domingo, 31 de agosto de 2008

Benfica e Fiorentina

Terça-feira, em Florença, conheci o líder de uma das claques da Fiorentina. Preparava-se, já, para o duelo de hoje com a Juventus.
Entre outras fotografias, mostrou-me mais de 30 com Rui Costa, o seu maior ídolo. Disse-me que além de o considerar o melhor maestro viola de sempre, sabia que o nosso Rui era um homem extraordinário. De seguida canto, a meu pedido, o Batigol! Foi uma experiência extraordinária.
Hoje vi o jogo entre a Fiorentina e a Juventus e não pude deixar de encontrar uma ironia histórica: a nossa Fiorentina esteve a perder e, já com um jogador a menos, conseguiu empatar o jogo nos últimos minutos...
Dois resultados de um a um, em pouco menos de 24 horas... viva a história!
PS - a estreia oficial de Ronaldinho Gaúcho foi estranha: encheu o campo e ... perdeu. Tal como o Real Madrid na Corunha, que não conseguiu contrariar a malapata - os jogadores já entram derrotados?
Scolari, por seu turno, não ganhou o primeiro derbi londrino da sua história. Convém que alguém lhe explique uma coisa simples: aqueles jogos não vão a penalties!

De volta!

Ontem fiz 1000 km para chegar a tempo. Cheguei e gostei do que vi. Não, evidentemente, por causa do resultado, mas, sobretudo, devido ao realismo imposto por Quique Flores após a expulsão de Katsouranis.
No entanto e uma vez mais, saí do estádio com uma sensação estranha, que se adensou durante a leitura da imprensa de hoje: se há penalti sobre Di Maria, o Benfica foi ou não foi prejudicado?

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Di Maria...

A gana com que chegou a Portugal e a forma como assumiu o favoritismo no próximo jogo com palavras doces e tirou as garras para fora provocando o Porto ao ponto de o Jesualdo Ferreira responder-lhe directamente, mostra a mentalidade forte do argentino que eu gostaria de ver ao lado de Aimar, Cardozo e Reys para poder mostrar em futebol a vontade que tem de jogar e principalmente ganhar...

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Publicidade...

É impressão minha ou alguém anda a patrocinar as 1ª paginas do jornal "O Jogo" ??... espero agora por ver é as próximas até sábado, deste e dos outros 2...

terça-feira, 26 de agosto de 2008

O Benfica é isto...

"Já em Vila do Conde, ainda que por números bastante inferiores atendendo à capacidade do recinto (10.660), acompanharam a recepção ao Benfica, que terminou 1-1, 10.426 adeptos.", in MaisFutebol

Palmeiras

David Blanco ganhou a Volta a Portugal em bicicleta, perante uma desastrada prestação da equipa de ciclismo do Sport Lisboa e Benfica.
Como não consegui ver uma única estapa e fui, apenas, acompanhando os desenvolvimentos por sms, seguem duas questões:
- Quem impõe regras na equipa de ciclismo? O patrocinador oficial? O clube? Se for o clube, duas épocas desastrosas não chegam para explicar ao Orlando Rodrigues como é que se ganha uma volta tendo, de longe, a melhor equipa?
- A equipa vencedora não é só do Ginásio Tavira - aliás, grande equipa de ciclismo! -. É, também, do Palmeiras Resort. Agora uma adivinha: quem é que tem interesses imobiliários na região? Serei eu? Serás tu? Será ele?
PS - os meus mais sinceros parabéns ao David Blanco!

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Rui Costa já não vende

Depois de passar uma temporada na Croácia, decidi passar por Florença, onde, aliás, me encontro.
Apesar de ser a quarta vez que por cá estou, tenho sempre a sensação de ser a primeira. Mas vamos a factos:
- na primeira vez, Rui Costa chegara há poucos meses e era um miúdo. Batistuta era um ídolo e os adeptos da Fiorentina desconfiavam do valor de Rui Costa.
- três anos depois Florença estava dividida: metade Batigol, metade Rui Costa. Era um herói local.
- Uns tempos depois, Rui Costa, já no Milan, continuava a vender camisolas em todos os postos de rua - quem conhece Itália sabe que não há quiosque que não venda uma camisola de futebol-. Quer camisolas viola, quer rossoneri. Sempre com o mesmo nome: Rui Costa. O mesmo se passava em Milão,
Hoje fala-se de Rui Costa com saudade, mas com algum sentimento de tristeza: há adeptos que consideram que Rui Costa devia estar no clube que o ama e não no clube que o criou.
É assim com profunda tristeza que recebi, aí de Portugal, algumas críticas ao empate em Vila do Conde - que, com Xistra a apitar, foi uma grande vitória! -, responsabilizando, já, Rui Costa.
Caso não se importem, os tifosi viola solicitam alguma vergonha na cara.

Os pequenos detalhes

- Em Vila do Conde, à passagem do minuto 52, Evandro carrega Quim na pequena-área do Benfica, após um canto. Ainda atabalhoado, a bola continua a ressaltar na área até que vai parar aos pés de um jogador do Rio Ave que remata à baliza e Quim volta a defender para canto. Carlos Xistra não marca falta e aponta para o canto. Na sequência do mesmo, golo do Rio Ave...

- No Dragão, não foi "um passe em profundidade", como costuma dizer esse lírico do futebol chamado António Tadeia, mas sim um valente despachar de bola para a frente. Nas imagens, vê-se Lisandro Lopez a cair, mas mesmo que continuasse a correr, não chegaria à bola. Soares Dias foi peremptório: falta e segundo cartão amarelo para o jogador do Beleneneses. Convém referir que 5 minutos antes, o Belenenses tinha criado duas situações de perigo para a baliza do FC Porto quando o resultado ainda estava em 1-0...

sábado, 23 de agosto de 2008

Os telegramas podem ser enviados para o Estádio da Luz

O Benfica tem dois campeões olímpicos e uma vice-campeã. Obrigado pelas referências, quer nos blogs, quer na comunicação social, a estes factos.

Daqui a 4 anos damo-vos mais uma ou duas alegrias. Obrigados.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Antunes...

Sr. Scolari seria assim tão difícil encontrar um defesa esquerdo???... Parece que tinha medo de o testar... esperemos pelos próximos jogos para rever a regularidade e prestação de Antunes..

Di María...

Mas será que o Di María saiu na rifa para não se ter que falar no Quaresma?...

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Pequim 2008 (também opino!)

Ontem, enquanto bebia umas cervejolas com dois croatas, fanáticos de desporto e do Dinamo de Zagreb, um deles perguntou-me uma coisa porreira: quantas medalhas ganhou Portugal (é evidente que os atletas é que ganham medalhas, embora os chulos que gravitam à volta do projecto olímpico não percebam isso...) nos jogos?
Respondi, amavelmente, que uma e de prata!
O outro riu-se e perguntou-me como é que o país do Cristiano Ronaldo e do euro 2004 não consegue mais medalhas... ao que respondi com dois factos e uma evidência:
facto 1 - os subsídios para atletas de alta competição andam perto dos 1200 euros;
facto 2 - não há em Portugal desporto escolar público (É UMA VERGONHA! UMA VERGONHA!)
evidência - Portugal é um país de fotografia sepia e de postais de praias.
Os croatas viraram-se para mim e perguntaram-me se queria beber mais qualquer coisinha, que eles pagavam...
PS - não critico um único atleta português que, no meio dessa confusão a que chamamos país, tenha conseguido ir aos Jogos. Isso, no meio desse marasmo, já é uma marca.
PS 2 - Força Évora!

Pequim 2008...

Muito se fala sobre os objectivos não alcançados neste Jogos Olímpicos.

Há quem afirme que seja a pressão em demasia, e o peso da responsabilidade por se ter apostado em grande, mas a verdade é que os resultados não apareceram.

Analisando friamente a comitiva e seus resultados terá de se verificar e rever a sua forma de financiamento.

- Em Barcelona’92 tivemos 101 atletas, Atlanta’96 superamos para 107 , Sidney fracassamos com apenas 62, mas em Atenas’04 subimos para 81 tendo voltado a descer em Pequim '08 para 78 independentemente do valor investido ter sido o maior de sempre, cerca de 13 a 14 milhões de euros.

-Perante este facto o COP deveria ter-se perguntado mesmo antes de viajar para a China o porquê de ter-se feito o maior investimento de sempre e existir a mais pequena comitiva dos últimos 16 anos (exepção feita em Sidney com 62 atletas), sendo que investir por investir não provoca os resultados que se pretende e se olhassem para o futebol já teriam percebido que investimento não será igual a retorno em troféus.

-Mesmo tendo uma das comitivas mais pequena dos últimos 5 Jogos (é o que a comunicação social deveria explicar à plebe em vez de dizer que é das maiores de sempre) poderíamos ter alcançado mais medalhas que as obtidas (até agora apenas a prata de Vanessa), mas os resultados não apareceram, uns por azar, outros por aproveitamento e relaxamento dos próprios atletas.

-Não se pode admitir que um atleta seja financiado ao longo de 3 anos para ir ganhar dinheiro a todo o tipo de provas internacionais e onde alguns sejam líderes no ranking mundial não figurar não 20 primeiros do Jogos.

Sugiro neste caso que se opte por um formato misto e individual sendo que todos os atletas deverão receber consuante o seu nível definindo-se patamares de exigência e correspondentes ao seu financiamento (mesmo que para isso tenham que treinar fora do país visto que o estado não cria condições para a evolução de algumas modalidades), sendo que terá de existir uma reserva para os atletas mais jovens que poderão aparecer e garantir os mínimos para os próximos Jogos.

Todos os atletas terão objectivos individuais e separados, onde os medalhados poderão subir de patamar financeiro ou descer até ao valor zero (ou seja suspenção do financiamento), dependendo da sua prestação ou mesmo presença (onde a não presença obrigaria a devolução do financiamento) o seu suposto contrato para os próximos 4 anos e jogos seguintes ficando clarificado a obtenção do seu financiamento para os jogos seguintes dependerá da sua prestação nestes mesmo jogos.

Apenas uma forma estruturada e claramente definida para Governo, COP, Federações e Atletas permitirá retirar a pressão e as palavras políticas sem garantias ou promessas de medalhas sendo que desta forma mais facilmente haverá atletas a suar nas provas do que a passear nas ruas de Pequim não se podendo exigir nada mais do que foi estabelecido e sabendo o atleta que quanto melhor se preparar e conseguir atingir os seus objetivos melhor retorno terá até para a preparação das suas provas privadas??

E que tal pensar em ter um valor definido para prémios de recordes nacionais e internacionais?..não trouxemos muitas medalhas mas houve atletas que bateram os seus recordes e bateram recordes nacionais, e isso terá de ser valorizado financeiramente...

Talvez assim apareçam mais atletas com mínimos (nisto sim deveriam se preocupar e não com as medalhas) porque se queremos resultamos teremos de criar condições para isso, caso contrário perguntem aos 5 países mais medalhados quanto gastam por ano nos seus atletas e nas instituições ou federações que os apoiam e podem fazer as comparações em investimentos e retornos...

Não se deve vender Di Maria abaixo da cláusula!

E mesmo que a paguem, devemos fazer tudo para convencer o menino a não aceitar. Se já é o que é, com um ano de Quique poderá ser muito mais.

Angelito, fica!

terça-feira, 19 de agosto de 2008

é o cagar a rir*

Hoje, enquanto tomava banho entre um hotel que foi bombardeado e um campo de minas, bem ali ao lado do Montenegro, lembrei-me do Vitória de Setúbal, clube de que muito gostei e representante de uma cidade que amo, e da sua agonia: já não lhe bastava ter meia equipa emprestado pelo amo, ainda teve de pedir ao Papa para que o representasse num sorteio internacional... Pelo menos a sul das balcãs, meus caros, há orgulho!
PS - chegar ao apartamento e aperceber-me que o conselho de arbitragem nomeou Carlos Xistra, o novel cunhado de Coroado, para o Rio Ave - Benfica, dá-me vontade de entrar por um campo minado a dentro. Estão a brincar com quem, ó seus grandes filhos da puta?
Recordo-vos que o Coroado já nos começou a foder um campeonato em Agosto, em Vila do Conde! O Quique já vos começa a meter medo?
Melhor, melhor ainda, foi quando soube que o filho do Soares Dias prepara o caminho do tri. Repito: grandes filhos da puta!
* expressão sadina.
PS 2 - Se a Bóznia, meus caros, é um problema... a Herzegovina é um problema muito maios... A Europa ainda tem muito que crescer!

Confirma-se

Já aqui tinha escrito a minha fé de que este era o ano de Angelito Di Maria.
Já aqui tinha confessado o meu receio de que Di Maria não regressasse ao Benfica após os Jogos Olimpicos.
Hoje aparecem as primeiras notícias sobre o apertar do cerco dos tubarões europeus ao nosso nº 20.

É de facto inevitavel que Di Maria deixe o Benfica rumo a um colosso que lhe dê os rios de dinheiro que o seu talento merece. Mas não este ano.

O Benfica e os benfiquistas merecem pelo menos mais um ano de Di Maria.
Não entendo que o Benfica deixe sair o jogador sem que este nos brinde com o despertar de um talento enorme.

Haja arte e engenho para segurar aquele que, quanto a mim, será a chave do sucesso do Benfica este ano. Internamente mas também na Europa.

A nossa Comunicação Social

Adoro a forma como o Benfica trata a Comunicação Social e como se deixa chegar a este ponto.
Hoje é notícia de que Nuno Pereira foi proibido de frequentar as instalações do Benfica e que por isso, a SIC vai fazer uma queixa à Entidade Reguladora da Comunicação.

O problema é que o Benfica é muito grande. Para quem não sabe, a RTP não entra no Centro do Olival, em Vila Nova de Gaia, assim como outros orgãos de comunicação social. Queixas ouvidas? NENHUMAS!!! Queixas apresentadas? ZERO!!!

Depois queixem-se...

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Suazo?

Há uma Europa que se quer europeia, que tem campos trilhados e minas na beira. Nessa Europa, que se quer europeia, ama-se o futebol, como se fosse a pátria a chuteira e a bola a redenção.

Apesar de tudo isso e uma vez que por cá ficarei um tempo mais, 90% do meu tempo é a pensar nas notícias que os meus amigos me trazem do Glorioso... tal como a carta do Chico, perdão, a música que, no fim, era uma carta...

Quem é o reforço? É um jogador...

abraço

PS - A medalha da Vanessa é uma medalha que vale tudo. Vale, aliás, o seu peso em ouro. Não vi a prova, nem verei o Nélson e a Naíde a ganharem outras tantas - já nem conto com as da vela, que já as tenho garantidas -. Mas brindei, por ora, a uma medalha que me emocionou. Não porque não acreditasse, mas, sobretudo, porque Pequim é Pequim e os jogos, quando se carrega um país em cima e as frustrações do povo nas costas, costumam toldar.

Bravo Vanessa ... e em Londres, seja a adidas ou a nike, cá estarei (estaremos?) para te elogiar.

domingo, 17 de agosto de 2008

inespugnabile perdido nas balcãs anuncia:

em breve o Benfica terá um reforço... muito em breve...

O 4-4-2

Estive na sexta-feira na Luz a presenciar o Benfica e o tri-campeão italiano, treinado pelo melhor treinador do Mundo e fiquei mais ou menos satisfeito.
Mais porque:
- O Benfica mostra muitos aprefeiçoamentos ao nível de troca de bola (que era uma coisa que não houve em alguns anos)
- O Inter apresentou-se com Ibrahimovic, Figo e Mancini na frente, para além de um super-Zanetti e de uns utilíssimos Stankovic e Muntari
- O Benfica ataca e defende muito bem pelo lado esquerdo
- Foi um jogo de alguma qualidade técnica
- Foi uma justa homenagem ao Rei

Menos porque:
- O lado direito do Benfica está em sub-rendimento claro. Nem Maxi ataca ou defende como deve ser, implicando com que Rubén Amorim tenha de o compensar muitas vezes, para já não falar em Yebda, abrindo assim espaço no meio do terreno.
- Ainda falta qualquer coisa no sistema implantado por Quique Flores, porque muitas vezes, o posicionamento adiantado de Aimar impossibilita o "pensar" do jogo do Benfica, tendo assim a maioria das vezes de optar pelo lado esquerdo do que pelo lado direito, facilitando assim as marcações dos adversários

Mesmo assim, a réplica que foi dada, mais na primeira parte do que na segunda, augura um bom presságio para a época que se avizinha. Cardozo está em grande forma, Urreta é uma agradável surpresa e até a dupla Luisão-Katsouranis já parece ter esquecido aquele triste episódio de Setúbal.

O 4-4-2 imposto pelo espanhol carece assim de uma vitalidade maior do lado direito para que seja verdadeiramente dinâmico e acompanhe a energia do lado contrário.
O próximo jogo com o Rio Ave é um teste sério a esta metodologia. Nos Arcos, a equipa de Vila do Conde estará certamente à espera de aproveitar as fragilidades concedidas, pelo menos até agora, do lado direito da defesa encarnada, para poder surpreender em contra-ataque. Veremos como Quique poderá remendar esta questão...

P.S. Por falar em 4-4-2, o meliante mais culto da blogosfera portuguesa em termos de futebol decidiu nao compreender uma piada e insultou o bloggeiro de serviço a este post. Como tal, e não querendo cair no ridículo como ele caíu, abdico de o insultar, não querendo contudo deixar de dizer que quem se preocupa em ver os outros indignados com as suas palavras não merece mais do que ser confortado porque é um sinal claro da sua demência intelectual...

sábado, 16 de agosto de 2008

Eusébio Cup

Ponto prévio. O Benfica defrontou ontem uma de um calibre que dificilmente voltará a encontrar esta época.
O Inter é tri campeão italiano, tem uma estrutura montada há vários anos e é orientada este ano por Mourinho.

O Benfica demonstrou defeitos e virtudes como fez questão de salientar Quique Flores.
A defesa parece já bem oleada e eu sou daqueles que defende que uma equipa se constrói de trás para a frente.

Alcançado este primeiro objectivo é fundamental criar rotinas ofensivas e estas ainda não estão devidamente consolidadas.
O tempo de trabalho ainda é curto, as peças não chegaram todas ao mesmo tempo e do meio campo para a frente que ontem jogou apenas Cardozo cá estava no ano passado.
Ainda assim o Benfica criou oportunidades e já demonstrou algumas movimentações interessantes.

Falta agora mais um mês ou dois de trabalho, um avançado móvel e... Di Maria.
Com Reyes, Aimar e Di Maria podemos sonhar.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

1 Euro

Era o preço que eu estipulava para quem quisesse ver o treino do Benfica.
Assim, os aplausos, os bruás, os assobios e tudo o que acontece num treino no Seixal teria o seu motivo de justificação.
Além disso, seria dada a prioridade aos sócios. Com dois treinos pagos por semana, à média de 1500 pessoas por dia, dava no final do mês, cerca de 12000 Euros, ou seja, o suficiente para pagar um salário de um jogador como por exemplo Urretavizcaya.

Não era uma má ideia e poderia resultar. O que acham?

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

É inevitável

Não há dia ou post que não fale sobre o Benfica! Para quem se diz do V.Guimarães...

A gestão 2008/2009 do Benfica

Começo por dizer que não embandeirei em arco com a exibição do Benfica do último sábado. Teve bons momentos, trocas de bola, algum domínio territorial, mas continua a mostrar algumas falhas, e ao contrário dos comentadores da TVI, que devem perceber tanto de bola, como eu de pesca, não sei como se consegue mudar de opinião em tão pouco tempo durante uma partida.

A época desportiva de 2008/2009 do Benfica tem um condão muito simples e uma explicação fácil de dar: esta época, as coisas estão a ser pensadas e tratadas por pessoas que conhecem, entendem e sabem de futebol, em vez dos construtores civis que tivémos no Departamento alguns anos, que como prezados construtores civis, vêem sempre mais além uma comissão que possam agarrar para eles próprios.

Vejamos as contratações do Benfica para este ano (pelo menos, até agora):
- Jorge Ribeiro (defesa-esquerdo)
- Sidnei (defesa-central)
- Yebda (médio-defensivo)
- Ruben Amorim (médio-defensivo)
- Carlos Martins (médio-ofensivo)
- Aimar (médio-ofensivo)
- Urretavizcaya (médio-ala)
- Balboa (médio-ala)
- Reyes (médio-ala)

Não conto com Filipe Bastos e com Miguel Vítor, que já pertenciam ao plantel.
Falta um avançado e um defesa-direito para o Benfica ter o plantel fechado, pelo menos no meu entender.

Como já me disseram várias vezes no decorrer da pré-época, o Benfica este ano vai ganhar zero outra vez, ainda por cima perdendo alguns dos jogos da pré-época. Eu penso o contrário. É na pré-época que se tem de perder os jogos, para se ver onde está o erro e assim corrigi-lo quando for a altura certa (em competição).

Também não ganhávamos nada, porque estávamos a comprar mais uma data de jogadores às carradas e o entrosamento e tal, as equipas não estabilizam, etc. A título de exemplo, deixo-vos o link da equipa do FC Porto 2002/2003, treinada por José Mourinho, que foi materializada para ganhar a Taça UEFA, Champions League e dois campeonatos. Convém referir que das contratações efectuadas, 4 delas foram titulares absolutos nessas campanhas: Paulo Ferreira, Nuno Valente, Maniche e Derlei.

Quero com isto dizer que os métodos são trabalhados e não é comprando carradas de jogadores (como se diz...) que a equipa não rende. Curiosamente, no jogo de apresentação frente ao Feyenoord no último sábdo, eram 5 as caras novas no Benfica, relativamente ao ano passado: Aimar, Urreta, Carlos Martins, Yebda e Ruben Amorim. Continuaram lá Luisão, Quim, Katsouranis, Léo, Cardozo e Maxi Pereira. Portanto, não digam que a revolução custa assim tanto.

O problema de Rui Costa (um dos maiores) é colocar os "restos" ou tentar despachá-los. Não é fácil ceder um Luís Filipe, um Maxi Pereira, um Mantorras e os outros 30 que os construtores civis para lá colocaram servindo-se do clube como se de um entreposto fosse.

Para além disso, a qualidade dos reforços apresentados (Aimar e Reyes são bons exemplos) aliado a alguma experiência dos anos anteriores, bem como a capacidade técnica do treinador fazem com que o Benfica a médio-prazo seja finalmente competitivo como o foi há bem pouco tempo.

Poderia falar de mais coisas sobre a gestão do futebol, mas isso, para já, deixo para quem sabe...

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Expectativas...

Com os nomes sonantes e as possibilidades de bom futebol aliadas à capacidade de luta por títulos colocadas em cima da mesa, a espectativa disparou e prevejo finalmente ver um estádio da luz sempre cheio semana após semana...

Será que vamos fazer a nossa melhor época de sempre em publico?... pois isso irá ver-se refletido a nível financeiro na equipa e com a contratação de reyes assegurada para a próxima época por 5,5 milhões (espero que desta vez gastem o dinheiro), a base para os próximos 3 anos está à vista sendo que ilusóriamente esperamos vê-la refletida com algo mais que luta e vitórias...

Mas vamos esperar pois ainda mais estão para chegar....

P.S.- Finalmente apareceu alguém com visão, que sabe que apenas com uma boa equipa técnica aliada a grandes jogadores o Benfica poderá novamente renascer...

Reyes...

Estou contente por ter chegado sendo uma mais valia para a equipa, mas não deixei de considerar interessante a aquisição de 25% do passe de Reys pelo valor de ordenado que este aufere por ano. Coincidência ou negócios complexos?

Já só falta Garcia...

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Eheh!

O meliante habitual da blogosfera deve estar a espumar de raiva... Um protocolo entre o Benfica e o Guimarães? EHEHEH!

a caminho de férias - hoje é que é...

Durante três semanas vou andar em parte incerta... Espero, quando voltar, poder festejar em grande!
Entretanto uma dica: falta ao plantel do Benfica um lateral que feche bem no meio, que jogue de cabeça e que saiba defender. Há algum no mercado? Eu descobri um!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Enquanto as férias não começam...

... digo-vos que me encontro fascinado com uma perspectiva avassaladora: Aimar, Reyes e Garcia...

Se lhes juntarmos Cardozo e Urreta, isto promete! E de que maneira...

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Começa a ser sina

Para quem tem jogadores como Yebda, Urretavizcaya e Balboa, nada como contar com um Mohma, mas especialmente pelo sr.12 milhões, de quem ele tanto gosta de falar...

Corrupções...

Acho piada a rapidez de umas coisas e a distração de outras...

O Gil Vicente foi mais uma vez apanhado nas malhas da justiça sendo que desta vez foi a corrupção.

É assim a vida do portugal dos pequeninos ...

Observações...

Porque é que os jogos do Porto não dão em canal aberto??...mera coincidência?

E já agora qual a real razão para Quaresma não jogar??..Quem faz birra Jesualdo ou Ricardo?

E tanto silêncio do outro lado da barricada deixa-me preocupado...

Notas...

Espero que os jogos sejam esclarecedores para Quique tal como o serão para quem na bancada observa a evolução ou não de alguns jogadores.

O jogo em si poderá não ser profundamente esclarecedor para quem observará os jogadores diaramente, pois o dia a dia de um plantel será totalmente diferente de um simples jogo onde raramente um jogador fará mais que 45 minutos.

Devo constatar que não entendo como é que jogadores que pretendem ser titulares no Benfica não cumprem os programas de férias e chegam aos treinos numa forma física anormal e propicia a lesões não entrando em disputa com colegas de posição.

Saliento as prestações de Sidnei que gostei muito apesar do lance do golo em que esteve envolvido, pois é jogador com sentido posicional, não é lento, sendo que espero poder observa-los mais vezes, mas gostei do que vi.

De Carlos Martins espero que faça no Benfica algo parecido a Simão, que fez toda uma carreira no Sporting e apenas venceu no Benfica, pois parece querer assumir-se como titular ao lado de Aimar e a sua evolução parace bastante positiva.

Não creio que Makukula seja uma mais valia técnica embora tenha esperança que seja fincanceira (nem que seja para o maritimo)... ao contrário de Urreta que supera em tudo Makukula menos na altura que compensa com a parte de ter "pezinhos" para jogar, pois não é tosco nenhum.

E Filipe Bastos é jogador para o lote dos 25, pois para a idade que tem faz jogar, traz serenidade, posse de bola e sobe o nível técnico de jogo onde junta a sua visão e posicionamento com ou sem bola.

Não se viu muito mais para além da tentativa de assimilar alguns conceitos tácticos e posicionais que Quique transmite sendo este um trabalho lento e paciente que em certas altura deverá irritar Quique, mas acredito que muito mudará até ao dia 15 apenas com estes jogadores.

Está a chegar a altura de dissipar as dúvidas (para quem as possa ter) e dispensar quem só atrapalha para poder elevar os níveis de execução de todos os conceitos de jogo que se pretende implementar.

Mas ainda faltam 20 dias para a competição oficial...

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Azenha...

Carlos Azenha está livre...

O que me faz confusão neste país futebolístico é que ninguém aproveite as capacidades, conhecimento e experiência dele após assumir que sai do Porto para abraçar um projecto sozinho, preferindo-se treinadores que nada de novo fazem ou produzem, fracos na cultura, conceito e inovações futebolísticas...

Como ferrenho Benfiquista que eu sei que é tambem tenho pena que o Benfica não possa ter alguém com os seus conhecimentos nos seus quadros, mesmo não sendo na primeira linha gostaria muito de o ver a trabalhar no Seixal...

Só espero que este companheiro do nosso Toni consiga crescer na linha da frente pois talvez um dia o veja na luz numa posição que nunca teve, pois só precisa de ser atirado aos lobos tal como Mourinho foi atirado no Benfica...

Torneios...

Até segunda feira vamos andar atentos ao Benfica de uma forma mais analítica, pois as espectativas que se colocaram em cima da mesa este ano, com uma total revolução e remodulação de vários níveis, provoca um estado de alma renovado que em tempos andava sem esperança e adormecido.

Primeiro espero que na terça-feira sejam encaminhados de uma só vez todos os jogadores que claramente não interessam e sinceramente estou curioso para saber deste lote qual a "besta" que vai ficar (porque vai haver quem não interesse e fique), sendo errado se não absurdo continuar após segunda-feira com jogadores dispensáveis no plantel, por todas as razões inerentes a própria gestão do plantel e as questões do próprio mercado.

Depois espero ver qual a evolução da equipa como equipa (embora a análise individual também seja fundamental) e da sua assimilação de rotinas, posições e atitutes tal como vi em alguns júniores (e outros que iniciaram o trabalho desde o 1º dia) em jogos anteriores, e se o nervosismo de ser dispensado desapareceu para que outros possam mostrar melhor o seu valor (embora alguns não saibam mesmo mais que aquilo que já mostraram).

Tal como referiu Rui Costa prevejo que alguns jogadores novos possam chegar até ao jogo do Inter dia 15 (se não me engano) sendo que até la muito terá de evoluir o Benfica como equipa e esse sim, será um grande teste contra uma grande equipa que têm um grande treinador, para demonstrar estar preparada para o inicio brutal que nos espera no campeonato sabendo nós a necessidade de não descolar do primeiro lugar nos primeiros 10 jogos para não perder o barco, mas onde a chegada desses novos jogadores podem equilibrar a equipa e trazer mais valias.

Nestes novos jogadores estão em cima da mesa Garcia (que parece que chegará mesmo, mais cedo ou mais tarde), Belleti e Codina, mas isto apenas se não sair mais nenhum jogador, sendo que considero que o Benfica precisará de mais jogadores que estes embora não sejam muitos mais, se não vejamos.

Embora muitos digam que a defesa é que tem errado a verdade é que se começa a defender no meio-campo, sector este totalmente remodelado e ainda longe de funcionar em pleno, sendo que não vejo porque Luisão, David Luiz, Miguel Victor e o recém chegado Sidnei que não conheço (e a possibilidade de Katsouranis) não possam chegar para as encomendas sendo que continuo na esperança de ver um defesa esquerdo chegar para o lugar de Jorge Ribeiro que pretendo ver encaminhado, visto que poderá existir a possibilidade de Nelson ter concorrência que também espero que não seja Maxi Pereira, e que não exista receio de ter alguém com idades idênticas as de Leo.

Concordo com a chegada de alguém para concorrer com Moreira e Quim mas dispenso a utilidade de Moreto tal como concordei com a saída de Bruno Costa.

Para além disso a maior dúvida reside nos alas puros, que temos 2 mas a pergunta será se não precisaremos de mais ?.. aqui espero pelos próximos 2 jogos para compreender melhor o que pretenderá Quique Flores pois a decisão passará sempre por ai, o que objectivamente pretenderá implementar, mas de certa forma considero que gradualmente poderemos chegar a dia 15 com o plantel fechado, mas considerando que fundamental não serão os jogadores que estão para vir mas que estes que treinam consigam assimilar e executar os conceitos e mentalidades de Quique.

P.S.- Jogadores com idades idênticas as de Petit deveriam chegar da mesma forma que Petit chegou à Alemanha ou seja a custo zero, mas a ver vamos o que o futuro nos reserva, e não será que as constantes palavras de Luisão apelam não a uma saída mas apenas a uma revisão salarial???