devido a estes jogos que temos apenas os pontos que temos e andamos a chorar porque já estamos a escorregar.

E depois não venham dizer que que jogamos mal devido aos árbitros, ou que o que se fala sobre arbitragens não é sacudir a água do capote daqueles que têm a responsabilidade de prevenir que isto não aconteça, pois a mim só me dá a impressão de ser discurso onde se levanta areia para os olhos do povo para que a culpa morra solteira...

domingo, 13 de abril de 2008

sexta-feira, 11 de abril de 2008

eis que o incrível acontece...

A caixa de Pandora abre-se e o que sai? Merda!
Jorge de Sousa é o bacano do Bruno Alves. Bertino Miranda? Foda-se! Parabéns. Só um super Benfica impedirá a final desejada...

Impressionistas vs Surrealistas

O facto do irmão do Sr. Macedo ser obserador da Liga e do Guimarães ter sido levado ao colo até à primeira divisão, sendo que nesta ao colo tem sido levado, não impressiona a inteligência falante da blogosfera...

Compreensivelmente, aliás. Até porque basta um cheirinho a coisa para levantar o pau!

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Pavlov

Por muito que doa aos arautos da moralidade da blogosfera desportiva, o Sr. Presidente do Guimarães tem um irmão que, durante anos a fio, observou árbitros...
A verdade é simples e dura: o Sr. Presidente do Vitória do Sport Clube tem um irmão que observou árbitros e há-de voltar a observar. Esse irmão passeia-se pelo país, conversa com quem quer e assiste aos jogos que quer. Legitimamente, saliente-se.
A pergunta que devemos fazer, quer em termos desportivos, quer em termos de eventual responsabilidade criminal, é esta: quando esse senhor entra num campo de futebol paga bilhete, ou utiliza o cartão da Liga?
Ao contrário do que possam pensar, a resposta a esta pergunta vale milhões! Ou bem que é funcionário da Liga, ou bem que não é... e se o for, porque é? Qual o interesse?
Por outro lado, será que os seus colegas continuam a falar, diariamente, com o Sr. Irmão?
PS - Será que o Sr. Macedo esteve mesmo nas Antas, no sábado, saudando o Sr. Pinto da Costa? Já agora, uma em cheio: o Presidente da Câmara de Gaia voltou à condição de sportinguista, ausentando-se de, pela primeira vez desde que é edil, festejar um título no camarote das Antas?
PS 2 - Rui Cunha, ontem, atacou Coroado. Coroado, o filho da puta. E atacou bem: o que esse sr. disse aos microfones da Antena 1 é inqualificável e indigno. Pode atacar o Benfica quando e onde quiser. Pode e deve, pois é nosso inimigo. Atacar Fernando Chalana pelo penalti contra a URSS é que é um excesso incompreensível. Até porque estava ao serviço da Selecção Portuguesa. Espera-se, assim, uma resposta forte de Gilberto Madail.

E agora algo de novo...

Defendo a contratação de Ruben Amorim. Sem mais, considero que tem valor suficiente para jogar no Benfica....
Jorge Ribeiro? Tenho fortes dúvidas. Não pelo que fez - segundo sei, a responsabilidade não é do asno, é de Paulo Barbosa... -, mas porque Sepsi pode desempenhar, na próxima época, qualquer posição no lado esquerdo. Se lhe juntarmos Leo, Di Maria e ... Ruben Lima, temos a coisa feita...

Erros...

"Esta noite sonhei que estava a pensar responder à justiça que perante a acusação de 3 assassínios que cometi, justificar-me que o primeiro foi um erro devido a um compadre meu também te-lo feito e ter ficado impune pois nunca fora acusado, ou mesmo porque já tinha cometido um segundo e terceiro assassínio e nunca tendo sido formalizada acusação dos mesmos, portanto o primeiro crime deveria ser considerado um erro normal do qual eu deveria impune".

Mas está tudo parvo?... ou a malta do "apitinho" andaram todos juntos a ver "O meu primo Vinny" na casa de um presidente qualquer a convite seu??

terça-feira, 8 de abril de 2008

Sabujo Filho da Puta

Coroado admitiu ter punido injustamente o FC Porto, beneficiando o Benfica

Como é que o aziado, a avaliar um Pedras Rubras - Gondomar, se vai referir ao FC Porto e ao Benfica???

Polémicamente...

A confirmação oficial da saída de Azenha do Porto permite-me fazer um simples comentário claramente polémico como muitos dirão.

Conhecendo o percurso do "Calita" que estagiou desde clubes italianos há quase uma década, até adjunto em muitos clubes e conhecendo o futebol (principalmente o português) como poucos contendo enormes capacidades profissionais (talvez um dia comente como ele sabiamente disciplina os seus jogadores), era sem dúvida uma aposta de tomates, mas claramente é um profissional que irá ter um percurso de sucesso e que estaria sem dúvida na minha lista para o próximo ano no Benfica, pois esse ao contrário de outros vive claramente a alma e chama de um Benfiquista ferrenho (e não me venham com comentário que se vendeu ao porto como o Jesualdo), mas com a diferença clara que sabe muito mais de bola que muitos que por cá andam...

Diferenças...

Á primeira vista a grande diferença que se nota (sem falar de questões tácticas) da era Camacho para a era Chalana é a alma que ele demonstra ter e faz os jogadores viverem...

Só tenho pena que só isso não chegue para vencer campeonatos... por isso tenho reservas no Sr. que se seguirá...

Denúncias...

Já que está com tanta vontade não se rodeie em mistérios policiais ao estilo de Octávio Machado e diga lá os factos a quem é de direito e não ao povinho... ou está apenas a fazer tempestades de areia para distrair os que querem estar atentos???...

Se quiser até pago o taxi até a PJ, mas já que lá vai para falar de arbitragem conte também as permiscuidades dos empresários com os clubes ou esses assuntos já não lhe interessam?..

segunda-feira, 7 de abril de 2008

O quê? Ser um vitó?

Livra....

Um para o Mister D, o outro para o Lucílio Artista...









Certezas...

Mas alguém tem dúvidas que se jogassemos sempre assim ou melhor algum árbitro poderia influênciar o resultado final no campeonato???.... podem influenciar um ou outro jogo mas por mais que tentassem e por mais que fossemos roubados (e não estou a dizer que fomos neste último pois não pretendo sequer discutir actuação do árbitro) ganhariamos sem dúvidas os pontos que teríamos de ganhar que seriam suficientes pelo menos para entrar na luta do primeiro lugar, em vez de andarmos com os "tomates" na mão para saber se conseguimos o segundo posto.

Não pretendo branquear os erros de arbitragem nos jogos do Benfica mas sim clarificar que apenas estamos a sofrer na pele aquilo que fizemos a nós próprios, onde os nossos astutos adversários se apreveitam porque entregamos tudo de bandeja.

Se existir um Benfica forte, que queira ganhar e jogue futebol o que aconteceu vai continuar a acontecer...mas nunca será forte ou suficiente para nos afastar do nosso caminho vencedor, portanto não podemos acusar seja quem for enquanto a origem da maior parte dos nossos problemas está no interior do próprio Benfica e não nos nossos adversários ou de quem pretenda prejudicar-nos, seja quem for.... porque ou somos melhores ou não somos, e se não formos não vamos estar a desculpar-nos e a culpar quem se aproveita disso, sendo que na verdade esta época não fomos melhores não dando qualquer luta, logo não digam que a culpa será dos outros, pois não foram eles (adversários ou arbitros) os culpados da qualidade futebolística praticada, da construção da equipa de futebol ou mesmo dos erros cometidos ao longo da época...

Quanto a vocês não sei mas eu prefiro lamentar-me das bolas que falhamos do que estar sempre a dizer que a culpa é do árbitro, pois se falhassemos muitas bolas , colocassemos bolas no guarda-redes ou no barrote e criassemos ocasiões de golo jogo após jogo se calhar nem nos lembravamos dos senhores de negro, a verdade é que nada ou pouco criamos normalmente à exceção de um lance que o árbitro não marcou...

Quem vos disse que penalty marcado é golo no resultado?...pode não ser..pode muito bem não ser...

Portanto resolvamos primeiro os nossos problemas e depois vamos nos preocupar com quem nos quer foder e ai sim podem contar até com demagogias ou ironias se necessário para enrabar todos os que nos prejudiquem, mas primeiro arrumemos a casa meus senhores...

O gajo do contra

Antes de mais, quero sublinhar que a exibição do Benfica hoje foi digna. Digna de uma equipa com vontade de vencer (coisa que não acontecia há muito tempo), digna de uma equipa que criou ocasiões (coisa que não acontecia há algum tempo) e digna de uma equipa que não perdeu a cabeça (coisa que não acontecia também há algum tempo).

Para ser sincero, não consigo descurtinar nenhum penalty no jogo de hoje. Consigo ver, isso sim um livre indirecto por via de uma entrada de pé em riste do Mateus ao Léo, que o comentador da Sport TV "implicou" num penalty. Nem a mão do Angulo me pareceu mão, nem a mão do Nélson é penalty.

A exibição do Benfica já referida acima era suficiente para ganhar o jogo, mas do outro lado encontrou um guarda-redes que estava inspirado e em dia sim.

As cenas lamentáveis que se passaram no final do jogo são dignas isso sim de pertencerem à cidade em causa e ao seu clube mais representativo. Não são dignas de um Benfica.

As palavras do Presidente, tardias (como sempre) vêm apenas no sentido de tentar já arranjar uma desculpa para um possível falhanço do 2º lugar. Tudo devido à sua estratégia para o futebol, que foi tarde e pouco lesto a resolver.

Repito: A exibição do Benfica foi extraordinária! Não ganhou porque não conseguiu marcar golos! No entanto, ficam aqui os meus parabéns a Chalana e a quem o ladeia. Esses sim, sentem o Benfica!

domingo, 6 de abril de 2008

Proposta aos colegas do Blog

Depois desta vergonhosa arbitragem de Lucílio, lanço-vos uma proposta: em vez de falarmos em questões relacionadas com a direcção do Benfica, falemos daquilo que nos estão a tentar fazer, para evitarem que consigamos alcançar, sequer, o terceiro lugar. Que tal?
PS - a direcção do nosso clube vai ter de atacar Lucílio Baptista. Sem mais. Aquele gajo é um filho da puta. Um grande filho da puta.

ROUBO

Eu contei quatro penalties roubados ao Benfica. Quatro!!!
Mais uma vez o Luchulo prestou vassalagem.
Já não vale de nada porque o cenário está montado para que o Benfica falhe a CL. Mas, ainda que tarde, gostaria de ver a direcção do Benfica defender um grupo trabalho que hoje deu um festivel de bom futebol e acabou por ver o seu esforço ser achincalhado pelo miserável de amarelo.

P.S: Grande jogo do Benfica. Grande trabalho de todos os jogadores e, principalmente, de Chalana.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

A notícia que faltava para a cereja do topo da Gestão Desportiva no Benfica

Katsouranis quer sair do Benfica

Amorim...

Ora aqui está um bom ponto discussão sobre estratégia.

Afinal o Benfica esta interessado no jogador ou não? Porque se está porque não fecha contrato? Existe algo que possa impedir um jogador como o Amorim de se comprometer? Ou será o Benfica na sua ausência de estratégia estará a espera que outros ventos soprem de forma a poder mudar de opnião.

Quanto a vocês que leêm estas palavras não sei, mas isso tudo soa-me a falta de estratégia e trabalhar ao sabor do vento como se a simples contratação de um jogador (mesmo não se pagando luvas a um clube ... ou talvez seja este o problema) possa ser tomada de forma tão leviana.

Negociata...

Para ver se entendem e compreendem as razões e origens das negociatas que empresários mantêm em permiscuidade com a direcção do Benfica, ou será apenas a minha mente mesquinha a ver?...

"Paco Casal acusado de fraude"

Léo..

Finalmente com tantas babuseiras no caminho a previsão de uma boa notícia que terá o dedo daqueles que pertencem à alma Benfiquista, algo para o qual o nosso presidente não teve competência, para não dizer que não queria e teve provavelmente que engolir o sapo.

"Renovação de Léo concluída este mês"

Mais uma vergonha

Depois da brilhante actuação no Restelo, no passado fim-de-semana, Lucílio Baptista volta ao Porto nesta jornada, mais concretamente, ao Estádio do Bessa. Ora, com quem vai o Benfica jogar este fim-de-semana???

Mais uma vez, não ouço palavra alguma de algum dirigente do Benfica sobre o "perigo" de mais uma nomeação imparcial...

O que querem, afinal, os adeptos benfiquistas?

Pergunta o inespugnabile e bem! Pois bem...Mesmo em semana de processos de corrupção, renovações de contrato, fugas ao fisco e afins, o que os adeptos benfiquistas querem é ganhar, creio eu. Além disso, agora tenho de ter cuidado com o que digo, não vão haver mentes mais claras do que a minha certamente, a criticarem-me por falar em nome deles. Assim...
O que quer, afinal ESTE adepto benfiquista?
Este adepto benfiquista quer que o Benfica volte a ser uma referência a nível nacional e internacional. Como é que isso se faz? Bom, meus amigos, eu não tenho nenhuma fórmula mágica, mas penso que se for delineada uma estratégia desportiva, o êxito financeiro será uma realidade com muita maior facilidade do que tem sido até agora.

Como é que assenta a estratégia desportiva? Com uma organização eficiente, profissional e dedicada. Eficiente na medida em que, quer o futebol, quer as modalidades amadoras sejam obrigados a aprender o que foi a história do Benfica, incutindo-lhes a tão famigerada "mística", por forma a quem chegue seja capaz de saber responder às expectativas criadas, para além da necessária qualidade. Profissional, tendo pessoas capazes e competentes que se formaram na área durante ou depois das suas carreiras e que sabem que hoje em dia, o desporto tem de ser regido de forma coerente e profissional. Dedicada, porque o Benfica é uma paixão que se sente. Essa dedicação não pode estar nas mãos ou na cabeça de um sportinguista ou portista, mas sim na cabeça de um benfiquista, porque sente o clube como ninguém, como se fizesse parte da família ou de casa, como se fosse quase um caso de vida ou de morte. Não pode estar dependente do humor de um adepto de um outro clube qualquer, que consoante o dia lhe corre, é assim que decide.

Depois há, obviamente a questão estratégico-desportiva, onde assentará um modelo e sistema de jogo comum a todos os escalões etários, de forma a que, a exemplo de outras escolas de formação de sucesso, se possa rentabilizar os jovens jogadores, integrando-os gradualmente na equipa principal.
Para além disso, a qualidade dos jogadores a serem adquiridos não pode ser feita num supermercado qualquer que exista no Aeroporto de São Paulo ou Buenos Aires, mas sim com uma estrutura técnica capaz de saber ver as necessidades permentes que existem.

Depois, o sucesso financeiro é garantido. Havendo estabilidade desportiva, com a conquista de títulos, é certinho que o estádio consegue estar cheio, consegue levar pessoas a todos os cantos do país e a alguns países do estrangeiro e faz inclusivé, para mal de muitos, a economia avançar.

Finalmente, este adepto benfiquista quer ter um Presidente competente, mas com classe, que se saiba insurgir quando deve, que saiba responder com classe a possíveis problemas causados por outros, e que saiba estar no mundo do desporto.

Não sei se é pedir muito, mas como é para o Maior Clube do Mundo, tenho esse direito, não tenho?

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Desejos...

Usando algumas palavras aqui referidas recentemente tais como o que deseja um simples e mortal adepto do Benfica ou as supostas demagogias escritas pelos Capos culminando com um longo período celibatário na libertação de pensamentos por muitos considerados absurdos ou impossíveis no quotidiano vermelho e na própria reflexão de ideias mal concebidas sem surtirem como efeito publicitário de algo ou alguém com ou necessidade de poder, permitam-me uma pouco de DESEJOS DEMAGOGOS que me passam pela mente idiota sem fundamentalismos hipócritas, ou talvez não...

O meu único e sincero desejo seria, tal como os Americanos fizeram e bem há cerca de 40 anos, saber o caminho para a lua sem lá ter de ir primeiro, pois parece que só depois de fazermos (quem preside ou tem responsabilidades diretivas no Benfica) merda é que sabemos que teremos de ir por outro caminho que não aquele percorrido onde só se verá dejectos a circular nas decisões que provocam arrepios na espinha dorsal de um qualquer imbecil analisando à posterior a infeliz opção.

Mas fazer análises após o resultado das mesmas será muito fácil para quem não decide dirão muitos tal como será pacífico compreender o resultado das mesmas não sendo necessário o uso de gestores de topo para o fazer, sendo o trabalho destes evitar situações que provoquem tudo aquilo que a maioria não deseja ou com o qual se sentirá desconfortável, a não que as mesmas estejam previstas num âmbito de perdas assumindo-as apenas internamente como um General saberá que parte de seus homens nunca regressará de uma batalha, utilizando factores contabilísticas e louváveis ou discursos manobradores de massas "nazistas" contendo a rotatividade de elementos justificando todos e quaisquer atos nunca provocando acusações das mesmas para quem a elas se dirige por exitirem sempre razões superiores e válidas tal como houve nas justificações da invasão do Iraque por parte da NATO.

A verdade é que tudo na vida é confortávelmente governado por pequenas elites para as maiorias (Empresas, Governos, Clubes e claro a nossa querida SAD), que nem sempre cumprem ou decidem de encontro a essas mesmas maiorias.

Não pretendo discutir o jogador A ou B, ou a opção tactica X ou Y, nem mesmo pormenores de opções onde diferentes caminhos poderão ser validados com o mesmo final ou objetivo, as vitórias e os troféus conquistados.

Tal como os antigos povos conquistaram outros mundos ou países raramente se questiona a forma histórica (não confundir com heróica) com que aumentavam os Impérios mas sim o real tamanho e poder desse Império, sendo esta a forma com que algumas equipas aniquilaram outras do sul do nosso país, não podendo nunca servir de desculpa para o insucesso destas (onde se inclui o Benfica) pois são esses Impérios que hoje apenas se poderão confirmar em documentos históricos e por vezes derrotados por povos denominados diminutos ou fracos, ou em que outras vezes foram praticamente autodestruídos como se assemelha o nosso Benfica.

Analogando a metáfora ao nosso futebol e realidade vermelha paremos de nos desculpar (a nós e principalmente de desculpar quem dirige o Benfica) com eventuais questões de arbitragem (pois quem é coitado é o “corno”) pelo que estamos a passar ninguém poderá afirmar que nos anos 40,50,60 ou 70 não estaríamos nós a comandar aqueles pelos quais tratamos hoje por termos delicados como “Bois Pretos” (independentemente da qualidade de jogadores, equipa técnica e dirigentes), e aquilo que dizemos ou pensamos hoje não pensariam os meninos do norte durante essas décadas.

Aquilo que desejaria seria os dirigentes do Benfica mostrassem soluções para as atuais questões provocadas pelos próprios, e que parassem de falar de forma paradigmal onde se afirmam questões onde claramente se definirão como extremos (presumo que não será necessário identifica-las) e onde só se considera património aquilo que tem valor judicial ou imobiliário (por favor não peçam para especificar e usem a cachamona cinzenta), esquecendo que o Benfica é muito mais que uma simples empresa que como qualquer outra o patrão nunca fará ou defenderá aquilo que pretenderão as pessoas emocionalmente ligados a esta, sejam empregados ou não, mas sim aquilo que pessoalmente lhe interessará mais, mediante os objetivos que criou para o cargo que assumiu.

E já agora, alguém conhece o caminho, percurso, estratégia ou soluções para o Benfica no próximo ano, Triénio ou mesmo década, a nível desportivo, financeiro, directivo seja futebol ou modalidades amadoras sem ser os misteriosos discursos onde tudo se sabe e tudo se planeou mas onde ninguém fica a saber rigorosamente nada a mais a não ser a colocação de mais dúvidas dos reais objetivos de que dirige?

Pensem racionalmente ... e vivam emocionamente.

Somos assim!

Numa semana o Sr. Jorge Pinto da Costa é pronunciado por corrupção activa. Na outra, a FC Porto SAD e o seu Presidente, Sr. Jorge Pinto da Costa, são notificados pela Liga para se pronunciarem no âmbito de um processo disciplinar por tentativa de corrupção activa. Depois, o Porto ganha em Belém, no último minuto, graças a um penalti inexistente. O Benfica, por sua vez, ganha em casa, ao Paços de Ferreira, sendo clamorosamente roubado.
Sobre o que falam os adeptos do Benfica?
O que querem, afinal, os adeptos benfiquistas?

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Aí está

Afinal sempre era verdade. O presidente do Benfica não quer ganhar campeonatos.
A malta até já tinha percebido (uns quantos pelo menos) quando, depois dessa catástrofe provocada por Trappatoni, e dos quartos de final da CL alcançados por Koeman, o presidente decidiu reduzir a equipa ao farrapo que é hoje em dia.
Simão? Miccoli? Karagounis? Manuel Fernandes? Geovanni? Alcides? Isso é que era bom!!! Isso é para quem quer ganhar campeonatos. Deixemos isso para o Porto. Venham os Edcarlos, Mini Pereira, Marcel, Manduca, Marco Ferreira, Paulo Jorge, Manu, Luis Filipe, Butt, Zoro e outros de igual quilate.

«Se calhar foi mau para o Benfica ter sido campeão bem recentemente» diz o homem como quem vê além do comum dos mortais.
Se calhar os outros 30 anteriores foram um erro ainda maior, acrescento eu. Assim o mundo não teria expectativas tão altas em relação ao Benfica.

Assim, na medíocridade, poderíamos todos, e em uníssono, elogiar o trabalho de Luís F. Vieira.
Culpemos pois quem fez do Benfica um clube vencedor e o maior de Portugal.

Há uns tempos atrás já o ilustre sportinguista que define as finanças do Benfica tinha dito que o Benfica não precisava de participar nas competições europeias. Agora vem o presidente dizer que ser campeão foi um erro. Está bonito isto.

O Benfica passa então a servir para dar obras a construtores civis, dar dinheiro a empresários de futebol e alimentar a televisão desse outro notável amigo do Benfica, Joaquim Oliveira.
O que interessa é que continue a haver uma equipa de vermelho ao fim de semana no campeonato português para que o pagode continue a encher os bolsos de toda um sistema sinistro que se apoderou do futebol português.

Por muito menos, mas mesmo muito menos, já vi presidentes do Benfica serem postos na rua. Mas isso era no tempo em que o Benfica ainda era o Benfica.

terça-feira, 1 de abril de 2008

Agora a sério! Expliquem vocês estas palavras...

«Se calhar foi mau para o Benfica ter sido campeão bem recentemente», Luis Filipe Vieira, ontem, em Alhandra.

Só uma adenda: O que quer dizer "recentemente"? 3 anos?