sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

O desejo para 2012

É um 2 em 1: que Pablo Aimar envergue as quinas de Campeão na camisola do Sport Lisboa e Benfica.

Bom ano a todos!!!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Tínhamos tantas saudades...

Fim de ano ou início do mesmo sem casos no Benfica era de suspeitar. Mesmo assim, conseguimos arranjar não um, mas dois, que é para não se rirem de uma só desgraça.

Comecemos pelo mais mediático. Mediático porque afecta um jogador da Selecção Nacional. E quando se mexe na Selecção, "Aqui D'El-Rey" que é um assunto nacional e de interesse. Ruben Amorim não deve ter convidado Jesus para a ceia de Natal e o mesmo ficou incomodado. Ninguém sabe como foi, mas uma "fonte" do clube encarnado disse aos jornais que o jogador faltou ao respeito ao treinador e por isso, está suspenso. No site do clube, nem uma palavra. A via indirecta e ligada directamente ao director do Jornal dá mais resultado.
Se Ruben Amorim se dirigiu em termos menos próprios ao treinador, tem de ser punido e bem punido. Disso não há dúvidas, apesar de haver alguns que pensem que, lá pelo menino jogar fora da posição é justificação para poder mandar o treinador para o caralho. Haverá outros que terão mesmas razões de queixa, mas não o fazem. E é essa a diferença entre disciplina, espírito de grupo e respeito e o contrário.
Independentemente das razões que o Astutillo evocou (com grande pertinência, diga-se já), o que Ruben Amorim fez não pode passar impune. Falta ao respeito ao treinador, à instituição e a todos os que nele depositaram alguma confiança, depois de ter saído do Benfica ainda nas camadas jovens.
O castigo espera-se exemplar.

Como também espero que Enzo Pérez seja castigado. Pelos mesmos motivos: falta de respeito, neste caso ainda mais grave, à instituição. Não é fazendo a birra que fez que ganha razão. Não é sendo entrevistado sem motivo aparente e sem autorização que a ganha também. Está insatisfeito, chega a Lisboa com os companheiros de equipa, dirige-se à Administração da SAD e explica o que lhe vai na alma. As duas partes conversam e tentam chegar a um acordo. É assim que costuma funcionar, pelo menos nos clubes organizados.

E com estas novelas, temos papel para vender. Até nos esquecemos de um brasileiro contratado a custo zero (custo zero...AHAHAHAHAH) ao Internacional de Porto Alegre, com 20 anos. Esquecemo-nos de Mika e Bruno Varela (e não Rui Varela, como diz o Record). Comentários dos iluminados do costume (os portugueses são novos) ou (é para a equipa B). O Copetti tem 20 anos, o Mika tem 20 e o Bruno tem 18. A equipa B pode ser formada perfeitamente com os juniores excedentários que não entrem no plantel principal. Os argumentos estão aí esgrimidos e não são precisas muitas teorias.

Entretanto, já hoje, quer-se a Liga dos Campeões. Eu também quero. Mas não agora, porque sei que não chego lá. Não terei a sorte, mas também competência de apanhar Lyon, Corunha e Mónaco e de ter empatado com o Man Utd no último minuto (apesar de não ter perdido este ano). O Benfica terá tempo para ganhar a Champions. Muito tempo. É uma questão de estruturar o clube e organizá-lo para tal, e não entrar neste rodopio de declarações inertes e difusas que não mostram qualquer tipo de orientação.

Por falar nisso, e por falar nos vários exemplos acima referidos, deixo aqui duas perguntas:
- Luís Filipe Vieira disse, na entrevista ao Expresso, que estava perto de apanhar o "bufo" das reuniões da SAD. Já foi encontrado?
- O departamento de comunicação do Benfica contratou uma pessoa este ano e fez uma ligeira alteração na estrutura. Sentiu-se alguma diferença?

Quem souber que responda.

Saudações,

Enzo

Querem-no de volta? Devolvam o dinheiro! Para situações deste tipo devia existir uma norma qualquer da FIFA que assim o indicasse. O clube devolvia o valor da transferência e ainda acrescentava os ordenados já pagos. *

* para defender o clube comprador, nunca para dar cobertura a arrependimentos de atletas/clubes vendedores

O caso Ruben Amorim II

(ia longa a resposta na caixa de comentários, mais extensa que o próprio post...)

No que toca à vertente disciplinar, a culpa é da exclusiva responsabilidade do Ruben. Engana-se quem achar que o post anterior serve para desresponsabilizar a conduta do jogador que aproveita para lançar recados através de anónimos. Ainda que me pareça que não houve o cuidado de acompanhar devidamente o jogador, e daí referir Carraça, tal não retira responsabilidades ao Ruben. Estará suspenso e muito bem suspenso. Ponto final.

Mas o caso é também desportivo. E aí, por mais que o jogador tenha a obrigação de se sujeitar às opções do treinador - e tem -, também tem o direito de solicitar a saída se não se sente cómodo na função que lhe é atribuída. Tem é que fazê-lo, como outros fizeram, de forma responsável e profissional (insisto que o caso tem duas dimensões: desportiva e disciplinar). Desportivamente, dizer que o Ruben não tem espaço no meio-campo do Benfica só me parece válido se nos reportarmos exclusivamente à condição de titular indiscutível. Pelo que conhecemos da sua passagem pelo Restelo, poderia este ano ser a 2ª opção para o lugar de Javi. O treinador prefere recuar Matic. Como nos anos anteriores poderia, em todos os jogos onde quis fazer de Carlos Martins um interior, ter sido opção/substituto de Ramires. Não é uma questão de retirar legitimidade a Jesus, antes perceber o caminho que conduziu ao descontentamento do jogador.

Para finalizar: Ruben Amorim é um lateral direito mediano. Ainda assim superior a Patric ou Wass. Percebem assim o "não proporcionar alternativas válidas ao treinador"?

Até 2012, malta!

"Os jogos com o Sporting também são clássicos, mas com o Benfica é diferente, é terrível. É uma festa para quem joga e respira-se clássico durante toda a semana que o antecede

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O caso Ruben Amorim

Na minha opinião não haverá um mas vários culpados.

O jogador. Compreendo que não se sinta confortável no lugar de tapa-buracos e que pretenda encontrar um clube onde possa desempenhar as funções a que melhor se adequa. Está no seu direito. Mas presta um mau serviço ao clube do seu coração e a si próprio quando opta pelo confronto. Há mais atletas a ficar no banco e a jogar fora de posição e não pode julgar-se superior aos seus colegas

Jorge Jesus. Insistiu em desviar Ruben Amorim do seu espaço natural de actuação e nunca pareceu muito interessado em encontrar uma real opção a Maxi Pereira, antes confiando na alegada polivalência de outros atletas.

Luis Filipe Vieira e Rui Costa. Falharam ao não proporcionar alternativas válidas ao treinador.

António Carraça. É quem acompanha de perto o grupo de trabalho e deveria ser capaz de evitar estas situações.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Depois dos bolos, os tolos


Na Loja do Benfica, estão os preços para o Zenit. Para aqueles que vieram comentar a dispersão dos bilhetes, parece que estes serão os preços finais.
Para os que vieram argumentar com os 23% do IVA do próximo ano, estes são os preços finais.
Para aqueles que acham que assim conseguimos equipas fortes e competitivas e depois vamos buscar Copetti's, estes são os preços finais.

Para aqueles que pensam que vamos encher a Luz, estes são os preços finais.

Continuação de Boas Festas!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Força, KING!








O que é isto?

Eu sei que é um jogo de Champions League, mas o adversário é o Zenit.
Eu sei que o Benfica precisa de fazer dinheiro, porque a dívida aos bancos é uma coisa assustadora.
Eu sei isso tudo, mas também sei que estamos em Portugal e o nível de vida não é propriamente o melhor.

A pergunta que eu deixo aos catedráticos de merda que fazem parte do Departamento de Marketing do Benfica é a seguinte: É ASSIM QUE QUEREM ENCHER A LUZ E LEVAR A EQUIPA AOS QUARTOS-DE-FINAL?





sábado, 17 de dezembro de 2011

Lembrete actualizado

Foi preciso uma goleada e estarmos a uma semana do Natal, para os benfiquistas terem mais uma prenda. O lembrete ali ao lado está actualizado. Segundo as palavras de um dos vice-presidentes do River Plate, "El Palayo" estará mais um ano por Lisboa. Ficaremos a aguardar pelas novidades.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

25 Anos

Eu também tenho saudades... Muitas...

Daquelas equipas do Benfica que jogavam para ganhar. Que tinham a sua mística. Que não ficavam satisfeitas só com um campeonato ou só com uma Taça.

Que saudades...

JÁ LÁ VÃO 24 ANOS




O lembrete está ali ao lado

E apesar dos mais entusiastas dizerem que o Benfica vai em 1º no Campeonato, ficou em 1º na Champions League e disputar essa competição fortíssima que dá pelo nome de Taça da Liga, no meu entender e na perspectiva de uma gestão desportiva sustentada a longo prazo e não no imediato, a renovação do contrato com os três jogadores ao lado citados é de uma vital importância para o futuro do Benfica.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A diferença entre...

...os que falam de futebol:
"Marítimo é uma grande equipa" - Cardozo;
"Benfica foi brilhante" - Jorge Jesus...

...e os que não falam de futebol:
"Arbitragem teve influência no resultado" - Briguel;
"Árbitro não esteve à altura do jogo" - Pedro Martins.

Em plena Av. da Liberdade,...

...encontrei "outros" animais numa verdadeira gaiola de vidro e com rede:

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Incompreensível

Como é que adeptos / Sócios / simpatizantes de um clube que se apura em 1ºlugar num grupo da melhor competição da Europa assobiam a própria equipa no final do jogo...

O nível de exigência do Benfica atingiu a mediocridade e isso vê-se neste tipo de acções...

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Ouviste, ó Cruijff da Amadora?

Saviola: «Coletivo está primeiro do que as individualidades»


Gente pequena

Se não houver lugar para mais, queremos só os 40.000.

A nossa comunicação social é deliciosa. Dias depois de (i) a claque legalizada dos viscondes, sob o olhar atento de diversos dirigentes e membros dos órgãos sociais viscondes, terem incendiado uma bancada do Estádio da Luz e (ii) o Papa e os seus acólitos terem agredido um jornalista, a comunicação social resolve dar destaque a uma frase "provocatória" da tal claque legalizada.

Desta delícia jornalística, ressaltam, ainda, as seguintes curiosidades:
1. O jornalista não sabe ler. A faixa diz "sempre" e não "ainda".
2. Onde é que está a provocação?

Juntando a isto o cântico do minuto 89 do jogo de ontem, fica a pergunta:

Os viscondes não jogaram contra os de belém?


(adenda)

Não esquecendo os especialistas da fruta:













segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Normal é...

Desvalorizar o passe de um jogador numa estranha venda a um fundo.

Corrigir várias vezes os valores de compras e vendas de jogadores sem que a CMVM peça esclarecimentos.

Ser ameaçado com um processo na UEFA por falta de pagamento.

Ter dinheiro em Junho para contratar atletas para as modalidades e deixar de pagar salários um par de meses depois.

Não é VP?

A Taça enquanto reflexo de um plantel

Custa-me sempre sair da Taça. Gosto da competição, gosto de ir ao Jamor e gostava de festejar uma dobradinha...

O Benfica já não vai conquistar a 25ª Taça na 72ª edição da competição, pelo que se pode dizer com exactidão que o Benfica vence uma de cada 3 edições desta Taça. No entanto, o Benfica não visita o Jamor há 7 anos... Não conquista o troféu há 8... E nos últimos 24 anos (já incluindo esta temporada), ou seja, no último terço da história da competição, visitou o Jamor em 5 escassas ocasiões... Isto tudo para dizer que o resultado me deixou muito, mas mesmo muito fodido...

No dia seguinte, como seria de esperar, não faltou quem culpasse JJ. Tudo porque o homem este ano decidiu fazer o contrário daquilo que no ano passado lhe criticávamos: rodar o plantel.

Parece-me injusto que se critique o 11 de sexta-feira. A Eduardo não ouvi críticas, pelo que a ausência de Artur não terá escandalizado ninguém. O problema estaria em Nolito? O espanhol tem, mais segundo, menos segundo, o mesmo tempo de utilização de Bruno César. Já Matic tem jogado menos que Javi, mas no Funchal foi titular pela 7ª vez esta temporada (4 vezes na Liga, 1 na Champion's). Ruben Amorim a lateral direito não é uma novidade e sobre Saviola vinha ouvindo nos últimos tempos que era preciso voltar a colocar o "mais inteligente jogador do plantel" em campo.

O Benfica não perdeu porque JJ tenha menorizado o adversário. Não engulo essa patranha porque o 11 apresentado era um 11 para ganhar. Um 11 de jogadores capazes e potenciais titulares na cabeça de JJ. O que faltou foi que os jogadores encarassem a segunda parte com verdadeiro profissionalismo. E entre aquele apito que recomeçou a partida e a entrada de Aimar viu-se uma equipa amorfa e convencida que a eliminatória estava despachada.

JJ não tem culpa? Na minha opinião tem, mas nunca pelo 11 que seleccionou. É preciso recuar mais. JJ tem culpa porque fez uma planificação errada do plantel do Benfica. Existe muita qualidade, mas mal distribuída. Witsel, Matic e Nolito jogam demasiado recuados em função das suas características e do futebol que sempre desenvolveram. Aimar recebe a bola demasiado à frente, Bruno César está completamente fora do seu habitat, Ruben Amorim já quase não sabe o que é. E tudo se agrava por Maxi, Javi e Aimar não terem substitutos naturais (no caso do argentino por culpa do treinador que desvia jogadores para as alas). E é por isso que o Benfica desta época, salvas raras excepções, parece dar sempre menos do que aquilo que promete.

O que me deixa tranquilo nisto tudo é que o Benfica, com algumas limitações auto-impostas, já passou obstáculos difíceis. E a verdade é que só pode melhorar.

5 jogadores uruguaios sub-17 e um sueco?


Espero

Espero que na próxima viagem nos lembremos que defrontamos o 4.º classificado da 1.ª Divisão.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011