quarta-feira, 4 de abril de 2012

Para os ateus cá do burgo

Mais um brilhante texto do Ricardo.

Haja quem pense em sentido contrário...

4 comentários:

João Oiveira disse...

Esse brilhante texto não é mais que a repetição dos textos de uma época inteira. Sempre colocados após deslizes ou antes de jogos importantes para no final valorizar essas mesmas palavras.

São timings escusados e textos sem nexo. O paragrafo novo do texto de hoje é que a culpa dos centrais estarem lesionados é de JJ. Nem sei o que diga de opinião tão ridicula. É que uns lesionam-se por não terem descanso, outro porque deviam ser o 3º central e depois por não ter minutos lesiona-se. O outro que devia ser o 4º não é especificada a razão da lesão mas não deve interessar porque ele devia ser o 4º central e nem devia jogar.

Enfim, continuem os Judeus a clamar pela crucificação de Jesus. Depois quando ele for crucificado e ressuscitar dias mais tarde a norte chorem baba e ranho.

Mister D disse...

Meu caro João,

Aqui não há timings. Há opiniões. E há opiniões contrárias que devem ser respeitadas, independentemente de ser dia de jogo ou não.

O Ricardo (e não sou advogado de defesa dele) emite a sua opinião desde o início da época, apontando os mesmos erros que ninguém quis corrigir.

Quanto ao Jesus ir a norte ressuscitar, pode ir. Se for vontade dele, só mostra bem o seu carácter...

Pedro disse...

Quando se acha q aquele texto não tem nexo ...enfim...

O papão do Jesus ir para o fcp...ui q medo...o que é que nos pode acontecer se Jesus for para o fcp? Levar-mos 5 secos? Perdermos uma meia final da taça de Portugal na Luz após vitória de 2-0 na primeira mão? O fcp festejar o título na nossa casa?

Gostava de saber o q nos pode acontecer com o messias juntar-se ao papa...

Manuel disse...

Esse Ricardo é dos "benfiquistas" mais nojentos da blogosfera. Mas não é adepto!

E não são apenas opiniões, não! É muito mais do que isso! É maledicência pura e crua de um frustrado sexual. E que culpa é que todos nós temos disso?

Mas há quem goste! É a democracia do gosto! Ou o gosto da democracia!