terça-feira, 22 de outubro de 2013

A grande vitória de Vieira

Não é o Estádio da Luz!
Não é o Centro de Estágios do Seixal!
Não é a Benfica TV!
Não é ser o maior clube do Mundo, segundo o Guiness!
Não é ter ido à final da Liga Europa!
Não é ter ganho 2 campeonatos!

É sim, ter fomentado a discussão entre benfiquistas dos mais diferentes quadrantes, seja nos blogs, nas conversas de café, nos encontros de família ou até no próprio Estádio a opção de alternativas.
É sim, ter fomentado a discussão de "ou eu ou o caos", "do regresso ao passado" ou outro tipo de argumentos que faz com que os benfiquistas se sintam divididos entre o Presidente ou mais alguém e não tenham tempo sequer para pensar no Benfica, no que ele representa e no que ele poderá representar.
A grande vitória de Vieira é esta: perpetuar-se no poder, usando e abusando da propaganda típica dos grandes ditadores, usando forças de bloqueio para o desenvolvimento próspero do clube.

E sempre que há algum problema, a nossa típica mentalidade portuguesa de querer tudo certinho, tudo arranjadinho e tudo bonitinho (à boa maneira de Salazar) fez com que nós não pudéssemos desenvolver o clube como queríamos.

O recente episódio propocionado pelos blogs "Benfiliado" e "Ontem Vi-te no Estádio da Luz" é a prova provada de que a divisão é evidente. Ambos vivem o Benfica à sua maneira muito própria, mas o clima que se proporcionou, faz com que nós, os benfiquistas, finalmente queiramos ou não acordar para esta situação de "ou eu ou o caos".

Volto a repetir uma frase que não me canso: "Ainda o país vivia no manto escuro da ditadura e já o Benfica dava lições de democracia ao país!".

Faz falta este Benfica. E fazem falta os benfiquistas que sintam o clube como tal e como foi forjado nos anos que nos deram glória, mas acima de tudo, valores e responsabilidade.

O Benfica não é o clube mais pacífico para uma linha orientadora e de pensamento único. A matriz do Benfica não é isso. Foi precisamente o contrário que fez com que o clube se elevasse e conseguisse triunfar num país cinzento, mortiço e amordaçado. Hoje em dia, o Benfica parece-se mais com esse país do que com a sua matriz histórica.

O ex-presidente do Alverca, que várias vezes festejou golos dos adversários do Benfica está de parabéns! 

11 comentários:

71460_5/8 disse...

claro, a culpa é do papão!

Manuel disse...

Ora aqui vem mais uma vez o desmiolado de serviço, aparece sempre quando se encontra um pouco mais nervoso, como por exemplo depois de um mau resultado ou antes de um jogo importante, acusando os outros daquilo que ele mesmo faz. É aquilo que o imbecil pensa que é contributo válido para ajudar a equipa a ganhar.

Se isto não é um exemplo acabado de estupidez e de psicose bipolar, não sei.

Ainda por cima defendendo um blogue que pertence a alguém que é alcoólico, consome drogas e é doente mental.

Isto é, alguns doentes dividem o clube mas no fim a culpa é deitada para cima da maioria saudável e racional.

Quando se perde a culpa não é dos árbitros nem do sistema que cometem crimes deturpando a verdade desportiva. Claro que não, é dos jogadores, do treinador e em última análise do presidente. A culpa é das vítimas dos roubos que não se souberam precaver.

Do mesmo modo que a culpa quando se tem um acidente quanto está mau tempo é da chuva, não é do idiota do condutor que não soube adaptar a condução ao estado da estrada e do veículo. "Tiveste acidente?". "Tive. Foi culpa da chuva!"

Do mesmo modo que quando há um incêndio a culpa é do dono da floresta que não limpou o terreno e não do incendiário que cometeu o crime de fogo posto. Como se a floresta se tivesse limpa não ardesse. A vontade do incendiário de cometer um crime não conta nada, naturalmente. Temos de proteger os criminosos.

Eu nunca vi um país em que a lógica esteja tão trocada, em que se pense tanto ao contrário do resto do mundo civilizado. É sintoma de um povo que é burro e estúpido.

Lembra-me a perseguição dos nazis aos judeus. Os judeus morreram queimados por que não se souberam defender. E porque tinham dinheiro. Deviam ter sido mais pobres.

Ou a culpa dos "outros" por parte dos porcos do norte, a culpa de ser roubado é do Benfica por ser um clube grande e os porcos terem a ambição de nos roubarem o lugar. Nem que para isso andem 30 anos a roubarem-nos e a cometer crimes.

É que não há mesmo pachorra para tanta estupidez!

E agora, como cereja no topo do bolo, a culpa da divisão entre os benfiquistas não é de meia dúzia de idiotas atrasados e doentes mentais que se recusam a respeitar e a aceitar terem perdido mais uma eleição com uns míseros 13% dos votos, querendo por lá um idiota ladrão, mas da maioria que escolheu livremente o presidente do seu clube e deste que se "perpetua no poder", porque foi se deixou eleger por aquela em eleições democráticas. Não se faz!




Ricardo disse...

Excelente comentário do Manuel. A maioria saudável e racional não merece gente suína como esse Ricardo e outros parasitas que por aí andam a conspurcar o nome Benfica.

(só acho que o Manuel falhou no perfil do energúmeno: consumidor de drogas, alcoólico, doente mental mas sobretudo paneleiro. Adora velhos de 90 anos acabadinhos de sair das urgências. Acham que devemos dar crédito a promíscuos desta estirpe?)

eagle01 disse...

O texto coloca o dedo numa ferida importante. O Benfica tem um autoproclamado melhor presidente de todos os tempos, que usa e abusa do Benfica nos seus negócios particulares, que usa e abusa do crédito dos benfiquistas para dar dinheiro aos clubes rivais nas contratações que ninguém entende e que o próprio treinador passados os jogos para enganar o adepto, acaba por os deixar "cair", que subitamente deixou de ser um humilde empreiteiro de Alverca para ser uma das pessoa mais ricas de Portugal e mais influentes também, a quem lhe escrevem os discursos pagos a peso de ouro pela SAD, um presidente a quem o SISTEMA falsificou a data de inscrição como sócio do clube para poder eliminar concorrência e assim continuar a gizar o plano que outros fizeram por ele.

Sim, Vieira não podia sózinho, chegar neste Benfica, onde chegou... as noticias positivas (sempre) dos jornais, das televisões, das rádios, não são mérito de Vieira mas de quem manda nisso tudo: Banca e Oliveira.

Quem acredita que Vieira está onde está com o mérito da sua getsão, ou é ingénuo ou andou emigrado no polo norte nos ultimos anos. Uma getsão em que não há prazo previsto para o "break-even" point, meu Deus, o que é isso? Não é nada, é navegação à vista, é alimentar TODOS esses interesses externos com o dinheiro dos benfiquistas.. os juros ao BES, is 4% que Oliveira tem na SAD, o Museu (e suas receitas) na SAD mas o empréstimo ao Banco das obras do Museu para o Clube pagar, o estádio que se pagava em 12 anos, e a divida do Estádo que continua mostruosamente alta e a pagar juros e mais juros... sem fim à vista...

O texto coloca outro problema. Alternativas? Onde estão?

E subitamente a estratégia de quem pôs o bêbado no Benfica coloca uma questão central ao benfiquismo: o que é o Benfica se não há alternativas a um embuste, a um farsante, charlatão, legitimado pelo voto democrático?

O que somos? Somos os amorfos que vamos vendo? Parece-me que sim...

luis disse...



Manel pela forma como criticas o Povo Português acho que te colocas de gatas. Então o Manuelinho diz isto???

"Eu nunca vi um país em que a lógica esteja tão trocada, em que se pense tanto ao contrário do resto do mundo civilizado. É sintoma de um povo que é burro e estúpido."

Manel troca a palavra País por Benfica , sublinho como o seara, troca País por Benfica. Lê

Lê bem,

«Eu nunca vi um BENFICA em que a lógica esteja tão trocada, em que se pense tanto ao contrário do resto do mundo civilizado. É sintoma de um povo que é burro e estúpido.»

...mas explico, este estúpido não fala de arbitragens quando perde. Este gajo para ser um burro diferente até fala das arbitragens quando ganha , mas num "cara a cara", com a critica e vasculhar até o sorriso de alguns marotos.

Manel este País também teve eleições, será que és estrangeiro ou vais mudar de nacionalidade???

Se ouviste... o 33º presidente do Benfica, ele disse, que não vai aprender nada lá fora. Os outros é que vêm aprender com ele.

A pachorra logicamente que fica baralhada contigo. Então para além de lembrares mal as atrocidades nazis ainda tens o descaramento de dizer que não se souberam defender???

Mas a tua falta de memoria deve ser grande. Então e os azedos, os papagaios , abutres , as cartas abertas ao presidente , as caneladas nas claques, a alteração dos estatutos, o apoio a corruptos para a federação...
Chegas ao cumulo das casas do Benfica terem mais votos que um associado da Instituição.

Manel a pessoa que defendes com tanta vontade ( sei que foi eleito), é presidente eleito, será que representa os 51% da Instituição Sport Lisboa e Benfica ou será mais presidente da BenficaSad ???

Agora tenho a dúvida se te aconselho o Deus Baco. O nosso poeta zarolho, Luís Vaz de Camões, Baco é o principal opositor dos heróis portugueses.

Bebe sumo de uva,é diferente quando se pisa esta fruta.

Benfica Todos Tempos


luis disse...

Errata:
Para o nosso poeta zarolho ,Luís Vaz de Camões, Baco é o principal opositor dos heróis portugueses.

Tempos Todos Benfica.

Manuel disse...

Ó pázinho, eu não tenho medo de chamar os bois pelos nomes. O povo é mesmo burro, pois anda há 30 anos a pôr fogo ao seu próprio país. Não conheço nenhum outro povo do mundo que o faça. Se isso não é ser burro e atrasado mental, não sei.

Ainda no outro dia veio nos jornais que cerca de 25% dos portugueses têm perturbações mentais. E esses devem ser os conhecidos, porque deve haver mais.
Não fui eu que o escrevi. Nem sou dos que têm andado a pôr fogo a todas as matas do país, mal o calor aperta.


luis disse...

Olha Manel, agora vou dar razão ao Benfiquista. O amigo tem medo das Maiorias.
Referiu o País como exemplo, chamou burros À massa anónima que é o Povo.
Meu caro as maiorias têm qualidades mas também tem os seus defeitos.

Quando se procura uma alternativa aos defeitos,é para manter o Estádio de Pé, o Museu e as estruturas que estiverem bem feitas.
Mas tem que haver critica. Há muito burro atrás das maiorias como tu bem sabes.
Como vês ainda não havia democracia no país( dominado pela maioria do capital) , Já a Instituição Sport Lisboa e Benfica dava o exemplo.

Manel já festejaste golos contra o Benfica????
Houve gente azeda que se dizem benfiquistas, que em vez de estarem cá em casa a lutar contra outra maioria do papagaio vale azedo, estavam com inimigo a festejar outras maiorias desportivas.

Glorioso abraço Manel ,amanhã vamos ganhar com tempo.





71460_5/8 disse...

lá o papão mandou o Manuel e o Ricardo qual bobby e tareco confrontarem-se entre si só para manter a guerrilha...

realmente o papão (quando interessa) é super poderoso...

luis disse...

Realmente, o novo Papa Jorge Mário da terra do Gaitan,deu como lição de vida precisamente não perder o sentido de Humor.

«A culpa nesta terra morre sempre solteira.»

Falar em nomes é sempre um desviar do caminho.
O Benfica pensado à Benfica, nunca por nunca, tinha que deixar intrusos por muito bons profissionais fossem. A essência do Clube é Desportiva.

Será precisamente o fantasma do velho corrupto que cria as alianças pelo poder. Tiraram um madail (eleito após o totonegócio) e sem crer tem lá um reserva dos apitos dourados.
A estratégia politica é a do "bate e foge" e as Sad´s não se queixam. tem havido alimento para todos.

Por ex, os lagartos que na época passada já pagavam só em juros 3 vezes mais, que o valor do plantel. Bateram no fundo (os ladrões dos fundos vão limpando tudo...). Sem dinheiro estão mais humildes, e com um plantel mais barato estão a morder os 2 clubes papões dos orçamentos, neste quintal em que 80% dos Clubes vivem de corda ao pescoço e restantes disfarçam bem o sistema que os alimenta.
Após uma década de veiga(figo), surge o super agente mendes(ronaldo) com aquela"varinha magica" para as sad´s.

O Bergoglio adepto do san Lorenzo, é o 266.º Papa da Igreja Católica,
aposto contigo que o Nosso 33º Papa Benfica não leva lá mulher para lhe beijar a mão;)

B T T

rui disse...

È isso aí senhor Manuel Pedofilo.Vamos pegar nas armas