quarta-feira, 21 de setembro de 2011

As notas do dia

Parece que o jogo com o FC Porto já mexe e muito com a nossa Comunicação Social, sempre ávida de qualquer coisinha que possa criar casos. Hoje, dois dias antes do encontro e com Vítor Pereira a falar à hora do almoço (só recomendável para os estômagos mais fortes da nova RTP Informação, ex-RTP N) vários jornais continuam a sua cruzada.

Assim, o Correio da Manhã vem a dizer na primeira página que "Maxi dá nega a Pinto da Costa". Não sei se Pinto da Costa andará desgostoso por não ser o pai da criança que a Fernandinha vai ter e por isso andar à procura de alguém para lhe consolar a alma. O que eu sei é que Maxi Pereira (essa referência dos tempos modernos) ainda não renovou contrato com o Benfica, apesar de já estar apalavrada há muito tempo essa renovação. 

Passemos então ao Diário de Notícias, que nos mostra uma fotografia de Defour e Witsel, com o seguinte título: "Belgas jogaram juntos mas nem se podem ver". Se viermos ao link da notícia, até se nota que não se falam na altura em que estão a levantar uma Taça ao serviço do Standard, já que ambos estão a olhar para sítios diferentes, mas fazerem uma notícia em que eles não se podem ver porque têm feitios diferentes, só mostra a estupidez de quem quer criar polémica de qualquer maneira.

N'A Bola, criou-se um novo mito. Nolito chegou do Barcelona B e cedo se converteu numa das figuras da Liga e do Benfica, naturalmente. Agora apelidá-lo de Noligol roça o anormal, para não lhe chamar outra coisa. Se Nolito é o Noligol, o que chamar a Cardozo? Cardogol? Que me lembre, dos poucos avançados que ficaram com a alcunha a terminar em "gol" e que o justificava plenamente era Batistuta. E esse era claramente Batigol. Os jornais têm esta facilidade de criar os mitos e de um momento para o outro puxarem o tapete para os mesmos caírem ao comprido. Nada de novo, portanto.

De novo, é a coerência da Comissão Disciplinar da Liga. James Rodriguez agride o adversário com um soco e leva um jogo de castigo. Manuel José, do Paços de Ferreira insulta o árbitro e leva dois jogos. A coerência é extraordinária e o precedente também. Poderão haver socos, pontapés e afins entre colegas de profissão que o castigo está garantido para apenas um fim-de-semana.

A Comissão de Arbitragem, essa mesma, também deve estar muito ocupada. Só assim se estranha que ainda não se saiba (PUBLICAMENTE) quem é o árbitro para o jogo de sexta-feira. Fala-se em Jorge Sousa ou Pedro Proença, mas eu até acho estranho não se mencionar o nome do Olegário. Seja quem for, já sabemos ao que vamos e ao que eles vão.

4 comentários:

nunomaf disse...

É o Jorge Sousa...

Hugo disse...

Custou mas foi...

Um post lúcido e interessante...

O pior é quando te viras para dentro...

Aí és como o Pepe...perdes a cabeça!!!

Saudações benfiquistas...

Mister D disse...

Meu caro Hugo,

Quando me viro para dentro, na minha perspectiva também sou lúcido.

E comparares-me ao Pepe, madre mia... Ainda tenho alguma massa cinzenta...

Hugo disse...

Caro Mister D,

Para mim, em muitas opiniões, acho que te viras demais para dentro do clube e, em certas ocasiões, acabas por extrapolar pequenas situações...

Dado o peso actual da blogosfera, nomeadamente do vosso blog, continuo a achar que podiam fazer uma crítica diferente, focando o bom e o mau do clube e, se necessário, do Presidente e sua equipa...

Eu não acho ilegítimo crtiticar, nem tão pouco ser contra decisões de LFV...Pelo contrário!!!

Quero crer é que ajudava muito mais o clube se conseguissemos este equilibrio nas nossas opiniões...Porque há coisas boas, bolas!!!

De qualquer forma, eu apenas me referi ao Pepe, tendo em conta o post anterior do blog...

Apesar das divergências, nunca me passou pela cabeça ofender-te...

Mas se o fiz as minhas sinceras desculpas...

De certa forma, se perdi a cabeça, então aí também sou como o Pepe...

Saudações Benfiquistas...