sábado, 30 de abril de 2011

A importância de falar verdade

Rui Costa e Jorge Jesus assumiram, publicamente, que o segundo seria treinador do Benfica na próxima época, aconteça o que acontecer.

Eu que tenho sido bastante crítico do nosso treinador, sei bem que é o melhor que por aqui passou nos últimos 20 anos. E isso chega-me para estar calado quanto a saídas. Melhor, basta-me para me pronunciar: Jorge Jesus é e deve ser o nosso treinador!

Penso, até, que se JJ perder um pouco da sua fanfarronice, pode ainda fazer coisas muitos bonitas no nosso clube...

sexta-feira, 29 de abril de 2011

ESMAGAR ATÉ DUBLIN!




Hoje às 16 horas



Começar a defender o título!

Coração

É o que se pede sempre. A exibição podia ter sido melhor, muito melhor, mas ontem tivémos aquilo que nos faltou nas duas últimas partidas. E quando há coração e atitude, é muito mais fácil perdoar tudo o resto.

O triste minuto 43

Nem parecia que estava a jogar o Benfica.
Nem parecia que estávamos na Luz.
Nem parecia que estavam lá 50 mil benfiquistas.
E que tal preocupar-nos exclusivamente com o Nosso Clube?

Vamos a meio...

Preparar esta 2ª mão como deve ser é de capital importância. Dados a reter:

- Não temos o nosso Criativo nº1

- O Criativo nº2 está à bica com amarelo

- O nosso Destrutivo está à bica com amarelo

- O único lateral direito está à bica com amarelo

- O Destrutivo deles não joga

- Paulo César já entra nas contas(pela esquerda, acrescente-se)

É altura de se jogar como no início de época (pré-época) 4x3x3.

É altura de espicaçar o Orgulho dos jogadores e prepará-los para terem nas bancadas um mini-dragão. Não tenhamos ilusões, com a eliminatória no bolso, Braga encher-se-á de tripanada a apoiar o "amigo"...

O meio campo tem de ter Peixoto, Airton e Javi. E este tem de ser protegido para a Final.

Afinal, JJ? Como vai ser?

NB- Os leitores do ndrangheta- que são os melhores da blogosfera- ensinaram-me que os cartões limpam para a final. Óptimo! Todavia, o melhor que vi o Benfica jogar este ano, foi em 4x3x3. Perdemos o Di e o Ramires, pessoal! Perdemos o Sálvio. Não estamos formatados para defender e atacar bem em 4x4x2. Não há extremos...

uma semana

O jogo de Braga disputa-se dentro de uma semana e eu já estou com o coração aos pulos...

Grande vitória!

Hoje a nossa equipa de futebol foi buscar forças a um sítio qualquer que nós desconhecemos e mostrou vontade de vencer!

Em Braga tudo será diferente, mas nós é que vamos na frente!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Luisão, o nosso capitão!

Uma memória e um possível presságio

Não jogamos uma meia-final há 17 anos. Foi a primeira coisa que me lembrei quando o Cardozo finalmente me fez baixar as pulsações no Phillipstadion. Eu e mais uns quantos mil, seguramente. Hoje voltei a lembrar-me desse jogo no caminho para o trabalho. Continua atravessada essa eliminatória, uma injustiça demasiado grande perante a exibição de superioridade daquele Benfica no jogo da Luz. Gostava que a exibição se repetisse amanhã mas, acima de tudo, espero que o resultado alcançado seja melhor que o daquela noite de 94.



O Noah Lennox é um músico norte-americano que se apaixonou por uma rapariga portuguesa, pela cidade de Lisboa e pelo Sport Lisboa e Benfica. Um gajo inteligente, claro está. Em Maio do ano passado, na ressaca da conquista do Campeonato, apresentou pela primeira vez uma música chamada Benfica, que tem a particularidade de incluir samples de cânticos captados nas bancadas da Luz. Curiosamente, a cidade escolhida para apresentar o tema ao vivo foi... Dublin!

Só faltava cá eu

Acompanhei com entusiasmo a discussão que foi tomando conta do nosso blog nos últimos dias, relativamente à derrota (mais uma e em casa) com o FC Porto e a consequente conquista da Taça da Liga.

O que terei para dizer sobre isto, direi depois. Há que apurar responsabilidades, mas o momento não é agora o ideal.

O Benfica tinha cinco competições para conquistar no início da época. Poderiam ter sido definidas prioridades, porque apesar de ser o Benfica e de jogar sempre para ganhar, temos de ser realistas e ver que não chegávamos a tudo.

Nesta semana, o Benfica enfrenta um dos maiores desafios dos últimos anos. Começar a caminhada para uma final europeia. E é importante que amanhã, na Luz, se sinta o "inferno". O inferno que eu vi em 1988 frente ao Steaua ou em 1990, frente ao Marselha. Esse inferno que nos ajudou ainda mais a sermos enormes.

A Liga Europa não era o objectivo primordial do início de época, mas não vou embarcar nem em salvações da época, nem em conquistas amorfas. É uma competição europeia, à qual fomos parar, por causa da prestação da Champions, mas estando lá, é para ganhar, como em tudo o que deve ser quando o nome Benfica está presente.

Por isso, esta semana e a próxima, serão as das mais decisivas de uma época em que certamente, nas mentes mais optimistas, não estaríamos à espera de as ter.

No plantel, é bom que entendam esta importância. E desta importância, que sobressaia a vontade e a humildade, que tanta falta fazem neste momento.

Viva o Benfica!

Viva o Benfica!

O Pedro tem razão, mas eu não deixo de estar zangado com muita gente, entre os quais amigos a quem quero todo o bem, que decidiram escolher esta semana, fulcral na nossa história, sublinho, para mandar cá para fora todas as suas frustrações, como se o Glorioso fosse o muro das lamentações.


Como não é e limita-se, na sua simplicidade, a ser a unidade de todos nós, isso não se admite!

Onde é que anda a nossa força?

Força Benfica!


Meias - Finais que fizeram hitória III

Sem espinhas.

Todo e qualquer negócio em torno de Fábio Coentrão que não implique o pagamento directo da cláusula de rescisão é um mau negócio. Mais do que isso, é um negócio ruinoso.

Meias - Finais que fizeram história II

terça-feira, 26 de abril de 2011

Meias - Finais que fizeram história I

(des)valorizações

Num misto de comentário e resposta aos dois posts anteriores:

Não desvalorizo um troféu europeu, mas não vou fazer de conta que essa era a prioridade do Sport Lisboa e Benfica. E também não vou esquecer que estamos na luta por esta competição porque falhámos o objectivo europeu proposto: atingir a segunda fase da Liga dos Campeões. Podem escolher a cor da peneira. Em Agosto encarávamos a época e tínhamos 5 competições para disputar, falhámos em 4. Quatro!!!!

Quanto a comparações com anos anteriores, prefiro retirar o plural. A minha resposta já a conhecem se leram os posts anteriores: um campeonato vale mais que uma Liga Europa. Este ano tenho quinas na camisola, para o ano vou vê-las junto a outro emblema. Se olharmos para a relação de forças entre o Benfica e o clube que domina o nosso futebol, se olharmos para o que foi o ano passado e o que é esta época, é preciso muito boa vontade para efectuar um balanço positivo.

Meus caros amigos, (hoje merecem honras de resposta em género de post!)

Disputar uma meia-final europeia, podendo atingir a final (forte possibilidade, aliás!) e ganhá-la, não é perspectivar uma época melhor que as últimas?




Foda-se, ou eu estou parvo (o que é possível), ou andam numa campanha que não consigo perceber.




Vejam lá se se acalmam, se ganham juízo e se partem para estes 20 dias com ânimo redobrado!

Então é assim

Tratar mal os jogadores é ilibar quem tem de facto culpas na tragédia que temos vivido. Mas há quem precise de mais de uma década para perceber qual é o elo comum em todos os tiros no pé.
Tudo bem. A malta espera...

Ganhar uma competição europeia é extraordinário. Único em toda a minha existência caso se concretize ( a conquista, não a minha existência).

Pena é que fica para sempre marcada pela maior incompetência já vista na preparação dum ciclo vital para o nosso clube.
E refiro-me aos últimos 10 meses, quase todas as semanas. Incompetência inquialificável.

Infelizmente, com ou sem Liga Europa, essa será também a marca da época 2010/11.

Perdoem, mas isto vai ser curto e grosso!

Qualquer um que considere que ganhar uma prova europeia é sinónimo de época fracassada, não passa de um atrasado mental!

Os do costume, já sabem, não saiam de casa.



Memória Curta

Quinta-feira disputa-se a primeira mão da meia-final da Liga Europa. Por ora é só isso que me ocorre relembrar aos esquecidos que por aí gravitam.


E é verdade que até há muito pouco tempo, só podia ser sócio do Benfica quem fosse proposto e visse o seu nome aprovado. Eu, por exemplo, ainda me mantenho em alerta sobre o comportamento da meia dúzia de sócios que propus. Felizmente não tenho tido problemas... mas se algum deles fosse daqueles que acham bem "mandar a equipa para o balneário", estava fodido!


Porque - e não estou aqui a mandar nenhuma lição de benfiquismo, considerando que o Glorioso é de todos - não perceber o que está em causa quando a equipa vem, a medo e com receio, mostrar um título aos adeptos, é não perceber nada de nada. Muito mais quando o nosso capitão, o Luisão, tem estado em todas e tem dado a cara nas horas mais complicadas.


V. Exas. podem pensar que têm todo o direito de ver o Glorioso ganhar ao Paços, esmagando. Eu posso entender que, estando em causa uma final e um jogo de apuramento para outra final, o nosso treinador faz muito bem em manter a equipa em baixa rotação.


Mantenho, na íntegra, o que disse há um mês: se ganharmos só a Liga Europa, será uma época extraordinária!


Eu mandei o Benfica para o balneário

Não tenho problemas em admiti-lo e não me arrependo. Estão à vontade para fazer julgamentos sobre o meu benfiquismo e o meu grau de exigência.

Relativamente ao post anterior, e dados os comentários por lá depositados, aproveito para esclarecer que a Taça da Liga não salvou nada. Já o escrevi: considero esta época um fracasso independentemente de como venha a terminar. Exigia uma vitória categórica para limpar a imagem que conservo de uma equipa frágil e pouco competitiva. Calhou que o jogo seguinte fosse a final da Taça da Liga, igual seria se o Benfica recebesse na Luz um qualquer mija-na-escada. E a exibição do Benfica neste sábado esteve longe de me agradar.

Não assobio a equipa durante o jogo e não percebo quem o faça, mas não tenho nada contra quem se manifesta após o fim da partida. Uma coisa é apoiar a equipa, e este sábado o Benfica foi apoiado durante todo o jogo, outra é dar palmadinhas nas costas. Desta vez, porque partilhava da mesma desilusão, fiz questão de manifestar o meu desagrado para com a equipa. Não sinto que tenha feito mal ao Benfica. Pelo contrário. Quem faz mal ao Benfica é quem inventa estas merdas.

domingo, 24 de abril de 2011

Palermices

No Estádio Municipal de Coimbra, os rostos estavam tristes e assim ficaram até ao apito final. Os jogadores, perante mais uma vitória, festejaram a medo, quase que pedindo desculpa pela desastrosa exibição de quarta-feira.

Sucede que eu festejei a vitória - e festejei com alguma intensidade!

Não posso, porque nem por absurdo o admito, renunciar ao meu benfiquismo; e esse benfiquismo fez-se de conquistas, é certo, mas também de uma grande sede de conquistas, que trespassou uma década de descalabro.

Ao longo desses 10 anos (desde 1994 a 2004), muitas épocas acabaram em Janeiro e em dezenas de jogos fomos sempre os mesmos 10.000... Agora, os mesmos adeptos que, nessa altura, viam a bola em casa, vão ao estádio e dão-se ao luxo de, ao minuto 89 de uma final, assobiarem o Benfica!

Bem sei que esta época não correu como esperávamos e as derrotas com os tripeiros abateram muita gente. Isso, contudo, não justifica absolutamente nada: quinta-feira temos de gritar do primeiro ao último minuto, como se a época começasse nesse jogo!

NB - na semana passada disse e volto a dizê-lo: se ganharmos a Liga Europa será uma das melhores épocas de sempre do Glorioso. Se lhe juntássemos uma das Taças, tanto melhor... a Liga Europa está aí...

levar na anilha!

dediquemo-la a todos os que decidiram abandonar a equipa num momento em que a devemos levar ao colo... a vida ensina e aprende quem quer: as contas fazem-se no fim!

hoje muitos falharam...


sábado, 23 de abril de 2011

Diário de uma Viagem

Andando por terras do Minho e sem internet, optei por fazer uma compilação diária para colocar aqui. Cá vai ela:

21 Abril - Minuto 67

Decorria o minuto 67 e Carlos Xistra toma uma acção cobarde no último Benfica - FC Porto. Evitava a expulsão de Rodriguez por entrada sobre Maxi Pereira, para minutos depois mostrar um amarelo a Javi Garcia por uma obstrução simples no meio-campo.

Não seria pela expulsão de Rodriguez que o FC Porto perderia o jogo, mas pelo menos, o abalo psicológico (de que Villas-Boas tanto gosta) seria maior do que o que foi. E estes pequenos pormenores, às vezes, fazem a diferença.

É considerável que o FC Porto é, neste momento, superior ao Benfica. Sem sombra de dúvidas e é bom questionarmos isso. Sendo benquistas, tendo sido campeões o ano passado, pasma-me como é que não conseguimos saber aproveitar o elan criado pela onda vencedora do campeonato para minarmos o domínio que a equipa do Porto tem tido nestes últimos anos.

É impressionante como é que nos rebaixámos tanto. É impressionante como é que mostrámos uma inferioridade tão surpreendente. É impressionante como é que os blogs benquistas usam tanta vez a palavra "reerguer". É impressionante como é que o Benfica demonstra esta tendência, sempre após ganhar um título…

22 Abril - História várias vezes repetida

Depois de avaliar as consequências do derby, a imprensa da dita especialidade afirma que se Jesus não ganhar a Liga Europa e a Taça da Liga, tem o lugar em risco no clube. Outro jornal diz que os jogadores não compreenderam o treinador. A palermice não tem limites e a voz que afiança com tanta certeza os desfechos futuros é a mesma que noutras ocasiões não deu o peito às balas e não clamou pelas suas responsabilidades.

Como tenho a clareza de filtrar muita da informação que transborda nesses escritos "sagrados", é fácil tirar conclusões. A voz do dono continua activa e muito célere em escorrer as culpas. A mesma voz que escolheu determinadas pessoas para se afeiçoar. A mesma voz que brotou em barda as suas escolhas na altura do sucesso. A mesma voz que é conivente com Deus e mais vezes com o Diabo. A mesma voz que nunca se ouve nestas alturas.

E o isco está lançado para as mentes menos claras. O responsável já está escolhido e se há um ano, o estado era de graça, hoje já estamos em desgraça total e completa. E o mesmo de sempre, escapando incólume aos erros que despoletou e que criou para que o estado se desgraçasse…

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Fui mal entendido, mas não devia ter sido!

Depois de um jogo como o de quarta-feira, em que ninguém, ninguém mesmo, esteve à altura da história do Glorioso, tentei passar uma mensagem de esperança...

Não a entenderam? Paciência... Eu cá já estou em Coimbra!

Quanto ao jogo com os corruptos, até ao fim da época nada mais direi. Mas não me esqueço do que aconteceu, nem me esquecerei que o nosso Presidente não disse absolutamente nada!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

O último post do Bola7 diz muito do que também eu pensei ontem à noite.
A minha primeira ideia também foi de desistir. Estou cansado desta "desbenfiquisação". Lenta. Contínua. Angustiante.

Ontem conseguimos descer mais um degrau
E não falo do resultado.
Falo dos uivos que se ouviam de cada vez que o Hulk tocava na bola.
Um escarro na história do Benfica.

Perdoa-lhes Eusébio que eles não são o Benfica.

Mas são aquilo a que o Benfica chegou.
Não basta ter uma direcção incompetente (para ser simpático) como ainda tenho de ver benfiquistas comportarem-se como aqueles que o Benfica sempre me ensinou a desprezar.

Estou farto. E, repito, o meu primeiro impulso foi desistir.
Estive mesmo quase a iniciar um post a despedir-me da blogosfera e deixar o Benfica aqueles que acham que o caminho a seguir é este.
Se é isto que querem pois que sigam que eu fico-me por aqui.

Mas assim que pensei isto a revolta tomou conta de mim.

No dia em que quem ama o Benfica desistir, e deixar que esta gente amesquinhe aquilo que foi a luz mais brilhante que este país já pariu, então aí sim o Benfica será isto. E terá morrido.

Não só não desisto, como mais que nunca defenderei o meu Benfica.
Acabou-se a paciência. Acabou-se a esperança. Acabou-se o tempo.

Caguei que ainda tenhamos dois troféus para ganhar. Ganha-los não me trará o Benfica de volta.
E é isso que eu quero.
Nada mais!

O Benfica não é isto!

E se 10 anos não chegaram para recolocar o Benfica no caminho que é o seu é por um motivo simples.

Porque não se quis!!!

P.S: Se de facto não eram insultos racistas, fico muito feliz.

A puta da nota artística

Nos blogs, em conversas particulares, nos telefonemas e sms recebidos, nos mails trocados, o panorama é desolador, há uma depressão generalizada entre os Benfiquistas, há gente que se orgulha de poder usar apenas as duas mãos para contar os jogos do Benfica que falhou nos últimos 20 anos, que tem bilhete no bolso e não vai a Coimbra! Há muita desilusão, alguma raiva até.

Não costumo ter este tipo de exigência mas depois do que aconteceu, não basta chegar a Coimbra e ganhar o caneco. Exige-se uma exibição categórica e, sem qualquer desrespeito para com o Paços de Ferreira, uma vitória folgada. Devem-nos isso!

Eis por que os querem vender...

Alguém me sabe dizer...

... quando é a entrevista do presidente com o Miguel Sousa Tavares na SIC?

Taça da Liga e Liga Europa

Isto é muito simples e começa a resolver-se no sábado. Seria muito complicado ganhar quarta-feira em Dublin e domingo no Jamor. Assim ficamo-nos por Dublin, o que não é nada mau.

Uma época falhada

Pode-se olhar para esta época racionalmente ou emocionalmente. Estive em Aveiro, uma vez no Dragão, duas vezes na Luz, os meus olhos absorveram 12 golos adversários, a minha garganta celebrou 2 vezes. Não há racionalidade que aguente. Ontem recebi um SMS que resume tudo facilmente. Como é possível? Depois do ano passado, como é possível? Há pouco mais de 15 anos o Porto visitou a antiga Catedral com a possibilidade de igualar o recorde de invencibilidade no Campeonato. O Benfica entrou em campo ciente da sua História, convicto da sua Grandeza, jogou para ganhar e ganhou mesmo! Este ano, este último mês, é o que se vê. Eu, que ambicionava uma final com os andrades em Dublin, começo a dar razão aos que em Eindhoven me chamavam maluco e sublinhavam o risco que representa perder uma final europeia contra eles. Infelizmente, esta equipa parece ter medo de assumir o estatuto que a História do Benfica lhe confere. No jogo do campeonato, preocupados com uma possível celebração andrade na Luz, mas desconcentrados relativamente ao objectivo de vencer o jogo. Ontem, excessivamente preocupados em segurar um resultado. Medo do adversário: muito. Confiança e orgulho próprio: pouco.

Ainda assim, acena a razão, há 2 títulos para conquistar. Tantos quanto no ano passado. A Taça da Liga para repetir, um troféu europeu no lugar do campeonato. Com bilhete para Coimbra e viagem marcada para Dublin digo sem problemas: não me satisfaz. Nada. Esta época representa um falhanço brutal nas minhas expectativas. Mas também nas expectativas, ou no que deveriam ser as expectativas, do nosso Clube. A maioria dos escribas deste blog conhece a minha opinião, sabe que só troco um Campeonato por uma Liga dos Campeões. Abdicar de um campeonato por uma Liga Europa é coisa para se pensar de barriga cheia. E no contexto actual do nosso futebol, nem por uma Liga dos Campeões eu trocaria um Campeonato. Disse-o à mesa no Verão: o fiasco do Apito Dourado mostrou-nos que só no relvado, com muita luta e humildade, se poderá abater o poder da agremiação andrade. O bi-campeonato era essencial. O tri também. Este deveria ser o desígnio do Benfica. Assegurar uma dinâmica vitoriosa entre portas e romper o eixo de sucesso dos andrades. Depois sim, ambicionar voos mais altos. Ainda assim deixei-me iludir. Vencer as três Taças, seria bom para o ego, seria bom para a contabilização de troféus do Benfica. Mas é cá dentro que temos que nos afirmar e a verdade é que só nos sobra a competição menor cá do burgo.


PS- Quando se pensa que nada mais ridículo se pode assistir, atravessa-se o Colombo e ouvem-se adeptos a gritar golo. O Benfica acaba de perder uma meia-final da Taça de Portugal em casa e há sorrisos e festejos por um golo do Real Madrid? Pa puta que os pariu!

HUMILHADO!

Que me perdoem a catarse de alma:

- super-taça (mais ou menos que se lixe excepto o facto de ter mudado a vida de treinadores, clubes e a nossa vida e actual sentir);

- levei cinco;

- festejaram o título na minha casa;

- vieram fazer o impossível, levando-me ao limbo e a todos quantos são (e não são nada de especial) como eu;


FODA-SE!!!!! O QUE É ISTO!?


Esta custa mais do que qualquer outra. O que é que vem ainda para aí pela frente? A tacinha new design não apaga nada e quero bem é que se foda pois nem sequer há outro remédio sem ser ganhar, saúdar os adeptos e ir embora treinar para vencer os paneleiros, putas e padres.

Isto que se passou não se faz!

Os jogadores - bons ou maus - têm que estar à altura dos anseios dos seus adeptos. Este jogo era para ganhar. Era para dar um tior no couraçado. Era para preparar a eventualidade de Dublin. Posto isto... O que fizemos?

Sinto-me mesmo muito mal, impotente, muito triste e, pior do que tudo, a saber que ainda pode vir muito mais e pior.

E isto, infelizmente, é só uma dose de realismo.

Dói mesmo muito!

Jesus! (como quem clama e não como quem chama pelo Jorge)

Jorge, eu, que frequento a 2.ª classe do futebol, vou, por breves minutos, permitir-me ocupar a tua cátedra.

Comecemos pelo princípio, que fica mais ou menos a meio do caminho.

No fim dos primeiros 45 minutos estava 0(2)-0(0). Qualquer puto, como eu, já tinha percebido: sai Jara (e não me venham com a história do período de adaptação. Pensem, antes, no Urreta) e Saviola (não esteve lá, como todos, menos tu, Jorge, vimos) e entra Aimar e Airton (não preciso de parêntesis). Mas não...

Ficamos a olhar para o jogo, em paz, sossego e "explicando" ao Jara que tinha que descer no corredor direito...1...2...3...em 10 minutos dizemos adeus à Taça. Para que não te esqueças, estamos no minuto 74. O que é tu fizeste? Nada. Esperaste pelo minuto 77 para, como dizem os teus manuais, mexer no jogo. Como se diz na minha terra: tarde piaste...

O resto, o resto é história...


A pedido de um Bom e Grande Amigo, e com todo o respeito pelo nosso Bom Gigante, chegamos ao fim:

- Jorge, a columbofilia envolve pombos. No Nosso símbolo, como poderás ver, está uma Águia! Por isso, podes guardar o milho para ti e para os teus.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Não me venham com merdas!

AMADORES!

Estavam com saudades do cheiro a fruta...

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=258745

O cenário está montado

Xistra ao apito tendo como seu fiel escudeiro o Tavares (o do golo do Petit que só ele não viu).
Eles não andaram a dormir.

Juntem-se as ausências de Salvio e Gaitan e percebemos o quão difícil será a nossa missão esta noite.

Parece o cenário perfeito para que se dê a reviravolta na eliminatória. Cabe-nos cagar-lhes em cima!!!

Em 2005 numa noite como a de hoje não podíamos contar com Simão e Miccoli, entre outros, e ganhámos 2-1 ao Manchester United.

Hoje, como então, só todos juntos, durante os 90 ou 120 minutos, poderemos eliminar os corruptos.

Viva o Benfica!!!

Uma época inolvidável!

Depois de tudo aquilo que aqui escrevi e disse, não seria justo, nem me sentiria bem, se não vos dissesse que esta época pode ser uma das melhores de sempre.


Na verdade, temos duas modalidades em final four de competições europeias (hóquei e futsal) e mais duas em meias-finais (futebol e andebol) e estamos na discussão do título em andebol, hóquei em patins, basquetebol, futsal e voleibol...


No futebol, modalidade principal do Glorioso, podemos ganhar três competições oficiais, sendo certo que na nossa história isso só aconteceu por meia dúzia de vezes...


Se esta é a nossa crise, o que dizer da terrível década de 90?

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Agradecimentos

Antes de tudo, ao Cosimo pelo belo pedaço de prosa que está mais abaixo.

Gostava de agradecer a Pablo Aimar, por tão bravamente ter defendido a braçadeira de capitão no jogo de ontem. E para além disso, ter tido a frieza suficiente para não ter de esmurrar o assistente de Elmano Santos.

Gostava de agradecer também Yartey, que não é preciso ter sotaque para ser bom jogador. E também não é preciso ir ao Estádio da Luz e fazer um remate daqueles para mostrar que tem qualidade.

Queria ainda agradecer ao Fernandéz por nos ter mostrado como é que um médio-interior esquerdo ou médio lateral esquerdo (não se percebeu muito bem o que ele era) não deve jogar e que os 2 milhões que custou davam claramente para se apostar num defesa-direito, que é de facto, uma posição onde o Benfica carece de algum reforço.

Queria também dar o meu obrigado ao Presidente, que depois de ter ido a Eindhoven com a equipa, optou por ir ao Brasil falar com o Vasco da Gama, mostrando assim que está atento a tudo o que se passa no nosso clube.

Por fim, queria agradecer ao Jorge Gomes, que conseguiu desviar o Falcao e o Álvaro Pereira para os amigos lá de cima. Falcao mostrou ontem, claramente, que não presta.

A todos vós, o meu obrigado.

P.S. Aproveito para agradecer, por antecipação, ao L. porque há-de ver neste texto qualquer coisa de anti-Benfica. Tenho pena de que a minha concepção do que é ser Benfica seja diferente da dele.

O porquê das coisas

Ninguém tem duvidas que, se em vez do Rolando, fosse o Luisão a tocar a bola com a mão aos 92 minutos Artur Soares Dias teria marcado penalty.

Ninguém duvida que, se em vez de Aimar, fosse Hulk a marcar um livre indirecto em que a bola tocasse num adversário antes de entrar na baliza, Elmano Santos validaria o golo.

E porquê?

Porque nos últimos 30 anos o Papa apenas e só se preocupou com uma coisa. Que o porto ganhasse.
Nos últimos 30 anos, todas as 24 horas de cada dia foram dedicadas a que o Porto ganhasse.
Tem por isso um sistema montado há décadas que tem como finalidade única que o porto ganhe.

Nunca ninguém viu o papa preocupado em visitar o futuro anfitrião de Jogos Olímpicos ou Campeonatos do Mundo ou até de CAN.

Não!

O único pensamento de SS é fazer TUDO para que o porto ganhe.

Na semana mais importante dos últimos 20 anos do Benfica, enquanto SS andou ocupado a pensar na forma de dar a volta a meia final da Taça, o nosso presidente andou a "passear" por terras de Vera Cruz.

Depois podemo-nos queixar dos árbitros, da malta do assobio, do tempo ou do que bem entendermos.
Mas tenhamos presentes uma coisa. Eles trabalharam para nos foder.

E nós?

O gang do assobio que vá para a puta que o pariu!

No jogo com o PSV, dois dos golos do Glorioso começaram em jogadas assobiadas pela plateia. Ontem Sidnei foi assobiado na jogada em que viria a marcar golo. Mas o que se passa, minha gente? Com gente desta no estádio, andam os robocops a fazer mal a quem apoia do primeiro ao último?

Enquanto o Soares Dias procura o caminho para casa,...

...o seu colega trata dos "esclarecimentos".

Destaco a frase proferida ao minuto 2:32: "Não é assim que a lei quer".



Com um árbitro que admite não aplicar a lei...

domingo, 17 de abril de 2011

Incredulidade

Perante a incredulidade de Simon, Artur disse que tinha visto e que nada era. Assim se resume o futebol português: eles vêem, mas nada é. Eles sabem, mas nada é. Eles ouvem, mas nada é.

sábado, 16 de abril de 2011

Mais um título

Grande vitoria da nossa equipa de Voleibol na final de hoje! Parabéns a todos!

Lesões que podem ser decisivas

Fucile, em princípio, e Salvio, por certo, não jogarão mais esta época.


São duas baixas demasiado importantes... A de Fucile, então, pode ser decisiva na próxima quarta-feira e na eliminatória com a excelente equipa do Villareal.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Obrigado!

Há uma legião de fiéis leitores deste blog que começa a chegar a Lisboa. Uns encontrarei mais logo no jogo com a Ovarense, outros, os mais ressacados, verei no domingo, na Catedral, no sítio do costume. Sei, porque tive esse cuidado, que estão a chegar bem, apesar de muitos entrarem por terras do inimigo. A vossa presença, sobretudo quando, perante o aperto do PSV, ouvimos o vosso grito de "Benfica! Benfica! Benfica!", foi sentida. Obrigado!

Carta aberta aos Benfiquistas

Meus caros,


Ontem passei o dia todo com nervoso miudinho, crendo que a eliminatória estava em disputa. Este nervoso adensou-se à medida que falava com amigos e todos festejavam a passagem às meias como se isso fosse um dado adquirido. Enervei-me e cheguei a ser bruto com alguns amigos. Peço que me perdoem, mas compreendam que eu tinha razão...


Sucede que um grande amigo, que amiúde aqui passa, convidou-nos para vermos a bola na sua casa, comendo umas "negritas" - e que "negritas", meus caros, que negritas...


Ao entrar em sua casa, não pude deixar de encontrar uma conjugação cósmica que me encheu de confiança e alentou, acabando com o nervoso miudinho: esse meu grande amigo falava com a sua filha, dizendo-lhe que hoje à noite o Tate Modern estaria aberto; como eu estava no Tate Modern quando o piazza e o desaparecido manini me informaram que o sorteio nos dava em sorte o PSV e, depois, o Braga ou o Kyev, vi logo que as estrelas não me enganariam!


E foi assim que me apercebi que a eliminatória estava no papo...


Porém, essa euforia incontida dos meus amigos, que durante a tarde pude confirmar sempre que telefonei para a Holanda, podia ter-nos pregado uma partida. Não pregou, é certo, mas podia...


É com base nessa regra - de tudo ser possível - que devemos partir para Braga, apesar de não podermos abdicar da confiança!


Por isso mesmo, a minha viagem para Dublin está comprada, apesar de não dar como garantida a presença na final!


Por isso mesmo, a minha crença na vitória é tão grande, apesar de saber que para o alcançarmos temos de dar tudo por tudo, cumprindo, cada um de nós, o papel de um guião crepuscular, que nos guiará à época das nossas vidas!


Por isso mesmo, enfim, o demiurgo da dialéctica não nos abandonará e levar-nos-á, com confiança, à vitória perante o mal!


Meus bons amigos,


o Benfica não se fez de grandes complicações, nem adensou a sua essência de grandes complexos: nascemos para ganhar e vivemos para lutar. Sabemos de que lado estamos e para onde caminhamos!


Rumo a Dublin...


SLÁINTE!



PS: Para os mais incomodados, não quero com isto dizer que já cá canta. Apetece-me é cantar! E acredito que os nossos RAPAZES vão cantar connosco!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Dublin calling

Foda-se! NÓS ADORAMO-VOS! Porque caralho é que nos fazem sofrer assim? Obrigado rapazes!

VIVA O BENFICA! VIVA O BENFICA! VIVA O BENFICA!

A caminho de Dublin...

... Hoje só consigo pensar nisto!

Jorge Jesus

Não seria justo se um dos gajos que mais o tem criticado (eu!) não transmitisse uma mensagem sincera:

Podes estar a um passo de ser o melhor treinador dos últimos 30 anos!

E isso não é para todos...

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Política de Guerra

O Sérgio Bordalo não merecia o que os tripeiros corruptos lhe estão a fazer: nada do que disse justifica uma interpretação tão alienada da realidade!


Sucede, porém, que o programa em que participa, na Benfica TV, é bom, feito por gente séria e honrada, que tem o Benfica no coração. E isso é um ataque feroz ao que os tripeiros pretendem do nosso lado...


Por isso, meus amigos, em especial Sérgio (sei que vais ler este texto) deixarem-se vencer por gente deste calibre, é deixarem-se vencer pelo crime, dela devassa e pela calúnia.


Deixo, aqui, um abraço ao Sérgio.

À atenção da ERC!

Não há direito:

Ad eternum

Diz que o clube do freixo exige um pedido de desculpas ao Sport Lisboa e Benfica, alegando, para tanto, que um comentador de um programa da Benfica TV, Sérgio Bordalo de seu nome, teria desejado, em directo, a morte do pai dos bimbos.

Mais refere o patriarca da bimbolândia, que o Sport Lisboa e Benfica teria descido ao nível mais baixo de sempre, questionando, ainda, se a atribuição da licença à Benfica TV visava fomentar o ódio e coisas quejandas...

Ora bem! Ele há coisas que, por serem tão básicas, não precisam de explicação. Não obstante, este sócio do Glorioso vai perder mais de dois minutos a explicar aos bimbos o sentido da declaração do Sr. Sérgio Bordalo: “Eu desejo muito sinceramente que o presidente do FC Porto festeje o próximo título junto daqueles a quem dedicou este” (diz quem sabe, que os “aqueles” serão o avô dos bimbos e o tio-avô dos bimbos).

Bimbos, num primeiro momento, a interpretação do vosso pai parte do pressuposto de que o Sr. Sérgio Bordalo desejaria que o clube do freixo fosse campeão na próxima época (2011/2012) ou em qualquer outra, o que, como cedo se percebe, carece de qualquer razão de ser. Ou seja, o vosso pai está a laborar em erro.

Num segundo momento, a interpretação feito pelo pai de vosxências pode ser vista como uma dupla confissão: (i) o próximo campeonato já foi, como tanto gosta o vosso analista, roubado; e (ii) o vosso pai, por razões que só ele conhece, teme não chegar em vida aos festejos.

Na verdade e na minha humilde opinião, bimbos, o que o Sr. Sérgio Bordalo desejou foi que a conquista do próximo título pelo clube do freixo apenas aconteça quando o vosso pai já estiver perto dos vossos avô e tio-avô.

Espero, assim e acompanhando o Sr. Sérgio Bordalo, que o vosso pai viva muitos e bons anos.

"Ah...as saudades que eu já tinha!"

terça-feira, 12 de abril de 2011

Entrevista de Aimar

Entre Aimar e o Benfica há uma relação de amor que não é passível de dúvidas: alguém que presta estas declarações, é um homem com coluna vertebral intacta. É com jogadores destes que o Benfica se fez grande.

Não pude ver a entrevista de Aimar...

... Alguém me pode dizer onde consigo ver?

Antes de me pôr a caminho de Eindhoven

E de uma forma muito sintética:

. Que equipa técnica e jogadore se concentrem no jogo de 5ª. Estamos com pé e meio nas meias-finais, mas (a temível frase feita deste desporto) o futebol é cheio de surpresas.

. Que a Direcção abra os olhos. Há quem já tenha começado a jogar a segunda mão da meia-final da Taça há uns dias. Não se deixem dormir.

Verdade, verdadinha...

Hoje lê-se na comunicação social que só há dois árbitros para dia 20: ou Carlos Xistra ou Olegário... Ou Xistra ou Olegário... ou Xistra ou Olegário...

segunda-feira, 11 de abril de 2011

A mentira tem perna curta...

Há quem diga que mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo.

Eu acho que um tripeiro é muito mais fácil e rápido de apanhar do que um mentiroso.

Na Época 2009/2010, a última, o Sr. Fernando Mateus foi observador, entre outros, nos seguintes jogos:

- Braga - Porto, 5.ª Jornada;

- Porto - Académica, 8.ª Jornada;

- Belenenses - Porto, 24.ª Jornada;

- Porto - Marítimo, 25.ª Jornada.



Sr. Presidente, esta é de borla!

Fui à casa na Madalena...


Lá vai o Fernando Mateus receber (mais) uma cesta...


PS: Piazza, de cada vez que me lembro da nossa conversa em Agosto...


(actualizado)


PS2: Numa busca rápida na Internet, descobrimos que o Fernando Mateus foi o observador do jogo disputado nas antas que colocou frente-a-frente o clube do freixo e o Marítimo, no dia 14/10/2006, por ocasião da 6.ª Jornada da Época 2006/2007.

Uma questão de contas...

- Fazendo as contas por alto e faltando quatro jornadas para acabar o campeonato, o Benfica está a 19 pontos do FC Porto. Para quem queria renovar o campeonato, digamos que está um pouco afastado...

- Bruno César custou 5,3 milhões de euros. Sensivelmente, um terço do que custará Salvio, que por acaso, não disse que estava de passagem. Mesmo custando 15 milhões, creio que Salvio não valerá isso, e se tivermos 20% dele, o preço total seria de 18 milhões. Um grande negócio, como vários os que tem feito Luis Filipe Vieira com o Atlético de Madrid...

- Olhando para o mercado, e para o que o Benfica já contratou para a próxima época, parece que vamos ter razia no plantel para o próximo ano. Mas convém que a razia se cinja a Filipe Menezes, Luis Filipe (que acaba um contrato que lhe valia 40 mil euros / mês) e a outros a que falta a classe e o brio de vestir a camisola do Benfica. Que a camioneta de jogadores que aí vem (esquecendo-se mais uma vez a formação) não seja para ver sair Aimar, Javi Garcia e outros que mostraram num ano que sabem defender as cores da instituição...

- Por falar em contas, o Benfica pediu um empréstimo no final de Março no valor de 50 milhões de euros. Para um clube que vendeu Di Maria e Ramires (David Luiz só entra nas contas deste semestre) e que só conseguiu um lucro de 500 mil euros, algo se passa...

As contas são estas, mas há outras. O dinheiro que tem sido gasto em jogadores de qualidade duvidosa, dá para comprar ou até aumentar jogadores que justificam a sua posição no plantel. Não é preciso ser nenhum mágico das contas... Se faltam 3 milhões para comprar o resto do passe de Maxi Pereira (e atenção, que não é nem de longe, nem de perto o meu defesa direito de eleição) e ele já justificou que merece ficar no Benfica, porque é que se gasta 1 milhão num defesa brasileiro do Cruzeiro? Ou 5 milhões num médio do Corinthians?

P.S. A lógica do post tem a ver com a derrota do Benfica de ontem, é verdade. Tem a ver com a derrota do Benfica, porque apesar do campeonato já estar perdido, existe um nome e uma história a defender. E é inadmissível que haja jogadores no plantel do Benfica que não tenham vontade de jogar, nem sintam a camisola. Foi vergonhoso, não a derrota, mas a atitude. E essa, também ela, tem de partir de cima...

(Ao 8.º dia, apareceu o Choco)

A política do silêncio conta já com dois descritores: nazis e judas.


Mais alguma sugestão, Sr. Presidente?

Enorme coração, pouca cabeça

O enorme coração que mostrámos contra o PSV é equilibrado pela falte de cabeça que os nossos suplentes mostram cada vez que são chamados a jogar.


Por isso mesmo se justificam as contratações que por aí se anunciam: a nossa segunda linha é demasiado fraca para não ser renovada...


Sucede, porém, que com jogos para a Liga Europa, Taça de Portugal e final da Taça da Liga, o campeonato passou a ser a nossa última prioridade. Por isso mesmo, derrotas como a de ontem incomodam-nos enquanto adeptos sérios, mas pouco incomodam quem por lá anda, que tem obrigação de ganhar títulos.

Insuficiente

Nada contra o 11 que ontem entrou. Agora, se aquilo é o que a 2.ª linha do Glorioso sabe jogar...

domingo, 10 de abril de 2011

(ao 7.º dia, o Arquitecto descansou)

(depois de, no 6.º dia, ter criado os animais e o Homem, veio o dia do descanso)


PS: O piazza parece ter tido um encontro com o Arquitecto...

Si yo fuera Maradona...




Será que as pessoas se apercebem de quão perto El Pibe esteve de ser treinador do Benfica?

sábado, 9 de abril de 2011

A fasquia está colocada

"Nos termos e para os efeitos do artigo 248º nº 1 do Código dos Valores Mobiliários, a Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, vem informar o mercado que, por Aditamento celebrado nesta data com a PPTV – Publicidade de Portugal e Televisão S.A., (sociedade integrada no Grupo Controlinveste, que assume a posição contratual da Olivedesportos – Publicidade, Televisão e Media, S.A.), prolongou até ao termo da época desportiva 2017/2018, o contrato de cedência, em regime de exclusividade, dos direitos de transmissão televisiva para território nacional e internacional, dos jogos disputados pela equipa profissional da Futebol Clube do Porto – Futebol SAD para a competição principal da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (actualmente designada “Liga Zon Sagres”) na qualidade de equipa visitada.


As contrapartidas adicionais a receber pela Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD nos termos do Aditamento ascendem ao valor global de EUR 82.800.000 (oitenta e dois milhões e oitocentos mil euros).


Mais se informa que, nos termos do Aditamento, a Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD fica autorizada à utilização, sujeita a determinados termos e condições acordadas, os referidos direitos televisivos no âmbito de canal televisivo que venha a ser criado pelo Futebol Clube do Porto e/ou pela Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD."


Ora, 82.800.000 Euros a dividir por 4 anos dá 20.700.000 Euros / época, com os direitos televisivos a serem cedidos também a um canal que venha a ser criado pelo Porto.


Os números estão aí. Tem a palavra quem de direito.


P.S. O Benfica já tem canal de TV...

sexta-feira, 8 de abril de 2011

A pedido do inespugnabile,...

...que se encontra fora de Lisboa e sem acesso à Internet, aqui fica:


"EU ESTOU INSUPORTAVELMENTE FELIZ COM A VITÓRIA DE ONTEM!".

(No 5.º dia, foram criados os peixes e as aves)

Grande resultado! Grande casa! Alguns bons adeptos...


Começo pelo princípio. Quando me encaminhava para a Catedral, senti-me nu: tinha-me esquecido do meu cartão de sócio e daquele outro onde são carregados os bilhetes. Tive que voltar atrás. Conclusão, vi os últimos 25 minutos da primeira parte na nossa roulote.

Ao mesmo tempo, na roulote ao lado da nossa, 7 ou 8 elementos das Brigadas de Intervenção Rápida (SIR) deliciavam-se com bifanas e imperiais. Sim, eu disse bifanas!

Dois golos depois, efusiva e quase solitariamente comemorados, rumei à Catedral. Estava a abarrotar. A quantidade de bilhetes duplicados que foi emitida deixa um qualquer estádio brasileiro num chinelo...

Depois...depois vieram os borlistas e outros que tal com os seus assobios (CAMBADA DE FILHOS DA PUTA!), desejosos de festejar o 3-2. O Roberto esteve mal? Esteve. É motivo para assobiar? NUNCA! No dia em que me virem a assobiar um jogador do Nosso Glorioso, podem tirar-me o cartão de sócio: deixei de ser digno!

Os irmãos gémeos das alimárias acima referidas resolveram sair antes da hora: vão e não voltem! Gostamos de festejar os golos em família.

No mais, entre ameaças da autoridade e afins, começo a pensar que a Direcção está em gestão. Vamos no quinto dia pós massacre-apagão-rega. Palavras...zero.


Não fossem as nossas Papoilas Saltitantes...


FOMOS NÓS, SR. PRESIDENTE! FOMOS NÓS!


Benfica x PSV









Parecidos, não?

ENORMES!




Maxi falou

Em campo e fora dele. E falou, em ambos casos, à Benfica! A bola está do lado da Direcção, façam o que vos compete.

Estimado Roberto

Después de cuatro noches sin dormir llegué a la conclusión deque la solución a nuestro desacuerdo es simple:

No sufres más goles hasta el final de la temporada y todo te va ser perdonado.
Estamos de acuerdo?
Ok.
Nos vemos pronto.

Abrazo,

Cosimo Damiano

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Primeiro, o frango. Para acabar em grande, o CONEJO!!!

Vitória!

Hoje só penso nisso!

Estimado Roberto,

Depois de quatro noites sem pregar olho cheguei à conclusão de que a solução para a nossa desavença é muito simples:

Não sofres mais golos até ao fim da época e estás perdoado.
Estamos combinados?
Ok.
Vemo-nos mais logo.

Abraço,

Cosimo Damiano

(No 4.º dia, foram criados o sol, a lua e as estrelas)


Calculo que os "snipers" das antas e da pedreira, que vitimaram Roberto, Jesus, Carlos Martins, Fabio Coentrão e Cardozo, também se encontrem afastados dos recintos desportivos...


PS2: Por sugestão da Leonor Pinhão: http://www.youtube.com/watch?v=M2f9wEulUU0. Não, O Kulkov não viu cartão amarelo.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

(com o 3.º dia ainda em curso)...

Allô, Dep. Marketing?

Em vez dos "convites" encapuçados que resolveram lançar no dia de ontem, o Departamento de Marketing podia apelar aos sócios com o seguinte anúncio:
Esta fotografia:


E o texto por baixo:
"COM O SEU APOIO, A HISTÓRIA NÃO SE REPETIRÁ!"

Não custava muito, pois não?

Nessuno, estou sem palavras...

Dos Comunicados

Sobre as capas de merda dos jornais desportivos de merda, que fazem notícias de merda, para isso há sempre comunicados de merda.

Para o resto, o silêncio do costume...

A verdade inconveniente

De 1981 à data de hoje, disputaram-se 30 campeonatos. Ganhámos 9.

Esta é a verdade inconveniente. Temos de mudar. E rápido.

(Sr. Presidente, 3 dias e 1500 euros depois, nem uma palavra)

Enquanto a Direcção do Sport Lisboa e Benfica espera que um bom resultado amanhã cale algumas vozes, aí estão os resultados do massacre policial. Sim, eu disse massacre.



Como bem sublinha um dos comentadores no post do inespugnabile, este é o primeiro adepto do Glorioso retirado da zona comercial.

As imagens, neste caso, são claras. O adepto sai com o olho em sangue (como toda a gente pode ver no vídeo), cai no chão e qual é a única preocupação dos selvagens dos "Spotters"? Algemar.

Mais, ficamos a saber que tiros de intimidação - com balas de borracha - incluem, entre outras modalidades (não tenho quaisquer dúvidas), tiros à cara.

Têm as forças policias que tolerar o arremesso de pedras, garrafas, cadeiras, etc.? Não.

Têm as forças policias que responder com tiros dirigidos a quem arremessa tais objectos? Não.

Por último, como pergunta, e bem, o J. G., porque carga de água é que as forças policias "invadiram" a zona comercial?

E tudo isto, meus caros, por causa de uma manada de bimbos, proxenetas e agiotas, que salivam ao som das palavras de um dos maiores filhos da puta que este Estado de Direito Democrático conheceu.

Entretanto, Sr. Presidente, corre o 3.º dia...

Começa bem o Zanaki...

«Benfica é uma ponte aérea»

terça-feira, 5 de abril de 2011

Europa

A vitória do Schalke no Giuseppe Meazza não deixa de ser surpreendente, mas valida as cautelas de alguns, poucos, Benfiquistas que não embandeiraram em arco com o sorteio da Champion's League. Não se trata de ter medo ou de menorizar a nossa qualidade, mas convém que os Benfiquistas avaliem bem os adversários. Conservo a convicção de que o Benfica pisará o relvado de Lansdowne Road no dia 18 de Maio, mas não acredito em facilidades, mesmo que o PSV fosse um dos meus adversários de eleição. Humildade e união, na relva e na bancada, serão essenciais depois de amanhã. E dispensam-se obsessões com goleadas e eliminatórias resolvidas nos primeiros 90 minutos. Essencial é vencer sem sofrer golos.

É muito fácil atacar os adeptos do nosso clube!

Com a devida vénia ao J G, do Red Pass, meu amigo, que sofreu na pele (e nos ossos!) e foi vítima absoluta de repressão e violência policial, aqui fica o vídeo que falta ver e analisar - e eu posso garantir-vos que ainda faltam muitas imagens, que reflictam tudo o que se passou!





Recomendo, também, que vejam este vídeo e compreendam que os tiros não foram disparados para o ar, como obriga a Lei e os bons costumes...



Bem sei que a culpa não morre solteira. Sei e compreendo que houve muito disparate. Mas a polícia não serve para isto e não denunciar esta situação apenas porque algum imbecil se lembrou de desligar as luzes, é pactuar com abuso policial.

Meus caros, hoje à tarde fui avisado para não publicar este post e não defender, publicamente, amigos que foram agredidos e que nada fizeram. Disseram-me que "eles sabem tudo".

Estou-me a cagar!

Se a minha família enfrentou a PIDE e defendeu presos políticos, seria eu que, em democracia, teria medo de acusar a polícia de abuso, apenas porque o poder democrático dá a estes semhores, que dizem combater a violência no desporto, poderes despóticos?

Muita gente com quem tenho falado tem abanado a cabeça e diz: "deixa lá, são os NN e merecem!"

Foda-se, que raio! É que nem só NN ali estavam, como a grande maioria dos rapazes que pertencem a esse grupo organizado de sócios do Sport Lisboa e Benfica são gente de bem e incapaz de qualquer tipo de violência.

Se ser dos NN, por si só, permite que a polícia faça o que quiser, a qualquer pessoa, então estamos conversados...

O que se passou na Catedral foi negro e ninguém está a falar do sucedido.

Estou aqui eu para o denunciar e submeter-me a esse poder despótico, que aqui vem e sabe quem eu sou.

Quinta-feira encontramo-nos. Só que eu sou incapaz de atirar a um ser humano, ainda que com balas de borracha (sabem os efeitos que uma bala de borracha pode ter?).


Ontem um vice-Presidente do Sport Lisboa e Benfica, administrador da SAD, elogiou o trabalho da Polícia. Exige-se uma explicação, considerando que sócios do Sport Lisboa e Benfica, na sua grande maioria Águias de prata, passaram estes dois dias com marcas visíveis de violência, enfrentaram os seus patrões com a cara transformada em bolo e as mulheres e filhos com dificuldade em andar. Estes sócios também mandam no Benfica e, certamente, estarão envergonhados com o abandono a que a direcção os votou.

A memória não deve ficar apenas no papel...

Ao(s) esquecido(s), deixo a lembrança:





PS: E não se esqueçam dos dois cabrões, ali na segunda mesa, que baixam os cornos (02:12/02:20) e não batem palmas (02:42/02:44).

Espalhados ao comprido

A malta bem que tentou, mas poucos quiseram ouvir.


O primeiro objectivo, dos filhos de pinto da costa, foi alcançado. O segundo objectivo, espero, não verá a luz do dia.


Entretanto, Sr, Presidente, hoje é terça-feira (2.º dia) e o silêncio - neste momento já ensurdecedor - perdura.

Recordar é viver

Recordar aos que falam em máscaras, falsos moralismos e afins, que determinada equipa já teve que recolher aos balneários no momento da entrega de um troféu, tendo sido agredida, não por adeptos mas por dirigentes. Houvesse vergonha...

Medo cénico

O medo cénico combate-se com psicologia avançada e com experimentação. Está, por isso, provado que os melhores jogadores são aqueles que têm essa vontade inata de vencer e que se transcendem nos momentos decisivos.


Esta equipa do Benfica, ao contrário do que muitos pensam, tem desses jogadores. Tem jogadores com fibra, vontade, garra e capacidade de vencerem, transcendendo-se. Tem desses jogadores que fariam Cosme Damião e o Capitão Júlio Ribeiro da Costa orgulharem-se do actual Benfica!



É por isso que acredito. Acredito, verdadeiramente, que no dia 22 de Maio, quando sairmos do Jamor, já exaustos de tanto festejar, podemos encarar as nossas férias de futebol no mais absoluto sossego, esperando pelas supertaças para mostrarmos a nossa vontade de vencer.


Lamentavelmente, ontem quando me dirigi à Catedal para comprar o ingresso para a Taça da Liga, por volta das 11 da matina, a bilheteira estava vazia. À noite, quando lá fui acompanhando um esciba aqui do blog, vazia estava.


Não percebo o que se passa na cabeça dos nossos adeptos! Anos e anos sem ganharem nada e agora que começámos a ganhar, tendo, por exemplo, os únicos dois jogadores que conquistaram todas as provas oficiais da FPF no nosso plantel, deixam que os bilhetes sejam vendidos e não os compram?


Mas o que é isto?


Afinal o medo cénico está na cabeça dos benfiquistas?



NB -A comunicação social - e bem! - exige mais aos dirigentes do Benfica do que exige aos outros. Nunca vi um microfone apontado a SS, perguntando-lhe o que achava dos milhares de episódios de violência dos últimos 30 anos. A título de exemplo, não vi nenhum dirigente tripeiro (há mais que um?) comentar o triste espectáculo dado na casa do Benfica de Gondomar - dezenas de pessoas ficaram reféns de centenas de adeptos tripeiros...


Por outro lado, a esmagadora maioria de adeptos do Glorioso manifestou-se contra o apagão, mostrando ao mundo que o combate à violência no desporto é encabeçado pelos nossos adeptos. A nossa grandeza, mesmo nos momentos em que os nossos dirigentes nos envergonham, mostrando a nossa cara, a nossa coragem, a nossa luta, emociona-me e indica-me que o clube não se escolhe: quem é do Benfica nasceu para isto!


Estad(i)o Policial

Dois dias passaram e não se vê qualquer reacção às incidências de domingo. Voltámos a assistir à invasão de um espaço comercial gerido pelo Sport Lisboa e Benfica, houve gás lacrimogéneo, pessoas foram retidas no interior dos espaços de restauração por indicação da polícia que, por largos minutos, não permitiu que ninguém circulasse. No fim do jogo, associados do Sport Lisboa e Benfica, com cativo, quotas em dia, foram retirados da bancada a toque de bastão numa ridícula e inexplicável demonstração de autoridade. Pelo meio tivémos que ouvir declarações surreais sobre como o apagão (absurdo e condenável) pôs em risco um grupo de pessoas equipadas com capacetes, caneleiras, escudos, bastões e shotguns. Assim são as nossas forças de (in)segurança, apenas treinadas para malhar o mais forte possível, somente preocupadas com o seu próprio couro. E da parte do Sport Lisboa e Benfica: silêncio.

PS- Continuo sem perceber se as forças de autoridade têm, ou não, formação em primeiros socorros (e dizem-me que sim). No domingo um jovem caíu ao chão depois de levar duas bastonadas na cabeça. Cercados e impossibilitados de recorrer aos bombeiros, pediu-se a intervenção de um dos agentes. Nem um se prestou a auxiliar o rapaz.

Um abraço, Capitão.


segunda-feira, 4 de abril de 2011

E no site do Benfica, parece que ontem não houve jogo...


O tempo passa...

...e o silêncio perdura.


Na ausência de uma reacção da Direcção do Sport Lisboa e Benfica à estupidez que ontem marcou o final do jogo (entre tantas outras coisas que se passaram dentro e fora da Catedral), apenas se reforça a ideia de que quem nos lidera apoia a política da fruta.


Eu, Sr. Presidente, não!



Depressão? Aqui não!

Se acordei deprimido? Não.


Se fiquei chateado? Fiquei. Queria ter ganho aos tripeiros, mostrando-lhes que só eram campeões por beneficiarem de erros de arbitragem. Não o demonstrámos e, ao invés, foram eles que cá vieram dizer que, apesar de serem beneficiados pela arbitragem, são campeões porque têm melhor equipa e, essencialmente, porque prepararam bem a época.


As minhas referências ao jogo de ontem ficam por aqui.


É que (não gosto de começar frases assim, mas agora tem mesmo de ser!) o nosso Glorioso clube tem ainda uma época inteira para ganhar, em apenas mês e meio. Temos uma final, uma meia-final e duas eliminatórias de quartos-de-final... e é evidente que se ganhássemos as três provas, estávamos, neste momento, no início do fim de uma Gloriosa época!


Por isso, caros colegas de blog, leitores, inimigos e amigos da blogosfera, se acreditam, como eu, numa época de conquistas, a depressão é a pior das companheiras.


Tenho muito para dizer, nomeadamente depois do triste espectáculo que um funcionário do nosso clube proporcionou ontem. Muito mais terei se, como temo, o Ministro da Administração Interna voltar a meter os pés no camarote presidencial da nossa Catedral - não creio que isso volte a acontecer, considerando que o Glorioso deve, imediatamente, cortar qualquer tipo de relações institucionais com a Polícia de Segurança Pública, que, saliento, passou a ser uma polícia militar.


Mas, por ora, apetece-me apelar ao vosso sentido benfiquismo. Quinta-feira jogamos aquele que pode ser o jogo das nossas vidas (depois virãos outros, é certo, mas primeiro ganhemos este!).


Viva o Sport Lisboa e Benfica!


Viva o Sport Lisboa e Benfica!

Fábio Coentrão

Neste momento é o único jogador do plantel que se pode considerar Benfiquista. O Luisão também.

O resto não sabe, não lhes ensinam o que é ser Benfiquista. Não têm noção do que é adormecer revoltado e acordar com um nó no estômago, nem sequer vontade para sair da cama há.

Roberto? Sidnei? Cardozo? Péssimos, ontem.

Rui Costa? Tem de ensinar à ONU que compõe o plantel, que estes jogos TÊM de ser ganhos!

Vieira? Tem ainda muito que palmilhar neste negócio de gestão emocional futebolística.

Ver a raiva do Fábio ontem entristeceu-me duplamente, era um dos nossos que se revoltava contra aquilo. É um dos nossos, talvez o último, que será o primeiro a ir embora. Precisamos de referências portuguesas no plantel, não de malta que passa 3 anos e vai embora. Quinta há mais.

Mas esta segunda é mais devastadora que todas as outras...

Da estupidez

A alimária que desligou a luz e ligou o sistema de rega pode, por favor, entregar o cartão de sócio. Isto, claro está, se o tiver.

Pequenos pormenores que fazem a diferença

- O FC Porto é campeão a 3 de Abril, mais de um mês antes de acabar o campeonato...

- É campeão no sítio onde mais gostava de ser campeão. O Benfica teve essa oportunidade o ano passado e não o conseguiu...

- O Benfica não pode baixar ao nível de um clube regional. A questão do apagão é ridículo, mesquinho e mostra que claramente falta ali qualquer coisa...

- Duarte Gomes foi mais uma vez igual a si mesmo e igual a todos os árbitros desta Liga: incapaz, sem conhecimento mínimo do que são contactos entre jogadores e um total desnorte no capítulo disciplinar...

- Roberto, uma vez mais, foi decisivo a dar pontos. Mais uma vez, ao adversário. E não me venham com as defesas que fez no passado e que fez no jogo (duas). Um guarda-redes que custa o que ele custou tem de valer muito, mas mesmo, muito mais...

- Para o ano há mais, em termos de campeonato. Temos ainda três Taças para conquistar. Sejamos humildes para as merecer...

Depois do que vi hoje,

cá de cima, do alto da Rua dos Soeiros, com vista privilegiada, e depois de ouvir o que amigos me contaram, não vou falar sobre futebol.


É incrível. É incrível. Só posso dizer isto. Ainda tenho no ouvido o eco das dezenas de tiros que ouvi...

domingo, 3 de abril de 2011

Tristeza

Não tanto pelo resultado.

Triste porque o Benfica perdeu em toda a linha.
Antes, durante e depois do jogo.
Triste porque o Benfica que vi hoje antes, durante e depois do jogo não é o meu Benfica.
É um Benfica pequenino. Um Benfica mesquinho.
Mais do que perder um jogo ou um campeonato, doeu-me ver o Benfica perder a sua identidade. Doeu-me ver o Benfica desonrar os seus fundadores.
Hoje fomos iguais a eles.

E hoje essa foi a grande vitória dos corruptos.

É bom que toda a gente saiba!

Em Lisboa, capital de Portugal, é possível uma equipa de futebol chegar, dormir no Hotel de um ex-Presidente do seu grande rival, passear no principal parque da cidade e seguir para o Estádio, sem que nada aconteça aos seus jogadores.


É bom que se anuncie que nós somos um povo civilizado. Sucede que quem não o é e é incapaz de conviver com a Lei e com o Direito deve, a bem da Democracia, ser punido e afastado da sociedade, cumprindo no cárcere pelos crimes que comete.


Essa é a grande diferença entre o mundo civilizado, onde nós vivemos, e a barbárie, de onde eles vêm.


E é por isso que apelo a todos os que vão ao Estádio: eles querem e pedem pedras; nós damos-lhes rosas... nada melhor que rosas...

sábado, 2 de abril de 2011

Lição de gramática portuguesa

Antónimos

Descansado / Cansado

Descontente / Contente

Desculpa / Culpa

Descontraído / Contraído

Desportista / ? (preencham vocês que sabem bem qual é!)

Viva o Benfica!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

...and the truth shall set you free!

Ora aí está!


O analista do freixo chega-se à frente e admite que o freixo não quer ganhar o campeonato:



Repito, o analista disse "roubar", não disse ganhar.


Mais do que isso, o analista disse "roubar o título ao campeão nacional".


Dass! Esta merda é filosofia de ponta...