segunda-feira, 17 de maio de 2010

Timor

Segundo podemos ler nas páginas dos jornais diários, a visita de Luís Filipe Vieira e Nuno Gomes a Timor está a ser um êxito retumbante!
Ora Timor é o país que merece ser visitado pelo Presidente do Benfica e pelo capitão da sua principal equipa, no ano do título! E raparem que escrevo "é o" e não "é um"!
Timor representa um pouco daquilo que é Portugal, mas é, também, uma oportunidade de equilíbrio na alma lusitana. Não fosse a luta constante e a instransigência de princípios, Timor seria, provavelmente, mais uma província indonésia.
Essa luta, qua culminou na sangrenta independência, revelou aquele que é um dos líderes políticos que mais admiro e mais tem feito pela transição democrática timorense: Xanana Gusmão.
Ora Xanana sempre foi benfiquista, utilizando, muitas vezes, o Benfica como referência da sua vida e da sua luta. O Benfica, assim e sem Sport Lisboa, inspira-o e deu-lhe alento nas montanhas...
Já os líderes pela independência africana sentiam o mesmo e suspendiam, numa trégua de 90 minutos, a guerra colonial nos desafios do Glorioso!
Faz bem Luís Filipe Vieira em levar um pouco do que é a nossa alma a Timor. Fará melhor se, como sabemos que fará, trouxer um pouco da alma de Timor ao nosso clube...
Quando ainda nem passou uma semana da vitória e já surgem os moralistas do costume, alvitrando soluções imaginárias e seguindo bandeiras cósmicas, dignas de crentes da tarot, nada melhor do que o recolhimento nas montanhas da nossa libertação e a reunião com os benfiquistas que mais sofreram!

Sem comentários: