quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

109 Anos! Parabéns!



Sou do Benfica
E isso me envaidece
Tenho a genica
Que a qualquer engrandece

Sou de um clube lutador
Que na luta com fervor
Nunca encontra rival
Neste nosso Portugal

(refrão)
Ser Benfiquista
é ter na alma a chama imensa
que nos conquista
e leva à alma a luz intensa
do sol que lá no céu
risonho vem beijar
com orgulho muito seu
as camisolas berrantes
que nos campos a vibrar
são papoilas saltitantes

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

"Quando os adeptos do Benfica conseguem ver não só a frente da árvore como também a parte de trás, isso é muito importante."

Disse JJ, no passado sábado.
Hoje, é necessário ver para além da parte da frente e da parte de trás da árvore.

E assim, em primeiro no campeonato, nos oitavos-de-final da Liga Europa, nas meias-finais da Taça de Portugal e da Taça da Liga, continuamos a hipotecar o futuro da SAD, com mais um empréstimo de 80 milhões.

Por isso mesmo, não olhem só para a árvore. Olhem para a floresta!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Miralem Sulejmani

Se for o jogador que foi do Heerenveen para o Ajax por 16 milhões de euros e que nas primeiras três épocas encantou as gentes de Amesterdão, estamos perante uma grande contratação do Benfica. Se for o jogador desta última época, estamos perante o mesmo talento, mas com a necessidade extrema de ser polido e trabalhado, coisa que Jorge Jesus faz muito bem.

A crónica de Rui Miguel Tovar no i de hoje explica também isso.
O vídeo mais abaixo mostra os melhores momentos:


Muito bom!

O resultado. A exibição foi boa. Há coisas a melhorar, como sempre. Mas isso resolve-se para a semana, na Luz. Até lá, ainda temos a Académica para despachar no campeonato, no próximo Domingo.
CARREGA! 

 Foto: Odd Andersen


Mérito

Jorge Jesus está de parabéns!

Por tudo.

 Pela estratégia de pensar no jogo da Académica não abdicando de ganhar em Leverkusen. Pelo modo como mexeu na equipa.

Mérito a quem o tem. Muito bem, JJ!

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Ao contrário do que se pensa e se diz...

O Benfica ontem perdeu 2 pontos na luta pela conquista do 33º título de campeão nacional e não foi por causa do árbitro...

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Não brincam

Pedro Proença, na segunda jornada do campeonato de 2010/2011, na Choupana, apitou um Nacional x Benfica, no qual estive, juntamente com o inespugnabile e com o Cuore Rosso. Foi um jogo onde Roberto voltou a mostar a sua fraca utilidade para defender a baliza do Benfica, mas também mostrou que o facto de ser sócio do clube, Pedro Proença fez de tudo para não o beneficiar. E de tanto o querer, apenas e só o prejudicou.

Não vale a pena ir rebuscar a história para saber a história que Pedro Proença tem com o Benfica. E se a pressão dos blogues quiser, o "brilhantinas" até poderá beneficiar o Benfica na Madeira. E quem sabe, até nem seria essa a estratégia do Benfica a condicionar o nome do árbitro para o próximo jogo em que o mesmo arbitrasse.

Por isso, esperemos pelo resultado de Domingo. E esperemos pelo próximo capítulo deste sistema que o nosso Presidente tanto apoiou inequivocamente...

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

7 de Fevereiro de 2013

Depois de renovados os contratos de André Gomes, Matic, Cardozo e Roderick nos últimos tempos, parece que Jorge Jesus ainda não renovou.

O que Ndrangheta pergunta muito simplesmente a quem nos costuma visitar é isto:

1 - Jorge Jesus deve renovar contrato com o Benfica? Se sim, por quantas épocas?
2 - Se Jorge Jesus não renovar contrato com o Benfica, quem é que o Benfica deve contratar para treinador para a época 2013/2014?

A caixa de comentários é vossa.

Planeamento? (2)

Como é que ao ver o título desta notícia: "Equipa B vai deixar a Luz", eu me lembrei logo do Estádio do Alverca ou do E.Amadora? E não é que, de facto, mais para o meio da notícia, existe esta pérola: 

"A escolha não é fácil e qualquer que seja a decisão implicará custos: os estádios de Alverca e Estrela da Amadora enquadram-se, mas necessitam de um novo relvado e melhoramento nas restantes infraestruturas."

E é assim que se pensa o futebol do Benfica. No imediato, no próximo mês, ou no próximo mercado de transferências, sem a lógica principal de pensar para colher os frutos, sempre na ânsia do sucesso imediato, do lucro e do narcisismo necessário para poder dizer: "fui eu que criei isto".

Depois de comprar o Estádio do Bravo, no Seixal, o Benfica iria ter um lugar bom para a sua equipa B poder evoluir ainda mais, poupando assim o relvado da Luz a um esforço desnecessário. Mas não, o local onde se encontra o Estádio do Bravo é tão bom para o mesmo poder ser mandado abaixo e se fazer uma urbanização com vista para o Tejo e para Lisboa, que se tornou tão apetecível para uns e tão pouco útil para outros, como neste caso, a equipa B.

Se tivesse havido um planeamento para as próximas três épocas (limite legal sem custos adicionais para a presença das equipas B na 2ª liga), não estaríamos agora a ouvir queixas de sobrecarga de relvado principal da Luz, nem a história da mudança do local para jogar. 

Planeamento no Benfica é isto...

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Planeamento?

Deixei passar esta fase de excitação moral e exibicional que o Benfica nos tem presenteado, para poder falar do que poderia ter sido feito em Janeiro, com a reabertura do mercado, olhando para o plantel do Benfica, que tem posições claramente deficitárias, mas como a equipa vai ganhando, não se fala nisso.

O problema deste Benfica destes últimos anos é mesmo a questão de planeamento de época, onde a vertente financeira manda mais do que a vertente desportiva, quando deveria ser ao contrário, tal como fazem noutros clubes, mas é o que temos.

E o que é que temos em Janeiro?
- Saídas de Bruno César e Nolito

Bruno César custou 5,3 milhões de euros, a auferir um salário na ordem dos 1,5 milhões de euros, num contrato a 5 anos. Entretanto, a meio, vendeu-se 15% do seu passe ao Benfica Stars Fund por 1,035 M€ (recebendo o Benfica por essa verba ainda mais 155 mil euros, equivalente aos 15% que a SAD detém no Fundo). Estando um ano e meio no Benfica, o proveito que o Benfica teve com o jogador foi negativo, uma vez que gastou 5,3 + 2,25 (em salários) e recebeu 5,5 + 1,3 (fundo), ou seja, a performance financeira do jogador foi a de pagar salários, basicamente.
Quanto à performance desportiva, não se pode dizer que a primeira época de Bruno César no Benfica tenha corrido mal, com 12 golos apontados (10 no campeonato e 2 na Champions). Esta época, não apresentou os mesmos níveis de confiança, mas também não creio que tenha comprometido, sempre que tenha sido chamado a jogar, para além de ter polivalência de jogar em qualquer posição do meio-campo. Bruno César talvez tenha tido o azar de apanhar um treinador que o quisesse colocar a jogar a defesa-esquerdo, tendo visto qualquer outra qualidade que não é de fácil conclusão.

O mesmo treinador que embirra com um jogador porque não faz o que ele quer e porque não foi contratado por ele, como é o caso de Nolito. O espanhol chegou, mostrou e bem, que era uma mais-valia para o clube, chegando a marcar em jornadas consecutivas, colocando em causa um recorde de Eusébio, como os jornais gostaram tanto de intoxicar a opinião pública com tal facto. Era dos extremos mais capazes de resolver um jogo, porque o futebol não é só correr, mas também pensar, e assim sendo, com o espaço reduzido, vai para o Granada, a troco de 600 mil euros, até ao final da época.

Duas saídas, que não foram colmatadas no seio do plantel, a exemplo do final de Agosto, onde o recorrer à equipa B foi a solução, porque não se pensou que Witsel, referenciado por meia Europa, desde a sua vinda para Lisboa, poderia sair no mercado de Verão.

- Entradas de Rui Fonte, Diogo Rosado, Bryan Garcia, Wei Huang e Gianni Rodriguez

Se a entrada dos jovens portugueses servirá também ela para alimentar a equipa B, o que dizer da contratação de mais dois defesas-esquerdos (sendo que um está incluído no negócio da renovação de Maxi Pereira) e um defesa-central, ainda por cima chinês? É mesmo esta a necessidade de que o Benfica necessita para o seu plantel principal e para a B? 

Onde está o discurso do aproveitamento da formação do Benfica? Onde está o discurso da contenção financeira e de só contratar com critério?

A equipa principal do Benfica carece de, pelo menos, mais um médio centro e de um defesa direito que chateie Maxi Pereira, para poder continuar a participar em bom nível, no que de tão bom tem vindo a fazer esta época. O ritmo de jogos e de competições vai continuar em Fevereiro, e por isso, o Benfica deveria ter feito uma escolha mais criteriosa do que realmente deveria contratar.
Não tivémos, a exemplos de anos anteriores, jogadores fundamentais e titulares a saírem em Janeiro, em busca de melhores contratos, ou para tapar buracos de tesouraria, mas continuamos a contratar muito e mal, como também já aconteceu em anos anteriores, sem o retorno desejado.

A minha esperança é que ninguém mais se lesione, com alguma gravidade, porque se calhar, depois não haverá discurso que valha para um eventual fracasso. E escusam de vir apregoar os moralistas de que estamos à espera de uma derrota do Benfica para dizermos que tínhamos razão. Nós o que queremos é que não seja mais uma vez, a falta de planificação desportiva e estratégica do clube a ser substituída pelo discurso dos erros de arbitragem e pelo sistema, que tão orgulhosamente, o Presidente do Benfica apoiou de forma incondicional...