quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Mais que um derbi!

Um Sporting - Benfica é o derbi dos derbis.
É o dia histórico em que o povo republicano se desloca a casa dos ressabiados da monarquia, em que o reviralho e demais democratas se deslocam aos domínios da elite fascista, em que, enfim, os que os sustentam, vão ao lar dos decrépitos capitalistas, que, com a sua parca inteligência, carregam o gene da sua destruição.
Normalmente, meus caros, gostamos de lá ir ganhar. Não é por nada, é por tudo!

12 comentários:

Pain disse...

Post da semana.

Mister D disse...

Gostamos de lá ir ganhar, e muitas das vezes, não nos custa nada...De tão fraquinhos que são...

piazzanuova disse...

Ou: O Estado Novo recebe o Estado Democrático de Direito.

Kaiser disse...

Parece que andamos a financiar a Liga...sigam mais 2300 aéreos...

editor69 disse...

Epá essa agora dos ressabiados da monarquia não entendi...
mais...o povo...esse...NUNCA foi republicano...mas enfim...
se tiveres dúvidas de mim...ver aqui...http://blogaleste.blogspot.com/

Abraço.

editor69 disse...

E digo-te até mais...
praí 80% dos monárquicos que conheço são BENFIQUISTAS*...e esta hein?


*E não...não são 4 ou 5...são mais do que se tem por norma gozar...

A ver se o meu ressabiamento monárquico me permite ganhar e humilhar os "queques fassistas"...ahahah...esterotipo também meio manhoso...mas...!


Saudações monárquicas e BENFIQUISTAS!

Capo Rosso disse...

editor69: quem fala assim não é gago.

Para mim, é acima de tudo a deslocação de um Colosso a um pelintra engalanado COM A MANIA que é fino... A elite?
Lembram-se do Telomo e do Marco do Grande Big Brother? Pois eu lembro-me de os ver como convidados "de honra" num derbi de há uns anos.
Uns pelintras que, só porque tinham água quente nos balneários, pensaram possível destruir um grande culbe, levando para o duche alguns que, pela fraca estatura moral, não serviam (em minha opinião) para jogar no Glorioso.
Uma cambada de pseudo-nobres que só se sabe queixar. Que ganhou todos os jogos com mérito e perdeu todos por azar ou injustiça (esta mais que o azar).
Um bando de gente perdida, que na hora da derrota fica sentada na bancada a olhar o infinito, como quem diz : "como é que isto foi possível? Com a grande equipa que temos..." (confesso que é das imagens que mais alegria me traz).
Uma corja de hipnotizados que vive na ilusão de ter praticado "o melhor futebol do país nos últimos 30 anos", alegrando-se com essa vitória pífia...
Enfim, eu chamo-lhes só uma coisa, para resumir isto tudo:

LAGARTOS.

editor69 disse...

AHAHAHAHAHAHAHA...mesmo...
nem mais...e digo te até mais...
são uma espécie hibrida...
lagarto-hiena...
só quando mais que um é que tem coragem de "morder" os outros...
os MAIORES...
Deus me permita sábado passar por eles sem sequer me referir que ganhei...pois quando lhes ganho...
o meu silêncio deita-os completamente ao chão...aos meus amigos pelo menos...
Abraço!

inespugnabile disse...

Meu caro,

Não é nada contra os monárquicos. É contra os ressabiados da monarquia que, como sabem, foram dirigentes do Sporting nos primeiros anos da sua história. Depois, como sabeis, vieram os fascistas - o que já foi explicado num post anterior -. Por fim os elitistas do capitalismo, senhores de Cascais e arredores.

História de merda!

PS - evidentemente que muitos monárquicos são benfiquistas. O que não quer dizer que tenham razão duas vezes...

Capo Rosso disse...

Atenção meus amigos, que fique claro:

Eu não sou monárquico, nem deixo de ser. Nos dias que correm sou, acima de tudo, um gajo desiludido com todo o tipo de sistemas políticos e financeiros... um gajo preocupado com o que o futuro reserva aos meus (aos nossos)... um gajo que quer, cada vez mais, que não o chateiem.

Mas nunca, e posso dizer: NUNCA, deixarei de ser um Benfiquista (e cada vez pior desta doença).

No Name Saint disse...

Não é nada contra os monárquicos, mas esse tipo de comentários não serve para nada.
Só serve para cimentar um mito em que muitos benfiquistas já vão acreditando, que o Benfica é o clube do povo - no sentido de povinho/labregos.
O Benfica é, isso sim, o clube do Povo (com Pê grande), ou seja, de todos.
E o Sportém não é o clube dos Nobres e da elite, é o clube dos elitistas, o que é bem diferente.
O Conde da Praia não foi o melhor presidente que alguma vez tivemos? É alguma vergonha? E também lá tivemos tipógrafos anarquistas, e isso também não é vergonha nenhuma. Os únicos que nos envergonharam eram os que fingiam ser o que não eram, os Vales e Azevedos que se armam em lordes, os Damásios com as suas mansões de novo rico em Cascais a gastar 5000 contos do dinheiro do Benfica em Charutos e levar comitivas à borla pela Europa.
Um tio-avô meu, benfiquista desde sempre, atleta do Benfica e presidente de uma secção, dizia que o Benfica reflectia a verdadeira monarquia portuguesa, um clube onde todos se integravam, onde todos estavam como irmãos, apesar das diferenças que existiam entre eles, por um ideal comum. Num caso a pátria, noutro o Benfica.
Os do Sportém é que têm a mania que são um clube "diferente". A nossa força vem do oposto vem da igualdade e da união pelo Benfica. Se começarmos a dar força a um mito ranhoso que eles inventaram, só nos prejudicamos. O Benfica está acima de tudo isso e muito, mas muito acima desses otários de Alvalade.
Saudações Benfiquistas de um monárquico convicto.

editor69 disse...

Nem mais...
e com isto creio que fechaste a loja...
Abraço!


É para ganhar Caral**!