terça-feira, 31 de dezembro de 2013

2013

Podia estar agora a regozijar por estar a ver uma das melhores épocas que o Benfica tinha feito na sua e na minha vida.
Estivemos em Amesterdão, estivemos no Jamor e alguns estiveram no Dragão, na ânsia de um sonho que se tornou num pesadelo.

Não é preciso estar a mexer mais naquilo em que já mexemos. Não é preciso voltar a frisar o que nos fez estar em depressão com este clube que adoramos desde Maio e o conjunto de pessoas que está à frente do mesmo o que de mal tem fazendo.

Só queremos que 2013 passe depressa. E que mais logo, o primeiro pedido do ano seja o mesmo de sempre: "quero que o Benfica seja campeão!".

Bom 2014

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Quase no top ten. Quase...

4 Milhões/ano. Títulos? 4 Taças da Liga, 1 Campeonato e quase mais 3  Campeonatos, quase mais uma Taça de Portugal, quase uma Oróliga. Quase isto tudo pela pechincha de 4 Milhões /ano.

Espectáculo!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Perguntas simples para as quais não há resposta

O Benfica colocou hoje à venda os bilhetes para os jogos contra o FC Porto e contra o Marítimo na Luz, a contar para o campeonato.

Vou-me só debruçar no jogo contra o FC Porto, porque é aquele que tem mais sentido (todos têm, como é óbvio) no seguinte contexto:

É preferível ter o Estádio da Luz sempre cheio em todos os jogos. Janeiro, é por norma, o mês em que o poder de compra das pessoas é o mais baixo em todo o ano, devido à regra consumista que existe no Natal e Fim de Ano. A primeira pergunta que se faz é:

- Na impossibilidade de ir aos dois jogos na Luz, em qual é que o apoio (traduzido em compra de lugares) deveria ser o maior? FC Porto ou Marítimo? Os dois jogos não deveriam ter os mesmos preços para os sócios e diferentes para o público em geral?

- Quem define a política de preços nos jogos do Benfica em casa? Quem define os preços para os sócios e para os não-sócios? Porque é que há discriminação em outros jogos para os sócios com Red Pass e para os que não têm Red Pass?

Pegue-se no seguinte exemplo. Com a possibilidade do pay-per-view e das opções que há em carteira, uma pessoa pode adquirir a Benfica TV por 9,90 € durante um mês, ver os dois jogos (FC Porto e Marítimo), e ao final do mês, cortar com o serviço. Quanto é que o Benfica ganha pela pessoa não ir ao estádio, preferir ficar em casa, apenas e só porque o bilhete é caro (porque é disto que se fala)?

A ideologia que está formatada no Benfica na ânsia da procura do lucro fácil dá nisto. A pergunta que se faz é se é preferível ter um estádio com 10.000 pessoas com bilhetes a 60 euros ou 60.000 pessoas com bilhetes a 10 euros. E esse pormenor faz toda a diferença. Ainda há quem não veja esta teoria de oportunidade e ainda há quem concorde com esta visão acéfala.


domingo, 15 de dezembro de 2013

Fernando Santos, um curriculum invejável

. jornalista do Independente
. assessor do Ministro da Defesa Paulo Portas
. assessor de comunicação de Domingos Névoa na Bragaparques

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O quê? O pessoal está a protestar?

- Bernardo Silva renova contrato até 2019
- Rochinha assina contrato profissional até 2018

1994-2013 (19 anos) ou como comer merda durante algum tempo a transforma em magret de pato

A Equipa de 1994, portanto de há 19 anos atrás, punha esta equipa num cantinho.

O Presidente de há 19 anos, por muito mau que tenha sido e foi, demitiu-se quando viu que tinha feito merda da grossa e não ganhava Campeonatos.

Os Treinadores dos últimos 19- sublinho 19- anos nunca tiveram dinheiro para formar equipas como a actual.

Que exigência há hoje em dia com plantéis de luxo? O quase.

A comparação é feita com há 30 anos atrás, ou 19? Nem numa nem noutra. Não há comparação.

Comemos tanta merda que passou a saber bem. Mas eu ainda tenho memória, e palato.

E magret de pato não é o que comemos hoje em dia. Há quem ache que sim, mas foi porque nunca provou a coisa a sério.

Acorda Benfica!

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

A melhor equipa dos últimos 30 anos

Não conseguiu seguir para os oitavos-de-final da Champions League, num grupo que tinha o Paris SG, o Olympiacos e o Anderlecht.

5 Anos

A Benfica TV é uma grande aposta do Sport Lisboa e Benfica. É um dos actuais projectos do clube que fazia falta e que, paulatinamente, vai fazendo o seu caminho. Como em tudo, tem as suas "ovelhas negras" e os seus momentos menos bons, mas faz parte. Só cabe a quem vai mandando na Benfica TV, que o profissionalismo comece a ser efectivamente a condição primária para se ser funcionário da dita televisão.
Por isso, os meus parabéns!

Como não podia deixar de ser, Domingos Soares de Oliveira deu uma entrevista à Benfica TV onde só vê as virtudes da coisa. A principal razão para o desenvolvimento de qualquer projecto passa por ver os pontos fracos, melhorá-los e depois desenvolvê-los em prol do objectivo final.

Soares de Oliveira não consegue perceber isso.
Vamos por partes:

“Por enquanto não está previsto um aumento. Mesmo quando lançámos a emissão nos dois canais que hoje estão disponíveis perguntaram-nos se queríamos actualizar o preço e, na altura, achámos que isso era defraudar as expectativas dos benfiquistas e não benfiquistas que aderiram à Benfica TV. Nesta fase e até ao final deste ano não vamos aumentar o preço. Esse pode justificar-se com a entrada de outros conteúdos”

Ou seja, a Benfica TV vai aumentar o preço. Apesar de já ter perdido o Brasileirão (para o ano é da Sport TV novamente), e de ter criado o segundo canal, por razões óbvias de programação não planeadas, quais serão os conteúdos que farão a Benfica TV aumentar a mensalidade? A Liga Espanhola? A Bundesliga? 

Chegámos a pensar fazer uma ligação entre a quotização e a assinatura do Canal. O modelo é complexo porque nós não dominamos o assinante. Quem tem a relação com o assinante é o operador e não conseguimos saber quem tem a assinatura. Abandonámos essa ideia e colocámos o preço mais baixo do que o que desenhámos inicialmente” 

Quando falamos nos sócios do Benfica, o problema é sempre complexo para as hostes da SAD do Benfica e do seu CEO. Mas se falarmos em clientes com um cartão vermelho e que tem o símbolo do Benfica lá estampado, já é diferente. Aí, a linguagem é a mesma. Se é complexo saber quem é que é sócio do Benfica e que tem MEO, ZON, Cabovisão, Vodafone ou outro operador qualquer, basta criar um campo no preenchimento de qualquer formulário a perguntar se é sócio do clube. Após a resposta positiva, é apenas um trabalho de comprovação. Não é nada complexo. Não é nada do outro mundo e olhando para os relatórios e contas do Benfica dos últimos anos, o valor dispendido em CRM (Customer Relationship Management - Gestão de Relação com o Cliente, em português) serve para quê, exactamente?

Ou seja, para o Benfica, ser-se sócio ou não, é igual. Conta é o número de "clientes". Uma linguagem bonita e moderna para se adaptar aos novos modelos de negócio do futebol contemporâneo, onde os jogadores são activos e valorizados para fundos de investimento sem qualquer critério.

Na altura, foi amplamente discutido aqui a questão da Benfica TV e da sua vertente "premium", que é a escolha indicada para o modelo do negócio da Benfica TV. Agora, abdicar de pessoas, que todos os meses contribuem para o Benfica, já é uma falta de respeito.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

A estupidez tem limites

Mas Jorge Jesus faz questão, todas as semanas, de a querer sempre superar.

Podemos começar pelo defesa esquerdo que não é defesa esquerdo, mas que tem de jogar para rentabilizar "alguém". Podemos também dizer que depois colocamos Gaitán a defesa-esquerdo, só para ver se funciona e se podemos fazer outro negócio fantástico. Isto, com André Almeida no banco.

Depois, continuamos a apostar na táctica que nos deu o campeonato há 4 anos, mas que tinha um Ramires que fazia toda a diferença. Ainda não tivemos tempo para aprender que a táctica não dá.

Continuar a apostar em Markovic numa ala é continuar a querer queimar um jovem que tem tudo para explodir, mas no meio, solto, à procura da bola para depois partir para cima dos adversários. Não é na ala que o sérvio vai fazer a diferença. Não é preciso ser um catedrático para perceber disto.

Também não é preciso ir aos livros, para, em semana de confronto com o último classificado, os treinos semanais incidirem na finalização. Não é preciso ser um génio da lâmpada para perceber isto. Pelos vistos, houve alguém que não percebeu, para ver os remates que o Benfica fez durante o jogo. 

A cagança e a soberba de que estávamos a jogar com o último classificado (a exemplo do que aconteceu com o Belenenses na altura) fez com que o resultado final fosse o verificado.

E finalmente, a parte final. Sofremos mais um golo de um livre lateral. É inadmissível, depois do jogo com o Estoril o ano passado, que o problema não tenha sequer sido solucionado, como a maioria dos lances de bola parada contra o Benfica sejam sempre um problema para a equipa.

E depois, há a velha questão que se repete, ano após ano, época após época, quando acabam este tipo de jogos na Luz: "O Benfica não consegue aproveitar as benesses que tem". Não é saber aproveitar. Não sabe mesmo. Falta quem tenha dito durante a semana, aos meninos que todos os dias vão ao Seixal, que este jogo era mais importante do que a montra da Champions. O Benfica recebia o Arouca, vai a Olhão e Setúbal, antes de receber o FC Porto. Era o momento ideal para aproveitar esta série de jogos para partir rumo ao título. A escolha foi claramente a contrária...

domingo, 1 de dezembro de 2013

Das carraças desta vida

A entrevista de António Carraça ontem ao Record não podia ter sido mais esclarecedora sobre várias situações que se passam no Benfica. Para além de ter ido lavar roupa suja para um meio de comunicação numa altura em que o Benfica se aproxima do FC Porto, serviu também para ser a voz do dono. 

António Carraça apostou as fichas todas nos desaires em que o Benfica esteve envolvido numa única pessoa: no treinador do clube. Mesmo assim, conseguiu ser contraditório. Carraça conseguiu dizer que o clube tem a melhor estrutura do clube e que o próximo treinador só tem de trazer um adjunto para o clube ganhar. 

António Carraça conseguiu fazer uma entrevista onde só falou dos seus prós e de nenhum contra. Carraça conseguiu dizer na mesma entrevista que, no fundo, não mandava nada na estrutura do futebol do clube. 

A entrevista foi um chorrilho típico de discursos feitos, com agenda própria e com um destinatário muito simples. Repare-se que, em nenhum momento, o papel do Presidente é posto em causa. Repare-se que até a hipotética candidatura de Rui Gomes da Silva nas próximas eleições foi colocada em cima da mesa, numa situação típica de anos anteriores para que Luís Filipe Vieira vá já anulando hipotéticas oposições.

Carraça desempenhou bem o seu papel ontem, no Record. Como aliás, desempenhou sempre bem o seu papel enquanto esteve no Benfica, servindo de subserviente a tudo o que lhe era imposto, sem sequer contestar. Funcionários destes, qualquer patrão com a agenda preenchida gosta. Desde os tempos da formação até à ida para a equipa principal, Carraça foi sempre o "bom mandante".

Confesso que não estranhei a entrevista do adepto do Sporting, profissional de futebol que o Benfica gosta muito de acolher, sem que tenha o completo conhecimento do que é a história do clube e os seus valores. O papel a que se prestou ontem foi bem claro: o responsável pelo Benfica não ganhar nada este ano está escolhido. E não é aquele que está lá há mais tempo...

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Eu, eu, eu

"O futebol,(do inglês association football ou simplesmente football) é um desporto colectivo jogado entre duas equipas de 11 jogadores cada um e um árbitro que se ocupa da correta aplicação das normas."

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Champions ou Liga Europa?

O Benfica tem amanhã, a missão de escolher se ainda quer continuar na Champions League ou se prefere passar para a Liga Europa e assim, repetir (ou tentar) o mesmo feito da época passada.

Com umas contas tão debilitadas como as que estão no nosso clube e com a falta de liquidez que isso acarreta (a não ser que haja já uma venda prometida em Janeiro, delapidando uma vez mais a estrutura da equipa), a escolha do clube devia ter sido clara. É preferível, em termos financeiros, uma presença nos oitavos-de-final da Champions League do que vencer a Liga Europa. Já em termos desportivos, uma coisa não se compara à outra.

Para além disso, uma presença na Liga Europa obriga a mais jogos na competição do que na Champions League, o que faz com que o calendário fique mais sobrecarregado, originando maior cansaço, aos quais se juntam as viagens e logísticas a isso inerentes.

Obviamente, que a escolha está tomada na cabeça de Jesus e da estrutura do Benfica.

O que vale a pena questionar, num grupo da Champions League, com Paris SG, Olympiacos e Anderlecht, é se a estratégia adoptada foi realmente a melhor?

Digam de vossa justiça...

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Coisas de que vou ficar à espera

Que os amantes do Querido Presidente venham argumentar que esta notícia é uma calúnia e que é o Sistema que o quer aniquilar, por causa da Benfica TV, ou por ter colocado o Benfica no bom caminho, ou por qualquer outra razão mais espatafúrdia que queiram arranjar...

terça-feira, 19 de novembro de 2013

É impressão minha...

Ou o Bernardo Silva, se estivesse num qualquer outro clube na Europa que apostasse na formação já jogava regularmente na equipa principal?

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

7 pecados de Jesus

1- Sobrepõe-se à História do Benfica. Alguém ofereça o almanaque do Benfica ao homem.

2- Gestão do grupo. Perguntem a Aimar, Cardozo, Saviola.

3- Fraca preparação táctica.

4- Discurso e acção incoerentes.

5- Pouquíssima aposta nos jogadores portugueses e por consequência inflaccionador de custos.

6- Fraco planeamento de treino que se repercute em finais de época penosos.

7- O maior deles todos: não ganha jogos decisivos.



domingo, 10 de novembro de 2013

From Reboleira with love

Entra em campo opulento e convicto de que não vai errar, puxando sempre para trás aquela crina que tanto admira e passa horas e horas ao espelho a ver.

Rumina, rumina e rumina, grita! Esbraceja, volta a gritar, corre que nem um tonto, como só os tontos e pobres de espírito correm. Na procura da glória, na ânsia da vitória, ele corre, ele grita, ele esbraceja.

E continua a gritar. Mexe incessantemente os braços, preocupa-se com as marcações, grita! Volta a gritar! Volta a repreender. A insultar, a denegrir.

1-0, 1-1, 2-1 e 3-1. E sempre com aquela cagança típica de quem no fim disse que a escolha foi dele, porque no misticismo próprio destas coisas, houve uma situação que há 20 anos deu qualquer coisa e ontem poderia voltar a dar outra vez.

Continua a esbracejar. Continua a gritar. A insultar. A denegrir. Manda este e o outro aquecer. Voltam para o banco. Voltam a aquecer. E nada. 3-2. E de repente, quieto. Mudo e calado. A pensar, a andar, a esbracejar, entrando numa espiral nervosa que em nada privilegia os líderes, antes pelo contrário. Continua quieto, mas a esbracejar, sempre a esbracejar, para ganhar adeptos nas bancadas. E volta a demorar a tomar uma decisão. Uma simples decisão.

3-3. Sofrido da mesma maneira das mesmas maneiras que tem sido esta época. Nervoso, impaciente, inquieto. Esbraceja e grita.

No fim, já com o resultado assegurado, vira-se para trás, para aqueles que certamente lhe exigiam uma decisão e insulta. Tão típico da ralé própria de quem nunca vai ter um pingo de classe ou honra. 
Acaba o jogo e continua a esbracejar, a gritar, a insultar e a denegrir. E não sairá muito deste estilo.

Podem tirar o homem da Porcalhota, mas a Porcalhota não sai do homem...

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Já que vamos falar de munícipes e de municípios...

"Centro de Treino e Formação Desportiva Olival/Crestuma
Este grande empreendimento desportivo, situado entre as freguesias de Olival / Crestuma, constitui uma grande aposta da autarquia para o desenvolvimento de uma zona, por muitos considerada, condenada ao subdesenvolvimento.

Através desta infra-estrutura, estão criadas todas as condições para dotar toda a área circundante num pólo dinamizador de desenvolvimento.

O Centro de Estágio é constituído por 6 zonas de espaços de treino, dispostos da seguinte forma: Um campo de relva natural com bancada para 3800 pessoas, que cumpre todos os requisitos exigidos pela FIFA, incluindo iluminação nocturna; Um campo de relva sintética, mas de última geração aprovada pela FIFA o que permite todo o tipo de jogos de futebol, incluindo iluminação nocturna; Um mini campo de relva sintética para trabalho intensivo e treino de guarda-redes com as medidas de 40 metros de comprimento por 30 metros de largura; 3 campos com as medidas regulamentares para a prática do futebol, em relva natural.

Existem ainda edifícios de apoio administrativo, que contemplam infra-estruturas de apoio à prática desportiva.

São ao todo 3 e tem como funções as seguintes: Edifício portaria, que contempla instalações para conferências de imprensa, um auditório e uma sala de trabalho; Edifício de apoio ao futebol juvenil, que contém 3 balneários para equipas, 1 balneário para árbitros, 1 balneário para treinadores, departamento médico e sala de hidroterapia; Edifício de apoio ao futebol sénior, sendo constituído por 2 balneários para equipas, 2 balneários para treinadores, 2 salas de apoio médico, 1 sala de hidroterapia e massagens e um ginásio.

Em todo este complexo está ainda prevista a construção de uma unidade hoteleira, direccionada para equipas futebol em estágios.

Este centro de estágio é propriedade desta autarquia, existindo um contrato programa por parte do Futebol Clube do Porto, muito embora hajam actividades desenvolvidas pela própria câmara direccionadas essencialmente à formação das camadas jovens. Acreditamos que possa vir a ser um grande centro inovador, impulsionando o desporto e atraindo investimento de forma a elevar o nome de Vila Nova de Gaia como uma referência em politica desportiva".

Naturalmente, com em tudo nesta vida, o Papa tratou de alterar (não oficialmente) o nome do dito centro para "Centro de Treino e Formação Desportiva Porto/Gaia".

Formas de estar na vida...

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Sr. Presidente,...

...acabo de saber que o projecto de construção da estátua de Cosme Damião, inserido no orçamento participativo de Lisboa, foi um dos "vencedores". Serve tão grandioso feito para o relembrar do seguinte: o Benfica, fundado por Cosme Damião, é do Povo, dos Benfiquistas! 

Foda-se! Ca ganda categoria, JJ...

«O Benfica demonstrou que sair daqui com empate seria uma derrota face ao que jogou. Fizemos um jogo com grande qualidade».

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Benfica x Sporting (2)

No Facebook do Benfica está isto:


Qual seria o teu 11 para este grande dérbi?


Ganha 2 Bilhetes para o jogo SL Benfica vs Sporting no dia 9!

LIGA O 760 205 520!!


------------------------------

Eu avanço já com o 11:

Oblak
André Almeida
Luisão
Garay
Siqueira
Ruben Amorim
Enzo Perez
Matic
Ola John
Markovic
Lima

Já posso ganhar o bilhete? Ou é preciso ligar mais???

------------------------------

Isto que o Benfica faz (ou melhor, o que a Direcção de Multimédia faz, em consonância com o resto das direcções do clube / SAD) é um completo desrespeito pelos sócios do clube. Os sócios, aqueles que todos os meses, contribuem com dinheiro para ajudar o clube e que gostavam, de vez em quando, de serem respeitados.

Mas esse respeito há muito que deixou de existir. Deixámos de ser sócios e passámos a ser clientes.
E nestes pequenos pormenores se vai vendo a geral incompetência que grassa e pulula pelos corredores do Estádio da Luz, onde a dose mínima necessária de benfiquismo anda um pouco afastada daquelas zonas.

O meu repúdio prende-se com este tipo de acções. Com este tipo de atitudes. Com esta falta de respeito.

Benfica x Sporting

Quando é que o Sport Lisboa e Benfica coloca os bilhetes para o jogo da Taça à venda?
Ou está à espera de oferecê-los todos com telefonemas e sorteios???


quinta-feira, 31 de outubro de 2013

10 anos

Faz hoje 10 anos que Luís Filipe Vieira é Presidente do Sport Lisboa e Benfica.
10 anos que foram marcados por aspectos positivos, mas também por aspectos negativos.

10 anos que serviram para ainda não haver um discurso coerente com as acções. Quando se diz que há podridão no futebol português e as pessoas responsáveis sabem, nós, pela lógica, não deveríamos apoiar depois essas mesmas pessoas em lugar de destaque e extrema importância no futebol português. Chama-se a isso coerência.

10 anos em que o Presidente do Sport Lisboa e Benfica disse inúmeras vezes que não percebia nada de futebol. No entanto, ainda antes de ser Presidente, já tinha sido o responsável pelo departamento. Depois chamou José Veiga, depois chateou-se com Veiga e voltou novamente. Depois veio Rui Costa. Depois não quis Rui Costa. E agora, nem se sabe sequer quem toma conta do mesmo departamento. Se o Presidente, se o treinador, se Rui Costa, ou o macaco Adriano...

10 anos em que se fomentou o culto de "ou eu ou o caos", aludindo a tempos passados. Curiosamente, vindo da mesma pessoa, que em negócios paralelos com o principal rival do Benfica (aquando da sua passagem pelo Alverca), desfalcou o supostamente "clube do coração", ao servir de plataforma giratória de jogadores para o FC Porto.

10 anos em que se investiu como nunca em plantéis de futebol com um potencial imenso de vitória, mas onde se facilitou no mais óbvio: na organização da estrutura a acompanhar. Ponto fulcral para o crescimento sustentado de um clube de futebol, numa competição sempre desvirtuada e onde é preciso actuar e agir de outra forma.

10 anos onde se transformou o Benfica clube numa organização com cabeça, tronco e membros. Faltando no entanto, no pormenor essencial. Dotar a organização de benfiquistas. Gente que ame o clube e que o queira ver a crescer e a ganhar. Preferiu dar lugar aos "profissionais", despidos do fervor clubístico tão importante nos pequenos detalhes da tomada de decisão que é preciso ter aquando de determinadas soluções.

10 anos onde se continuou a fomentar o ecletismo do clube, com a manutenção das diferentes modalidades, mas onde a estratégia tem sido similar como no futebol. A ausência de estrutura organizativa que possibilite ao Benfica ter condições para vencer as principais competições anualmente e não de vez em quando.

10 anos onde vimos nascer o Caixa Futebol Campus, onde em cada ano, o discurso pela inclusão dos jovens jogadores do Benfica é sempre uma realidade, mas num Universo muito paralelo, onde os mesmos jogadores são cedidos a outros clubes, em detrimento dos estrangeiros carregados de comissões.

10 anos onde me recordo de ter visto passar pelas Assembleias Gerais do Sport Lisboa e Benfica todo o tipo de comportamentos que violam a história e os valores do clube. Onde os "seguranças" voltaram, depois do tempo de Vale e Azevedo, onde o Presidente da Mesa da Assembleia Geral interrompe os sócios que não gosta de ouvir, ou onde até o próprio Presidente promete "porrada" aos sócios, mostrando não ter nem capacidade argumentativa nem capacidade de razão crítica, quando as coisas estão mal orientadas.

10 anos onde nunca votei neste Presidente do Sport Lisboa e Benfica. Votei sempre em branco. Consciente do que fiz. Consciente do meu amor pelo clube e das minhas ideias e princípios para o mesmo. Consciente de que faz falta mais. E melhor.

Viva o Sport Lisboa e Benfica!

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Da casualidade

Já alguém perguntou a Bruno de Carvalho o que é que ele tem a dizer sobre os amigos dele terem feito o que fizeram?

Ou não interessa perguntar?

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Um Estádio... Um Presidente

Mail enviado pelo Presidente do Sport Lisboa e Benfica:

"Estimado(a) Sócio(a) XXXXXXXXX,

Hoje assinalamos o 10.º aniversário da inauguração do Estádio da Luz, mas assinalamos 12 sobre o processo, difícil, muito difícil, que nos conduziu até lá. O dia 25 de Outubro de 2003 assinalou um final feliz numa caminhada cheia de obstáculos que poucos acreditaram ser possível de ultrapassar. 

Conto-me entre aqueles que sempre viram na construção do novo Estádio da Luz o ponto de viragem na recuperação do Clube, uma injecção de confiança e auto-estima absolutamente necessária para salvar um paciente em estado terminal.

Num tempo em que faltava tudo, havia muitas vozes que diziam ser uma loucura avançar para a construção de um novo estádio. Pois bem, eu era um desses “loucos” e orgulho-me de ter acompanhado um homem fundamental na história do novo Estádio da Luz e do Clube, Mário Dias. 

Teve a grande virtude de resistir e de acreditar sempre que era possível, e essa capacidade foi absolutamente notável.

O Estádio da Luz foi uma batalha gigantesca travada em várias frentes. Sempre soube que o projecto era a única via de ressuscitar um clube que vivia amargurado e triste. Em tempos difíceis e de alguma descrença, espero que o 10.º aniversário do nosso estádio nos faça pensar um pouco de onde viemos e onde estamos, a forma estruturada como toda a recuperação do Clube tem sido feita. Ceder aos apelos populistas e demagógicos em tempos de dificuldades é comprometer todo o caminho percorrido.

Correndo o risco de esquecer alguém, não posso – por dever – deixar de agradecer o trabalho, a dedicação e a confiança de algumas pessoas sem as quais não teríamos razões para festejar esta data.

A Pedro Neto, Luís Seara Cardoso, Fonseca Santos, Tinoco Faria e Diogo Vaz Guedes, o meu obrigado por sempre terem acreditado que seria possível. Ao Mário Dias, o meu obrigado por nunca ter desistido! Ao Presidente Manuel Vilarinho, o meu obrigado pela confiança e apoio que sempre me deu as minhas decisões. A todos os benfiquistas e sócios fundadores um agradecimento especial pelo contributo que deram num momento tão decisivo na vida do Clube.
 
E, claro, à minha família, que também foi envolvida e autorizou o meu compromisso com a nova Catedral."



Os comentários são vossos.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Acerca do tema em discussão

É impossível não encontrar pontos de encontro entre o Governo do País e a gestão do Presidente Vieira: Futuro adiado.

Ponto de desencontro: O Benfica tem investido em muito bons jogadores, resultado: ZE-RO!(aqui, encontra-se e bem com o Governo)

Esta gestão AO NÍVEL DE RESULTADOS  É ZERO! E isto não é argumentação, é facto. Facto!

Carlos Queiroz, o maior embuste do futebol profissional português disse tudo:"gosto do futebol de Jesus."

Isto não é base para rescisão por justa causa?

Alternativas? Mudar de treinador, JÁ! Mudar o discurso, JÁ! Mudar a política de alianças com  inimigos jurados do Benfica, JÁ!

Fazendo isso, Vieira mostra que é um Presidente. Mantendo o que faz, Vieira é apenas dirigente em causa própria.


terça-feira, 22 de outubro de 2013

A grande vitória de Vieira

Não é o Estádio da Luz!
Não é o Centro de Estágios do Seixal!
Não é a Benfica TV!
Não é ser o maior clube do Mundo, segundo o Guiness!
Não é ter ido à final da Liga Europa!
Não é ter ganho 2 campeonatos!

É sim, ter fomentado a discussão entre benfiquistas dos mais diferentes quadrantes, seja nos blogs, nas conversas de café, nos encontros de família ou até no próprio Estádio a opção de alternativas.
É sim, ter fomentado a discussão de "ou eu ou o caos", "do regresso ao passado" ou outro tipo de argumentos que faz com que os benfiquistas se sintam divididos entre o Presidente ou mais alguém e não tenham tempo sequer para pensar no Benfica, no que ele representa e no que ele poderá representar.
A grande vitória de Vieira é esta: perpetuar-se no poder, usando e abusando da propaganda típica dos grandes ditadores, usando forças de bloqueio para o desenvolvimento próspero do clube.

E sempre que há algum problema, a nossa típica mentalidade portuguesa de querer tudo certinho, tudo arranjadinho e tudo bonitinho (à boa maneira de Salazar) fez com que nós não pudéssemos desenvolver o clube como queríamos.

O recente episódio propocionado pelos blogs "Benfiliado" e "Ontem Vi-te no Estádio da Luz" é a prova provada de que a divisão é evidente. Ambos vivem o Benfica à sua maneira muito própria, mas o clima que se proporcionou, faz com que nós, os benfiquistas, finalmente queiramos ou não acordar para esta situação de "ou eu ou o caos".

Volto a repetir uma frase que não me canso: "Ainda o país vivia no manto escuro da ditadura e já o Benfica dava lições de democracia ao país!".

Faz falta este Benfica. E fazem falta os benfiquistas que sintam o clube como tal e como foi forjado nos anos que nos deram glória, mas acima de tudo, valores e responsabilidade.

O Benfica não é o clube mais pacífico para uma linha orientadora e de pensamento único. A matriz do Benfica não é isso. Foi precisamente o contrário que fez com que o clube se elevasse e conseguisse triunfar num país cinzento, mortiço e amordaçado. Hoje em dia, o Benfica parece-se mais com esse país do que com a sua matriz histórica.

O ex-presidente do Alverca, que várias vezes festejou golos dos adversários do Benfica está de parabéns! 

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Também há boas notícias

A Benfica TV tem 250 000 assinantes e dia 17 estreia o segundo canal.

Parte importante da coisa: o sucesso desportivo é fundamental para alavancar o sucesso financeiro!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

De quem é a culpa do Benfica, à 6ª jornada, ter perdido 7 pontos?

Dos árbitros - 75 votos (31%)
De Luís Filipe Vieira - 63 votos (26%)
De Jorge Jesus - 27 votos (11%)
Dos jogadores - 6 votos (2%)
Da estrutura do futebol profissional - 65 votos (27%)

Foram estes os resultados, ao fim de uma semana, e antes do jogo com o PSG, que os cerca de 236 votantes deram a conhecer.
Ou seja, 31% das pessoas pensa que os árbitros são os principais responsáveis pelo Benfica perder pontos, enquanto que 26% pensa que a responsabilidade é do Presidente e 27% da estrutura de futebol profissional.

Hoje vou deixar o Presidente sossegado. Centremo-nos na estrutura profissional do Benfica. Se perguntarmos aos adeptos e sócios do Benfica quem conhecem da estrutura profissional, que nomes se vão lembrar? Jesus? Rui Costa? Vieira? Lourenço Coelho? Shéu? Carraça? Será que ainda alguém se lembrará do Carraça? Pedro Guerra? Mais alguém? Pois...

"A estrutura profissional"... Esse nome tão pomposo e bonito, que consegue ser o maior dos antídotos, sem se conhecerem os efeitos secundários. A dita estrutura que é incapaz de prever o que pode acontecer no futebol português, numa rotina que já tem mais de 30 anos.

Há erros dos árbitros? Há! Mas há em todos os jogos. Uns com benefício e outros com prejuízo. É sempre assim. E sempre assim foi. A teoria de que os homens do apito prejudicam sempre o Benfica faz-nos caminhar para a "sportinguização". 

Não era preciso ser um visionário para saber que a permanência de Jorge Jesus ia ter riscos. Mais ainda do que nos anos anteriores. Era por isso, também saber proteger o treinador, custasse o que fosse preciso. Nada se fez. Jesus vai sendo cozido calmamente em lume brando, até o "caldo ficar entornado". Nada disto foi pensado. Nada disto foi ESTRATEGICAMENTE pensado. 

Os votantes da sondagem têm razão. Em três prismas. Mas basta olhar para a estrutura do Benfica e juntar dois mais dois...

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Salvar a época

Neste momento podemos ganhar quase tudo( dizer que se quer ganhar a Champions é pura idiotice), com JJ não iremos ganhar nada.

Que diabo, tanta teimosia em manter JJ! Não dá, já não dá!

Neste momento a Direcção tem de ter sentido prático, e sentido de negócio.

1) Quantas assinaturas se vão perder da Benfica Tv quando o Glorioso estiver arrumado no Campeonato?

2) As bilheteiras vão continuar ( no meio da crise) a encher o Estádio?

3) Que rentabilização de jogadores será feita se estes já não podem com o Treinador? E por consequência, deixaram de jogar?

Vamos parar de ter medo. Vamos parar de ser benfiquinha, contentes com quases, detentores de nada.

A que se agarra Vieira para não despedir JJ? Ao Benfica? Não pode ser, está visto que esta Nau com estes timoneiros não chega ao porto. Metafórica e realisticamente falando.

O Benfica precisa de uma lufada de ar fresco. Está visto que esta Direcção, como o Governo, não sabe escutar os sinais. Agarra-se ao Poder. Mas pode mudar de ministro, e às vezes uma boa remodelação faz milagres.

Viva o Benfica, o Verdadeiro!

domingo, 29 de setembro de 2013

sábado, 28 de setembro de 2013

Da previsibilidade

"Mais uma vez, fomos prejudicados" - Artur Moraes
"Já vi serem marcados penalties por menos" - Jorge Jesus
"Não se se não há já faixas encomendadas" - Luís Filipe Vieira

Eu não sei se esta gente acredita no que diz ou se faz com que as pessoas acreditem naquilo que eles dizem.
Esta trupe que está no Benfica está ali mesmo só para se orientar para eles mesmo. Depois de uma semana onde se falou de tudo, do choro, do roubo, de Guimarães, estava mais do que visto que eles não iam abrandar.

Começou ontem com o serviçal do costume, acabou hoje com um árbitro desconhecido na Luz e com um Belenenses, presidido por um Dragão de Ouro a fazer anti-jogo. 
Para além disto, Jorge Jesus conseguiu mostrar uma incapacidade gritante no que à gestão da equipa diz respeito, evidenciando todos os tiques dos últimos anos, que nos custaram campeonatos.

Os sócios do Benfica, infelizmente, têm o que merecem. Anos e anos e a tão famosa "estrutura profissional" do clube ainda não aprendeu como se fazem as coisas neste futebolzinho.

Uma semana de merda, a achincalhar o clube, a ser gozado em tudo e mais alguma coisa e o que é que a Direcção do Benfica faz? ZERO! 


JJ?

Tchau!

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Não há outra maneira

Meus Amigos, isto tem de ser assim: os corruptos só vão perder pontos connosco.

Não nos adianta nada estar à espera que percam pontos que deviam perder.

Isto vai lá assim: ganhamos os dois jogos e somos Campeões. Não há outra maneira

Filhos da puta!

Viva o Benfica!!!

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Como?

O Presidente do Sport Lisboa e Benfica vai dar uma entrevista ao mesmo jornal, dos quais os jornalistas foram acusados de ingerirem substâncias ilícitas por parte do departamento de comunicação do Benfica?

É para rir, certo?

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Para guardar

"Tomei essa decisão em defesa dos adeptos e dos jogadores do Benfica.
 
Serei sempre o primeiro a defendê-los"




quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Alheamento

Diz A Bola que se registou na 3ª feira passada a 3ª pior assistência de sempre na Luz para a Champions.

E depois?

Esquecem-se os senhores do País em que vivem? Não foi o jogo disputado no meio de Setembro?

Que acontece em Setembro? Não são porventura gastos milhões de euros pelas famílias para comprar livros novos para a escola? Quando nem sequer necessário era, bastava haver bancos de livros usados nas livrarias.

Não estamos porventura debaixo de uma governação que nos empobrece a cada dia que passa?

Não está o desemprego no seu maior pico de sempre?

E ainda vêm com esta conversa?

29 mil e qq coisa lá estiveram. Não foi a 3ª pior assistência, muito pelo contrário. Foi sim a prova viva de que o Benfica, apesar do colapso do País ainda ressoa o suficiente no coração das gentes, para que façam mais um sacrifício.

Digo isto há anos, este País não merece ter o Benfica.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Justiça

Grande primeira parte, excelente abordagem de JJ ao jogo. Equipa muito bem escalada.

Fejsa, que jogador. Encantou a Luz.

André Almeida, este miúdo com minutos a sério nas pernas, ui!

Óscar bem tentou, é lá em cima, Tacuara.

Grande joga.

P.s- Jesus esteve tão bem na flash  interview.

Viva o Benfica. O Verdadeiro!


segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Benfica Tv

Uma canal que está a fazer furor, e que se quer Universalista e Ponderado.

Temos um comentador que não é nem a primeira nem a última. Intelectualmente desonesto, acintoso, e trauliteiro ao nível do discurso. Por favor, escolham outro.

Obrigado.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Por um Benfica Bipolar (IV)

Porque é que um vice-presidente do Benfica passa o tempo num programa de televisão a elogiar o treinador e os seus métodos de trabalho e depois cá fora, insulta-o de cima a baixo?

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Resumo

O sujinho, sujinho, sujinho botou faladura, e acertou na mouche. O Benfica contra o nojo descaracteriza-se. É verdade, todos vimos isto acontecer nos últimos anos. JJ, desta vez é para ouvir e registar.

O King veio colocar os pontos nos ii. Não é comparável o score de Pauleta e Cristiano(este nome...) ao de Eusébio.

Cardozo voa para o Onze, e o Benfica tem agora condições para começar o Campeonato. Mas se não ganharmos ao nojo de nada valerá. Sim, volto a dizer, os Campeonatos decidem-se é contra as equipas rivais.

Sábado, é para ir triturar as mesinhas de cabeceira, e ao mesmo tempo enviar uma mensagem lá para cima.

Estamos na luta.

Viva o Benfica. O Verdadeiro!

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Notas soltas antes do Derby

JJ quando tira a cabeça teimosa do cu, é um Treinador a temer. Devia fazê-lo mais vezes.


Luisão fez bem. O Gang do Assobio é quase tão nojento como os tripeiros.


Óscar vai decidir o Derby. Seja com um golinho, ou a libertar o verdadeiro Lima.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

CSKA Moscovo, Borussia Dortmund e Anderlecht

É este o meu palpite para amanhã! E o vosso?

Da entrevista

Fui só eu que ouvi o Presidente do Sport Lisboa e Benfica afirmar que, "por não dar pontapés na bola"', não podia ser avaliado pelo número de títulos ganhos, ou perdidos?


Que pensam os nossos leitores?

P.s- uma provocação: quem é que consegue defender este tipo de postura?

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Oblak reintegrado

E então?
Continuará a contar como estrangeiro para o treinador do Benfica?

Curtinhas de férias

- O Benfica ganhou ontem ao Gil Vicente nos últimos minutos do jogo. De tudo já se escreveu. O que a mim me preocupa é que se continua a olhar para a árvore e não para a floresta. Ou porque acabámos com a maldição do minuto 92, ou porque é mais motivador ganhar por ataque do coração do que por tranquilidade. Ou até porque o capitão do Benfica em vez de festejar a vitória, se lembrou de seguir o exemplo do Presidente e mandou os sócios e adeptos do Benfica (aqueles que lhe pagam o principesco ordenado) para o caralho. De tudo serve para se desculpar o que não tem desculpa e o que se passou até ao minuto 92 é que devia ser motivo de preocupação...

- Entretanto, os génios do Marketing e da Multimédia, para não falar na Comunicação, de tanto trabalho que têm de actualizar páginas de Facebook com a venda de kits, com as chamadas de telefone para se ganhar os Red Pass e afins, esquecem-se do fundamental: usar as redes sociais como elas devem ser usadas. E quem sofre nesta altura é o Twitter do Benfica, que foi ultrapassado pelo do FC Porto. O JG refere num parágrafo deste brilhante texto um dos motivos. O resto é a consequência prática de quem anda a gerir uma mercearia, quando se devia andar a gerir um clube profissional.

- Luis Filipe Vieira deu uma entrevista à Benfica TV. Mais respostas do mesmo teor. A mesma cagança, o mesmo "espírito de sacrifício", como se mais ninguém fosse capaz de o suceder. Faltaram perguntas chave, que não as vou fazer agora, porque já foram feitas. Mas o topo do bolo é que a sucessão de incoerências, para não lhes chamar mentiras, continuam. E a isso não há volta a dar...

- Morreu Aleksander Donner. Um dos grandes que passou nos últimos tempos pelo Benfica. Curiosamente, depois da sua saída, o Benfica não ganhou mais o campeonato. Preferiu sempre professores, ao invés de treinadores. O meu agradecimento a quem, em três anos, fez muito no Benfica, para inveja de muita gente...

domingo, 25 de agosto de 2013

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Medo e espanto (fear and wonder)

O Presidente é o mesmo. O discurso o mesmo é. O tom, mudou.

Mas as ideias base estão lá, bem à vista de todos:

1- "Aventureirismo" = Mudança de Direcção

2- "Ilusão"(delusion, em inglês é melhor, mais preciso)= "Jesus era um herói". Wow...

3- "Passo em frente": Benfica tv2= Deixem-me em paz, estou a fazer...

4- Memória futura( o gajo não resiste...)= «Em 2014/2015 as pessoas vão começar a notar algo de novo no Benfica, nomeadamente em termos de jogadores portugueses. A estratégia é termos cada vez mais jogadores portugueses no plantel. Este é o último ano em que vamos precisar de vender jogadores».

"MATIC SÓ SAI PELA CLÁUSULA DE RESCISÃO"; 50 Milhões de euros, acrescento eu.

Mutatis mutandis

N.B- Luís Filipe Vieira e o seu Mandato deram-nos isto: vislumbres de grandeza. Perto, estivémos sempre perto, mas não chegámos.

 Este é o Obituário da Era "Filipina" no Sport Lisboa e Benfica. E aqui fica o testemunho visual.


video


Dez perguntas que eu faria

1- Garante categoricamente a permanência do Treinador até ao fim da época?

2- Quem vai ser vendido?

3- Há obrigatoriedade em lançar na Equipa Principal jovens das Formação? Se não, porquê tê-la?

4- Cardozo.

5 - Recandidata-se?

6 - Roberto.

7 - Fernando Gomes. Mantém confiança?

8 - Explique a política de contratações e empréstimos.

9- Assume que não tem avais pessoais nas contratações de jogadores?

10- Mandato Desportivo? Sucesso, ou fiasco?

Calculo que hoje as perguntas sejam mais ou menos isto...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Palavra(s) de Presidente

Depois do traumático final de época em 2013, depois da renovação com JJ, depois de uma pré-época de MERDA  e após uma patética estreia no Campeonato 2013/2014...

Presidente vai falar à Benfica Tv. Às 21h00.


Aposto que vou ouvir a frase:"sabemos o que queremos e para onde vamos"; E essa frase a ser verdade é o que mais me preocupa...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Afiam-se as facas

Se daqui a 3 jornadas tivermos 5 pontos, JJ tem de sair.

Mas não se pode escamotear a responsabilidade do Presidente neste anunciado, mais que anunciado fiasco. E aí, que virá?

Se ao menos tivesse sido por falta de aviso...Ó arrogância que tanto vai custar...

domingo, 18 de agosto de 2013

Para que fique esclarecido

Nunca na vida me verão celebrar derrotas do Sport Lisboa e Benfica. Bem pelo contrário, fico fodido e bem fodido quando o meu Benfica perde um jogo, porque não vi na nossa equipa a vontade que era e é tão necessária quando defendemos a camisola do Benfica. É esse o lema, é essa a exigência, é essa a obrigação de quem joga pelo clube.

Para aqueles que passam a vida na nossa caixa de comentários a apelidar-nos de "abutres", "andrades", "anti-benfiquistas" e outros quejandos, podem ficar descansados.
E podem ficar descansados, porque nós apoiamos, Nós apoiamos os meninos no Estádio da Luz. Nós apoiamos (nem sempre, é verdade) os meninos fora do Estádio da Luz. Nós apoiamos os meninos no Seixal. E se eles nos retribuíssem um quarto do que nós apoiamos, nós ficávamos satisfeitos. O que eu queria ter visto no Funchal era um equipa aguerrida, com vontade de vencer e de exorcizar os fantasmas que pairam sobre a mesma.

Porque não é connosco a colocar o dedo na ferida que os meninos, que passam os estágios em hotéis de 5 estrelas, com os seus iPad's, iPhone's e iMais qualquer coisa, que se vão sentir melindrados por palavras mais feias que não sejam "gosto muito de você", ou "dame tu camiseta".

Os jogadores, o treinador, o Presidente e o resto da maralha que por lá anda na "estrutura" do futebol têm um bom remédio para o que aí vem: VENCER! É esse o lema, é essa a exigência, é essa a obrigação.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Peças soltas

Ontem, n'A Bola, vinha uma peça que referia que Jorge Jesus estaria preparado para perder jogadores, mas que não sabe quais. O paradigma da gestão desportiva (não financeira) da SAD do Benfica é esta: não saber o que nos espera.
Obviamente que os mais entendidos (que gostam muito de vir aqui comentar) podem contrapôr com o argumento de que as eventuais saídas já foram colmatadas com as aquisições desta época. Vamos então aos exemplos:
  • Garay - há muito que se fala que o argentino vai deixar a Luz, só não sabendo o clube que vai representar. Para o lugar de defesa central, o Benfica contratou Mitrovic, Steven Vitória e Lisandro López. Apesar de jogarem nos primeiros jogos da pré-época, desde que Garay regressou de férias, que o espaço deixado aos restantes é mais do que reduzido. Se Garay sair, a rotina que deveria ser feita com Luisão irá demorar mais do que se estava à espera, e obviamente, o Benfica é que vai sofrer com isso
  • Salvio - outro argentino que tem, claramente mercado. As exibições da época passada, mais as desta pré-temporada fizeram com que os grandes clubes europeus estivessem atentos ao rapaz que já foi do Lanús. Entretanto, para o mesmo lugar temos quem? Gaitán, Markovic e Ola John. Destes três, qual é o que tem mais rotinas no lugar? Gaitán! Curiosamente outro nome que está na calha para sair. Por isso, mais uma vez, se vê que para rotinas do lugar e de treino, é mais tempo para nos preocuparmos.
  • Matic - A grande referência do ano passado, criado pelo esquema de Jorge Jesus é o principal alvo de meia Europa. Talvez seja por isso que, apesar de ter jogado mais minutos da pré-época, tenha sido também dos menos acutilantes, talvez já tendo em conta de que sairá até final de Agosto. Alternativas para o lugar? Amorim, André Gomes e o irmão Uros. Digo estes, porque para JJ os miúdos da B não contam, senão Ruben pinto também poderia entrar na equação. Solução do mesmo nível de Matic, há? Não. E nem sequer foi ainda equacionado. Van Ginkel, que este ano foi para o Chelsea de Mourinho e tem sido titular com o português, foi proposto o ano passado para vir para Lisboa. Como não tinha "nome", não interessava...
  • Cardozo - Enquanto continua o "vai-vem", "fica-não fica", as alternativas ao paraguaio são 3: Lima, Rodrigo e Markovic. Nélson Oliveira não interessa e foi para França. Rodrigo Mora continua na Argentina e vamos buscar o seu suplente, que segundo disse anteontem "só lhe faltarem os golos". Eu diria mais...A nós, no Benfica, falta alguém que perceba de gestão desportiva. Mas isso sou eu, que gosto de implicar...

Nada temam, Viera falará entre a 3ª e a 5ª jornada

Se para atirar sobre os garotões ou sobre os árbitros, a classificação o ditará.

domingo, 11 de agosto de 2013

Pontos de situação

1- Não se sabe a UMA semana de começar o Campeonato quem vai sair.

2- Óscar Cardozo.

3- Não estamos a jogar um piço à bola.

4- Toda a estrutura de contratações(compra/empresta) cheira mal até ao Céu.

5-Temo que este treinador não chegue ao Natal.


quinta-feira, 8 de agosto de 2013

A culpa morre sempre solteira

Óscar Cardozo
O ponta de lança paraguaio teve uma atitude no final do jogo da Taça no Jamor que não se coaduna com a História, o respeito e os valores do Sport Lisboa e Benfica. O encontrão ao treinador do Benfica e consequente dedo em riste, assim como o questionar da utilização de André Almeida foram atitudes que o avançado teve e que não deveria ter tido, fosse em público, fosse no privado do balneário.
Óscar Cardozo nunca foi uma figura consensual no Benfica. Apesar dos 6 anos, apesar de ser o melhor marcador estrangeiro do clube, apesar das vitórias que nos deu (posso incluir aqui o único campeonato de Jesus?), o paraguaio foi sempre uma figura que ora era assobiado no estádio, ora era vilipendiado aos nossos olhares e bocas ao ver um jogo do Benfica na TV pelos golos que falhava. Mas ao invés, as bolas que colocava lá dentro iam-lhe dando razão.
A sua atitude, porém, terá sido, como ontem afirmou, um acumular de situações que se passaram ao longo da época (e quem sabe, de outras) e que tiveram o seu epílogo no Jamor.
O seu destino inevitável seria o da saída. Por muito que represente nos últimos anos de clube (e como o Benfica está ávido de referências nesse sentido), a atitude que tomou ainda em pleno relvado tinha sido mais do que suficiente para uma venda célere de um jogador que desrespeitou treinador, colega e adeptos do clube que lhe paga em pleno relvado.

Jorge Jesus
O actual treinador do Benfica não é propriamente conhecido por ter balneários unidos em torno de objectivos. A sua psicologia assenta no rendimento máximo, esteja a época em Julho ou esteja em Maio. Para além disso, tem o seu grupo de jogadores muito bem definido. E se com Cardozo, como ele referiu e bem, sempre o defendeu (pelo menos nas vezes que foi chamado a falar), com outros a defesa foi quase inexistente. Não vou recordar casos e mais casos de um passado bem recente, mas a indisciplina no Benfica existe, porque há textos sobre isso aqui.
Essa própria indisciplina é criada, seja durante os jogos, seja durante os treinos, porque a vertente humana associada à vertente técnico-táctica não existe. E isso faz acumular estados de alma propícios ao mais pequeno rastilho para o descalabro total.
Jorge Jesus, ao colocar nas mãos do Presidente do Benfica a resolução de um caso de indisciplina mostra várias coisas: afinal é inseguro com o grupo e não impõe respeito, ao contrário do que se possa pensar. Se Jorge Jesus quisesse mesmo preservar o grupo, a solução dada a Cardozo tinha sido muito simples: ou eu ou ele! E aí, uma estrutura bem elaborada num clube de futebol teria tomado a decisão mais sábia.

Luís Filipe Vieira
No final da equação, sobra o papel do Presidente. Com o afastamento de António Carraça (o que é que andou lá mesmo a fazer nestes últimos dois anos?), cabe, mais uma vez, e ao longo da história recente do Benfica, o papel de gestor do plantel ao Presidente. O mesmo Presidente que já disse que não tinha capacidade nem conhecimento para andar junto ao plantel, mas que em 13 anos, já por lá andou mais do que uma vez, a "gerir".
E quando estamos numa fase (infeliz) em que o clube olha mais para a questão financeira do que para a desportiva, a situação de Cardozo teria que ter sempre implicitamente uma opção financeira por detrás. E se, quando acabou a época, no Jamor, nessa semana seguinte, a situação do plantel e da época (desta época) começasse a ficar resolvida, Cardozo seria a prioridade das prioridades, quer fosse para ficar, pagar uma multa exemplar, pedir desculpas aos sócios e consequente saída do treinador, quer fosse para o mal sair, voltar a pedir desculpas aos sócios e garantir algum retorno financeiro.
Mas o Benfica (e neste caso Vieira) tinham um problema: qual é que era / é o clube europeu ou asiático que estaria na disposição de dar 15 milhões de euros por um avançado de 30 anos, que teria de ser indiscutivelmente titular (15 milhões são 15 milhões), que recebesse mais de 1 milhão de euros / ano e que, de um momento para o outro, poderia se passar da cabeça e voltar a repetir o mesmo acto do Jamor? (Se tiverem uma resposta, agradeço)
Era e continua a ser este o problema de Luís Filipe Vieira. E poderia ter sido evitado, caso ele tivesse pegado no dossier mais cedo e tivesse feito deste caso uma verdadeira prioridade. Não fez. E o resultado está à vista: Cardozo só pediu desculpa aos sócios. Tudo o resto permanece uma grande incógnita.

Sport Lisboa e Benfica
Obviamente, que quem fica mal na fotografia é uma vez mais a história, os valores e a dignidade de um clube que se soube construir ao longo dos anos em atitudes que prezam a verdade desportiva, a dignidade pessoal, humana e atlética das pessoas e o saber perder, assim como o saber ganhar.
Qualquer atleta que venha para o Benfica nos próximos tempos e que tenha esta estrutura fraca, sem estratégia e pensativa nos números habilita-se a fazer o mesmo que um credenciado jogador com 6 anos de casa fez a um treinador em campo.
Mais uma vez, a história do Benfica é manchada por estes episódios que em nada dignificam o clube.
E mais uma vez, a culpa irá morrer solteira. Cardozo será vendido por um valor abaixo do que custou, Jorge Jesus ficará liberto de quem o confrontou e Luís Filipe Vieira sairá mais uma vez como grande obreiro e magnífico gestor.
O Benfica, esse, ficará com toda a culpa de ter gente assim a mandar nos seus destinos...

Cerimónias do Óscar

Estás perdoado, pá. Volta rápido.

 A menos que hajam por aí uns imbecis com o R&C nas mãos que achem que é boa ideia dizer-te adeus(contabilisticamente, claro).

Viva o Benfica! O a sério!




domingo, 4 de agosto de 2013

Apoia, Abutre! Tens é de apoiar...

Os Manuéis desta vida têm um vício esquisito na blogosfera benfiquista. Pesquisam incessantemente por aqueles que "só" falam mal do Benfica para poderem destilar a sua veborreia, impregnados de polícias e verdadeiros guardiões do benfiquismo moderno. Sim, porque para eles, para os Manuéis desta vida, há um Benfica que começa em 1997 e não o que começa em 1904. E ai de quem ponha em causa todo o saber acumulado de Luís Filipe Vieira, o verdadeiro vencedor desta quezília que ele próprio conseguiu criar ao fim de 13 anos, em que o seu nome se sobrepõe à instituição.

Mas o que fazem os Manuéis desta vida? Criticam quem critica. Criticam quem pensa de forma errada. Insultam quem apresenta soluções diferentes ou quem acha que há outra forma de gerir um clube profissional nos tempos de hoje. Os Manuéis desta vida sabem tudo. Sabem de Relatórios e Contas, sabem de Política de Formação de Futebol, sabem de Gestão Desportiva... Enfim sabem de tudo, mas sempre atrás do monitor de um computador, de preferência com um teclado espectacular ou um telemóvel de última geração, com a possibilidade infinita de ser notificado a cada post que qualquer blog herege publique.

E faz isto, rapidamente. Eu gostava que ele, rapidamente, pudesse vir à Luz de vez em quando. Mas não vem. Mora longe e não lhe dá jeito. Os Manuéis desta vida são assim. Criticam quem critica, mas dar apoio, esse é na Internet, esse Mundo maravilhoso em que é possível fazermos tudo como se pensássemos que a Terra gira em torno das nossas palavras soletradas com uma sabedoria só ao alcance de poucos, muito poucos. E aí, os abutres não entram. E "não passarão", usando as palavras deles (dos Manuéis) pensando que ainda estamos na Idade Média e que o Forte tem de ser protegido contra os mal-amados. Os abutres.

Aqueles abutres que são sócios do clube há quase 25 anos e que, por consequência, frequentam o Estádio da Luz, muito antes de 1997. Que viveram dias impregnados de benfiquismo do mais puro que existe e que é hoje em dia substituído pelo conforto das cadeiras. O abutre que prefere ficar em pé a ver o jogo, porque a ânsia da vitória e a cultura a ela associada fazem parte da génese aprendida nos idos anos 80.
Os abutres, que para virem ver um jogo do Benfica, demoravam 4 horas (2 para cá e 2 para lá) para chegar ao Estádio da Luz e beber a tão famigerada mística do 3º Anel.

Os Manuéis desta vida, mais rápidos do que a própria sombra a destilarem a sua fúria ou as suas frustrações numa caixa de comentários de um blog, são a prova provada de que há gente doente, muito doente, que precisa de apoio. O tal apoio que é preciso dar ao Benfica...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Por um Benfica Bipolar (II)


 Jornal de Notícias de 21 de Setembro de 2012

Desde 21 de Setembro de 2012 até agora, temos em aquisições:

- Bryan (defesa esquerdo para a equipa B)
- Diogo Rosado (médio ofensivo por empréstimo para a equipa B)
- Rui Fonte (avançado para a equipa B)
- Wei Huang (defesa central para a equipa B)
- Gianni Rodriguez (defesa esquerdo para a equipa B)
- Sílvio (lateral emprestado pelo At. Madrid)
- Cortez (defesa esquerdo emprestado pelo S. Paulo)
- Djuricic (médio ofensivo)
- Sulejmani (médio ofensivo)
- Markovic (avançado)
- Mitrovic (defesa central)
- Lisandro Lopez (defesa central)
- Steven Vitória (defesa central)
- Uros Matic (médio para a equipa B)
- Filip Markovic (médio para a equipa B)
- Fariña (médio ofensivo)
- Pizzi (médio ofensivo contratado para ser emprestado ao Espanyol)

Comprar menos?
Formar mais?
Baixar a massa salarial?

Pois...

quarta-feira, 31 de julho de 2013

domingo, 28 de julho de 2013

Por um Benfica Bipolar (I)

21 de Junho de 2011

Os jovens Miguel Rosa, David Simão, Nélson Oliveira e Rúben Pinto vão integrar o estágio de pré-temporada do Benfica e foram apresentados, esta tarde, por Rui Costa, director desportivo dos encarnados.Na apresentação, Rui Costa revelou estar orgulhoso por apresentar quatro jogadores formados no Benfica, considerando que a oportunidade de agarrarem um lugar na equipa principal é um prémio para o trabalho que têm vindo a desenvolver.«É um prazer especial, uma honra muito grande apresentar estes quatro jogadores oriundos da formação. Representa a aposta do clube, um dos projectos que o Benfica tem para o futuro, e é um prémio que cada um recebe pelas óptimas prestações que têm vindo a ter», afirmou.Dos quatro atletas apresentados. David Simão e Nélson Oliveira, ambos emprestados ao Paços de Ferreira, foram os únicos que alinharam na primeira Liga na época passada. O médio e o avançado, de resto, defrontaram o clube no qual se formaram na final da Taça da Liga, que acabou por ser ganha pelos encarnados.Por sua vez, Miguel Rosa, a título de empréstimo, representou o Belenenses e Rúben Pinto sobe à equipa principal directamente a partir dos juniores.
O resto da história é sabida.

Miguel Rosa passou essa mesma época de 2011/2012 emprestado ao Belenenses na Segunda liga, sendo o melhor jogador da equipa de Belém, para além de ter marcado 10 golos.
Em 2012/2013, foi considerado melhor jogador da Segunda liga ao serviço do Benfica B em todos os meses da competição, excepto no último (Maio de 2013). Deve ter sido por isso que mais uma vez, não fica no plantel e vai outra vez para Belém.

David Simão fez dois jogos no Benfica em 2011/2012, sendo depois emprestado à Académica em Janeiro, onde só falhou três jogos da segunda volta.
A época passada, novo empréstimo, desta vez ao Marítimo, onde marcou 4 golos na Liga e foi o 9º jogador mais utilizado da equipa madeirense. Este ano, rescindiu contrato e vai jogar no Arouca, de Pedro Emanuel, que já o tinha treinado na Académica.

Nelson Oliveira, depois de apresentado foi para o Mundial de Sub-20, que se disputou na Colômbia nesse ano. Foi eleito um dos melhores jogadores da competição e provou que era um bom substituto para Cardozo. Ficou no plantel e marcou dois golos na Taça da Liga e um ao Zenit na Champions League que permitiu ao Benfica ir para os quartos-de-final da competição. Mas talvez por ter optado por um remate em vez de um passe para Djaló em Stamford Bridge nessa mesma competição, tenha sido a gota de água para Nelson Oliveira deixar de ser opção para o Benfica de Jorge Jesus.
O ano passado, empréstimo na Corunha, onde foi sempre segunda opção só rendeu 4 golos foi o melhor resultado.
Este ano, novo empréstimo, desta vez ao Rennes, de França.

Ruben Pinto é o exemplo menos mediático, mas o que melhor potencial tinha na altura. E foi uma aposta de tanto futuro, que nenhum jogo fez em 2011/2012 com a camisola do Benfica, sem ser nos amigáveis de pré-época.
O ano passado, esteve na equipa B, para ganhar ritmo de jogo, mas uma lesão grave afastou-o de quase toda a competição, fazendo apenas os últimos 5 jogos.
Este ano, se a sorte o proteger, poderá ser uma das figuras da mesma equipa, caso Hélder o queira.

O Benfica Bipolar é isto: em 2011, os jovens são o projecto que o Benfica tem para o futuro. 2 anos depois, nem vê-los...


Fernando Martins

Foi, apesar de tudo, um grande Presidente do Benfica.
Representou os seus valores ao mais alto nível, e apesar de ter ficado com dívidas por pagar e por ter feito amizade com Pinto da Costa, foi sempre defensor do clube.

Aliás, o campo da amizade com Pinto da Costa é um bom pronúncio para isso. A génese do Benfica e a sua História não se compadecem com guerras de alecrim e manjerona com outros clubes, como os outros clubes fazem. A inveja e a política de guerra não fazem parte dessa génese que fizeram do Benfica o maior entre os maiores. Por isso, e quero acreditar nessa teoria, Fernando Martins não saberia o que Pinto da Costa planeava, quando aceitou a sua amizade. O resto? O resto tem a ver com negócios. E se Fernando Martins tinha um hotel em Lisboa que pudesse albergar o FC Porto, porque não? O resto é conversa de enganar tolos.

No fundo, hoje é um dia triste para o benfiquismo e para o Benfica. Porque perde um dos seus ex-Presidentes e isso é irreparável!

Viva o Benfica!

terça-feira, 23 de julho de 2013

Silly season #5

O gang do assobio já pediu ao Palhaço de Belém a criação de um fundo de salvação nacional, presidido pela Marta Rebelo, para a aquisição do Tacuara?

Não percebo o espanto

Anda meio mundo benfiquista (meio mundo não, que segundo os números serão só 17%) preocupado com a participação e respectiva tomada de decisão que Jorge Jesus deu à equipa do Benfica na recente edição da Taça de Honra da AF Lisboa.

Não percebo como é que ainda há gente que acredita que Jorge Jesus venha alguma vez a perceber a essência, a história e os valores do Benfica. 
Não percebo como é que ainda há gente que acredita que ao dar-se mais poderes a Jorge Jesus, todos os erros dos anos anteriores possam vir a ser resolvidos.
Não percebo como é que ainda há gente que acredita que um jogador que é contratado (indicado pelo treinador, certamente) com 26 anos, que é defesa esquerdo no Brasil, vai aprender a defender em Portugal.
Não percebo como é que ainda há gente que acredita que com as saídas mais que prováveis de Salvio, Gaitán, Matic, Garay e Cardozo, o Benfica continua forte e vai de vez quebrar a hegemonia do FC Porto nos últimos anos.

Continuo sem perceber esta letargia que abraçou o meu clube do coração e os respectivos adeptos e sócios do mesmo. Continuo sem perceber como é que alguém que questiona as coisas, os actos, as atitudes é logo apelidado de ser do contra, quando em qualquer sociedade ou instituição que se preze, o confronto e discussão de ideias é o que fazem com que a mesma se desenvolva.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Jesus perde o Óscar

Partiu a corda. Partiu a corda entre um vencedor e um falhado. O Benfica escolhe ficar com o último.

Genial, Presidente. Genial...

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Já começa a incomodar

A Benfica TV ainda não saiu do registo de ser uma televisão de clube e já está a conseguir arranjar os inimigos de serviço, ou os serviçais do regime instalado no futebol português há muitos anos.

O eleito desta vez é Luís Sobral, director do MaisFutebol, que num dos seus exercícios (legítimos, como é óbvio) de analisar o que existe de positivo ou de negativo no futebol português, se lembrou de rebuscar artigos do regulamento de competições da Liga de Futebol para evocar processos sumaríssimos e aplicá-los às eventuais transmissões da Benfica TV e na provável influência que isso iria ter. No fundo, o que Luís Sobral quis fazer com o artigo que escreveu ontem, às 10h54, foi arranjar clicks no seu site (sabiam que as receitas de publicidade de sites como o MaisFutebol vivem dos clicks das notícias?) usando o nome do Benfica (o mais forte comercialmente) para discutir um não caso.

Luís Sobral fala num eventual equilíbrio e distância que a Benfica TV terá de ter, quando começar a transmitir os jogos da Liga Portuguesa. Eu também gostava de ver algum equilíbrio e distância nestas famosas crónicas do Luís Sobral, nomeadamente quando o Porto Canal o ano passado transmitia jogos da Liga de Honra e nem flash-interviews fazia. Mas isso sou eu, que devo gostar de implicar.

Mais, depois, durante o resto do dia (mais para a noite) andou pelo Twitter a querer espalhar a palavra da salvação e a querer ser o salvador do futebol português trazendo para o tema a aquisição de direitos televisivos de um clube y por uma televisão de um clube x, dizendo que se estaria a subverter as leis de mercado e, em consequência, o futuro da competição.

Não vi essa indignação, nem vejo essa indignação quando uma empresa de patrocínios e gestão de publicidade estática comprou os direitos televisivos de todos os clubes das competições profissionais. Não foi um ou dois. Foram TODOS.

E era esta distância e este equilíbrio de tratar de todos que eu gostava que fosse mais esclarecida não só no MaisFutebol, mas em todos os meios de comunicação social que se ocupam do desporto em Portugal, ou se preferirem, de futebol.

O que eu sei é que a Benfica TV montou uma estratégia de crescimento que passa também pela aquisição de direitos de transmissão de outros clubes, como resultaria num país normal em que um operador de televisão faz uma oferta por essa mesma aquisição. São as chamadas leis de mercado, que funcionam em qualquer lugar do Mundo.


sexta-feira, 12 de julho de 2013

O Benfica pede. Nós fazemos!

Recebemos o seguinte mail da Direcção de Multimédia do Benfica:

"A direcção de multimédia do Sport Lisboa e Benfica precisa da tua ajuda.

Disponibilizámos na nossa loja online a possibilidade dos seus Sócios renovarem ou adquirirem o RED PASS para os jogos da época 2013/2014: loja.slbenfica.pt/redpass
Precisamos de divulgar o serviço e recolher o maior número de criticas, só assim podemos melhorar.

Neste momento, através da Loja Online do SL Benfica, é possível:
·         Renovar o RED PASS para o lugar da época anterior;
·         Renovar o RED PASS transitando para a categoria RED PASS TOTAL
·         Comprar o RED PASS para um lugar que não foi vendido na época passado
"

E estão à espera de contarem connosco na divulgação dos problemas que têm enfrentado ou nas soluções que podem apresentar.

É o primeiro passo para começarem a ver o papel que os sócios podem ter. Por isso, caso tenham algo a dizer, a caixa de comentários é vossa. Ou o próprio mail do blog.

Boas compras!