domingo, 21 de junho de 2009

Entrada

Agora que a refrega está adiada e quiçá pendente, felizmente uma pausa, importa falar do treinador.

Jorge Jesus tem potencial para se tornar um treinador de referência no Benfica.

Porquê?

Porque aquela bravata e raiz popular são características da matriz genética do Sport Lisboa e Benfica. Não do Benfica da Blogosfera, que apesar de benfiquista ser, é ainda relativamente pequeno comparado com o restante universo benfiquista (daqui a uns anos não será assim). Mas do Benfica real. O dos velhotes barrigudos, dos operários, dos jovens de todas as classes sociais, o das conversas de tasca regadas a litradas de vinhaça e imperial acompanhadas do "tramoçinho", etc. Até agora o argumento parece-me pacífico. Mas falta o resto. E não é pouco.

Jesus brilhou a grande altura perante a massa adepta ao inteirar-se quanto antes da vivência diária do Clube: Juniores, Futsal, enfim, como o bom benfiquista passou o dia na Luz. Jesus passou o dia na Luz...(dá mesmo para sorrir enquanto se escreve isto), mas tentando ser sério diria que se as capacidades técnicas dele forem 45% da capacidade que revelou em tentar ser mais um do Pluribus, estamos muito bem servidos. E não cai nada mal a uma massa adepta cuja grande maioria advém da classe trabalhadora ver que, o seu treinador que advoga princípios de trabalho e disciplina prescinde das férias para se lançar ao trabalho. Até pode ser fantochada, mas cai bem. A mim pareceu-me que não, mas tenho de esperar para ver.

Em suma, gostei. E parece-me que vou sorrir bastante durante as próximas conferências de imprensa. Desde que ganhe...mas aquele jeitinho "pintas" é, à falta de melhor termo: Impagável!

Boa sorte, Jesus! Melhor sorte, Benfica!

5 comentários:

Pedro disse...

Jesus é o segundo melhor treinador português da actualidade. É alguem que está a par das novidades tecnico-tácticas, estuda o futebol, aplica esses conhecimentos e pôe as equipas a jogar um futebol de conquista, um futebol q quer vencer.

Conhece muito bem a realidade nacional e isso é, logo à partida, uma vantagem q nenhum estrangeiro consegue ter.

Eu acredito em Jesus (lol)

R. disse...

Parece-me uma boa aposta! Já tinha referido que é dos poucos treinadores que nos permitem queimar diversas etapas, nomeadamente - conhecimento do plantel e do campeonato português!

As conferências de imprensa serão sempre com um sorriso - veja-se o foda-se da apresentação (3.45 deste vídeo http://www.youtube.com/watch?v=BLTxZGdh8i8) - mas no capítulo técnico e é esse que me interessa, acredito sinceramente que consiga fazer o Benfica jogar à bola e oxalá recupere alguns patinhos feios dos quadros do clube!

Vontade não lhe faltará, espero que apoio também não!

Jesus benvindo ao Inferno!!

Capo Rosso disse...

Nesta altura, e como já disse anteriormente, Jesus é o MEU treinador, porque é o treinador do GLORIOSO.

Confesso que sempre me mostrei dividido entre a admiração pelas suas equipas e a estupefacção pelo seu aspetco de chulo com penteado à David Coperfield... Acho que ao BENFICA no seu sentido lato, assenta que nem uma luva. Afinal, entre o Presidente e o Jesus as diferenças são apenas o bigode e o tamanho das orelhas. Somos o clube do ovo, não podemos ter melhor... Já se fosse lagarto e tivesse o paulo bento (ainda por cima águia de prata), não sei se ficaria contente. AfinaL, não se coaduna com a elite.

VIVA O BENFICA!
VIVA O JESUS!
VIVA O PRESIDENTE!
VIVA O BARBAS!
VIVA O JORGE MÁXIMO!
VIVA O DIABO DE VN GAIA!
VIVA O PAIXÃO DO MILHAFRE!
VIVA O TONI!
VIVA AS XIRLIDERES!
VIVA O GARRAFÃO!

piazzanuova disse...

É PÁ! VI O FODA-SE, É MUITA BONITO!!! AINDA HEI-DE VER O NUNO LUZ A SER MANDADO PARA O CARALHO EM DIRECTO! ISSO É QUE ERA TUDO!

boloposte disse...

Se Quique era um treinador com pinta, eu prefiro claramente um pintas como treinador. Treina bem, mas expressa-se mal? Qualquer Jesus escreve direito por linhas tortas.