sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

O desejo para 2012

É um 2 em 1: que Pablo Aimar envergue as quinas de Campeão na camisola do Sport Lisboa e Benfica.

Bom ano a todos!!!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Tínhamos tantas saudades...

Fim de ano ou início do mesmo sem casos no Benfica era de suspeitar. Mesmo assim, conseguimos arranjar não um, mas dois, que é para não se rirem de uma só desgraça.

Comecemos pelo mais mediático. Mediático porque afecta um jogador da Selecção Nacional. E quando se mexe na Selecção, "Aqui D'El-Rey" que é um assunto nacional e de interesse. Ruben Amorim não deve ter convidado Jesus para a ceia de Natal e o mesmo ficou incomodado. Ninguém sabe como foi, mas uma "fonte" do clube encarnado disse aos jornais que o jogador faltou ao respeito ao treinador e por isso, está suspenso. No site do clube, nem uma palavra. A via indirecta e ligada directamente ao director do Jornal dá mais resultado.
Se Ruben Amorim se dirigiu em termos menos próprios ao treinador, tem de ser punido e bem punido. Disso não há dúvidas, apesar de haver alguns que pensem que, lá pelo menino jogar fora da posição é justificação para poder mandar o treinador para o caralho. Haverá outros que terão mesmas razões de queixa, mas não o fazem. E é essa a diferença entre disciplina, espírito de grupo e respeito e o contrário.
Independentemente das razões que o Astutillo evocou (com grande pertinência, diga-se já), o que Ruben Amorim fez não pode passar impune. Falta ao respeito ao treinador, à instituição e a todos os que nele depositaram alguma confiança, depois de ter saído do Benfica ainda nas camadas jovens.
O castigo espera-se exemplar.

Como também espero que Enzo Pérez seja castigado. Pelos mesmos motivos: falta de respeito, neste caso ainda mais grave, à instituição. Não é fazendo a birra que fez que ganha razão. Não é sendo entrevistado sem motivo aparente e sem autorização que a ganha também. Está insatisfeito, chega a Lisboa com os companheiros de equipa, dirige-se à Administração da SAD e explica o que lhe vai na alma. As duas partes conversam e tentam chegar a um acordo. É assim que costuma funcionar, pelo menos nos clubes organizados.

E com estas novelas, temos papel para vender. Até nos esquecemos de um brasileiro contratado a custo zero (custo zero...AHAHAHAHAH) ao Internacional de Porto Alegre, com 20 anos. Esquecemo-nos de Mika e Bruno Varela (e não Rui Varela, como diz o Record). Comentários dos iluminados do costume (os portugueses são novos) ou (é para a equipa B). O Copetti tem 20 anos, o Mika tem 20 e o Bruno tem 18. A equipa B pode ser formada perfeitamente com os juniores excedentários que não entrem no plantel principal. Os argumentos estão aí esgrimidos e não são precisas muitas teorias.

Entretanto, já hoje, quer-se a Liga dos Campeões. Eu também quero. Mas não agora, porque sei que não chego lá. Não terei a sorte, mas também competência de apanhar Lyon, Corunha e Mónaco e de ter empatado com o Man Utd no último minuto (apesar de não ter perdido este ano). O Benfica terá tempo para ganhar a Champions. Muito tempo. É uma questão de estruturar o clube e organizá-lo para tal, e não entrar neste rodopio de declarações inertes e difusas que não mostram qualquer tipo de orientação.

Por falar nisso, e por falar nos vários exemplos acima referidos, deixo aqui duas perguntas:
- Luís Filipe Vieira disse, na entrevista ao Expresso, que estava perto de apanhar o "bufo" das reuniões da SAD. Já foi encontrado?
- O departamento de comunicação do Benfica contratou uma pessoa este ano e fez uma ligeira alteração na estrutura. Sentiu-se alguma diferença?

Quem souber que responda.

Saudações,

Enzo

Querem-no de volta? Devolvam o dinheiro! Para situações deste tipo devia existir uma norma qualquer da FIFA que assim o indicasse. O clube devolvia o valor da transferência e ainda acrescentava os ordenados já pagos. *

* para defender o clube comprador, nunca para dar cobertura a arrependimentos de atletas/clubes vendedores

O caso Ruben Amorim II

(ia longa a resposta na caixa de comentários, mais extensa que o próprio post...)

No que toca à vertente disciplinar, a culpa é da exclusiva responsabilidade do Ruben. Engana-se quem achar que o post anterior serve para desresponsabilizar a conduta do jogador que aproveita para lançar recados através de anónimos. Ainda que me pareça que não houve o cuidado de acompanhar devidamente o jogador, e daí referir Carraça, tal não retira responsabilidades ao Ruben. Estará suspenso e muito bem suspenso. Ponto final.

Mas o caso é também desportivo. E aí, por mais que o jogador tenha a obrigação de se sujeitar às opções do treinador - e tem -, também tem o direito de solicitar a saída se não se sente cómodo na função que lhe é atribuída. Tem é que fazê-lo, como outros fizeram, de forma responsável e profissional (insisto que o caso tem duas dimensões: desportiva e disciplinar). Desportivamente, dizer que o Ruben não tem espaço no meio-campo do Benfica só me parece válido se nos reportarmos exclusivamente à condição de titular indiscutível. Pelo que conhecemos da sua passagem pelo Restelo, poderia este ano ser a 2ª opção para o lugar de Javi. O treinador prefere recuar Matic. Como nos anos anteriores poderia, em todos os jogos onde quis fazer de Carlos Martins um interior, ter sido opção/substituto de Ramires. Não é uma questão de retirar legitimidade a Jesus, antes perceber o caminho que conduziu ao descontentamento do jogador.

Para finalizar: Ruben Amorim é um lateral direito mediano. Ainda assim superior a Patric ou Wass. Percebem assim o "não proporcionar alternativas válidas ao treinador"?

Até 2012, malta!

"Os jogos com o Sporting também são clássicos, mas com o Benfica é diferente, é terrível. É uma festa para quem joga e respira-se clássico durante toda a semana que o antecede

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O caso Ruben Amorim

Na minha opinião não haverá um mas vários culpados.

O jogador. Compreendo que não se sinta confortável no lugar de tapa-buracos e que pretenda encontrar um clube onde possa desempenhar as funções a que melhor se adequa. Está no seu direito. Mas presta um mau serviço ao clube do seu coração e a si próprio quando opta pelo confronto. Há mais atletas a ficar no banco e a jogar fora de posição e não pode julgar-se superior aos seus colegas

Jorge Jesus. Insistiu em desviar Ruben Amorim do seu espaço natural de actuação e nunca pareceu muito interessado em encontrar uma real opção a Maxi Pereira, antes confiando na alegada polivalência de outros atletas.

Luis Filipe Vieira e Rui Costa. Falharam ao não proporcionar alternativas válidas ao treinador.

António Carraça. É quem acompanha de perto o grupo de trabalho e deveria ser capaz de evitar estas situações.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Depois dos bolos, os tolos


Na Loja do Benfica, estão os preços para o Zenit. Para aqueles que vieram comentar a dispersão dos bilhetes, parece que estes serão os preços finais.
Para os que vieram argumentar com os 23% do IVA do próximo ano, estes são os preços finais.
Para aqueles que acham que assim conseguimos equipas fortes e competitivas e depois vamos buscar Copetti's, estes são os preços finais.

Para aqueles que pensam que vamos encher a Luz, estes são os preços finais.

Continuação de Boas Festas!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Força, KING!








O que é isto?

Eu sei que é um jogo de Champions League, mas o adversário é o Zenit.
Eu sei que o Benfica precisa de fazer dinheiro, porque a dívida aos bancos é uma coisa assustadora.
Eu sei isso tudo, mas também sei que estamos em Portugal e o nível de vida não é propriamente o melhor.

A pergunta que eu deixo aos catedráticos de merda que fazem parte do Departamento de Marketing do Benfica é a seguinte: É ASSIM QUE QUEREM ENCHER A LUZ E LEVAR A EQUIPA AOS QUARTOS-DE-FINAL?





sábado, 17 de dezembro de 2011

Lembrete actualizado

Foi preciso uma goleada e estarmos a uma semana do Natal, para os benfiquistas terem mais uma prenda. O lembrete ali ao lado está actualizado. Segundo as palavras de um dos vice-presidentes do River Plate, "El Palayo" estará mais um ano por Lisboa. Ficaremos a aguardar pelas novidades.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

25 Anos

Eu também tenho saudades... Muitas...

Daquelas equipas do Benfica que jogavam para ganhar. Que tinham a sua mística. Que não ficavam satisfeitas só com um campeonato ou só com uma Taça.

Que saudades...

JÁ LÁ VÃO 24 ANOS




O lembrete está ali ao lado

E apesar dos mais entusiastas dizerem que o Benfica vai em 1º no Campeonato, ficou em 1º na Champions League e disputar essa competição fortíssima que dá pelo nome de Taça da Liga, no meu entender e na perspectiva de uma gestão desportiva sustentada a longo prazo e não no imediato, a renovação do contrato com os três jogadores ao lado citados é de uma vital importância para o futuro do Benfica.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A diferença entre...

...os que falam de futebol:
"Marítimo é uma grande equipa" - Cardozo;
"Benfica foi brilhante" - Jorge Jesus...

...e os que não falam de futebol:
"Arbitragem teve influência no resultado" - Briguel;
"Árbitro não esteve à altura do jogo" - Pedro Martins.

Em plena Av. da Liberdade,...

...encontrei "outros" animais numa verdadeira gaiola de vidro e com rede:

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Incompreensível

Como é que adeptos / Sócios / simpatizantes de um clube que se apura em 1ºlugar num grupo da melhor competição da Europa assobiam a própria equipa no final do jogo...

O nível de exigência do Benfica atingiu a mediocridade e isso vê-se neste tipo de acções...

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Ouviste, ó Cruijff da Amadora?

Saviola: «Coletivo está primeiro do que as individualidades»


Gente pequena

Se não houver lugar para mais, queremos só os 40.000.

A nossa comunicação social é deliciosa. Dias depois de (i) a claque legalizada dos viscondes, sob o olhar atento de diversos dirigentes e membros dos órgãos sociais viscondes, terem incendiado uma bancada do Estádio da Luz e (ii) o Papa e os seus acólitos terem agredido um jornalista, a comunicação social resolve dar destaque a uma frase "provocatória" da tal claque legalizada.

Desta delícia jornalística, ressaltam, ainda, as seguintes curiosidades:
1. O jornalista não sabe ler. A faixa diz "sempre" e não "ainda".
2. Onde é que está a provocação?

Juntando a isto o cântico do minuto 89 do jogo de ontem, fica a pergunta:

Os viscondes não jogaram contra os de belém?


(adenda)

Não esquecendo os especialistas da fruta:













segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Normal é...

Desvalorizar o passe de um jogador numa estranha venda a um fundo.

Corrigir várias vezes os valores de compras e vendas de jogadores sem que a CMVM peça esclarecimentos.

Ser ameaçado com um processo na UEFA por falta de pagamento.

Ter dinheiro em Junho para contratar atletas para as modalidades e deixar de pagar salários um par de meses depois.

Não é VP?

A Taça enquanto reflexo de um plantel

Custa-me sempre sair da Taça. Gosto da competição, gosto de ir ao Jamor e gostava de festejar uma dobradinha...

O Benfica já não vai conquistar a 25ª Taça na 72ª edição da competição, pelo que se pode dizer com exactidão que o Benfica vence uma de cada 3 edições desta Taça. No entanto, o Benfica não visita o Jamor há 7 anos... Não conquista o troféu há 8... E nos últimos 24 anos (já incluindo esta temporada), ou seja, no último terço da história da competição, visitou o Jamor em 5 escassas ocasiões... Isto tudo para dizer que o resultado me deixou muito, mas mesmo muito fodido...

No dia seguinte, como seria de esperar, não faltou quem culpasse JJ. Tudo porque o homem este ano decidiu fazer o contrário daquilo que no ano passado lhe criticávamos: rodar o plantel.

Parece-me injusto que se critique o 11 de sexta-feira. A Eduardo não ouvi críticas, pelo que a ausência de Artur não terá escandalizado ninguém. O problema estaria em Nolito? O espanhol tem, mais segundo, menos segundo, o mesmo tempo de utilização de Bruno César. Já Matic tem jogado menos que Javi, mas no Funchal foi titular pela 7ª vez esta temporada (4 vezes na Liga, 1 na Champion's). Ruben Amorim a lateral direito não é uma novidade e sobre Saviola vinha ouvindo nos últimos tempos que era preciso voltar a colocar o "mais inteligente jogador do plantel" em campo.

O Benfica não perdeu porque JJ tenha menorizado o adversário. Não engulo essa patranha porque o 11 apresentado era um 11 para ganhar. Um 11 de jogadores capazes e potenciais titulares na cabeça de JJ. O que faltou foi que os jogadores encarassem a segunda parte com verdadeiro profissionalismo. E entre aquele apito que recomeçou a partida e a entrada de Aimar viu-se uma equipa amorfa e convencida que a eliminatória estava despachada.

JJ não tem culpa? Na minha opinião tem, mas nunca pelo 11 que seleccionou. É preciso recuar mais. JJ tem culpa porque fez uma planificação errada do plantel do Benfica. Existe muita qualidade, mas mal distribuída. Witsel, Matic e Nolito jogam demasiado recuados em função das suas características e do futebol que sempre desenvolveram. Aimar recebe a bola demasiado à frente, Bruno César está completamente fora do seu habitat, Ruben Amorim já quase não sabe o que é. E tudo se agrava por Maxi, Javi e Aimar não terem substitutos naturais (no caso do argentino por culpa do treinador que desvia jogadores para as alas). E é por isso que o Benfica desta época, salvas raras excepções, parece dar sempre menos do que aquilo que promete.

O que me deixa tranquilo nisto tudo é que o Benfica, com algumas limitações auto-impostas, já passou obstáculos difíceis. E a verdade é que só pode melhorar.

5 jogadores uruguaios sub-17 e um sueco?


Espero

Espero que na próxima viagem nos lembremos que defrontamos o 4.º classificado da 1.ª Divisão.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Tantos comunicados...

E o Benfica ainda não fez um deste género...

"Os órgãos sociais do Sport Lisboa e Benfica estiveram reunidos e decidiram, por unanimidade, o corte de relações institucionais com a actual Direcção do Sporting Clube de Portugal.
Tal facto deve-se a inúmeros factores que decorreram antes, durante e depois do jogo de 26 de Novembro, no Estádio da Luz. Desde as declarações sobre as condições "pré-históricas" de segurança e do estádio, à rábula da caixa de segurança, chamando-lhe "jaula", até ao incêndio provocado pela claque legalizada do clube, onde os dirigentes não se revêem, mas apoiam, tudo serviu para denegrir a imagem do Sport Lisboa e Benfica e a sua organização de jogos.
Tal posição institucional não se coaduna com a história e o prestígio do Sporting Clube de Portugal, e por isso mesmo, a direcção do Sport Lisboa e Benfica não se revê neste tipo de comportamentos nas relações institucionais entre os dois clubes.
 Até nova direcção do Sporting ou até um pedido formal de desculpas pelo sucedido, a direcção do Sport Lisboa e Benfica fará todas as diligências legais a que lhe assiste nas relações existentes entre clubes, ao abrigo dos regulamentos de competições.

A Direcção do Sport Lisboa e Benfica"

Entretanto...

...e como esperado: voltou tudo para o buraco. Um abraço e até Abril!

A dialéctica de alvalade é verdadeiramente lógica.

Ó Barroso!

VAI PARA A PUTA QUE TE PARIU!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Ponto.

Por ora, sabemos isto: de acordo com a cartilha de virtudes dos viscondes, um ser humano que incendeia um estádio e que agride bombeiros é um ser humano superior.

Concordo. É um ser superiormente estúpido.

A desonestidade

O blog que realizou o brilhante photoshop que jaz aqui em baixo, é o mesmo que anunciou a "jaula acrílica".

No que diz respeito à seriedade, o dito blog está devidamente apresentado.

Sr. Presidente, chegou a hora!

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!




Agora, sem photoshop:

domingo, 27 de novembro de 2011

Corte de relações institucionais

O burlão decidiu sustentar as declarações do agressor da PJ. Todos os que foram ao estádio puderam ver que existiam cadeiras livres no topo do sector (não vá alguém acreditar que, com bilhetes e torniquetes electrónicos, tenham sido duplicados bilhetes...). Depois da campanha nojenta que montaram nas últimas semanas, não há, na minha opinião, ouro caminho a seguir.

Velho hábito

Mais um derby, mais um Benfica x Sporting, mais um chorrilho de choradeira e mais um resultado positivo.

Desde o início da semana que o Sporting tentou de tudo para que o derby fosse "quentinho". O Benfica ignorou. A comunicação social continuou a alimentar a ideia. E o Benfica a rejeitá-la. E fez bem.

As imagens de início de jogo em que mostravam a Direcção do Sporting, completamente à vontade nas bancadas da Luz (alô, Paulo Pereira Cristóvão??) indicava o que este conjunto de mentecaptos que lidera os clubes em Portugal estão dispostos.

Vamos ao jogo. Jesus continua a insistir em Emerson. Eu continuo a insistir onde é que o brasileiro é mais forte do que Capdevilla. Nos escassos dois jogos que o espanhol fez, mostrou mais do que Emerson em todos os sentidos e só mesmo uma birra estúpida fará com que o espanhol abandone a Luz e lance todo o tipo de lanças contra o treinador, aquando da sua saída. Fora isso, a equipa provável (onde a entrada de Jardel surpreendeu, mas se se pensar um pouco, foi importante para o jogo aéreo).
Não vou fazer muito mais considerações sobre o resto do jogo, porque se viu claramente que o Sporting esteve melhor, mas mesmo assim não foi o suficiente para ganhar ao Benfica outra vez.

Mais uma vitória do do costume. 

P.S. No final, os adeptos do Sporting quiseram dar um termo ainda mais eficaz a "quentinho" e decidiram incendiar algumas cadeiras na Luz. Convém que se fale que é uma claque legalizada e que mesmo assim, não tem mais direitos do que as outras. Espero que as câmaras de segurança da Luz, desta vez, sejam dadas ao Rui Santos, para o mesmo dissertar e identificar os mesmos da sua estirpe.

P.S.2. Há quem esteja satisfeito e há quem adore as declarações, mas o que João Gabriel foi fazer no final do jogo lembra-me episódios bem mais recentes e nada abonatórios a favor do Benfica. Falar no "fosso", nos "lugares que pagamos e não devolvemos" não é discurso de guerrilha para nós. Podíamos deixar os lagartos falar para o ar, como andaram durante a semana. Decidimos falar, porque ganhámos, mas mesmo ganhando, podemos e devemos ser grandes. Não desta forma...

sábado, 26 de novembro de 2011

É para ganhar?

Artur
Maxi, Miguel Vitor, Garay, Capdevilla
Javi Garcia
Ruben Amorim, Witsel, Gaitán
Aimar
Cardozo

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Derby é derby

Desde há alguns anos que acompanho o derby. Seja na Luz, seja no Lumiar. Acompanho o Benfica naquele que é o jogo que mexe com o país. Sempre, em que condição for, em que posição esteja qualquer uma das equipas, o derby de Lisboa é o derby do país, custe a quem custar.

No início desta semana, Luís Filipe Vieira pediu serenidade em semana de derby, tão importante para avaliar o grau de fair-play que poderia nortear o jogo de amanhã. A direcção do Sporting, encabeçada por um tal de Paulo Pereira Cristóvão, optou pela teoria da guerrilha, argumentando com a “jaula” ou caixa de segurança (os termos dependem de quem os utiliza) através de canais de comunicação, em vez de canais institucionais. E é uma pena.

Conheço muitos adeptos sportinguistas que partilham da visão da sua Direcção para esta semana. Clima de ódio, de guerrilha, de detestar o Benfica só por detestar, quando não conseguem ver que o principal inimigo está mais a norte e não ao lado. Amanhã, espera-se uma resposta à altura e no sítio indicado: no campo.

Mas o derby é feito destas pequenas coisas. De quem está contente o resto da semana, de quem está cabisbaixo. De quem se vai ficar a rir e de quem fica a chorar. Por mim, que já ri e já chorei, quer na Luz, quer no Lumiar, não passa de um jogo que tem a mesma importância de se jogar contra uma U.Leiria ou um Beira-Mar. Valem pelos 3 pontos. As discussões estéreis que se fazem a reboque ficam para quem as provoca.

Falando a sério, queria ver a mesma determinação, vontade e garra que vi em Manchester. É meio caminho andado para a vitória sobre uma equipa manifestamente mais fraca que o United.

Por isso,



CARREGA BENFICA!!!!

"Benfca! Benfica! Benfica!"

Gloriosa Emoção

Meus caros, quem ainda não leu (shame on you) aqui fica "O" post de leitura obrigatória: Manchester United 2 - 2 Benfica: Crónica de Uma Viagem a Old Trafford Com Passagem em Wembley.

Obrigado e um grande abraço, J.G.!

Já agora, também não esqueço as preliminares do WEST HAM (0)- MAN UTD (4), de 5 de Dezembro de 2009, aqui:

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Soltas a caminho do derby

Chego ao derby de espírito renovado. Depois de uma série de jogos preocupantes, onde ao mau futebol se parecia juntar um estranho alheamento da atitude competitiva, o Benfica parece ter acordado na pausa para os compromissos das selecções. Primeiro (e talvez por isso) as reservas que defrontaram o Galatasaray, depois na batalha da Taça de Portugal em polo aquático, por fim em Old Trafford. Concentração, solidariedade e humildade em doses generosas serviram para colmatar algumas falhas em capítulos mais técnicos (e este Benfica ainda vai falhando demasiados passes para a qualidade técnica dos seus executantes). Foi pena Luisão ter-se lesionado, mas Miguel Vítor (perante as lesões do mesmo Luisão e de David Luiz) já foi titular frente ao Sporting e a equipa venceu sem sofrer golos. Outro Sporting, é certo, mas não deixa de ser um sinal positivo.

Se o Benfica tem tudo para chegar ao derby com tranquilidade, sem nunca perder o respeito por uma equipa em bom momento, o Sporting, talvez estranhando a nova rotina, apresenta o habitual nervosismo das semanas precedentes ao derby. Não podendo falar de arbitragem, aproveita a nova estrutura de segurança da Luz, disparando em todas as direcções (até recorrendo a armamento obsoleto), numa espiral cujo ridículo só escapa à percepção fanática dos próprios adeptos do clube que joga num estádio onde o único sector delimitado por gradeamento é o... visitante. “Afronta”, “provocação”, retaliação”, as expressões que mais tenho lido e ouvido nestes últimos dias. Espero que o Benfica responda dentro do campo e lhes garantas um “ganda melão”.

João Capela é o árbitro. Não tenho opinião formada sobre este árbitro. Sei que chegou este ano a internacional e é a sua estreia num jogo entre candidatos ao título. Com Benfica e Sporting separados por apenas um ponto, este será seguramente o derby mais quente dos últimos anos. Espero que não, mas cheira-me que o rapaz vai sair queimado.

Maxi, como já sabemos, tem tudo acertado com o Benfica e só não renovou porque o nosso Presidente não negoceia com off-shores. Mas afinal, com ou sem off-shores, até podem chegar 5 jogadores representados por Paco Casal. Apenas San Martin não foi titular da selecção que chegou à final do Mundial na categoria sub-17 e Elbio Alvarez, pelo que então li em blogs que acompanharam a competição, é craque. Oxalá o confirme.

E por falar em renovações: depois da brilhante entrevista aqui destacada pelo Mister D, depois da demonstração de classe dada em Old Trafford (é fácil elogiar o brilhantismo técnico de um jogador e esquecer a qualidade do comportamento sem bola) e de entrega na Figueira (em mais um exemplo de que nunca se furta a lutar contra as adversidades), ainda há dúvidas sobre Aimar? Pelo que vale como jogador (e o Benfica é sempre diferente sem o argentino em campo), pelo que vale como Homem, Aimar tem que ser do Benfica durante muito mais tempo. Como jogador num futuro mais próximo, numa qualquer outra função a médio prazo. Aimar tem muito a dar ao Benfica.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Taça da Liga

É para ganhar, sejam os adversários o Marítimo, o V.Guimarães, o Santa Clara e o Pai Natal!

O Benfica é isto: GANHAR!

Acabadinha de chegar ao mail




Os devidos agradecimentos ao Sir Pathé.
"Mostra a tua raça, o querer e ambição,
Oh, Sport Lisboa e Benfica, o Campeão!"

E os Rapazes Sem Nome gritaram e gritaram bem alto pelo clube de todos nós. Todo o jogo!

Raça,
Que foi tão bem mostrada em pleno Manchester, no Teatro dos Sonhos e que é destes pequenos momentos que é feita a História do Nosso Clube.

Querer,
Querer acabar o jogo sem perder. Continuamos a ser uma equipa invencível esta época. Quisemos ir para cima do resultado e do Unáite (Será que jogou com a equipa B desta vez para se preparar para o próximo jogo da Premier League?) e conseguimos. É este o espírito.

Ambição,
De querer mais. Agora nos oitavos, o objectivo são os quartos and so on, and so on. É com este tipo de objectivos que temos de pensar. Não pensar mais do que o que queremos e podemos. Jogo a jogo. Passo a passo. Depois do Manchester, o Sporting. E depois o Marítimo duas vezes.

Obrigado pelo jogo, rapazes. Os do campo e os que não têm nome. O Benfica é feito por vós!

Parabéns rapazes!




Benfica's fans were in fine voice at Old Trafford!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

E como não são só coisas más...

Bom anúncio no Facebook do Benfica:

Vamos a eles!

Chegado o fim de Novembro, chegou a hora das decisões.
Amanhã e sábado, todo o apoio aos nossos rapazes poderá não chegar. Assim, e como eles, teremos que nos reinventar!

Carrega Benfica!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

O Amor dá-me Tesão

É o título de um dos álbuns do grande Manuel Cruz, ex-vocalista dos Ornatos Violeta e fez-me lembrar a recente tesão que pulula pela imprensa, a mando de quem nós sabemos bem.

Não vou falar sequer da conteção orçamental que vai ser feita agora no clube, mas sim na moda do momento: os jovens.

E os jovens mostraram-se no jogo contra o Galatasaray e já é a tesão para toda a gente. Os Rodrigos, os Nélsons, os Martins, os Simões, etc, etc.

Quem frequenta este blog, sabe bem a ideia do escriba sobre o papel da formação no clube e o potencial dos jogadores da formação e a sua implementação na equipa principal. Não é de agora que peço Nelson Oliveira na equipa principal, David Simão e Miguel Rosa, para além do miúdo Ruben Pinto estar a fazer o seu primeiro ano de sénior junto dos mais velhos. Acredito que o miúdo aprende mais com Aimar nestes tempos do que jogando num Belenenses ou afins. E acredito que o seu potencial o fará uma das referências futuras do Benfica, assim o queiram.

Agora, sustentar esta nova moda tira-nos da evidência, como é óbvio. O dinheiro que se gastou e ainda se gasta com os Menezes e Bastos desta vida, os Élvis e Balboas e todo o manancial de jogadores que apareceram ao pontapé nestes últimos anos que colidiam directamente com a formação do clube é de uma incoerência e falta de estratégia cega que mina o investimento que foi feito no Seixal com um determinado propósito.

Como sempre, hão-de vir os arautos da graça a dizerem que está tudo bem e que o clube esteve mal e que houve recuperação e tal e tal. Podem pesquisar no arquivo o número de vezes que se falou aqui da formação portuguesa do Benfica e bem. O potencial está lá. Os jogadores estão lá. Não jogarão mais vezes por uma qualquer outra razão.

Se querem adoptar as modas da altura, estejam à vontade. Dispenso é que me atirem com areia para os olhos.

Uma lição.

"Espero poder corresponder a tanto carinho. Hoje o mister falava no balneário que os meus companheiros tinham que vir e que era bom para mim que eles viessem mas eles homenageiam-me todos os dias na forma como me tratam e como me respeitam, tanto o corpo técnico como todos no clube. Todos no Benfica sempre me trataram bem e espero poder corresponder e merecer metade do carinho que sempre me deram"







segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Serviço Público de Benfiquismo





Eusébio

A entrevista que Eusébio deu ao Expresso, é daquelas coisas que nos enche a alma.

Pablo Aimar

"Todos temos ego, embora o possamos tentar negar. Por isso, quando vi uma pessoa tão importante no mundo do futebol, como Rui Costa, vir de Lisboa a Saragoça para falar comigo e me tentar contratar, o meu ego ficou inchadíssimo. Só quis retribuir-lhe a confiança que estava a depositar em mim".


"Gostaria de ter a lucidez ou a inteligência para ser eu a deixar o futebol e não permitir que seja o futebol a deixar-me a mim".

Quem lê a entrevista do nosso Pablo, fica com a certeza de que já não se fazem jogadores assim!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O Respeito (ou a falta dele)

O Benfica empatou em Braga, num jogo que teve 3 interrupções até ao epíteto final que se conhece. Por mim, à segunda interrupção, e tendo em conta os "truques" de Jesus e as " coisas estranhas" de Artur, a equipa técnica do Benfica, bem como o seu delegado ao jogo, deveria virar as costas à pedreira, e mesmo sem água quente, vir-se embora. 

Tal facto já deveria ter acontecido o ano passado, no mesmo local, onde choveram bolas de golfe, ou um pouquinho mais abaixo, quando a viatura do Benfica saíu de um estádio junto à ponte do Freixo com os vidros partidos. E a isso tudo, o Benfica nada fez. Perdeu o (pouco) respeito que havia desta gentalha que destila ódio a tudo o que envolva o nosso clube. 

No dia seguinte a Braga, ninguém se deu ao trabalho de saber de onde tinha vindo a informação ou as declarações de Alan. Ninguém se deu ao trabalho de saber em que corcunstâncias Alan fez as declarações. Se foi a RR que lhe ligou, se foi ele que ligou ao Pedro Azevedo da RR, se foi o Director de Comunicação do Sp. Braga que ligou a alguém para colocar Alan a debitar as palavras que proferiu. 

De segunda-feira até hoje, foi um manancial de distates, opiniões, contra-opiniões e o simples facto de um discurso de circunstância na Gala da Confederação do Desporto, frisando que a Direcção do Benfica não expunha o caso mais vez nenhuma publicamente. 

Hoje, a SIC lembrou-se que poderia ainda mais chafurdar no lodo, e como tem de se alimentar à custa do clube mais representativo de Portugal, optou por utilizar umas imagens durante o jogo de domingo, para tentar distrair o óbvio e escolher uma posição. 

Como consequência, o Benfica rapidamente se manifestou através dos canais próprios, mas não chega. O Benfica tem de se fazer valer do seu estatuto e da sua História para se dar ao respeito, e estas faltas de respeito constantes, com a conivência da Direcção do Clube fazem confusão a quem já viu um clube grande ser respeitado, e fazer-se respeitado. 

Este tipo de conivências pessoais em deterimento das conivências institucionais chegam a este ponto de gozação pública que vamos vendo diariamente. 

É tempo de dizer basta! E é tempo de nos darmos ao respeito! 

Quanto ao resto, e como diz o meu amigo inespugnabe, é conversa para boi dormir.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

1995

As imagens da estação de carnaxide, tão bem retratadas pelo insepugnabile, fazem-me regressar a 1995 e a Claudio Cannigia!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Os viscondes são diferentes (até do Alan).

Num dos blogs dedicados ao futebol amador que costumo acompanhar, encontrei esta pérola:

"O J.Pereira tropeça num emaranhado de pernas dos cepos do Cajuda, que ao que tudo indica optaram por se deitar depois de tentarem agredir o próprio J.Pereira e desatam as alusões aos sumarisimos, numa altura em que nem sequer existe essa possibilidade?!".

Sr. Presidente,...

...falou e falou bem.

domingo, 6 de novembro de 2011

Ai a intensidade, a intensidade

Este Benfica deixou de entusiasmar, definitivamente. Como colectivo que tem de ser, não o é, e se alguma figura que faça parte desse colectivo seja preponderante e não joga, nota-se a léguas.

Quando ontem, Jesus, no meio da sua soberba, veio dizer que quem fala na intensidade de jogo do Benfica não entende nada, fiquei mais descansado com o rumo que a equipa iria ter na Pedreira, no dia de hoje. Receio, medo de atacar e uma estratégia típica de um Felgueiras ou de um E.Amadora, que em nada se comparam ao que foi este Benfica de há dois anos atrás.

Os mais optimistas dirão que fomos a Braga e ao Porto e saímos de lá incólumes. É verdade. Saímos de lá com dois empates, que se apertássemos um bocadinho mais, mas mesmo um bocadinho, tínhamos saído de lá com duas vitórias.

E esta questão da intensidade mostra muita coisa. Jesus disse, na mesma Conferência de Imprensa, que nenhuma equipa do Benfica com ele jogará com intensidade alta durante os 90 minutos de jogo, porque o tipo de jogo do Benfica que o mesmo Jesus adopta rebenta com qualquer equipa do Benfica. O método de jogo do actual Benfica mostra a incoerência e teimosia táctica em que Jesus se meteu. Quis apostar no 4-3-3 porque viu que efectivamente é o melhor sistema táctico para este Benfica, mas engana-se nas funções que cada jogador deve ter em campo. O melhor exemplo de hoje é a colocação de Ruben Amorim num lugar onde nunca teve essa rotação. 

Para além disso, o Benfica em 4-3-3 modo Jesus mostra que linhas compactas não é da sua preocupação. Interessa-se mais pelos pormenores tácticos em bolas paradas do que em bolas corridas e isso vê-se. Defrontou um Sp.Braga que com dois jogadores diferentes daqueles que jogaram na quinta num terreno chuvoso e durante 90 minutos e mesmo assim, as oportunidades criadas foram escassas.

Enquanto nos formos preocupando com o acessório (como NÃO termos perdido no Dragão e em Braga), ou por estarmos em primeiro e não termos nada perdido, convém que se olhe para o principal, como por exemplo, Jesus não apostar em mais ninguém para o lugar de Aimar sem ser Witsel. Ou como no início de Novembro, metade da equipa do Benfica estar de rastos. Ou ainda, a teimosia em não apostar em jogadores mais experientes, que podem trazer alguma dose de tranquilidade à própria equipa em determinados momentos do jogo.

Para o fim, deixo o melhor. Imaginemos que a mão de Emerson é transformada na mão de Paulo Vinícius e que em vez de ser Alan a cruzar, é Ruben Amorim. Os adeptos benfiquistas considerariam penalty?

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Lembrete nº 17369

Uma das referências dos últimos anos do Benfica já renovou contrato?

A pedreira

Domingo, o Benfica tem um dos jogos mais importantes do campeonato. Como é óbvio, todos eles são importantes, mas há uns com um cariz diferente que mostram bem se o clube está na direcção certa e se terá o estofo indicado para em Maio fazer do Marquês de Pombal um local de festa.

E é importante o jogo na Pedreira pelo simples facto de no Domingo já se saber o resultado do jogo do FC Porto em Olhão. (Melhor, já se sabe qual é o resultado, mas às 20h00 de Sábado, o resultado é oficial).

E estará nessa capacidade do Benfica saber reagir à pressão muito do nosso campeonato: objectivo nº1 da época! Objectivo nº1 de qualquer época no Benfica!

A capacidade do Benfica reagir a um ambiente hostil patrocinado pelo Papa e que tem no seu sacristão favorito, um dos seus melhores discípulos. A capacidade do Benfica saber reagir em manter-se igual ao FC Porto no topo da classificação, passando a pressão para o sr.adjunto Vitor Pereira. A capacidade do Benfica saber reagir às exibições menos conseguidas nos últimos tempos e que têm deixado alguma apreensão em corações mais vulneráveis à real capacidade deste plantel encarnado.

Os desafios são vários, desde o físico ao mental, mas também ao técnico e táctico que Jesus quererá implementar na pedreira. Queira ele abdicar de metade do protagonismo que tem tido e terá meio caminho andado para continuar na conquista da Glória.

Viva o Benfica!

Do que é que estão à espera para renovar?

«Não seria correcto da minha parte falar com outros clubes ou comprometer-me quando tenho contrato até Julho. De resto, ninguém falou comigo», diz El Mago em declarações à rádio Cadena 3, frisando: «Tanto eu como a minha família sentimo-nos bem na cidade. Tratam-me muito bem, tenho muito que agradecer a este clube e aos adeptos».

Quando a gravata aperta (ou um momento ontológico sublime)


Não é para frente, jovem...é para cima...

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Expectável

Só não tinha data anunciada. Há vários jogos que o Benfica andava a brincar com o fogo. Mais tarde ou mais cedo ir-se-ia queimar.

Alguns irão continuar a falar dos erros de arbitragem nos últimos dois jogos, mas quem joga desta maneira põe-se a jeito. Quem joga assim sujeita-se aos erros de arbitragem e sujeita-se à sorte de uma carambola ou de um ressalto. Uma derrota pode chegar da mesma forma que chegou a vitória de Aveiro.

Está na hora de acordar.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

8 Anos

E como Presidente, conquistou o seguinte:
FUTEBOL
2 Ligas
1 Taça Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira
3 Taças da Liga

BASQUETEBOL
2 Ligas
1 Taça da Liga / Hugo Santos
2 Supertaças
1 Supertaça Portugal / Angola

ANDEBOL
1 Liga
1 Taça de Portugal
2 Taças da Liga
1 Supertaça

HÓQUEI EM PATINS
1 Taça de Portugal
1 Supertaça
1 Taça CERS

VOLEIBOL
1 Campeonato
4 Taças de Portugal
1 Supertaça

FUTSAL
4 Campeonatos
3 Taças de Portugal
4 Supertaças
1 UEFA Cup

Escolhi estas 6 modalidades, porque são as mais representativas. Digam de vossa justiça, ou seja, se um Presidente se avalia só pelos títulos ou por algo mais...

domingo, 30 de outubro de 2011

Os jogos não têm 90 minutos?

Pelo menos parece que sim, ou se Maxi Pereira não tivesse tentado fintar um jogador ainda no seu meio-campo defensivo e depois Luisão não tivesse cortado o lance para canto no último minuto de jogo, e hoje estaríamos a discutir o golo anulado a Cardozo.

O futebol tem disto, mas tem muito mais. E o muito mais é que os jogos não têm só 15 minutos de altíssima intensidade, onde o Olhanense poderia ter levado mais do que 2 golos. O jogo tem 90 minutos e esses 90 minutos têm de ser geridos com astúcia e tranquilidade. Coisa que deixou de acontecer, quando aos 48 minutos, três jogadores do Benfica (3!!!!) deixaram João Gonçalves cruzar uma bola para a grande área onde apareceu Wilson a fazer o 2-1. E aí, já com Aimar a tomar banho e sem ninguém que conseguisse pensar num esquema 4-2-4 suicida que Jesus teima em apostar aqui no burgo, até ao dia...

E depois vem o caso. O golo anulado a Cardozo. Como escreve e bem (muito bem mesmo) o Ricardo, os critérios têm sido diferentes, mas não é o que se espera já desta corja que continuamos a apoiar institucionalmente? O problema até nem está na forma como é apresentada a linha (a famigerada linha) televisiva que induz sempre em erro. O problema é que em caso de dúvida, é melhor anular se a equipa é de Lisboa.

Tal facto não invalida a exibição menos conseguida da equipa durante o jogo todo. 15 minutos não chegam para convencer. E volto a frisar um ponto já aqui referido há vários posts atrás: HUMILDADE! É dessa fibra que se fazem os campeões e não com frases do género "Já nem me lembro da última vez que perdi!". Eu lembro-me e não foi nada agradável. Curiosamente, foi no mesmo sítio onde o Benfica vai voltar no próximo fim-de-semana e foi num jogo em que estava em causa uma presença numa final europeia. Só...


Viva o Benfica!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Preocupados?

Isto das eleições na FPF tem alimentado a blogosfera benfiquista de uma forma intensa.

Aliás, era de prever, já que o apoio de Vieira ao amigo Fernando Gomes mostra muito do Benfica actual.

O Benfica actual, ao contrário do que se possa pensar, é conivente com o sistema em vigor. Só assim se compreende que continuemos com as transmissões na Sport TV. Só assim se compreende que (e ainda bem que está a acabar) o contrato com a Sportinveste para manutenção do site do clube (a mesma empresa que gere o do FCP). Só assim se compreende que em 10 anos, só tenhamos ganho 2 campeonatos. E só assim se compreende que, quanto mais o poder estiver perto, este Benfica (e a sua direcção) gosta.
[quem quiser mais desenvolvimentos deste caso, mande mail]

Por isso, qual o espanto de ver fulano ou sicrano em determinada lista? Não fomos nós que apoiámos Fernando Gomes para a Liga, com os resultados que conhecemos? Não fomos nós que fomos vilipendiados e continuámos a concordar com muitas coisas que se passam no campeonato? Então, não percebo os dilemas e as dúvidas existenciais...

A solução para o Benfica sair deste quadro de miséria é ser melhor que os outros. Como foi em 2009/2010. E depois, manter o ritmo e não fazer precisamente o contrário. Se o Benfica estiver forte, nada o parará, mas parece que há sempre alguém que não o deseja... Porquê?

O novo Coentrão

A malta do Record continua a tomar uns alucinogéneos daqueles valentes.
Como não sabem onde embirrar, agora tornam o miúdo Luís Martins no novo Coentrão.

Malta do Record, não existem dois jogadores iguais. Ou seja, nem Messi é o "novo Maradona", nem o Luís Martins é o "novo Coentrão".

Jogadores diferentes, nomes diferentes.. É como o outro: "Futebol, pé! Basquetebol...andebol, mão!"

Piada estúpida e fácil

Já que não ficamos com o Pablito, vamos ficar com o Patito???

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Lembrete (III)

O Benfica teve mais um fim-de-semana em cheio. Vitória em quase todas as modalidades seniores!
Post alterado graças aos nossos leitores...

Lembrete (II)

Quando hoje se fala na renovação de Cardozo e na mesma semana em que se renovou com Gaitán, para ele não sair em Janeiro, para quando a renovação de Pablo Aimar?

Lembrete (I)

Uma das "referências" do actual Benfica já renovou contrato?
Ou o Paco Casal anda há três dias em Lisboa só a passear?

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

(Apesar da) Memória curta...

O ano passado, caiu o Carmo e a Trindade porque o Glorioso, para um jogo da Taça da Liga, teria "acordado" com o Cotonete a disponibilização de 30% da lotação do WC...no fim, se bem se recordam, ficámos pelos 10% (mais coisa, menos coisa).

Este ano, com a cabeça fora das pedras, os viscondes vêm pedir 10.000 bilhetes (qualquer coisa como 15% da lotação da Catedral.

A resposta, para alguns, é óbvia. Para mim, também: emitam-se e enviem-se os 10.000 bilhetes.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Taça

Temos Naval (fora).

"Há coisas mais importantes!"

Como por exemplo, contratar Daniel Wass e emprestá-lo ao Evian...

Ou apoiar inequivocamente Fernando Gomes para a Liga de Clubes e para a Federação Portuguesa de Futebol...

Ou dizer que Joaquim Oliveira é amigo do clube e foi amigo durante vários anos...

Certamente, haverá coisas mais importantes, como inaugurar Casas do Benfica em catadupa para assegurar uns quantos votos para o próximo ano..

Não há paciência para este senhor...

Witsel,...

...Cardozo e Artur.

ENORMES!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Porquê?

Tenho um amigo meu que não é sócio do Benfica e quer ir a Manchester ver o seu clube de sempre. Acontece que nas bilheteiras da Luz, os bilhetes já estão à venda, mas a venda só é reservada a portadores de cartão de sócio.
Acho extraordinário como é que o Benfica decide que só vai a Manchester quem for sócio e não simpatizante. Deve ser a única explicação possível para isso.
Qual é o critério que a Direcção do Benfica (ou a quem está associado a questões de bilhética) para comunicar que só os sócios do Benfica (supostamente) poderão levantar os bilhetes para ir ver a equipa a Inglaterra?
Será para combater a candonga? Não me parece! Será para controlar quem são os sócios que vão a Manchester? Também não me parece. 
Existem formas tão fáceis de fazer as coisas, mas pelos vistos, nós gostamos mesmo é de complicar. Assim, emprestei o meu cartão de sócio ao meu amigo e ele vai comprar o bilhete na mesma. Se tudo isto tem lógica, gostava que alguém me explicasse...

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Líderes

Humildade, talento e sacrifício conduziram esta noite o Benfica à liderança do grupo. Pena os instantes finais. Se a inocência de Emerson não surpreende, a falta de controlo de Jesus aborrece-me um pouco. A qualificação para a segunda fase está apenas a 90 minutos, num jogo em que JJ será avaliado quanto ao acerto na escolha do elenco para esta competição.

GANHAR!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Ecletismo

O Sport Lisboa e Benfica pode-se orgulhar de ser um clube verdadeiramente eclético, ao contrário de outros, que apregoam o atletismo como se fosse o único desporto "alternativo" ao futebol.
Este fim-de-semana, não houve segundos lugares para contar, estafetas para dirimir ou qualificações para exaltar. Houve resultados. E os resultados são claros:

Futsal
Benfica 2-1 Belenenses

Andebol
Benfica 41-27 ISMAI

Basquetebol
Barreirense 62-83 Benfica

Voleibol
Benfica 3-0 Voleibol

Futebol Sénior
Portimonense 0-2 Benfica

Rugby
Técnico 14-45 Benfica

Ténis de Mesa
ACM 1-4 Benfica

Como se vê, os resultados são estes. E são optimistas. O segredo é continuar na mesma senda.

Viva o Sport Lisboa e Benfica!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Semanada

- Ruben Amorim anda com azar. Para além de ter dito que Paulo Bento o compreendia de forma diferente do que Jorge Jesus e de ter jogado menos na Selecção do que tem jogado no Benfica, agora aparece lesionado, precisamente no jogo que deveria ser titular. É do caneco...

- Por falar em caneco, muitos querem que o Benfica ganhe em Portimão. Eu também, por vários motivos: Porque se ganharmos a Taça, será a 25ª. Porque o Jamor tem mística. E porque a Festa da Taça é do Povo e o Povo é do Benfica...

- Por falar em Povo, é normal que todos falem sobre o Benfica, inclusivé os jornais do grupo Cofina. Depois de terem andado a atirar areia para o ar a entreter a Comunicação Social com o caso do túnel, hoje pretendem bater no Benfica, com a história do Eduardo. Já deixaram de bater nos senhores do Lumiar, por alguma razão especial....

- Razão essa que poderá ter a ver com Pedro Sousa, da Renascença ter tomado conta da comunicação do clube, nomeadamente na relação dos media com o plantel de futebol.

- A semana serviu também para nos esquecermos do apoio do Benfica a Fernando Gomes pela segunda vez. Passou para o Sporting o ónus do apoio, se bem que sem os efeitos desejados. Afinal, sabemos como as coisas funcionam...

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Coisas que gostaria de ver em Portimão

. Rodrigo ou Nélson Oliveira no lugar de ponta de lança
. Miguel Vitor ao lado de um dos centrais titulares
. Bruno César na posição 10
. uma oportunidade para David Simão no meio-campo, nem que fosse a última meia-hora do encontro

O tema FPF merece uma AG do SLB? - II

A propósito deste post, dois esclarecimentos:

Quando me interroguei sobre a necessidade da convocação de uma Assembleia Geral a propósito do tema eleições-FPF, não me referia à necessidade da Direcção do Sport Lisboa e Benfica referendar a sua posição. Esta está obviamente mandatada pelos sócios que ocorreram ao acto eleitoral. No entanto, enquanto associados do Sport Lisboa e Benfica, todos temos o direito e a possibilidade, assim recolhamos as assinaturas necessárias, de pedir a convocação de uma AG. Essa é a minha questão: se a grande maioria dos adeptos Benfiquistas se vai manifestando contra o apoio de Vieira ao Nandinho das Facturas, se acha que tal decisão irá prejudicar o Clube, faria sentido convocar a tal reunião magna para pedir esclarecimentos à Direcção?

Quase me arrependo de ter inserido um post scriptum, visto ter desviado o assunto do essencial. (apenas o MS e o Constantino se concentraram no essencial) Sobre as reacções ao tal P.S. queria apenas dizer que também eu considero Manuel Damásio o pior Presidente da História do Sport Lisboa e Benfica, apenas porque não tenho qualificações para o Vale Tudo. (e para que conste, também eu me deixei levar em parte do seu mandato) Ou se calhar tenho. É que há uma diferença entre um incompetente e um ladrão. E aqui está mais um ex-profissional do Benfica a juntar-se ao grupo dos "injustos" e dos "mentirosos": "Passei uma tarde de briga na sala dele com a minha mulher e Baidek. Foi forte. Lembro-me de entrar e toda a gente estar a fumar charuto. Ficámos lá umas cinco a seis horas até ele colocar o dinheiro na minha conta e eu assinar a rescisão. Ele queria que eu lhe deixasse, de presente, 250 mil [230 mil euros ao câmbio da altura] dos 500 mil dólares que tinha de me pagar. Dizia que era um favor que eu fazia ao Benfica."

iPodre

De tantas e sentidas palavras prestadas em sentida homenagem a Steve Jobs e o seu espírito inventivo, dei por mim num emaranhado de pensamentos:


- sempre gostei muito de ... jobs (principalmente se forem bem feitinhos);


- há personalidades em Portugal cuja visão de futuro e criatividade não fica atrás;



E daqui é mister concluir que o comum dos mortais radica a sua atenção em José Eduardo Bettencourt.


É que também ele apresentava os seus projectos de forma "one man show" bem original ou, então, acompanhado de uma "partner" (vulgo, Dias Ferreira) ou tocando suas maracas.


Mas melhor, muito melhor, foi a invenção revolucionária da deterioração da maçã.


Assim nasceu o iPodre...

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Contos de Fadas

Tudo estava pronto para o final feliz. Foi o papa na comitiva, foi o delfim do papa a dizer que assinava por baixo num cenário de vitória, foi o próprio papa a arriscar um vacticínio de 2-1 para Portugal...uma família feliz.

Acompanhando o futuro treinador dos porcos, escudando-o e defendo-o da estupidez de não utilizar o melhor central português(em bom rigor, nei sei se poderia), SS tenta acertar uma e este ano ainda não deu uma para a caixa.

No meio desta FPF portista, desta orgia de alinhamentos e compadrios, surge uma equipa de vermelho e branco que, com seriedade, humildade e vontade de vencer atingiu ela o seu final feliz.

Afinal, estamos na terra de Hans Christian Andersen, onde os contos de fadas são verdade(Euro 92).

Por cá, quanto muito serão contos de fodas...e mal dadas! Parabéns ao Bento, ao Papa e a toda a sacristia. São os maiores!

PINTOlhices

Não dando demasiada importância ao assunto - estando, aliás, seguro da sua inexistência -, aproveito, apenas, para informar Sua Santidade de que o procedimento criminal, no caso do Felipão, depende(ia) da apresentação de queixa, a qual, pelos vistos, não terá sido apresentada. No mais, é absolutamente irrelevante que a agressão tenha sido pública ou não.




Faço, no entanto, notar que, mais uma vez, os do freixo não negam as (múltiplas) agressões, nem a identidade dos cinco agressores.




Dito isto, e passando a coisas sérias, estou com o inespugnabile: esta pausa é uma seca...

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Carlos Lisboa

La Gloriosa

Até fiquei arrepiado, caralho!


"Panchito Velázquez tem 36 anos, a sua carreira como jogador já pertence ao passado, agora é produtor de vinho, mas as memórias da sua passagem por Portugal e pelo Benfica estão bem vivas.
O argentino assume que os melhores anos da sua vida foram passados na Luz e que o seu maior desejo era ter aí terminado a sua carreira.
«No Benfica vestia a camisola e arrepiava-me, sentia pele de galinha. O apoio que tínhamos era impressionante. Acabavam os jogos e ficava uma hora a dar autógrafos e a tirar fotos. Fazia-o com toda a alegria. Gostava de ter terminado a carreira aí», disse o jogador, em entrevista ao jornal “Record”.
Essa realidade levou-o a aprender a gostar do clube, mais do que qualquer outro por onde passou: «Foi o único clube onde joguei e que fiquei adepto. No Benfica podiam deixar de pagar durante muito tempo que eu jogava à mesma».
A sua vida agora é feita em San Juan na Argentina e está dedicado à agricultura. Mas mesmo numa actividade bem diferente do hóquei em patins, o Benfica marca presença.
No pensamento do jogador está a mudança do nome da sua quinta de “Las Marys” para “La Gloriosa”
.


Repito:


"No pensamento do jogador está a mudança do nome da sua quinta de «Las Marys» para «La Gloriosa»".

Só precisámos de 12 minutos



sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O tema FPF merece uma AG do SLB?

O apoio de Luís Filipe Vieira a Fernando Gomes tem sido amplamente criticado na blogosfera Benfiquista. Ainda assim, o comentário do inespugnabile é pertinente, daí perguntar-me se não se justificaria a realização de uma Assembleia Geral Extraordinária. Está em causa o futuro do futebol português e o futuro do Sport Lisboa e Benfica.

ps- Entre as críticas a Vieira regressaram os saudosistas do Vale Tudo. Que ainda hoje subsistam apoiantes do aldrabão é algo que não só me surpreende, como me perturba...

Caro Presidente,

o senhor Luis Filipe Vieira está a mais.

Cumprimentos,
ND

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Sobre a última semana Benfiquista

1- Saviola voltou!! Sou, tal como o Mister D, um fã de Aimar e Saviola desde que despontaram ao serviço do River Plate. Como ele, exultei com a chegada de ambos (mais com a contratação do Payaso, confesso). A única coisa que nos separava neste início de época era a confiança no jogador. Enquanto o Mister D continuava a acreditar na utilidade do argentino, eu, depois do que vi na época passada (onde, apesar de um início com muitos golos, se foi revelando um jogador trapalhão e descrente, sem explosão e capacidade de decisão, errando passes em catadupa, muito longe do que mostrara na época anterior) e na eminência do fim do contrato, com Rodrigo e Nelson à espreita, comecei a pensar que poderia chegar a hora de encostar o número 30. Aquela segunda parte no Dragão quase alterou a minha opinião, mas o jogo da Roménia reforçou a minha descrença. Em boa hora terá despertado El Conejo com o jogo brilhante de sábado. O Saviola de sábado é, sem sombra de dúvida, um titular absoluto do Benfica.

2- Odeio isto a que alguns chamam "semana das selecções". Ficamos 15 dias impedidos de ver o Benfica nos relvados e ainda temos que ser confrontados com a falta de inteligência dos seus profissionais. É certo que os Media empolam declarações, por vezes distorcem-nas, mas a verdade é que os nossos atletas insistem em pôr-se a jeito.

3- "Os Benfiquistas são quem pior faz ao Benfica" Uma frase habitual entre Benfiquistas, sempre que a discussão conduz a posições antagónicas sobre o Clube. Normalmente proferidas pelos defensores do pensamento único, pelos que não sabem identificar uma crítica construtiva, e que ontem foram, mais uma vez, traídos pelo seu Grande Líder. Hoje, de uma forma excepcional, vou concordar com a frase. Há Benfiquistas que por vezes fazem mal ao Benfica. O Presidente do Sport Lisboa e Benfica, com a posição assumida no caso das eleições federativas, está a fazer mal ao Clube. E está contra a esmagadora maioria dos sócios do Sport Lisboa e Benfica.

4- Ontem apanhei uma repetição do Trio d'Ataque no preciso momento em que foi anunciada a saída de António Pedro Vasconcelos. Estive, quando ainda seguia o programa, muitas vezes em desacordo com ele, mas sempre apreciei a sua convicção na defesa do Benfica. Respeito-o por isso e por ser alguém que defende uma série de valores Benfiquistas que se vão perdendo nesta luta constante com o Papa andrade e seus acólitos. Ontem, pelos motivos anunciados, a sua oposição à privatização da RTP, passei a respeitá-lo ainda mais. Podia ficar agarrado ao tacho e a receber uns euros valentes, mas, mais uma vez, seguiu as suas convicções pessoais. Vou continuar a desprezar os seus filmes (não gosto da obra), mas continuarei a respeitar o seu grande Benfiquismo.

5- O Benfica conquistou a Supertaça de Voleibol sem ceder um único set ao adversário. Um bom resultado, a demonstrar que a equipa não esqueceu a derrota no campeonato transacto e soube aprender com os seus erros.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Agosto de 2010

Estava no Estreito de Câmara de Lobos, na Madeira com o inespugnabile, após a derrota do Benfica na Madeira, frente ao Nacional, a contar para a 2ª jornada do campeonato passado. E transmiti-lhe, após a nossa incrível pré-época de 2010/2011 e o desastre que se adivinhava, o que me tinham dito. Nesse Verão, pessoas da SAD do FC Porto, usando as suas fontes privilegiadas, tinham dito a essas mesmas fontes o que me disseram:"Nos próximos quatro anos, não cheiras nada!".

O que eram estes quatro anos? O mandato que Fernando Gomes iria ter na Liga de Clubes. O primeiro ano foi o expoente máximo desse aviso. Este ano, caminharia indubitavelmente no mesmo sentido, porque andam a querer fazer tudo para isso.

Nos entretantos, e com o novo Regime Jurídico das Federações, o Conselho de Justiça e de Arbitragem passam para a Federação e com isso, Fernando Gomes candidata-se, atirando ao chão toda a teoria de que se teria chateado com Sua Santidade, o Papa.

E o que faz o Benfica? Atira para o lixo todo o histórico entre este tipo de personagens que pululam no futebol português e que prejudicaram o clube sobre vários aspectos, apoiando esta aventesma para cargos de altíssima responsabilidade no mesmo futebol, onde o clube saíu sempre mal.

Hoje, Luís Filipe Vieira reforça o que não havia para reforçar: "Benfica apoia inequivocamente a candidatura de Fernando Gomes". Ou seja, repete o mesmo erro que repetiu na Liga, quando o apoiou e quando bastava abster-se. Sabemos quem anda a aconselhar Luís Filipe Vieira nestas decisões. Sabemos também a cor de quem o aconselha. Sabemos que resultados vão sair deste apoio.

Depois, não digam que não avisámos...

A pergunta que se faz é:

Porque é que o Benfica não faz um comunicado sobre isto? É que ganhámos desta vez, ao contrário de outras. Ou só funcionamos por reacção?

Omenagem

(sim, é mesmo sem "h". É que as Homenagens, eu deixo-as para os Homens.)

O canal do oliveirinha anda a exibir um programa sobre o Zé do Boné. Aqui fica a minha omenagem:






segunda-feira, 3 de outubro de 2011

El Conejo

Muito se tem falado e discutido o verdadeiro papel de Javier Saviola no plantel do Benfica. Eu creio que não há discussão possível sobre o que quer que seja acerca do papel de "El Conejo" em Portugal e no Benfica.

Javier Saviola é o exemplo prático de que não há nenhuma equipa em Portugal com o estatuto e a história do Benfica que consiga convencer um jogador de classe mundial a actuar no nosso país. Foi assim com Mozer, Ricardo Gomes, Valdo, Claudio Caniggia, Karel Poborsky, Simão Sabrosa (na altura, no Barcelona), Pablo Aimar, Pierre Van Hooijdonk e outros.

Quando Javier Saviola chegou ao Benfica, eu não acreditei que fosse possível o meu clube do coração ter adquirido um jogador como ele e que eu admirava desde os tempos do River Plate, juntamente com Aimar. E quando veio "El Mago", aí então era a personificação perfeita do que é ver futebol de altíssimo nível no Estádio da Luz. Foi a isso que eu fui habituado, a esse nível de qualidade, tantas e tantas vezes incompreendidas pelo Terceiro Anel, expert em queimar jogadores.

Javier Saviola não tem jogado muito este ano, em virtude dos esquemas tácticos adoptados por Jesus, onde pretende ter maior solidez defensiva. Mas, mesmo assim, é sempre a primeira opção ou para substituir Cardozo ou para jogar ao lado dele e isso diz muito da sua qualidade.

Não se pode colocar sequer o papel de Saviola no Benfica. Nem para o que representa (a nível mundial) como pessoa e como jogador. Não se pode pôr em causa uma possível transferência só porque joga pouco e ganha muito. Não se pode desbaratar um jogador assim.

Se dúvidas houvesse (que já estavam a acontecer), "El Conejo" dissipou-as, uma vez mais. Dois golos, uma assistência e uma exibição de encher o olho. Mas o principal problema é sempre o mesmo: ou marca golos ou não presta. Isso é reduzir o futebol a uma essência que nem merece discussão. Saviola é isto e muito mais. O seu posicionamento, a sua tomada de decisão, quer ao nível do passe, da posse e do remate são superiores ao da maioria dos seus colegas. Mas nem por isso, se ouviu uma única palavra de descontentamento por falta de utilização. E isso mostra muito da sua personalidade.

Pelo que vale, pelo que já valeu e pelo que ainda vai valer a este Benfica, Javier Saviola é uma das suas pedras fundamentais.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Relatório e Contas

Para o Benfica há sempre justificação para tudo, até para quando as coisas correm bem. Já não falo de quando as coisas correm mal, já que aparecem logo uns mensageiros do tempo a relembrar tempos idos como se a História fosse um compêndio curto.

Tudo isto para dizer que as Contas que vão ser apresentadas aos associados mais logo indicam que o passivo do clube diminuiu, que as contas são analisadas sobre outro modo diferente do que era há bem pouco tempo e que existe agora um MEP (Método de Equivalência Patrimonial), onde se justifica que, devido à participação do Benfica noutras empresas do grupo fazem com que os resultados não sejam os esperados, porque algumas sociedades do grupo Benfica apresentam resultados negativos.

Sendo assim, temos o seguinte:
- Resultado EBITDA (resultado antes de depreciações, gastos de financiamento e impostos) apresenta um prejuízo de 5,3 milhões de euros, ao invés dos 1,1 milhões que seriam positivos se o Benfica não tivesse participação na Benfica SAD e em outras empresas do grupo. Tudo porque essas sociedades apresentaram contas negativas e o Benfica (clube) é arrastado nessa situação.
- O Sport Lisboa e Benfica não possui dívida bancária. Será outro dos argumentos a apresentar. Muitos sócios poderão ver nisto uma medida de gestão brilhante. Não é brilhante, mas é um bom sinal. É um bom sinal se as restantes sociedades, onde o Benfica é maioritário, também elas reduzirem as suas dívidas. Se houver, alguma vez, a hipótese de uma das sociedades perder a capacidade financeira de se auto-sustentar, será o Benfica a chegar-se à frente e aí, logo aparecerão as dívidas bancárias. Não deixa contudo de ser um bom sinal, o próprio clube estar isento dessas despesas.
- Cerca de 70,7% das despesas do clube são gastos em transferências de quotização para a Benfica SAD (cerca de 75% da quotização vai para esta sociedade), os honorários e os vencimentos dos colaboradores.
- Existem três grandes pilares geradores de receitas (quotização, merchandising e patrocínios). Em termos de receitas, a quotização gera 50% da totalidade (deste valor, 75% vai para a SAD), o merchandising 15% e os patrocínios 11%. A disparidade é enorme e aqui a Direcção do Benfica terá de começar a implementar novas regras para que exista maior equidade nas principais fontes de receita.
- Finalmente, os rendimentos operacionais tiveram uma redução de 12%, derivado de 3 factores (aumento das receitas de quotização, diminuição das receitas de exploração directa do merchandising e diminuição das receitas do Bingo). Algo de errado se passa quando nós conseguimos aumentar as receitas de quotização (ou seja, angariação de sócios), mas depois não fazemos com que eles continuem a fidelizar-se ainda mais (diminuição das receitas de merchandising). Há claramente, qualquer coisa que falta para que se aumentem ainda mais as receitas neste campo do clube.

Em síntese, o passivo do clube diminuiu, mas o exercício do ano anterior também diminuiu, atingindo os resultados negativos de 5 milhões de euros. Não é um mau exercício, mas também não é bom, tendo em conta que há sempre (e eles existem) espaços a melhorar e corrigir...

Filosofias

Enquanto uns discutem "o belo", outros falam de futebol:

Messi: «O meu ídolo continua a ser Aimar».

Bom dia.

Chegado do café matinal, não posso deixar de partilhar a conversa que, por força das circunstâncias espaciais, me vi, primeiro, obrigado e, depois, motivado, a escutar.
Três amigos (suponho), devidamente fardados, discutiam a monumental - palavras deles - exibição dos verdes (de acordo com a norma internacional Witsel) frente à Lazio. Falou-se da entrega, da genialidade táctica, do “Falcão” holandês (juro que é verdade), enfim...de tudo.
Esgotada a monumental exibição, que no fundo se resumiu a pouco mais de meio minuto de conversa, eis que os mesmos três amigos discorrem sobre como é muito mais difícil ganhar a Euro Liga (de acordo com a norma pessoal Jorge Jesus) do que a Chémpions (idem), afirmando, ainda, todos em conjunto, que este ano, em particular, a Euro Liga é muito mais difícil do que a Chémpions, uma vez que está pejada de equipas italianas e alemãs e de segundos e terceiros classificados das principais ligas europeias (???). Esta última parte, confesso, obrigou-me a fazer um penalti com o café...
A terminar, um dos três amigos resolveu meter o Glorioso ao barulho, explicando aos demais como quase comemorou o último remate do Galati, ao que se seguiu um coro de “chi!”, “pois foi!”, “esteve quase”... Palavras para quê, são artistas portugueses.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Suinofilia (actualizado)

Que é quando os porcos vão com os porcos!

Bem, de acordo com o boletim oficial do clube suíno, o título afinal não dá. não dá porque:



MUAHAHAHAHAHA! IMPOTENTES!!!