quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Notas soltas antes do Derby

JJ quando tira a cabeça teimosa do cu, é um Treinador a temer. Devia fazê-lo mais vezes.


Luisão fez bem. O Gang do Assobio é quase tão nojento como os tripeiros.


Óscar vai decidir o Derby. Seja com um golinho, ou a libertar o verdadeiro Lima.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

CSKA Moscovo, Borussia Dortmund e Anderlecht

É este o meu palpite para amanhã! E o vosso?

Da entrevista

Fui só eu que ouvi o Presidente do Sport Lisboa e Benfica afirmar que, "por não dar pontapés na bola"', não podia ser avaliado pelo número de títulos ganhos, ou perdidos?


Que pensam os nossos leitores?

P.s- uma provocação: quem é que consegue defender este tipo de postura?

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Oblak reintegrado

E então?
Continuará a contar como estrangeiro para o treinador do Benfica?

Curtinhas de férias

- O Benfica ganhou ontem ao Gil Vicente nos últimos minutos do jogo. De tudo já se escreveu. O que a mim me preocupa é que se continua a olhar para a árvore e não para a floresta. Ou porque acabámos com a maldição do minuto 92, ou porque é mais motivador ganhar por ataque do coração do que por tranquilidade. Ou até porque o capitão do Benfica em vez de festejar a vitória, se lembrou de seguir o exemplo do Presidente e mandou os sócios e adeptos do Benfica (aqueles que lhe pagam o principesco ordenado) para o caralho. De tudo serve para se desculpar o que não tem desculpa e o que se passou até ao minuto 92 é que devia ser motivo de preocupação...

- Entretanto, os génios do Marketing e da Multimédia, para não falar na Comunicação, de tanto trabalho que têm de actualizar páginas de Facebook com a venda de kits, com as chamadas de telefone para se ganhar os Red Pass e afins, esquecem-se do fundamental: usar as redes sociais como elas devem ser usadas. E quem sofre nesta altura é o Twitter do Benfica, que foi ultrapassado pelo do FC Porto. O JG refere num parágrafo deste brilhante texto um dos motivos. O resto é a consequência prática de quem anda a gerir uma mercearia, quando se devia andar a gerir um clube profissional.

- Luis Filipe Vieira deu uma entrevista à Benfica TV. Mais respostas do mesmo teor. A mesma cagança, o mesmo "espírito de sacrifício", como se mais ninguém fosse capaz de o suceder. Faltaram perguntas chave, que não as vou fazer agora, porque já foram feitas. Mas o topo do bolo é que a sucessão de incoerências, para não lhes chamar mentiras, continuam. E a isso não há volta a dar...

- Morreu Aleksander Donner. Um dos grandes que passou nos últimos tempos pelo Benfica. Curiosamente, depois da sua saída, o Benfica não ganhou mais o campeonato. Preferiu sempre professores, ao invés de treinadores. O meu agradecimento a quem, em três anos, fez muito no Benfica, para inveja de muita gente...

domingo, 25 de agosto de 2013

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Medo e espanto (fear and wonder)

O Presidente é o mesmo. O discurso o mesmo é. O tom, mudou.

Mas as ideias base estão lá, bem à vista de todos:

1- "Aventureirismo" = Mudança de Direcção

2- "Ilusão"(delusion, em inglês é melhor, mais preciso)= "Jesus era um herói". Wow...

3- "Passo em frente": Benfica tv2= Deixem-me em paz, estou a fazer...

4- Memória futura( o gajo não resiste...)= «Em 2014/2015 as pessoas vão começar a notar algo de novo no Benfica, nomeadamente em termos de jogadores portugueses. A estratégia é termos cada vez mais jogadores portugueses no plantel. Este é o último ano em que vamos precisar de vender jogadores».

"MATIC SÓ SAI PELA CLÁUSULA DE RESCISÃO"; 50 Milhões de euros, acrescento eu.

Mutatis mutandis

N.B- Luís Filipe Vieira e o seu Mandato deram-nos isto: vislumbres de grandeza. Perto, estivémos sempre perto, mas não chegámos.

 Este é o Obituário da Era "Filipina" no Sport Lisboa e Benfica. E aqui fica o testemunho visual.


video


Dez perguntas que eu faria

1- Garante categoricamente a permanência do Treinador até ao fim da época?

2- Quem vai ser vendido?

3- Há obrigatoriedade em lançar na Equipa Principal jovens das Formação? Se não, porquê tê-la?

4- Cardozo.

5 - Recandidata-se?

6 - Roberto.

7 - Fernando Gomes. Mantém confiança?

8 - Explique a política de contratações e empréstimos.

9- Assume que não tem avais pessoais nas contratações de jogadores?

10- Mandato Desportivo? Sucesso, ou fiasco?

Calculo que hoje as perguntas sejam mais ou menos isto...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Palavra(s) de Presidente

Depois do traumático final de época em 2013, depois da renovação com JJ, depois de uma pré-época de MERDA  e após uma patética estreia no Campeonato 2013/2014...

Presidente vai falar à Benfica Tv. Às 21h00.


Aposto que vou ouvir a frase:"sabemos o que queremos e para onde vamos"; E essa frase a ser verdade é o que mais me preocupa...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Afiam-se as facas

Se daqui a 3 jornadas tivermos 5 pontos, JJ tem de sair.

Mas não se pode escamotear a responsabilidade do Presidente neste anunciado, mais que anunciado fiasco. E aí, que virá?

Se ao menos tivesse sido por falta de aviso...Ó arrogância que tanto vai custar...

domingo, 18 de agosto de 2013

Para que fique esclarecido

Nunca na vida me verão celebrar derrotas do Sport Lisboa e Benfica. Bem pelo contrário, fico fodido e bem fodido quando o meu Benfica perde um jogo, porque não vi na nossa equipa a vontade que era e é tão necessária quando defendemos a camisola do Benfica. É esse o lema, é essa a exigência, é essa a obrigação de quem joga pelo clube.

Para aqueles que passam a vida na nossa caixa de comentários a apelidar-nos de "abutres", "andrades", "anti-benfiquistas" e outros quejandos, podem ficar descansados.
E podem ficar descansados, porque nós apoiamos, Nós apoiamos os meninos no Estádio da Luz. Nós apoiamos (nem sempre, é verdade) os meninos fora do Estádio da Luz. Nós apoiamos os meninos no Seixal. E se eles nos retribuíssem um quarto do que nós apoiamos, nós ficávamos satisfeitos. O que eu queria ter visto no Funchal era um equipa aguerrida, com vontade de vencer e de exorcizar os fantasmas que pairam sobre a mesma.

Porque não é connosco a colocar o dedo na ferida que os meninos, que passam os estágios em hotéis de 5 estrelas, com os seus iPad's, iPhone's e iMais qualquer coisa, que se vão sentir melindrados por palavras mais feias que não sejam "gosto muito de você", ou "dame tu camiseta".

Os jogadores, o treinador, o Presidente e o resto da maralha que por lá anda na "estrutura" do futebol têm um bom remédio para o que aí vem: VENCER! É esse o lema, é essa a exigência, é essa a obrigação.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Peças soltas

Ontem, n'A Bola, vinha uma peça que referia que Jorge Jesus estaria preparado para perder jogadores, mas que não sabe quais. O paradigma da gestão desportiva (não financeira) da SAD do Benfica é esta: não saber o que nos espera.
Obviamente que os mais entendidos (que gostam muito de vir aqui comentar) podem contrapôr com o argumento de que as eventuais saídas já foram colmatadas com as aquisições desta época. Vamos então aos exemplos:
  • Garay - há muito que se fala que o argentino vai deixar a Luz, só não sabendo o clube que vai representar. Para o lugar de defesa central, o Benfica contratou Mitrovic, Steven Vitória e Lisandro López. Apesar de jogarem nos primeiros jogos da pré-época, desde que Garay regressou de férias, que o espaço deixado aos restantes é mais do que reduzido. Se Garay sair, a rotina que deveria ser feita com Luisão irá demorar mais do que se estava à espera, e obviamente, o Benfica é que vai sofrer com isso
  • Salvio - outro argentino que tem, claramente mercado. As exibições da época passada, mais as desta pré-temporada fizeram com que os grandes clubes europeus estivessem atentos ao rapaz que já foi do Lanús. Entretanto, para o mesmo lugar temos quem? Gaitán, Markovic e Ola John. Destes três, qual é o que tem mais rotinas no lugar? Gaitán! Curiosamente outro nome que está na calha para sair. Por isso, mais uma vez, se vê que para rotinas do lugar e de treino, é mais tempo para nos preocuparmos.
  • Matic - A grande referência do ano passado, criado pelo esquema de Jorge Jesus é o principal alvo de meia Europa. Talvez seja por isso que, apesar de ter jogado mais minutos da pré-época, tenha sido também dos menos acutilantes, talvez já tendo em conta de que sairá até final de Agosto. Alternativas para o lugar? Amorim, André Gomes e o irmão Uros. Digo estes, porque para JJ os miúdos da B não contam, senão Ruben pinto também poderia entrar na equação. Solução do mesmo nível de Matic, há? Não. E nem sequer foi ainda equacionado. Van Ginkel, que este ano foi para o Chelsea de Mourinho e tem sido titular com o português, foi proposto o ano passado para vir para Lisboa. Como não tinha "nome", não interessava...
  • Cardozo - Enquanto continua o "vai-vem", "fica-não fica", as alternativas ao paraguaio são 3: Lima, Rodrigo e Markovic. Nélson Oliveira não interessa e foi para França. Rodrigo Mora continua na Argentina e vamos buscar o seu suplente, que segundo disse anteontem "só lhe faltarem os golos". Eu diria mais...A nós, no Benfica, falta alguém que perceba de gestão desportiva. Mas isso sou eu, que gosto de implicar...

Nada temam, Viera falará entre a 3ª e a 5ª jornada

Se para atirar sobre os garotões ou sobre os árbitros, a classificação o ditará.

domingo, 11 de agosto de 2013

Pontos de situação

1- Não se sabe a UMA semana de começar o Campeonato quem vai sair.

2- Óscar Cardozo.

3- Não estamos a jogar um piço à bola.

4- Toda a estrutura de contratações(compra/empresta) cheira mal até ao Céu.

5-Temo que este treinador não chegue ao Natal.


quinta-feira, 8 de agosto de 2013

A culpa morre sempre solteira

Óscar Cardozo
O ponta de lança paraguaio teve uma atitude no final do jogo da Taça no Jamor que não se coaduna com a História, o respeito e os valores do Sport Lisboa e Benfica. O encontrão ao treinador do Benfica e consequente dedo em riste, assim como o questionar da utilização de André Almeida foram atitudes que o avançado teve e que não deveria ter tido, fosse em público, fosse no privado do balneário.
Óscar Cardozo nunca foi uma figura consensual no Benfica. Apesar dos 6 anos, apesar de ser o melhor marcador estrangeiro do clube, apesar das vitórias que nos deu (posso incluir aqui o único campeonato de Jesus?), o paraguaio foi sempre uma figura que ora era assobiado no estádio, ora era vilipendiado aos nossos olhares e bocas ao ver um jogo do Benfica na TV pelos golos que falhava. Mas ao invés, as bolas que colocava lá dentro iam-lhe dando razão.
A sua atitude, porém, terá sido, como ontem afirmou, um acumular de situações que se passaram ao longo da época (e quem sabe, de outras) e que tiveram o seu epílogo no Jamor.
O seu destino inevitável seria o da saída. Por muito que represente nos últimos anos de clube (e como o Benfica está ávido de referências nesse sentido), a atitude que tomou ainda em pleno relvado tinha sido mais do que suficiente para uma venda célere de um jogador que desrespeitou treinador, colega e adeptos do clube que lhe paga em pleno relvado.

Jorge Jesus
O actual treinador do Benfica não é propriamente conhecido por ter balneários unidos em torno de objectivos. A sua psicologia assenta no rendimento máximo, esteja a época em Julho ou esteja em Maio. Para além disso, tem o seu grupo de jogadores muito bem definido. E se com Cardozo, como ele referiu e bem, sempre o defendeu (pelo menos nas vezes que foi chamado a falar), com outros a defesa foi quase inexistente. Não vou recordar casos e mais casos de um passado bem recente, mas a indisciplina no Benfica existe, porque há textos sobre isso aqui.
Essa própria indisciplina é criada, seja durante os jogos, seja durante os treinos, porque a vertente humana associada à vertente técnico-táctica não existe. E isso faz acumular estados de alma propícios ao mais pequeno rastilho para o descalabro total.
Jorge Jesus, ao colocar nas mãos do Presidente do Benfica a resolução de um caso de indisciplina mostra várias coisas: afinal é inseguro com o grupo e não impõe respeito, ao contrário do que se possa pensar. Se Jorge Jesus quisesse mesmo preservar o grupo, a solução dada a Cardozo tinha sido muito simples: ou eu ou ele! E aí, uma estrutura bem elaborada num clube de futebol teria tomado a decisão mais sábia.

Luís Filipe Vieira
No final da equação, sobra o papel do Presidente. Com o afastamento de António Carraça (o que é que andou lá mesmo a fazer nestes últimos dois anos?), cabe, mais uma vez, e ao longo da história recente do Benfica, o papel de gestor do plantel ao Presidente. O mesmo Presidente que já disse que não tinha capacidade nem conhecimento para andar junto ao plantel, mas que em 13 anos, já por lá andou mais do que uma vez, a "gerir".
E quando estamos numa fase (infeliz) em que o clube olha mais para a questão financeira do que para a desportiva, a situação de Cardozo teria que ter sempre implicitamente uma opção financeira por detrás. E se, quando acabou a época, no Jamor, nessa semana seguinte, a situação do plantel e da época (desta época) começasse a ficar resolvida, Cardozo seria a prioridade das prioridades, quer fosse para ficar, pagar uma multa exemplar, pedir desculpas aos sócios e consequente saída do treinador, quer fosse para o mal sair, voltar a pedir desculpas aos sócios e garantir algum retorno financeiro.
Mas o Benfica (e neste caso Vieira) tinham um problema: qual é que era / é o clube europeu ou asiático que estaria na disposição de dar 15 milhões de euros por um avançado de 30 anos, que teria de ser indiscutivelmente titular (15 milhões são 15 milhões), que recebesse mais de 1 milhão de euros / ano e que, de um momento para o outro, poderia se passar da cabeça e voltar a repetir o mesmo acto do Jamor? (Se tiverem uma resposta, agradeço)
Era e continua a ser este o problema de Luís Filipe Vieira. E poderia ter sido evitado, caso ele tivesse pegado no dossier mais cedo e tivesse feito deste caso uma verdadeira prioridade. Não fez. E o resultado está à vista: Cardozo só pediu desculpa aos sócios. Tudo o resto permanece uma grande incógnita.

Sport Lisboa e Benfica
Obviamente, que quem fica mal na fotografia é uma vez mais a história, os valores e a dignidade de um clube que se soube construir ao longo dos anos em atitudes que prezam a verdade desportiva, a dignidade pessoal, humana e atlética das pessoas e o saber perder, assim como o saber ganhar.
Qualquer atleta que venha para o Benfica nos próximos tempos e que tenha esta estrutura fraca, sem estratégia e pensativa nos números habilita-se a fazer o mesmo que um credenciado jogador com 6 anos de casa fez a um treinador em campo.
Mais uma vez, a história do Benfica é manchada por estes episódios que em nada dignificam o clube.
E mais uma vez, a culpa irá morrer solteira. Cardozo será vendido por um valor abaixo do que custou, Jorge Jesus ficará liberto de quem o confrontou e Luís Filipe Vieira sairá mais uma vez como grande obreiro e magnífico gestor.
O Benfica, esse, ficará com toda a culpa de ter gente assim a mandar nos seus destinos...

Cerimónias do Óscar

Estás perdoado, pá. Volta rápido.

 A menos que hajam por aí uns imbecis com o R&C nas mãos que achem que é boa ideia dizer-te adeus(contabilisticamente, claro).

Viva o Benfica! O a sério!




domingo, 4 de agosto de 2013

Apoia, Abutre! Tens é de apoiar...

Os Manuéis desta vida têm um vício esquisito na blogosfera benfiquista. Pesquisam incessantemente por aqueles que "só" falam mal do Benfica para poderem destilar a sua veborreia, impregnados de polícias e verdadeiros guardiões do benfiquismo moderno. Sim, porque para eles, para os Manuéis desta vida, há um Benfica que começa em 1997 e não o que começa em 1904. E ai de quem ponha em causa todo o saber acumulado de Luís Filipe Vieira, o verdadeiro vencedor desta quezília que ele próprio conseguiu criar ao fim de 13 anos, em que o seu nome se sobrepõe à instituição.

Mas o que fazem os Manuéis desta vida? Criticam quem critica. Criticam quem pensa de forma errada. Insultam quem apresenta soluções diferentes ou quem acha que há outra forma de gerir um clube profissional nos tempos de hoje. Os Manuéis desta vida sabem tudo. Sabem de Relatórios e Contas, sabem de Política de Formação de Futebol, sabem de Gestão Desportiva... Enfim sabem de tudo, mas sempre atrás do monitor de um computador, de preferência com um teclado espectacular ou um telemóvel de última geração, com a possibilidade infinita de ser notificado a cada post que qualquer blog herege publique.

E faz isto, rapidamente. Eu gostava que ele, rapidamente, pudesse vir à Luz de vez em quando. Mas não vem. Mora longe e não lhe dá jeito. Os Manuéis desta vida são assim. Criticam quem critica, mas dar apoio, esse é na Internet, esse Mundo maravilhoso em que é possível fazermos tudo como se pensássemos que a Terra gira em torno das nossas palavras soletradas com uma sabedoria só ao alcance de poucos, muito poucos. E aí, os abutres não entram. E "não passarão", usando as palavras deles (dos Manuéis) pensando que ainda estamos na Idade Média e que o Forte tem de ser protegido contra os mal-amados. Os abutres.

Aqueles abutres que são sócios do clube há quase 25 anos e que, por consequência, frequentam o Estádio da Luz, muito antes de 1997. Que viveram dias impregnados de benfiquismo do mais puro que existe e que é hoje em dia substituído pelo conforto das cadeiras. O abutre que prefere ficar em pé a ver o jogo, porque a ânsia da vitória e a cultura a ela associada fazem parte da génese aprendida nos idos anos 80.
Os abutres, que para virem ver um jogo do Benfica, demoravam 4 horas (2 para cá e 2 para lá) para chegar ao Estádio da Luz e beber a tão famigerada mística do 3º Anel.

Os Manuéis desta vida, mais rápidos do que a própria sombra a destilarem a sua fúria ou as suas frustrações numa caixa de comentários de um blog, são a prova provada de que há gente doente, muito doente, que precisa de apoio. O tal apoio que é preciso dar ao Benfica...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Por um Benfica Bipolar (II)


 Jornal de Notícias de 21 de Setembro de 2012

Desde 21 de Setembro de 2012 até agora, temos em aquisições:

- Bryan (defesa esquerdo para a equipa B)
- Diogo Rosado (médio ofensivo por empréstimo para a equipa B)
- Rui Fonte (avançado para a equipa B)
- Wei Huang (defesa central para a equipa B)
- Gianni Rodriguez (defesa esquerdo para a equipa B)
- Sílvio (lateral emprestado pelo At. Madrid)
- Cortez (defesa esquerdo emprestado pelo S. Paulo)
- Djuricic (médio ofensivo)
- Sulejmani (médio ofensivo)
- Markovic (avançado)
- Mitrovic (defesa central)
- Lisandro Lopez (defesa central)
- Steven Vitória (defesa central)
- Uros Matic (médio para a equipa B)
- Filip Markovic (médio para a equipa B)
- Fariña (médio ofensivo)
- Pizzi (médio ofensivo contratado para ser emprestado ao Espanyol)

Comprar menos?
Formar mais?
Baixar a massa salarial?

Pois...