segunda-feira, 22 de junho de 2009

notícias

À luz do que vem hoje explanado no jornal A Bola, há muitos comentadores que devem um grande pedido de desculpas ao inespugnabile.

Sobretudo um que me ficou na memória por ter insultado o Benfiquismo do inespugnabile. Do inespugnabile!

Fico à espera.

P.S- Não é por gosto que se tem de lançar no blog estas movimentações de bastidores(podia ser o novo nome do grupo), mas por serviço ao Benfica, e mais importante ainda, aos sócios do Benfica!

Benfica Sempre!

7 comentários:

Edson Arantes do Nascimento disse...

O que vem publicado n'A Bola é uma grande mentira, como é óbvio...

Aquilo está a tornar-se no Pravda do LFV, mas só come quem quer.

Eu, que cresci a admirar um conjunto de folhas em forma de papel, limito-me agora a ver uns quantos senhores a fazerem favores a outros quantos senhores.

De perninha aberta.

Kaiser disse...

E é mentira porque?

manjob disse...

Piazzanuova,

Sou benfiquista desde que lembro e sócio do Sport Lisboa e Benfica (SLB), tendo agora o número 41960. Logo sou um sócio recente, a julgar pela referência do Luís Filipe Vieira (LFV) ao estatuto de sócio do António Pedro Vasconcelos e considerando a minha idade, mas ainda assim e de acordo com os estatutos, poderia concorrer à presidência do SLB.

Não tenho qualquer ligação a qualquer candidato às eleições do SLB, nem pertenço ao movimento Benfica, Vencer, Vencer, nem muito menos tenho qualquer adoração por pessoas como o José Eduardo Moniz (JEM) ou José Veiga, apenas tenho as minhas ideias e gostava de apreciar as dos outros.

Não sou jovem, distraído, ingrato ou esquecido suficiente para não apreciar o trabalho de LFV, especialmente no primeiro mandato, mas também com a BenficaTV (embora esteja na expectativa para ver como a vamos potencializar), com a formação (embora quero ver se se consolida ou não), com as modalidades (embora ainda me pareça que os projectos são construídos um pouco casuisticamente e estranhe o facto de continuarmos sem patrocinadores fortes para a maioria) e com as casas (embora ainda considere que já se podia ter feito mais, mesmo tendo em conta a dificuldade).

Mas permitam-me considerar, sem ser apelidado de inimigo do SLB, que ainda há muita coisa por fazer e muita coisa que deve ser mudada e melhorada para tornar o SLB um dos grandes clubes do Mundo.

Mas, para além de tudo isto, o que mais me afasta deste presidente até é a sua persistente mania de nos fazer de parvos, como foi com este golpe de génio, conforme o apelida o José Manuel Delgado, de antecipar as eleições e tentar vender a ideia que foi por causa da inconveniência da instabilidade em período crítico para a carreira da equipa.

Acima de tudo, gostaria de discordar do presidente, pelo menos em algumas coisas, e poder continuar a pensar que sou do SLB, sem ser apelidado de oportunista ou mau benfiquista ou sócio de conveniência.

(continua)

manjob disse...

(continuação)

Quanto ao que diz que eu devo ao inespugnabile. Esse não é o meu entendimento.

Não peço desculpa ao inespugnabile por pôr em causa o seu benfiquismo, não por nunca pedir desculpas, mas apenas por considerar que não pus em causa qualquer benfiquismo. Apenas me limitei a utilizar os mesmo termos que o inespugnabile tinha utilizado para o JEM, e repare que foi com interrogação (“Será que no caso do autor do post também se pode dizer que gostamos de ter vieiristas benfiquistas?”).

Não peço desculpa ao inespugnabile por pôr em causa o seu benfiquismo, não por nunca pedir desculpas, mas apenas por considerar que, para além da reacção que postei a seguir, não devo prosseguir o diálogo com alguém tem um blog aberto a comentários (deixe que lhe diga, que também eu aprecio bastante a forma livre com que podemos comentar o seu blog) e se dirige a qualquer participante nos termos em que se me dirigiu.

Ao contrário do que é sugerido pelo inespugnabile, no caso do JEM, não existe nenhum benficómetro para medir o nível de ligação das pessoas com o SLB e excluí-las da possibilidade de se candidatarem aos seus órgãos sociais. Assim como não existe nos estatutos do SLB a exigência do regime de exclusividade de associado para medir o nível de ligação das pessoas com o SLB, e permitir que se seja presidente do SLB.

Logo se o LFV e o JEM cumprem os requisitos estatutários para se candidatarem à presidência do SLB, porquê colocar em causa o benfiquismo de algum deles? Só porque a comunicação social dizia que se ia candidatar? Custa-me ver as pessoas serem atacadas só por “existirem”, ainda nem candidato era e já não era benfiquista.

Quanto ao motivo porque diz que eu devo desculpas ao inespugnabile, independentemente da veracidade do artigo da edição de hoje do jornal “A Bola”, estou com o Luís Nazaré, preferia sempre eleições à Benfica.

Já agora, deixe-me perguntar-lhe, e peço-lhe que avalie a questão sem qualquer outra intenção, o que prefere, os “espanhóis” (como lhe chamam) ou a olivedesportos? Ou pensa poderem vir a existir outros interessados nos direitos televisivos dos jogos do SLB?

Cumprimentos,
Mário Baptista

inespugnabile disse...

Pá, estou-me bem a borrifar para que ponham em caus ao meu benfiquismo...

O que eu vos digo é muito simples: quem está 30 anos sem pagar quotas do nosso clube e, poucos anos depois de as pagar, se candidata a candidato a Presidente, põe-se a jeito...

Tenho amigos que se fizeram sócios aos 2, aos 3, aos 10, aos 20, aos 50 e, até, aos 60! O que não admito, no entanto, é que apareçam por aí aves raras, cheias de poder e de ambição, que apregoam isto, aquilo e aqueloutro e que não comecem, logo, por contar a verdade aos benfiquistas!

Piazza, nunca me sinto ofendido aqui no blog...

Coglionne disse...

Só um pateta ou um retardado mental não consegue perceber o que estava aqui em causa: a gula despudorada pelo petisco que são os direitos televisivos do Glorioso. Não é coincidência que os dois putativos candidatos à presidência do Glorioso estejam directamente envolvidos no negócio da televisão. Eu não acredito em coincidências. Um negócio de que toda a gente quer lucrar e em que todo mundo quer meter a unha. Antevendo e antecipando o dia em que o Glorioso passe a usufruir dos muitos milhões a que tem direito pelo potencial da marca que representa, tubarões e tubarinhos do negócio da comunicação social, e de outros grupos económicos, tentaram um golpe palaciano, prático e económico para tomar de assalto o que seria literalmente impossível de outro modo: o controle do Glorioso. Uma OPA hostil para contornar a blindagem que muito bem foi feita aquando da constituição da SAD. Mas também os nossos adversários directos no campo desportivo começam a tremer com a possibilidade do Glorioso passar a dispôr de meios financeiros que ultrapassam largamente os que têm à sua disposição, mesmo tendo em conta os milhões da Champions. Já há muito perceberam que essa "circunstância" vai diminuir muito a possibilidade de continuarem a ganhar ou pedinchar as migalhas dos vencedores. Para finalizar, uma manobra deste calibre é praticamente impossível de esconder dos Benfiquistas, mesmo sendo tratado a um nível de cúpulas: é que tendo o Glorioso, pelo menos, 6 milhões de adeptos, seria inevitável que algum deles tivesse conhecimento directo desta tramoia. E desse com a língua nos dentes...
Defendamos o que é o nosso mais sagrado bem: o nosso Clube e a capacidade de o manter nosso. Um Clube do Povo, de gente de bem. Um Clube que não nasceu da mente de um visconde qualquer e que, por isso, também não pode ser pertença de uma qualquer prisa. Um Clube cuja matriz indiossincrática não se coaduna com o negócio da "fruta". Um clube com Honra, democrático mesmo durante a longa noite salazarista. Um Clube cujos atletas não levantavam a mão para fazer saudações fascistas. Um Clube que nunca teve um chefe da legião portuguesa como presidente.

Viva o Glorioso! Com oposição ou sem ela, votemos no dia das eleições. Votemos para mostrar que somos muitos e que não queremos que o nosso Clube vá parar às mãos de grupos económicos. Votemos para que se saiba que não queremos ter um presidente que se esqueceu de pagar as quotas durante 31 anos.

Viva O Glorioso Sport Lisboa e Benfica!!! Dos Sócios!!!

LC disse...

Continuamos a cair no mesmo erro de sempre, o que é a favor é que é, esses só dizem verdades... os que são contra são oportunistas querem dar golpes do baú e é só teorias da "constipação".

Este é exactamente o Benfica actual, sem rei nem roque.

Queremos ganhar o que? Eu também queria que chovesse dinheiro do céu em vez de água.

Piazza, ninguém pôs o benfiquismo de ninguém em causa, fizeram uma contra argumentação.

Continuar a falar de Eduardo Moniz é perder tempo, ele não é candidato a nada.