quarta-feira, 24 de junho de 2009

A propósito do ataque ao jornal " A Bola "

"A Bola" e o jornalista José Manuel Delgado têm sido atacados pelos mais diversos quadrantes. Desde blogs, a jornalistas e jornaleiros, tudo tem servido para atacar a história revelada, em primeira mão, na passada segunda-feira.
O texto, como aqui escrevi, não só revela algumas verdades, como não conta a verdade toda. Aliás, hoje assistimos a mais um episódio dessa história: segundo se relata, a Portugal Telecom pretende adquirir 30% do capital social da Media Capital, passando a perna à Controlinveste e à Cofina.
Qual o papel das eleições do Sport Lisboa e Benfica no meio disto tudo, perguntarão os menos argutos?
É simples: o grande negócio que se aproxima é a negociação dos direitos televisivos do nosso clube. Não só isso, como os conteúdos da Benfica TV, que se tornou, num curto período de tempo, num sucesso comercial e mediático.
Acham que isto não é suficiente para a golpada que se preparava?
Ora eu entendo que sim.
Vejamos,
o Sport Lisboa e Benfica, negociando os direitos televisivos ao preço médio europeu e ressalvada a proporcionalidade geográfica - embora os direitos em África contem muito, nomeadamente no mercado angolano -, pode vir a tornar-se num colosso económico do velho continente. Não só porque os negociará directamente, mas, também e sobretudo, porque já tem um canal de televisão activo, disponível para qualquer assinante de diversos operadores - excluindo, claro está, o grupo controlado pela Controlinveste - e que está a fazer nome no mercado.
Agora uma pergunta inocente: quem foram os parceiros preferenciais no lançamento da Benfica TV?
Não foi uma tentativa de golpada, meus caros, foi uma tentativa de aniquilação de um objectivo a curto prazo!

12 comentários:

Passaralho disse...

Espero mesmo que seja verdade e que se consiga vender os direitos pelo seu justo valor.

Seria um bocado frustrante para toda a gente se, depois do barulho que se tem feito à volta disso, essa realidade não fosse mais que uma miragem e um sonho passado, por culpa de quem quer que fosse.
De (má?) gestão do Benfica, de 'jogadas' da liga, da interferência de oportunistas... De quem quer que fosse.

P.S.: Sou crítico de Vieira em muitas coisas, mas não quero com isto atacar nem proteger ninguém. É mesmo o que penso.
E o que desejo é que tenhas muita, mas muita razão mesmo e que assim o nosso Benfica consiga dar mais uma passo em direcção a um sucesso e estabilidade de acordo com a sua grandeza e obrigação existencial.

E serei o primeiro a penitenciar-me a a agradecer a Vieira, se for essa a realidade próxima.

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

Passaralho disse...

P.S.2: Havendo esse poder do nosso lado, porque não avançar para a rescisão unilateral do contrato, pagar o que for preciso e encetar negociações com todos os dados do nosso lado?
Isto parece-me bastante correcto da nossa parte, até para prevenir futuras intromissões de terceiros e antecipar eventuais jogadas da liga e dos seus interesses, não vos parece?

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

Ricardo Araújo disse...

Giro vai ser quando o Sr. LFV e o Sr. DSO voltarem a vender os direitos à Olivedesportos por tuta e meia para agradecer a ajuda que lhes deram em tempos difíceis...

Pedro disse...

Pois...o problema é q vamos vender, mais uma vez, os direitos à Olivedesportos...depois quero ver o q dizem dessa golpada..

Irokumata disse...

Eu depois agradeço-lhe tambem os 7 magnificos de Alverca e o Ronald Garcia, entre outros...

Coglionne disse...

Cá por mim, se o Oliveira pagar um preço bom, é para o lado onde durmo melhor. Mas para se avaliar esse hipotético negócio (e já me parece que há fumo a mais para não haver fogo) há que saber o que se está a vender, por quanto, para que efeito e por quanto tempo...

O Oliveirinha até prejudicou o Glorioso de muitas maneiras, mas temos o contrato que temos porque houve um senhor que ocupou uma cadeira presidencial do Glorioso, que rasgou um contrato válido para assinar um outro com a SIC.

E o LFVieira até pode ter dado umas argoladas nos negócios futebol, mas no campo dos outros negócios do universo do Benfica tem dado cartas. E o Glorioso deve-lhe muito neste campo.

PS1: Do Alverca veio também um senhor chamado Mantorras, que a preços de hoje talvez não valesse 94 milhões, mas de certeza valeria mais do que pepes, luchos e lichas (juntos). O que seria do Mantorras se um sapateiro diplomado em medicina não o tivesse arruinado? Cá por mim o Man sairia do clube se quisesse. Porque o Benfica é um clube de bem.

PS2: E quando se é pessoa de bem, mesmo na área dos negócios, rasgar contratos, traz consequências não mensuráveis só no dinheiro que se ganha com o rasgão. As SADs dos nossos dois rivais rasgaram há bem pouco tempo contratos com um patrocinador... São posturas, mas como nós não temos nem sangue, nem equipamento azul, cumprimos aquilo com que nos comprometemos, mesmo contrariados. É isso que nos faz grandes.

Passaralho disse...

Essa de não rasgar contratos, como todos sabemos, é uma mentira das gordas.
Só por distracção se pode dizer que o Benfica não rasga contratos. Por distracção ou por campanha eleitoral.

Os casamentos são contratos, e quem os rasga não passa a não ser pessoa de bem.

Como o Benfica não passaou quando rasgou o do Fernando Santos, o do Quique, etc, etc.
E não me venham co a história do comum acordo, porque essa ninguém engole.

Só alvitrei essa hipótese como defesa dos nossos interesses e protecção contra futuras jogadas.

Reitero, tomara que o post esteja correcto e que o Pedro, o Ricardo Araújo e muitos outros estejam enganados.

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

Passaralho disse...

P.S.: Esta era outra das questões que gostava de ver Vieira esclarecer neste período eleitoral.

Coglionne disse...

É verdade que um contrato de trabalho é um contrato e que o Benfica tem-os rasgado, e muito. Quando referi contrato estava a referir-me a contratos de natureza comercial. E não me lembro de mais nenhum contrato comercial quebrado pelo Benfica a não ser o protagonizado pelo jvazevedo. E as consequências foram de tal modo gravosas que ainda hoje pagamos por esse acto.

Poder-se-á argumentar que despedir treinadores ou jogadores é mais grave que contratos comerciais. Até pode ser que sim, mas despedimentos, no nundo do futebol, com ou sem justa causa quase são tão corriqueiros e banais que se tornaram prática corrente, ao ponto de esses próprios já preverem a rescisão, indeminazações, etc.

Infelizmente, esta banalização retira muito do peso à quebra contratual.

Casos de quebras contratuais de natureza contratual entre clubes e patrocinadores / compradores de serviços são muito mais raros. Para além do referido apenas me ocorrem casos em que uma das entidades contratantes vai à falência como foi por cá o caso da TBZ e da AIG lá fora.

Esta raridade não é um acaso.

CsA disse...

Tanta conversa por causa dos direitos televisivos mas esta direcção vai vende.los de novo à Oliverdesportos por um valor a rondar os 15M (valor mesmo assim ridículo quando comparado com o que outras equipas doutros campeonatos recebem...)

Deixem de sonhar porque a liga portuguesa não dá para mais...

Pedro disse...

O engraçado é q o tribunal deu razão ao Benfica nessa questão do "rasgar" contrato...

Nuno M. S. Aleixo disse...

Desculpem, mas ainda não percebi porque é que o Benfica não pode vender os direitos televisivos à Olivedesportos?

O que se está a dizer é que o Benfica tem um canal próprio que reforça a sua posição numa negociação. Porquê? Porque em último caso, numa dita negociação, pode dizer algo como isto: Meus caros, nós temos um canal e em conjunto com a PT ou com o MEO vamos dar os jogos da Liga, na Luz, em Pay Per View (pagando o espectador uma soma para ver o jogo).

Se eu acho que isto alguma vez vai acontecer? Não. Conhecem algum grande clube com canal próprio que passe os jogos lá? Em diferido como nós o fazemos passam todos, em directo vendem-nos... bem vendidos!

No fim do contrato o Benfica tem todas as condições para fazer render o peixe! É disso que se trata!

Porque se não chegar a acordo com a Olivedesportos/SportTv, pode muito bem acenar à TVI, SIC e RTP. E se estas abrirem os cordões à bolsa é isso que interessa ao Benfica!

Esclareço desde já que não tenho nada contra o canal SportTv. Digo até que a nível de programação é dos melhores e mais completos canais de desporto a nível mundial. Mundial! A linha editorial e o jornalismo é outra coisa... Na sua programação é do melhor que se faz a nível mundial. Só concorrendo com a Sky Sports e a ESPN. Quanto à Olivedesportos e ao seu dono, é outra história... Enquanto canal a SportTv é fabulosa. E por isso não me choca nada que os jogos do Benfica sejam comprados novamente pela empresa do Oliveira. Desde que paguem, no mínimo, o dobro do que pagam...

O maior trunfo do Benfica é que no fim do contrato pode demonstrar (sendo verdade ou não) que não precisa de ninguém. E quem quiser os jogos do Benfica (os programas mais vistos da TV nacional) tem de se chegar à frente. É só isto.