segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Curtinhas de férias

- O Benfica ganhou ontem ao Gil Vicente nos últimos minutos do jogo. De tudo já se escreveu. O que a mim me preocupa é que se continua a olhar para a árvore e não para a floresta. Ou porque acabámos com a maldição do minuto 92, ou porque é mais motivador ganhar por ataque do coração do que por tranquilidade. Ou até porque o capitão do Benfica em vez de festejar a vitória, se lembrou de seguir o exemplo do Presidente e mandou os sócios e adeptos do Benfica (aqueles que lhe pagam o principesco ordenado) para o caralho. De tudo serve para se desculpar o que não tem desculpa e o que se passou até ao minuto 92 é que devia ser motivo de preocupação...

- Entretanto, os génios do Marketing e da Multimédia, para não falar na Comunicação, de tanto trabalho que têm de actualizar páginas de Facebook com a venda de kits, com as chamadas de telefone para se ganhar os Red Pass e afins, esquecem-se do fundamental: usar as redes sociais como elas devem ser usadas. E quem sofre nesta altura é o Twitter do Benfica, que foi ultrapassado pelo do FC Porto. O JG refere num parágrafo deste brilhante texto um dos motivos. O resto é a consequência prática de quem anda a gerir uma mercearia, quando se devia andar a gerir um clube profissional.

- Luis Filipe Vieira deu uma entrevista à Benfica TV. Mais respostas do mesmo teor. A mesma cagança, o mesmo "espírito de sacrifício", como se mais ninguém fosse capaz de o suceder. Faltaram perguntas chave, que não as vou fazer agora, porque já foram feitas. Mas o topo do bolo é que a sucessão de incoerências, para não lhes chamar mentiras, continuam. E a isso não há volta a dar...

- Morreu Aleksander Donner. Um dos grandes que passou nos últimos tempos pelo Benfica. Curiosamente, depois da sua saída, o Benfica não ganhou mais o campeonato. Preferiu sempre professores, ao invés de treinadores. O meu agradecimento a quem, em três anos, fez muito no Benfica, para inveja de muita gente...

Sem comentários: