terça-feira, 30 de novembro de 2010

Oportunidades

Rodrigo aguarda por mais e melhores oportunidade no Bolton. A não perder, aqui...
Entretanto convenço-me, a cada minuto que passa sem Rodrigo se afirmar no Bolton, que a compra do seu passe por 6 milhões de Euros (seis milhões, porra!) só serviu para tapar os olhos quanto ao verdadeiro preço pago por Di Maria.
Ainda que Rodrigo venha a tornar-se um grande jogador, estamos a falar de um clube pagar 6 milhões de euros quando não arranjou dinheiro para suprir a saída de Ramires.
Por outro lado, David Luiz falou...

Guerra de Comunicados

Fez bem o Benfica a responder àquele comunicado da SAD do porto?

Não, não fez. Há coisas tão, tão, tão ridículas que não merecem resposta.

Mas respondendo, respondemos bem. Apenas com nomes... Só lamento que lá não estivessem os nomes de todas as vítimas de silêncio forçado...

É que, meus caros, são milhares!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Um grande fim-de-semana para o Benfiquismo!

Vitórias nas modalidades e no futebol, bem como em quase todas as categorias das amadoras. Um grande fim-de-semana!
Mas quero, sobretudo, realçar a vitória e consequente apuramente para a final four da UEFA Futsal Cup. No ano passado vi ao vivo - e pela primeira vez! - o nosso Benfica a sagrar-se campeão europeu de uma modalidade. Vi, gostei e fiquei viciado. Se dizem que o crack vicia à primeira em 90 % das vezes, experimentem aquilo...

Até que enfim!!!

Ao que parece o atrasado mental que "entrevistou" Saviola e Jorge Jesus foi "apertado" após o flash-interview.
A ser verdade, deixo aqui um bem-haja aos autores!

sábado, 27 de novembro de 2010

As Manobras de Pinto da Costa - Livro - Resumo 1

"A minha morte não me preocupa muito, porque ganhei uma maneira de pensar que mefaz preocupar apenas com aquilo que posso controlar, dominar ou alterar." - Jorge Nuno Pinto da Costa in O Portador de Alegrias

"Pode alguém gerir um clube durante quase 30 anos sendo tão ambíguo e contradizendo-se várias vezes sobre várias pessoas e várias instituições? Pode. Pinto da Costa pode. E fê-lo. Pode alguém dizer maravilhas de um dirigente desportivo rival para logo a seguir dizer cobras e lagartos sobre esse mesmo dirigente? Ou dizer que não está interessado num jogador e no dia seguinte apresentá-lo à impresa? Ou que não vai vender determinado jogador e uns dias depois vendê-lo mesmo? Ou fazer as pazes com a imprensa e no dia seguinte proibi-la de entrar no seu estádio? Ou dizer que o clube é apolítico e depois envolver-se em campanhas? Ou criticar o número de estrangeiros de equipas rivais para, anos depois, contratar muitos mais para o seu clube? Ou ser contra nomeações de árbitros e depois ser a favor? Pode alguém ter feito isto tudo e ter "sobrevivido"? Pode. Pinto da Costa pode. E fê-lo."

"O Dr. Américo de Sá perguntou-me se era verdade que eu me iria candidatar à presidência do FC Porto. Disse-lhe que não, que não era verdade, que não estava interessado, que nunca o queria ser." in Comércio do Porto, 26 Junho 1980

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Desculpem lá qualquer coisinha.....

Estava com os copos quando escrevi o último post....
O único culpado da situação actual é o LFV. O JJ? Talvez, mas pouco... Os outros? Todos benfiquistas de primeira!

Saudações Benfiquistas

Era só o que faltava

Tenho andado calado.

Tenho andado calado porque, agora que o precipício está à vista, o que não falta são braços dispostos a dar o empurrão final.
Muitos eram os mesmos que há 3 meses atrás chamavam anti-benfiquista a qualquer reparo que se ousasse fazer à programação da época.

Mas adiante.

Perante o que o Manini hoje escreveu tinha de ripostar num ponto:

Era só o que faltava, demitir Luis Nazaré. Uma das pouquíssimas cabeças que pensam por si no actual Benfica. Um dos homens que ajudou a derrotar Azevedo (onde andava Vieira em 2000?).
Fazer dele presidente do Sport Lisboa e Benfica ainda admitia. Agora demiti-lo? Nem a brincar!!! Mas nem a brincar mesmo!

Não se inventem bodes expiatórios para a pouca vergonha a que temos assistido. O descalabro tem UMA, e apenas UMA, cara.

É para rir ou para chorar?

Rui Alves, Pinto da Costa e .... e .... e .... Adivinhem quem é um dos outros oradores... Não podiam deixar passar mais uns meses?

No Funchal, todos juntos, a dançar o bailinho da Madeira...

Será?

Será que o manini é que tem razão? Vou pensar nisso e já volto.

Entretanto, segue uma adenda informativa: se todos tivessem feito como muitos e tivessem virado as costas ao Glorioso em momentos negros (consulado de Damásio e Azevedo), ninguém cá estava hoje.

Por isso, meus amigos, se alguém tiver coragem para me enfrentar, que o faça. Mas que aguente as consequências. A mim ninguém me diz, impunemente, que as vitórias são só de quem apoia. A esses, com todo o gosto, explico-lhes, desde já, que o tempo manda mais que tudo. E o tempo corre a meu favor.

Agora entro em pausa que domingo, em Aveiro, temos mesmo de ganhar. Por tudo!

Destruir tudo? Não me cheira....

O povo português pensa que para se corrigir situações anómalas, se deve mandar abaixo o que já existe. "O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita!", gritam uns. "Fora com o antigo! Revolução!", dizem outros. É assim na vida, tem de ser assim no futebol...

Nada podia estar mais errado!

Agora que, quase na totalidade, bloggers, jornais, paineleiros, comentadores, treinadores de bancada, adeptos e simpatizantes dizem mal de Jesus e Vieira, sinto-me confortável para dizer o seguinte: Existem muitos outros culpados para o que se passa, actualmente, no Benfica!
Sempre foi claro, pelo menos para mim, que havia muitas coisas erradas no SLBenfica, mas sempre foi claro, pelo menos para mim, que também havia muitas coisas bem feitas (por esta Direcção e equipa técnica) dentro do SLBenfica. O segredo está em realizar uma análise profunda, aproveitar o muito que temos de bom e corrigir o que está mal. Não é a despedir treinadores, nem a vender jogadores e nem a clamar por eleições antecipadas, que se resolve o problema estrutural do SLBenfica (que tem mais de 20 anos).
Da minha parte, deixo já aqui algumas das medidas a adoptar:
1 - Gritar a todos os jogadores do plantel profissional do Benfica que não são eles que têm o poder de despedir um treinador do clube;
2 - Despedir todos os responsáveis pela Comunicação do clube por terem permitido o enxovalho diário a elementos do clube, da parte da Comunicação Social, desde o jogo com os tripeiros e por terem aceite o conteúdo das entrevistas de final de época (entrevistas de LFV e JJ);
3 - Pedir a demissão ao Presidente da Assembleia Geral, pelas suas declarações após o jogo no dragão;
4 - Em vez de realizarem comunicados para dizer baboseiras, vir já a terreiro, TODOS, defender os profissionais do SLBenfica (nem que não seja isso que sintam e pensem!) e acabar com esta pouca vergonha diária;
5 - Não comprar ninguém em Janeiro;

Saudações Benfiquistas

Entre a bengala e o riso

Não te preocupes, pá. Se eu, que sou o gajo mais inteligente que conheço e, provavelmente, estou no top 3 dos mais inteligentes deste país, demorei 10 anos a perceber, se demorares 20 ou 30, apesar de teres por ti a mesma consideração que tenho por mim, estarás dentro daquilo a que estás apto.
Sucede, porém, que se o Benfica estivesse à tua espera, morria afogado...
PS - o mister D, se fosse esperto, agora perguntaria: e eu, que sempre me apercebi da coisa? Ao que lhe responderia: Pá, mas eu sou bem intencionado... EHEHEHEH

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

CALMA.....

Agora já se pede a cabeça deste e do outro Mundo. Agora já se pedem eleições antecipadas. Agora já se quer demitir Presidente, Treinador e Director Desportivo.

O que se pede agora é que alguém ponha a mão na consciência e assuma que errou. Como não vai acontecer, o que se pode esperar? Contratações para calar o povo? Despedir só o treinador? O Director Desportivo demitir-se?

Fundamental é avaliar internamente. E avaliar com qualidade e cabeça, acima de tudo. Colocar as pessoas a serem responsabilizadas com as suas funções. E aí sim, exigir. Enquanto a cabeça pensante for só uma num Universo tão vasto, o desastre está assegurado!

Por quantos mais anos?

A vossa atenção, por favor...

O Sr. de quem muito se falará, conhecido por, entre outras coisas, ser um adepto incondicional de gasolina, decidiu botar faladura na defesa de Jorge de Sousa, seu companheiro de armas, correlegionário e colega de profissão de seu irmão e sócio na nobre profissão de gasolineiro.
O Sr. de quem muito se falará é Paulo Costa e perfila-se, com o apoio incondicional dos árbitros do porto, que ameaçam, mesmo, fazer greve, como o futuro Presidente do Conselho de Arbitragem unificado. Nessa sampanha, aliás e como já denunciámos, até já tem Director de Comunicação.
Dizem-me, em surdina - mae estou-me a cagar para isso -, que o Dr. Pinto e o Dr. Mesquita só admitem adptar os estatutos da Federação quando garantirem a presidência desse Conselho.
Ainda que os nossos dirigentes estejam calados (admito que estejam a trabalhar para evitar que isso aconteça, mas se a equipa é a mesma que fez de Fernando Gomes Presidente da Liga, estamos conversados...), nós não podemos adormecer!
Meus caros, não se deixem levar e manifestem-se!

Nota Bem

O que me levou a retirar o apoio a Luís Filipe Vieira e a assumir, publicamente, que não voltaria a votar numa lista em que se apresentasse como candidato foi o seu apoio a Fernando Gomes, como é evidente. Não me deixo influenciar por bolas ao poste, nem por erros de arbitragem. Porque Roma não paga aos assassinos dos seus generais, nem a traidores...
Além disso, se estiver mal aconselhado, a culpa é sua. É Vieira que escolhe as pessoas com quem come.
Agora o que acho mais estranho é estarmos aqui a debater isso, quando a situação da nossa equipa é a actual. Agora, cerrar fileiras, irmos o mais além que pudermos e apontarmos o dedo aos responsáveis por este futebol de merda que andamos a jogar - não me venham falar de sorte! E aí o Fernando Gomes não tem culpa nenhuma!
PS - se tudo correr como eu perspectivei (e o Mister D sabe bem o que se diz no porto sobre a presidência da Liga), o apoio a Fernando Gomes sem, pelo menos, salvaguardar a posição de Ricardo Costa, é bem pior do que qualquer derrota em Israel, nas antas ou na Madeira...

Credores e sentido de responsabilidade!

Não vou tirar protagonismo aos três posts que me antecedem, até porque estou demasiado triste, embaraçado e envergonhado para escrever o que quer que seja.
Só vos peço que não cometam algumas injustiças e não peçam sangue antes do tempo. Se eles fizeram a merda, agora que a comam - não deve ser fácil!
Agora aqui o vosso amigo, que alertou, quem de direito, em Julho para o que se estava a passar, lamenta ter de escrever as seguintes palavras: de hoje em diante e perante a vaidade, o silêncio é cúmplice. E eu jamais serei cúmplice de poder que corrói.

Joguem à bola...

Sem querer tirar protagonismo à "posta" infra, que deve ser lida e re-lida, partilho o momento do jogo de ontem que não me larga o pensamento.

Luisão, capitão em campo, minuto 89, com a bola nas mãos em pleno meio-campo, dirige as seguintes palavras ao jovem Gaitan, que resolvera ficar deitado no meio-campo do adversário (quem sabe a relembrar os 21 cantos...):

- "JOGA À BOLA, CARALHO!"

O Luisão, tal como eu, está farto de idiotas.

A finalizar, a gestão do Benfica 2010/2011 faz lembrar uma casa de apostas...

29 de Novembro

É dia de Barcelona x Real Madrid. Também é dia de Assembleia-Geral da SAD do Benfica. Curiosamente, são ambos à mesma hora, o que não deixa de ter a sua piada. A quem leia o Blog e seja accionista da SAD (essas metamorfoses lindas que foderam os clubes tradicionais) pedia que, face ao momento que se atravessa, se colocassem as seguintes questões ao sr. Presidente:

- Na realidade, quanto custou Rodrigo Moreno ao Real Madrid? O mesmo Rodrigo Moreno que foi emprestado ao Bolton e até agora fez cinco jogos na Liga Inglesa (2 a titular e 3 como suplente utilizado)?

- Quais são os valores e os contornos do negócio Alípio? Quanto custou? Foi incluído no negócio Di Maria? Foi emprestado? Como foi?

- No negócio Di Maria, o comunicado enviado à CMVM diz que estão "igualmente previstos 5.000.000 de euros indexados à utilização do jogador e 6.000.000 de euros relativos a prémios de performance desportiva.". O que são os 5 milhões da utilização do jogador e o que são os 6 milhões de prémios de performance desportiva?

- É verdade que o treinador Jorge Jesus já recebeu os prémios referentes à conquista do título da época passada e os jogadores não?

- Quais são os contornos do negócio Roberto? Como se dividem os 8,5 Milhões de euros em transferência, comissões e despesas administrativas? E já agora, se quisermos comprar Eduardo Salvio, quanto nos custará no final da época?

- No negócio de Simão Sabrosa, ficou acordado com o Atlético de Madrid a cedência de dois jogadores. Que dois jogadores são esses?

- O Benfica ainda detém 25% do passe de José António Reyes? Foi ouvido na renovação de contrato que o espanhol fez recentemente com o Atlético de Madrid?

- O Benfica tem algum acordo preferencial com o Atlético de Madrid?

- É verdade que neste período de defeso, chegaram ao Benfica propostas de 30 milhões de euros por David Luiz e 25 milhões de euros por Óscar Cardozo?

- Qual é o custo operacional (salários) que o Benfica dispende com os jogadores que tem emprestados?

Se no final das perguntas, o sr.Presidente não responder, omitir ou mandar algum "bandameco" dos dele mandar calar os associados, relembrem-lhe só o seguinte filme:



É porque a SAD é detida pelo clube por mais de 50%. Se o Presidente do Benfica mudar, o Presidente da SAD também mudará. Simple as that...

Os limites da gratidão- Parte I

Estou grato a LFV quando se atravessou com mais de 100 milhões de euros, nestes 10 anos que leva de dirigente do Benfica.

Estou grato a JJ por ter sido campeão a jogar futebol espectáculo.

Estou grato a Rui Costa pela abnegação silenciosa que tem tido, comendo o pão que o Diabo amassou, desgastando-se em imagem, perdendo força interna só para não fazer ruir um castelo que afinal é feito de cartas. Mas há limites para a gratidão...

Comecemos pelo início, LFV:

Caro Presidente, 3! maiorias acima de 90% são o maior agradecimento que a massa associativa lhe podiam ter feito. Senhor Presidente, graças ao Sport Lisboa e Benfica, o seu nome ganhou uma dimensão que nunca poderia atingir sem ser Presidente. O Sport Lisboa e Benfica deu-lhe honras de abertura de telejornais, recepções a Chefes de Estado, parangonas em jornais sérios. Dir-se-ia, em jeito de metáfora(?) que transportámos o nome Vieira das páginas locais do CM, para a capa do Expresso.
Sim, Senhor Presidente, se lá chegou foi por ser Presidente do Sport Lisboa e Benfica. Nada mais.

E que fez então o Senhor Presidente? Revitalizou o Benfica financeiramente. Devolveu-nos credibilidade bancária. Criou um complexo desportivo que a todos nos orgulha. Solidificou uma estrutura directiva à qual acrescentou um Director Desportivo com olho e saber. Estou-lhe grato. Muito grato.

Acto contínuo, é Campeão. Parabéns. Na primeira entrevista que pode dar, puxa o mérito para si e para JJ. FAZ QUESTÃO DE MENORIZAR O PAPEL DE RUI COSTA NO TÍTULO. Ficou-lhe bem...

Apoia Fernando Gomes para a Liga, pensando certamente que um tripeiro ficaria deslumbrado com o seu brilho de Campeão. Quem anda deslumbrado afinal...?

Mantém nos quadros da SAD um elemento com fortes ligaçoes ao porto( Paulo Gonçalves), mantém nos quadros da prospecção um indivíduo que jurou ser o porto a sua religião, e que estave envolvido em TODAS as corridas perdidas para os tripeiros nas contratações( coincidências, o caralho!), este senhor chama-se Jorge Gomes.

Contrata a pedido de JJ, fazendo orelhas(não é para rir) moucas aos conselhos do DD. Está formada a pandilha: JJ e LFV. O resto não conta, afinal de contas, "o outro" só foi multicampeão nacional e europeu. Mas ainda está "verdinho"...

Disto resultam ( e apenas nesta época) mais de 30 milhões de euros em contratações que não se entendem, e dispensas que se entendem ainda menos. Gestor financeiro? Não me parece...

A frase foi dita por si num debate qualquer numa televisão qualquer:"demora muito tempo, construir um nome. Demora pouco tempo a destruí-lo."

Concordo. E foi exactamente isso que fez neste defeso, nesta época que não corre, escorre.

A ganância demonstrada neste defeso, a arrogância demonstrada na abordagem à época 2010/2011, revelam FALTA DE CULTURA DE VITÓRIA. Qualquer zé ninguém lhe dirá que mantermo-nos no topo é mais difícil que lá chegar. As comissões chorudas que circularam neste defeso chegavam para manter o nível competitivo desta equipa no top. Mas quiseram tudo de uma vez só. Está à vista o resultdo.

E sei o que vem a seguir: três contratações para calar os adeptos e camuflar a saída do D.Luiz abaixo da cláusula de rescisão. Argumentar com a crise que a venda do Coentrão por 20 M era necessária, e despedimento de JJ em Janeiro.

Só há um factor que parece esquecer: As mesmas pessoas que lhe deram mais de 90% de votos para governar o Benfica, são as mesmas que lhe darão aquele chuto no cu que tanto faz por merecer hoje em dia.

Basta que "o verdinho" bata com a porta e o senhor cairá. Redondo. Mas o senhor tem sorte. Tem sorte no facto de ter em Rui Costa um Homem com costas bem largas que lhe permitem sofrer os insultos, as desconsideraçoes, as parolices das viagens para justificar negociatas, as contratações que fixam contratos de construção em Espanha.

Tem sorte sabe porquê? Porque Rui Costa é acima de tudo BENFIQUISTA, sabe o capital de conhecimentos de futebol que tem. E sabe que tem o tempo do seu lado. Basta-lhe arranjar um apoio financeiro( certamente não faltarão interessados) e o senhor esfuma-se. Por mim...

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Factos e conclusões

Vamos a factos:
- Estamos a 24 de Novembro e o Benfica está afastado da Champions League, poderá ficar afastado da Liga Europa, está a 10 pontos do primeiro classificado no campeonato e o próximo jogo para a Taça é contra o Sp.Braga.
- No início da temporada, os objectivos eram claros: Vencer o Bi-Campeonato, fazer boa figura na Champions e tentar ganhar a Taça.

Da figura na Champions não será preciso falar muito. Do campeonato também não será preciso falar muito. Altos e baixos de uma época que até agora está muito, muito aquém do que era esperado.

Restam-nos as Taças. Chegar ao Jamor para contemplar a 25ª (que é sempre um número bonito) e tentar ganhar a 3ª Taça da Liga, em campo completamente adverso, para tentarmos mostrar do que ainda somos feitos.

O Astutillo disse que 2015 era já ali ao virar da esquina e é bem provável que assim seja. Depois de ganhar um campeonato, falta sempre algo ao Benfica que o faça ganhar as forças necessárias para ganhar o Bi ou o Tri e recupere a sua posição de hegemonia que lhe deveria pertencer, sendo o maior clube de Portugal.

A culpa, creio que é óbvia. Para uns, será mais um motivo de perseguição. Para outros, será o meu passatempo favorito. Para mim, basta aproveitar algumas das pessoas que andam pelo Seixal e pela Luz para as colocar a fazer as coisas certas nos lugares certos e talvez aí, o sucesso comece a ser uma realidade.
Enquanto gerirmos o Benfica como se fosse a mercearia da esquina, dificilmente chegaremos a um nível de exigência que seja condigno com o nome e historial do clube.

Poderá vir agora e mais uma vez, a conversa do apoio. Apoio dou todos os meses com os meus 12 Euros. Apoio dou quando marco férias de propósito na Madeira para ver o Benfica. Apoio dou quando denuncio o que está bem e o que está mal. Apoio dou para ver o Benfica ganhar e não perder com uns coxos quaisquer. Esse é o meu apoio.

Se calhar, está no tempo de se ver o que está mal e o que é necessário mudar. Mas a capacidade de decisão não se preocupa com isso. Prefere ver onde está o melhor terreno para aplicar os seus conhecimentos...

Foda-se!

E não me venham com a história do azar!!!


Isto está bonito, está...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Livro de Cabeceira

Deixou o pudor em casa!

Despudoradamente, o assessor de imprensa de Paulo Costa lançou os videos do encontro de árbitros realizado no Porto.

Apesar disso, é de toda a conveniência que os vejamos, com calma e atenção e que identifiquemos quem lá estava e quem faltou... com muita atenção...

Por isso cá vai o link.

Israel

Caso o Benfica vença em Israel, como todos esperamos, fica muito perto de conseguir atingir os oitavos -de-final da Liga dos Campeões, o que, lamentavalemente, não tem acontecido muitas vezes nos últimos 20 anos.
É hora de cerrar os punhos e lutarmos por esse objectivo.
Por isso mesmo, até ao jogo com o Schalke 04 vou fazer o mesmo que fiz até ao jogo com o porto: vou tentar não importunar. Vou ficar vigilante e atento, mas calado.
Depois disso e se achar necessário, volto à carga.

domingo, 21 de novembro de 2010

Era mesmo preciso roubar o Moreirense ? - intróito.

Corpo:
Era. Sem isso tinham sido eliminados da Taça. Sem isso, meus caros, os tripeiros tinham sido eliminados da Taça. Contra uma equipa que fez para merecer a passagem aos oitavos de final, os tripeiros roubaram indecentemente.
Conclusão:
Depois da eleição dos novos senhores da Liga, os tripeiros são levados ao colo de uma forma inacreditável, perante a passividade de tudo e todos, com censura na comunicação social. Podem dizer-me que esta é uma prova da Federação e que a Liga não manda ali nada. Vejam, por favor, vejam e informem-se sobre o que se anda a passar na arbitragem, nas reuniões do núcleo de árbitros presidido pelo Paraty e na campanha de Paulo Costa para o conselho de arbitragem unificado - se o Benfica, representado pelos seus dirigentes, cair nesta esparrela, roubam-me anos de vida! Vejam, por favor, e apercebam-se que voltámos aos idos 80.
Se não forem os nossos dirigentes a denunciarem esta vergonha - e, como vimos com o apoio ao Fernando Gomes, dali não vem nada -, que sejamos nós. Que sejamos nós até que a voz nos doa.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Útil/ inútil, não me importa!

Este post é simultaneamente um desabafo e uma resposta. Versa única e exclusivamente o que considero que deveria ser uma estrutura consolidada de dinâmica vencedora. Incide no cargo de treinador do Sport Lisboa e Benfica.

Jorge Jesus desiludiu-me muito. Começou a desiludir-me no final do Campeonato que ganhou com as múltiplas entrevistas que deu, onde apenas faltava divulgar em directo o plano de treinos dessa época. Deslumbrou-se.

Pensou que por ser Campeão Nacional no Benfica tinha acedido a um patamar restrito. Nem pensar.

Frases como: "sou catedrático do Futebol"; "Vou ganhar a Champions um dia"; "temos alternativas a Di Maria e Ramires" indiciavam já uma sensação de invulnerabilidade bastante artificial, apoiada na conquista de um Campeonato.

Na projecção desta época começou por borrar a pintura com a calendarização de jogos para a Supertaça menosprezando claramente o adversário.

Entra em choque claro com Nuno Gomes( figura que se constatou que é altamente prestigiada no balneário), ilude-se com a forma de um PUTO que ainda tem muito que crescer- Airton- e desfaz-se de dois jogadores que deviam fazer carreira na Luz( Miguel Vítor e Urreta).

Fala abertamente do seu desejo de ir para fora treinar, apesar de ter assegurado o seu primeiro título apenas uns dias antes.

Revela grandes indecisões tácticas na hora da verdade(Liverpool, Antas, Aveiro, Antas), retira Saviola da posição e no jogo mais importante até à data retira-o do campo.

Não aposta em jovens da formação. É um yes-man do Presidente, não dando cavaco a Rui Costa.

Faz finca pé em Jara, Kardec, Éder Luís, Fábio Faria, Roberto. 5,5 M+ 2,5M+ 3,5M+ 2M+8,5M= 22 MILHÕES DE EUROS! Acerca disto, os milhões rentabilizados falam mais alto que qualquer coisa que escreva.

Não assume erros( jogo do freixo), moraliza o jogador do adversário e hostiliza os seus.

Faz de Fábio Coentrão um defesa de nível mundial, para em seguida reconvertê-lo num extremo bonzinho.

Há mais, mas estou tão triste que mais não quero escrever.

N.B- Já há algum tempo que venho soltando pequenos reparos à condução técnica da Equipa. Hoje não há meias palavras.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Portugal!

O extraordinário jogo da selecção portuguesa contra a campeã do mundo confirmou três coisas:

- Paulo Bento é um bom treinador, que, por certo, levará a selecção ao Europeu - à atenção do Benfica!-;

- Não há um jogador em Portugal, ou português, que transmita ao jogo a intensidade que Carlos Martins transmite - grande contratação de Rui Costa, contra quase todos... -;

- Os jogadores nacionais já não podiam ver Queirós à frente...

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O jornal "A Bola"

Depois da aquisição pelo grupo SONAE, constou-me que Bruno Prata seria, a breve trecho, o novo director do jornal.
Quem me deu esta informação sabe do que fala e garantiu-me que a tomada de posição de Vitor Serpa se insere na política de queimar terra para que o seu sucessor tenha menos dificuldades em agir.

O estranho caso de Rodrigo...

6 milhões de euros... 6 milhões de euros...

Rodrigo não tem jogado com regularidade no Bolton, nem parece que vá jogar... Mas que custou 6 milhões, lá isso custou...

O regresso do WM?

A acreditar nos jornais, os avançados voltam a ser aposta principal do Benfica. Um clube que, até ver, entre elementos do plantel e emprestados, tem Cardozo, Saviola, Jara, Kardec, Weldon, Nuno Gomes, Rodrigo, Nélson Oliveira, Eder Luis...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Ainda não sosseguei

O resultado é enganador face ao que se passou no relvado. O 4-0 parece justificar o 11 escalado por Jesus, mas a verdade é que a Naval mostrou que o mesmo não garante a consistência desejada para desafios de maior exigência. Airton, como antes acontecia com o Javi, sempre muito desacompanhado, a relembrar a falta que o Ramires faz. Se Jesus não for casmurro, o que não parece provável depois do que lhe ouvimos no pos-jogo, resolverá o problema colocando o Ruben no local onde melhor se sente: o meio-campo. Resta saber quem retiraria da equipa titular. Gaitán marcou dois golaços, mas é Salvio quem está a garantir profundidade à equipa.

Fiquei também preocupado com a exibição dos centrais. É certo que o problema atrás referido os deixa demasiado expostos às iniciativas adversárias, mas tal não justifica a ligeireza com que abordam os lances. Fico mais uma vez a pensar se o Roderick não merece um voto de confiança, mas se nem contra os Aroucas desta vida lhe permitem dar um ar da sua graça...

ferida que dói e não se sente...

Nuno Gomes, o nosso capitão, tem sido um mal amado desde que pisou, pela primeira vez, o nosso estádio.
Mal amado por público, dirigentes e alguns treinadores.
Nunca o foi por mim que, até, cheguei a dar uma pequena tareia num meliante que, indignamente, o assobiou no antigo terceiro anel (quando digo pequena é mesmo pequena, considerando que a besta fugiu a tempo e não o voltei a ver ali nas zonas).
Vem isto a propósito das opções de Jorge Jesus. Não vou discutir se fez bem em deixar o capitão jogar, em 11 jogos para o campeonato, 15 minutos - média de pouco mais de um minuto por jogo-. Para Jorge Jesus, creio, até jogou demais...
O que penso ser aflitivo é perceber que Nuno Gomes não jogou a titular contra o Arouca, mas que Jorge Jesus lhe entregou a grande responsabilidade (capitanear o Glorioso é sempre um acto de grande responsabilidade) de jogar pelas reservas no jogo da Liga Centenário contra os juniores do Real Massamá.
Ou seja, admite-se que Nuno Gomes seja carta fora do baralho (não devia, mas admite-se). Mas já não admito que Nuno Gomes não sirva, sequer, para jogar mais do que um minuto por jogo, muito mais perante a lesão de Cardozo.
Mas aqui está uma matéria em que Jesus deve ter total liberdade, para que depois possa, com independência, ser julgado.
Sucede, no entanto, que a história de Nuno Gomes no Benfica será sempre maior, como jogador, do que a história de qualquer outro jogador que por cá tenha passado nos últimos 20 anos...

Pelo menos o David Luiz já teve de falar...

A ida da rapaziada ao Seixal já teve, pelo menos, um mérito público: David Luiz já teve de dizer qualquer coisa e tirar aquela tromba de contrariado...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Desnorte

Confirma-se que no Relatório de Contas da SAD do nosso clube consta uma verba a receber pelo jogador Dani no valor de 2 milhões de euros, a que acrescem juros à taxa legal.
Se é um erro, é um erro disparatado, mas perdoável.
Mas se não é, é uma brincadeira de muito, muito, muito mau gosto, que merece severa punição por parte dos accionistas. Tal representará um acto de gestão negligente, passível com chumbo das contas.
Sendo o clube o accionista principal da SAD, é natural que as contas sejam aprovadas. Mas vai ficar a mancha

Comunicado à CMVM

A Ndrangheta, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que chegou a acordo com Cuore Rosso para a alienação a título definitivo dos seus escritos neste espaço de liberdade e de escrita benfiquista.
Não haverá lugar a cláusulas de rescisão compensatórias, nem a prémios de performance desportiva.

O Conselho de Administração,

15 de Novembro de 2010

O CAPITÃO VOLTOU!


OBRIGADO, CAPITÃO.

domingo, 14 de novembro de 2010

Os Rapazes Sem Nome

Os Rapazes Sem Nome foram ontem ao Seixal, quando no Domingo, não foram à Luz.
O porquê de terem ido ontem ao Seixal e de o Record ter conseguido inclusivé uma foto é revelador de que algo se passa e é exigível. Mas não seria mais exigível ter sido no Domingo?
Mostrar que os jogadores, treinadores e estrutura do futebol do Benfica tem uma responsabilidade e que os sócios, podem, a qualquer altura, exigir essa responsabilidade?

Não estou contra a acção de ontem. Peca por tardia, mas servirá para avisar certos meninos de que estão num clube com responsabilidade, história e tradição. E por isso, devem ser chamados à razão, quando a isso se exige.

Os Rapazes Sem Nome vão para todo o lado com a equipa. São eles que cantam nos estádios pelo nosso clube. Sejam ou não ilegais, têm o direito (mais do que ninguém) de exigir brio. Não deverão ser tratados, como o pateta do Bernardo Ribeiro como "bichos", porque os há em todo o lado. Se os Rapazes Sem Nome são bichos e não usam bolas de golfe, o que serão os outros?

Seja como for, a razão está sempre do lado dos adeptos, seja ela boa ou má. Porque são eles, verdadeiramente que vibram com o clube...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Induzido em erro?

Talvez tenha sido induzido em erro pelo "Record" - é o que dá ter deixado de ler "A Bola" e o café aqui em baixo ter o "Record" - no caso Dani. Esclarecerei isso e durante o dia de amanhã aparecerei por aqui. Se for verdade - que o caso foi resolvido a favor do Atlético de Madrid -, confirma-se que fiu enganado pelo "Record" e que reagi intempestivamente - ou seja, sem consultar quem devia ter consultado...-. Mas tal só altera essa questão. Tudo o resto é verdade e os negócios que fizémos com o Atlético são todos ruinosos (ao porto foram os gajos a correr pagar o Paulo Assunção, com medo que a FIFA lhes caísse em cima... )!
Mais não escrevo. Cada um que faça o que entender...

"às vezes me espanto, outras me envergonho"

Leio hoje, com profunda tristeza, saliento, que o Atlético de Madrid ainda deve ao Sport Lisboa e Benfica 2 milhões de Euros relativos à transferência de Dani.
Fiz contas e cheguei à conclusão que o Atlético de Madrid deve ao Sport Lisboa e Benfica, com juros à taxa legal, a quantia de 4.601.863,01 €.
São, em moeda antiga, mais de 900.000 contos... Não é brincadeira, meus caros, não é brincadeira!
Brincadeira é, no entanto, termos ido a Madrid vender Simão, comprar 25% de Reyes, 20 % de Salvio e 100% de Roberto e não termos, em nenhuma das transacções, imposto que o Atlético liquidasse o que deve! Isso, meus caros, é que é uma brincadeira!
Muito mais quando este ano mandámos para Madrid 10,5 milhões de euros, por Roberto e Salvio, e não conseguimos empandeirar os 25 % de Reyes que acaba o contrato com o Atlético em ... 2011!
Se estas contas estiverem mal feitas, apareço aqui e peço desculpa. Se estiverem bem feitas, é caso para ir buscar o Sá de Miranda e dizer: às vezes me espanto, outras me envergonho..."

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

DOMINGO

Renascer

Dias depois de estar absolutamente desfeito com o passado Domingo, venho abordar duas ou três questões:

1- O "aviso" que me foi dirigido pelo capo Mister D. Gostei que me tenhas posto ao nível do JJ. A opinião mantém-se. O nojo não tinha condições físicas NATURAIS para apresentar aquele ritmo de jogo. Ponto final. Mais, a palavra "aviso" encerra em si uma putativa consequência para o não cumprimento do mesmo, espero sentado para ver...

2- Acham coincidência que uma brigada anti-doping da UEFA tenha aparecido no Seixal no dia seguinte ao jogo com o Lyon? Eu não. Muito menos sabendo que quem está na direcção dessa brigada é o antigo médico do nojo, Domingos Gomes.

3- A merda toda que foi feita na pré-época e amplamente denunciada aqui, vem agora ao de cima. Lanço apenas uma questão de índole maniqueísta: Quem é o "mau" e quem é o "bom"? Eu tenho muitos nomes...

De resto, pouco há para dizer neste momento. Temos de apoiar os jogadores e mostrar à Direcção e ao Treinador que os Benfiquistas percebem mais de futebol do que possam pensar. Ah, mais importante, é encher a Luz no Domingo.

Viva o Benfica!!!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

A morte do jornal "A Bola"

É com profunda dor e mágoa reforçada que leio a notícia da morte do jornal "A Bola"!

Arbitragens

(hei-de voltar ao tema que me tem ocupado em breve, mas hoje apetece-me falar de Vitor Pereira)
O palhaço do Conselho de Arbitragem da Liga, eleito com o voto do Sport Lisboa e Benfica, sublinho, veio fazer a análise da 10.ª jornada, informando que a arbitragem melhorou substancialmente.
Meu palhaço, isso não limpa a vergonha que foram as 5 primeiras jornadas! Não limpa e chamusca-te!
Tu não podes vir dizer que tudo está bem quando estamos perante um campeonato adulterado, com classificação adulterada e com dois clubes (Benfica e Marítimo) que foram prejudicados ao limite.
O Benfica, não tivesse entretido em Luanda, devia responder-te de imediato!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Peço desculpa

Sem querer tirar os holofotes dos importantíssimos posts do inespugnabilie, tenho de dizer isto:

Tendo vindo a deixar várias críticas ao trabalho de Jesus desde há uns tempos para cá, acho uma verdadeira monstruosidade a SAD do Benfica enviar qualquer sinal que aponte para o despedimento de Jorge Jesus.

Sei que sacudir a água do capote é o modus operandi do presidente mas já chega, não?

Jesus cometeu erros em barda? Sim! Mas já provou o seu valor. E aquilo que ainda não tem terá de ser o Benfica a dar-lhe. Experiência ao mais alto nível.
Formar treinadores, bem como dirigentes, é mais uma política que o Benfica não segue há anos e depois admira-se que outros sejam mais competentes.

E por falar em sacudir em água do capote:

Vi Rui Costa e João Gabriel ao lado de Jorge Jesus no dia do massacre.

Contínuo à espera de uma palavra que seja daquele que um dia disse ter sido ele a escolher Jesus, o homem das conversas pela madrugada, o seu vizinho, aquele com quem trabalhava por telepatia.

A coragem está no ADN do Benfica senhor Presidente!

A inevitabilidade da mudança (parte II)

Tenho dito e escrito que o exercício do poder não pode ser casuístico. Bem pelo contrário, sem uma visão de futuro e a projecção de um modelo, com a sua consequente concretização, o poder e a sua imagem serão sempre um balão de ensaio da correcção de erros futuros.

Vieira apoiou Valentim Loureiro, impondo Cunha Leal na Liga. Mal sabia ao que ia… as funções do segundo eram executivas e o regabofe do apito dourado mostrou, à saciedade, que o nosso Presidente foi enganado. Desde encontros às claras, a provocações permanentes, a árbitros escolhidos a dedo para nos prejudicarem e beneficiarem outros, tudo foi possível. Vieira ficou a ver os comboios passarem, sentado na paragem da revolução financeira do nosso clube.

Depois de uma fase de alguma tranquilidade na Liga, o que fez Vieira? Admitiu que o actual Presidente da Liga viesse dos quadros do Porto, sem indagar o que fizera quando teve responsabilidades no basquetebol – uma nojeira, saliento desde já!

Mais, permitiu que a directora executiva continuasse a ser do Porto – irmã de um director desportivo de um candidato ao título! – e deixou cair Ricardo Costa, o pilar da justiça desportiva!

Bom, podia vir daqui alguma jogada de génio… viram-na? Eu vi: nas primeiras jornadas da Liga só não fizeram o que não puderam! Contra a Académica, Nacional (Pedro Proença fez uma arbitragem vergonhosa, protegendo Orlando Sá do primeiro ao último minuto) e Guimarães meteram a carne toda no assador e nos restantes jogos brindaram os nossos jogadores com cartões amarelos sucessivos e em catadupa.

É evidente que fiquei (ficámos) pasmado e irritado. Calei-me para ver o que se seguiria. Viram o mesmo que eu: uma política errática da direcção, apontando caminhos vazios de conteúdo.

Nem sequer uma crítica à cúpula executiva da liga de clubes…

No meio de tudo isto, o silêncio do nosso director desportivo…

Volto a dizer-vos o mesmo que tenho dito em vários quadrantes: tenho medo que Rui Costa saia chamuscado desta brincadeira!

É evidente que deixei de apoiar Vieira e esta direcção (nem sei bem se temos uma direcção ou um conjunto de seguidores de Vieira), mas que me mantenho na expectativa sobre o futuro de Rui Costa. Sei que o seu caminho será trilhado dentro do Benfica, mesmo que a razão o puxe para fora – e neste momento só um coração do tamanho do mundo o levará a tentar dar alguma orientação a um barco que caminha à deriva.

Veja-se, por exemplo, como permitiram que o capitão da nossa equipa – Nuno Gomes -, desgostoso com o tratamento de que está a ser vítima, viesse anunciar em Outubro que nos deixaria em Junho, sem que se saiba se fica na estrutura do futebol, ou não.

Afinal, há lugar para Nuno Gomes no Benfica? Alguém sabe dizer o que se passa?

Vieira está hoje com a equipa. Está porque a equipa está em Angola e parece que, nas palavras do nosso Presidente, é lá que se sente em casa.

Espero que sim. Que se sinta em casa e que venha unida. Sei, no entanto, que tal não sucederá.

David Luiz, Luisão, Javi Garcia, Saviola, Aimar e Nuno Gomes não conseguem ouvir falar do nome do treinador. O guarda-redes é tão, tão, tão fraco que precisa de dois técnicos para o ensinarem a sair com da baliza sem fechar os olhos. Não temos um defesa direito de raiz no plantel. Fábio Coentrão monta-se e desmonta-se para, em todos os jogos, ser o 12.º, 13.º e 14.º jogador. Sidnei, que custou 5 milhões mais 30 por cento do passe de Di Maria (foda-se, que grande negócio do Jorge Mendes!), é uma pequena amostra do jogador pujante e cheio de força que cá chegou em 2008. Jorge Jesus não tem discurso coerente, manda umas bojardas para o ar e chega a mostrar, em conferências de imprensa, um confrangedor desconhecimento sobre a posição relativa do Benfica na tabela classificativa.

E o nosso Presidente? Será que já reuniu com o plantel e tentou perceber o que se passa? Será que pensa que pagar, em desespero de causa, prémios de jogo em atraso, com promessas de prémios futuros, chega para remediar asneiras do passado? Será que já impôs aos capitães um compromisso de futuro, pactuando nos prémios para esta época? Será que os jogadores acreditaram que a promessa desvendada no jornal “O Jogo” de hoje era séria? Será mesmo que o Presidente julga que esta geração de futebolistas não sabe como pode destruir uma época?

Será que o nosso Presidente já se dirigiu a Rui Costa, desculpando-se pelo erro de cálculo e pedindo-lhe, com humildade (esta é quase para rir…), que volte a assumir as rédeas do futebol do Benfica? Será que Vieira aproveitará a passagem por Angola para sentar o quarteto cimeiro da estrutura profissional do Benfica à mesa e pedir, com alguma moderação, para que os superiores interesses do Benfica voltem a vir à superfície, assumindo as suas responsabilidades no que se passou desde o fim da época passada?

Será que Vieira já impôs uma mudança na equipa técnica (digo mudança na e não mudar a )? Será que Vieira já falou com Jorge Jesus e lhe pediu para voltar à terra? Será que Vieira já explicou a Jorge Jesus que o Sport Lisboa e Benfica ganhara, à data da sua contratação como técnico do clube, 31 campeonatos?

Será que, enfim, Vieira já se apercebeu que os sócios do Benfica, como provaram no passado, não passam cheques em branco?

(continua)
PS - Sei que para muitos dos que aqui passam não sou só o inespugnabile... Sei e assumo-o. Tenho nome, cara, família, profissão e um clube: o Benfica. Só que não sabia que o texto de ontem - que não queria ter escrito! - ia ter tamanha repercussão, que levou a que alguns amigos se chateassem comigo. Temos pena, diria o outro... Sucede que, neste caso, temos mesmo pena! É que se escrevi o que escrevi é porque estou profundamente desiludido, amargurado e, até, um pouco envergonhado. E esses amigos que se chatearam, fizeram muito bem: chatearam-se porque continuam na via sacra! Infelizmente, sei-o bem, há o ponto de viragem. Espero que o deles não seja demasiado tardio...
Viva o Benfica!

NB: Mister D, a nossa caixa de comentários está sem funcionar. Consegues arranjar isto?

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Porque aqui se vai falar de vergonha, ética, amizade e competência! (Parte 1)

Amigos que me são queridos tentaram demover-me de escrever as próximas linhas, considerando que o tempo é de reflexão e reunião. Sei que são meus amigos, que gostam tanto de mim como todos os outros e que, sem a mais pequena dúvida, gostam tanto do Benfica como eu . Mas no Benfica há liberdade e o silêncio, nestes momentos, é amigo da incompetência.
Escrevo isto porque a vergonhosa e humilhante exibição de ontem foi o culminar de um processo que começou nos festejos do título do ano passado.
A incontinência verbal do nosso Presidente e de Jorge Jesus, aliada a uma tendência para a asneira e uma vaidade do tamanho do mundo, sem que a qualquer um possam ser reconhecidas qualidades humanas de excepção, permitiram que fossem os únicos a festejarem o título, afastando aquele que devia ter sido reconhecido como o homem que levara a água ao moínho: Rui Costa.
Isto foi tão ou mais grave que Vieira, numa demonstração da falta de equílíbrio na escolha das suas emoções - como prova o seu passado de amizades -, chegou ao desplante de, perante um título, atirar para Rui Costa a decepção da época anterior, por ter escolhido Quique Flores.
Lamento, até, que Rui Costa não possa, agora, dizer a Vieira (espero que já o tenha feito em privado) que, afinal, Quique lores até deixou algumas rotinas no futebol do Benfica, que, aproveitados por Jorge Jesus, deram para construir um Benfica campeão.
Posto isto, passemos a outra evidência: há algum clube do mundo que perante um título premeie, financeiramente, apenas o treinador? Conhecem alguma estrutura profissional no mundo que se negue a satisfazer os prémios de competitividade empresarial? Conhecem: Sport Lisboa e Benfica.
O nosso clube movimentou cerca de 100 milhões de Euros em três meses (recorde), mas não conseguiu chegar a acordo com os jogadores e pagar-lhes o prémio de campeões a tempo de começarmos a época com a cabeça e o coração do mesmo lado!
Rui Costa trouxe para o Benfica a emoção benfiquista que faltava a uma direcção vazia de sentimentos. Vieira, que foi, do ponto de vista financeiro, um estratega que devolveu credibilidade a um clube que já não pagava a conta da água, percebe tanto de emoções e de relações humanas como Pinto da Costa percebe de honestidade. Sem Rui Costa, Vieira vivia em assembleias gerais de contestação, sem perceber qual era a essência de ser benfiquista. Com Rui Costa passou a ter um apoio popular massificado, num claro abraço entre razão e emoção.
O que fez Vieira quando ganhou o título do ano passado? Chutou Rui Costa para canto, metendo-o de castigo e apontando-lhe o dedo em público, dizendo: "eu bem te disse que este é que devia ter sido o treinador!"
O nosso bom samaritano de serviço não respondeu, admitindo continuar na SAD sem uma correcção pública do desagravo. Asneira, claro está: Rui Costa não se limitou a perder autoridade... perdeu toda a credibilidade enquanto director desportivo! É que Vieira, na sua política de eucalipto, caiu noutra asneira do tamanho do mundo: acrescentou e disse que Rui ainda era verdinho e tinha muito para aprender.
Corrijam-me se estiver enganado: o Benfica pode ter como director desportivo um tipo verdinho?
Foda-se... que ingenuidade, Rui, que ingenuidade!
Vejam que a coisa foi de tal forma grave que no meio desses 100 milhões de euros que andámos a movimentar, não houve dinheiro para encontrar um jogador que desempenhasse um papel parecido com o de Ramires. Porquê?
Porque Vieira chegou a S. Paulo para uma viagem que nunca percebemos se era particular ou institucional, com o valor do passe de Weslei avaliado em 5,5 milhões de USD e saiu de S. Paulo com o passe de Weslei vendido ao Werder Bremen por 8,5 milhões de USD. No meio andou em jantaradas de negócios e juras de amor cruzadas com dirigentes do Santos.
Saberá Vieira o que valia, em termos de futebol, Ramires?
Temo que as evidências falem por mim. Mas como tenho leitores que se dão com o Presidente e que são seus amigos, cá vai a resposta: NÃO! Vieira não sabe, aposto, o número que Ramires utilizava no Benfica...
Reparem: contrataram Gaitan, Roberto e Salvio. Pode ser que me engane, mas os 19 milhões de Euros que gastaram nestas criaturas - sendo que de Salvio só temos 20 %... - não se limitaram a configurar um disparate: são um ataque de loucura! Jara, que podia ser uma boa solução ofensiva, não joga, Airton está encostado e César Peixoto é que está nos elogios internos de Jesus. Tudo isto com o beneplácito de Vieira...
No fim da época de transferências lá deram a Rui Costa o presente envenenado: ir a Barcelona convencer Hleb, que não queria vir para Lisboa por nada deste mundo, a jogar no Benfica, negociando, do mesmo passo, com um clube que gosta tanto de nós como eu gosto de ostras estragadas...
(Por falar nisso, cá vai uma pergunta inocente: se David Luiz (sobre este rapaz escreverei um só texto...) queria ir para Barcelona, se o City ofereceu quase 40 milhões de euros e se o Barcelona anunciou a intenção de exerecer a opção (que tem em virtude do empréstimo de Kerrinson), porque é que o homem não está em Barcelona? )
Ora, a derrota de ontem, num época dominada pelo tropismo da asneira, preparada por um treinador vaidoso e que anda na lua, por um Presidente ausente e por um director desportivo desautorizado e sem poderes, é o menor dos males.
Pior, muito pior, é perceber que por 1 milhão de euros, no meio de uma poule da Liga dos Campeões, de jogos decisivos para o campeonato para a Taça, vamos a Angola jogar uma partida amigável, com a obrigatoriedade de apresentar a principal equipa...
O que, desculpem o humor barato com o nosso clube, até justificará a ausência de Saviola no jogo de ontem...
(continua)

Está tudo bem!

Agora é tempo de ir “espalhar prestígio” para Angola. Só acha mal quem não percebe que “precisamos do dinheiro”. Afinal de contas, sem dinheiro, como pagaríamos a génios tácticos e gestores exemplares? Como se poderia contratar e pagar ordenados a jogadores que entram em campo com uma atitude exemplar, à Benfica! E fizeram muito bem todos os que guardaram as camisolas que os nossos jogadores entregaram à bancada. Agora é comprar a moldura e colocar na parede da sala. E passar no Seixal para uma palavra de conforto.

PS- Como hoje não estou virado para masoquismos, ainda não li jornais e outros blogs. Mas tenho o mail cheio de coisas relacionadas com vidros, bolas de golf e a galinha que a certa altura surgiu na baliza do Roberto. Nada disto é novo mas parece ser o mais importante. Está tudo bem. 2015 está já ao virar da esquina...

Caro Jorge,...

...da próxima vez que me quiseres chamar burro, peço-te que tenhas a delicadeza de o fazer na minha cara. Isto porque, manias que eu tenho, gosto de ter o direito ao contraditório, o qual dificilmente me pode ser assegurado, quer na "flash interview", quer na conferência de imprensa.

Fazer passar a mensagem de que perdemos à pala de um jogador é, no mínimo, desonesto. Desonesto e mentiroso (e todos sabemos que uma mentira dita muitas vezes...)...

No resto, continuo à espera do devido pedido de desculpas, que, neste momento (for all I care), até pode vir da Direcção.

Por fim, e porque as missivas obrigam à apresentação dos mais cordiais, respeitosos e sinceros cumprimentos: VAI PARA O CARALHO!

domingo, 7 de novembro de 2010

Um aviso, um pequeno aviso...

... amanhã vou dar pancada em tudo e todos. Por ora, meus caros, deixo um pequeno aviso à navegação (ou seja, a todos os bloggers e não bloggers, que andam a dar recadinhos e pequenos avisos): não comentar o que se passou hoje no cemitério é o pior que se pode fazer. Os superiores interesses do Glorioso não se satisfazem, depois de uma goleada, com silêncios.
Dizer que não é nestes momentos que se deve dizer o que se deve dizer, porque não é a seguir às derrotas que se fala, é não perceber nada de nada...

Para já só tenho isto a dizer

Se Jesus acha que apanhámos 5 porque o Hulk esteve inspirado, então estamos bem fodidos!!!

E isso me envaidece...

O título surrupiado a Ricardo Araújo Pereira, quando o mesmo teve uma conversa com António Lobo Antunes e fez disso crónica de jornal, é a prova provada do que me move. Um Benfica que aprendi a gostar era o que ganhava campeonatos de dois em dois anos, e não de cinco em cinco. O Benfica que aprendi a gostar era aquele onde as pessoas livremente se podiam exprimir e mostrar o seu descontentamento, quando necessário.

O primeiro aviso segue então para os carneiros do costume, aos quais me dirigo com um singelo e respeitoso VÃO-SE FODER!

O segundo aviso vai para o piazzanuova que se enganou redondamente nos prognósticos. Enganou-se ele e enganou-se Jorge Jesus, que se lembrou de recordar Liverpool e o resultado foi similar.

O terceiro aviso é muito claro. Já se sabe que a pré-época foi uma vergonha no que diz respeito a planificação, estratégia e missão. E todos têm culpas no cartório: Luís Filipe Vieira, Rui Costa e Jorge Jesus. Luís Filipe Vieira porque não deixou Rui Costa tratar dos jogadores, Rui Costa porque se deixou ser mandado por Vieira e Jesus porque aceitou tudo. Se querem a lição de história e do que se passou, pesquisem no arquivo do blog.
O que eu (e os benfiquistas que querem discutir o Benfica) não aceito é que uma equipa como a do Benfica, que é campeã nacional, não tenha a casa arrumada para atacar como deve de ser uma época que seria fundamental para a "tal" verdade desportiva.
Um Benfica forte, compacto, com jogadores que tenham gosto em jogar no Benfica e não vejam nele um entreposto para saltitar. Um Benfica, que com as condições que dá aos seus profissionais, os façam sentir-se bem. Um Benfica, que tenha uma estrutura devidamente acondicionada para se precaver das armadilhas que lhe colocam.

E isso não aconteceu. E não aconteceu, porque vamos jogar a Angola esta semana. Não aconteceu, porque os jogadores que saíram, não tiveram as devidas compensações. Não aconteceu, porque a Direcção falhou a alguns jogadores, no que a promessas diz respeito. Não aconteceu, porque a estrutura não é forte e unida.

E o resultado de hoje é o resultado do que se estava à espera desde Agosto. Podem vir com as ladaínhas da arbitragem, do sistema e do "diabo a quatro". Falhámos e falhámos mais uma vez. E quando tínhamos tudo para dar o impulso à estocada final, repetiu-se o que se tem repetido sempre que se é campeão: erros e mais erros de gestão, de estratégia, de missão.

O que me envaidece é que eu sou do Benfica. Sócio há mais de 20 anos. Habituado a ganhar. A sentir o clube. A sofrer com o clube. A amar o clube. Coisas que em pessoas dentro da estrutura não vejo. Não há sentimento, nem respeito pelo clube. E assim, é difícil encontrar um ritmo vencedor e criar rotinas de vitória.

Mais não digo, porque estou mesmo fodido. Estive para ir ao Porto até ontem, mas não fui. No próximo domingo, estou na Luz. Sempre com o mesmo sentimento. Aquele que me envaidece...

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Não me interessa como...

Não me interessa como, mas só me interessa ganhar no Domingo. GANHAR!
Não quero saber qual será a equipa, a táctica, o árbitro, os bandeirinhas, o tempo, a classificação, a diferença pontual, mas só quero a vitória. VITÓRIA! O piazza tem razão quando fala em bicampeões...

Não me interessa como, mas é preciso que os nossos jogadores afastem os fantasmas e olhem bem para a camisola que levam vestida e para o símbolo que trazem ao peito. Que esqueçam as bolas de golf e as pedras e que "não tenham medo de ser felizes".

Não me interessa como, mas quando a nossa equipa voltar a entrar naquele estádio sem medo e olhos nos olhos com aqueles merdosos, independentemente do resultado desse jogo, poderei morrer feliz. Morrerei com a certeza que os últimos 20 anos não se tornam a repetir...

Saudações Benfiquistas

Domingo

Domingo, uma vitória passa pelo cliché do costume: ganhar o meio campo. Secar Bellushi com Martins, e colocar Aimar a espalhar nós e classe ao Fievel dá para Peixoto meter o "Mártir do túnel" no bolso.

Descodifico o que escrevi numa noite de sábado: Um jogo daqueles, à chuva, tem um grau de desgaste muito superior. Ontem viu-se. Sucede que Domingo haverá fadiga acumulada de 2 jogos em condições difíceis. Bem sei que 72 horas são o prazo mínimo de recuperação. Mas não é voltar ao zero. Em codições normais...se houver "água aditivada" a conversa é outra.

Não há razão de espécie alguma para que não estejamos melhor que o nojo a nível físico. Posto isto, que o Pateta deixe de o ser, e que os NOSSOS percebam que ganhar no freixo é praticamente selar o título a nosso favor.

Sim, disse-o. E reforço-o. Ganhando no freixo somos bicampeões!(Até pareço o boloposte...)Viva o Benfica!!!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A campanha...

Não é por acaso que alguns bloggers andam em campanha... que não chamarei alegre! Não é por acaso!
Bem pelo contrário, a candidatura de Paulo Costa a Presidente do Conselho de Arbitragem não tem apenas em Pinto de Sousa o expoente máximo: andam na comunicação social, nos blogs e nas redes sociais em azáfama diária!
De tal modo que um dos baluartes dessa campanha, o anafado blogger Queirós, desdobra-se em tentativas (e erros...) e peidos sem molho...
Reparem no preciosismo do homem: primeiro anda duas semanas a tentar implica ro Glorioso na escolha de árbitros (o que, como o corno sabe, é falso), depois surge a alegar que a escolha de Proença beneficia o ... Benfica!
Há filhos da puta e filhos da puta. Este é dos refinados e com direito a escrever num jornal!

Ver bola com olhinhos

Ao que parece, contra o Lyon, o segundo jogador do Benfica que mais correu foi... César Peixoto.

Ao que parece, contra o Lyon, o terceiro jogador do Benfica que mais passes acertou foi... César Peixoto.

Acresce que boa parte da exibição que Fábio Coentrão fez se deveu a... César Peixoto.

É evidente que o homem não é um prodígio, mas todos os males do Benfica fossem César Peixoto.

Força César!!!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Cá vai um apelo a todos os bloggers benfiquistas: publiquem no vosso blog este vídeo!

Sabem qual é o problema desta merda?

É que o Piazza só escreve de vez em quando e quando lhe apetece...

FUCK!

Pedro Proença no freixo.

Não há palavras...

Venham de lá esses óculos!!!

"Lamento, mas não vou embarcar na onda depressiva que tão querida é aos Benfiquistas a seguir a uma derrota. Porquê?
Porque vi a Equipa crescer a nível físico desde o jogo com o Sporting.

Porque vejo um jogador fundamental como Saviola com uma mobilidade muito superior, vide Marítimo e ontem.

Porque sei que a Direcção falhou ao não substituir Di Maria, obrigando JJ a colocar Fábio a extremo, retirando-o da SUA posição.

Porque Sálvio já mostra que vai ser muito, muito útil. Ainda não vimos nada...

Porque, apesar das asneiradas COLOSSAIS feitas na planificação da pré-época, já se mostra uma dinâmica próxima da da época transacta.

Domingo vão ver que tenho razão!

Viva o Benfica!

P.S- Em Dezembro é bom que emendem a mão. São 2 jogadores a contratar: um extremo esquerdo e um lateral esquerdo. Chega e sobra. Ah! O extremo esquerdo tem de ter finta curta e rápida, se não tiver não vale a pena."

Escrito a 30 de Setembro...o jogo que o Benfica fez ontem fala por mim... VIVA O BENFICA!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

...e a Supertaça do Basket já cá canta!


RAÇA, RAPAZIADA!

(act.)

A semana mais importante da época

Esta semana, o nosso Benfica enfrenta a semana mais importante da época. Tem de ganhar ao Lyon para se manter na Champions League e tem de ganhar no Dragão, para se manter na Liga.

E isto dá responsabilidades acrescidas a uma equipa que ainda não mostrou metade do que valia o ano passado. Para além das responsabilidades, também nos dá preocupação porque numa semana, pode-se hipotecar o que resta de uma época, onde as expectativas foram colocadas numa fasquia quiçá demasiado elevada para o verdadeiro valor da equipa.

Amanhã, devido a questões laborais, não vou poder estar na Luz a apoiar a equipa. Mas espero no Domingo ir ao Dragão ver os nossos dar uma lição. Espero acima de tudo, que a soberba demonstrada no início da época seja compensada com brio, talento, exigência e esforço para conseguir alcançar o principal objectivo: o campeonato.

Amanhã, peço que sejam iguais a vocês mesmos. E que pelo menos, a vontade de se mostrarem à Europa do futebol seja o suficiente para alcançarem o objectivo mínimo, que é a vitória.

No começo da semana mais importante da época, a palavra só pode ser de apoio e confiança.

Viva o Benfica!