sábado, 14 de maio de 2011

Perguntas de algibeira

Pagar 8,5 M mais salários por um jogador não é mais caro do que ter 5 jogadores a ganhar vencimentos de top europeu, mantendo-os assim no Clube?

Para um Clube, a maior fonte de receitas é a performance desportiva sustentada, ou as mais valias?

Realizando receitas na UEFA na ordem dos 15M em prémios, mais transmissões televisivas, isto em três/quatro épocas seguidas, não elimina a necessidade de vender os melhores?

9 comentários:

Xenrik disse...

alia isso a mais 20 milhões de tv por epoca. é o benfica 2013/2014

abidos disse...

E se nos 8,5 milhões já tivesse incluido os salários?!!!

MS disse...

Clubes de gente seria nao fogem ao fisco.

abidos disse...

Pois, e se o negócio só for feito nestas circunstâncias?
Desistimos do jogador, estilo Falcao?


Infelizmente em Espanha, os hábitos fiscais são muito liberais, ainda há pouco tempo, quase todos os jogadores recebiam os contratos por inteiro, e os clubes pagavam os impostos dos jogadores!!!

CM disse...

Realmente é tudo uma questão de contas e feitas em números pequenos, depois é só adicionar uns zeros para adaptar à realidade!

Como 1+1=2 e por vezes 3 ou mais, no mundo do futebol é fácil aplicar esta errata matemática!

Temos bons jogadores, como beneficio temos uma boa performance desportiva. Como contrapartida dessa performance obter lucros extraordinários é fácil (bilheteira, receitas da UEFA, marketing, etc...) Com tudo isto é fácil garantir um crescente financeiro e desportivo!

O grave problema é que ninguem está para fazer estas contas e tirar proveito próprio é mais fácil!

Infelizmente o império montado pelos porcos foi criado para beneficio do gangue, e nunca para beneficio do padrinho. Já no nosso Benfica...nunca assim foi! E por isso, é díficil ganharmos continuamente!

A ver vamos como vai ser criada a próxima época, porque esta terminou da pior forma!


SLB4EVER

MS disse...

Caso fosse essa a razao dos valores de Roberto, apenas demonstra a falta de aptidao dos nossos decisores para compreender o futebol e a sua psicologia, pois teriam armadilhado Roberto, condenando-o ao fracasso de nao conseguir justificar esse valor perante os adeptos.

Esim, teria desistido do negocio. Imediatamente,

máfia disse...

Ontem no Comunicado do SLBenfica liamos também que "o Apito Dourado ainda não acabou", dado estarem no Tribunal da Relação os recursos em apreciação. (JÁ ME ESCLARECERAM NÃO SER POSSIVEL NESTE CASO, MAS IMAGINE-SE UM PROCESO QUE) como é apanágio da justiça portuguesa, se um processo saltar até ao Supremo Tribunal Administrativo. Atentem nesta informação deixada nos comentário do GB: O STA é "presidido por Lúcio Barbosa, um grande amigo de Pinto da Costa e de Valentim Loureiro. Tanto que, em 2004, foi vice--presidente do FC Porto e até recebeu o Dragão de Ouro, em 2007. Além disso, sempre que o líder dos dragões precisa de testemunhas, Barbosa é quase sempre arrolado. Foi, por exemplo, o que sucedeu, em vários processos do ‘Apito’. Além do cargo que exerceu no FC Porto, o juiz também já foi presidente dos conselhos de Disciplina e de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol, sempre indicado pela Associação de Futebol do Porto"

aqui: http://geracaobenfica.blogspot.com/2010/10/trocar-o-essencial-pelo-acessorio.html

Manuel disse...

Porra, já não é a primeira vez que digo isto! Os benfiquistas só falam na merda dos 8,5M€ como se isso é que fosse importante. Neste valor já estão incluídos grande parte dos salários do jogador que, assim, entram na contabilidade como investimento e não como custos operacionais. Não conseguem ver a diferença?

Porra que há muitos benfiquistas que, para além de ignorantes, são estúpidos que nem uma porta! E por estarem a falar sempre na porra dos 8,5 estão constantemente a alimentar as alimárias da CS que também não se sabem calar sobre isso!

É pá, calem-se!. Importante é o desempenho dos jogadores. Como os salários são pagos é uma questão interna do Benfica. De outro modo estamos apenas a alimentar a especulação da CS que se aproveita disso para aumentar a fogueira em que os jogadores do Benfica se têm vindo a pouco e pouco a queimar. Ainda não entenderam? Mas porque será que temos de explicar tudo? Será que não sabem raciocinar?

MS disse...

8.5 milhoes por Roberto foi uma alarvidade. Como alarvidade sera se depois deste investimento ele for posto de lado sem mais nem menos.

Se inclui salarios ou nao, nao sei. Mas foi o valor pago que foi a gasolina para queimar Roberto. Considero que foi falta de visao nao reconhecer isto desde o inicio.

Calo-me quando eu me quiser calar. Agora nao quero.