domingo, 19 de outubro de 2014

Da indignação

Correram ontem fotografias em que participavam Pedro Proença, Fernando Madureira e Ruben Amorim, num encontro promovido pela APAF. As vozes levantaram-se, os discursos da corrupção do futebol português voltaram à baila e até o benfiquismo do Ruben Amorim foi colocado em causa.
O que acho estranho é que no mesmo dia em que as fotografias saíram cá para fora, saiu também esta notícia: 
Acho extraordinário várias coisas:
  • O Benfica juntar-se ao FC Porto para arranjar uma solução para a Liga
  • Este encontro de ideias servir para safar novamente Joaquim Oliveira e a sua Sport TV
  • Haver data e local para a reunião e assim, a Comunicação Social poder fazer o seu papel de estarola no meio disto tudo
Esta recente aproximação ao FC Porto tem tudo para correr mal. Quando o rival do Norte aposta como tudo na tentativa de reaver o campeonato, quando essa mesma tentativa está a correr mal, e quando o Benfica deveria aproveitar este momento para dar a estocada final no sistema que domina o futebol português há 30 anos, faz precisamente o contrário, ou seja, tenta ganhar pontos junto de outros clubes, não tendo a ideia de que esta é uma situação momentânea e que mais ano, menos ano, tudo volta ao mesmo.

O Benfica, nos últimos anos, mais vezes sozinho do que acompanhado nestas pseudo-reuniões dos clubes conseguiu levar sempre a sua avante. Fosse nos direitos de TV, fosse nalguns regulamentos das competições profissionais, fosse até para vincar a sua posição junto dos outros clubes.

O que está previsto acontecer amanhã é aquilo que Marinho Neves disse recentemente no seu Facebook. Pinto da Costa nunca esteve chateado com os dois clubes de Lisboa ao mesmo tempo. E se a relação de Bruno de Carvalho com o FC Porto é aquilo que nós conhecemos, resta apenas uma variável nesta equação. Eu, como benfiquista e com muita memória, não quero uma reaproximação ao FC Porto enquanto Pinto da Costa por lá andar. 

Queremos mudanças na Liga, queremos uma competição que consiga trazer os melhores, queremos uma competição que leve as pessoas aos estádios, mas não será certamente, com os mesmos protaonistas dos últimos 30 anos...

1 comentário:

luis disse...

Mister era uma montagem ...
Montar uma "operação" tem muito campeonato bes pelo meio. No inicio deste século...
Neste xadrez lá apareceu novamente o duque.
A liga vazia dos poderes das regras do pontapé na bola, ficam os pacotes das receitas. Dá prejuízo dizem os sádicos.
Estão a pacificar os Milhões com macacos, já não bastava o ex funcionário do bes !!

Depois vem a andorinha do Amorim que já foi emprestado ao braguinha e já vê o Benfica por outro canudo :) esperto ;)

Glorioso abraço,
Benfica Todos Tempos