terça-feira, 15 de novembro de 2011

O Amor dá-me Tesão

É o título de um dos álbuns do grande Manuel Cruz, ex-vocalista dos Ornatos Violeta e fez-me lembrar a recente tesão que pulula pela imprensa, a mando de quem nós sabemos bem.

Não vou falar sequer da conteção orçamental que vai ser feita agora no clube, mas sim na moda do momento: os jovens.

E os jovens mostraram-se no jogo contra o Galatasaray e já é a tesão para toda a gente. Os Rodrigos, os Nélsons, os Martins, os Simões, etc, etc.

Quem frequenta este blog, sabe bem a ideia do escriba sobre o papel da formação no clube e o potencial dos jogadores da formação e a sua implementação na equipa principal. Não é de agora que peço Nelson Oliveira na equipa principal, David Simão e Miguel Rosa, para além do miúdo Ruben Pinto estar a fazer o seu primeiro ano de sénior junto dos mais velhos. Acredito que o miúdo aprende mais com Aimar nestes tempos do que jogando num Belenenses ou afins. E acredito que o seu potencial o fará uma das referências futuras do Benfica, assim o queiram.

Agora, sustentar esta nova moda tira-nos da evidência, como é óbvio. O dinheiro que se gastou e ainda se gasta com os Menezes e Bastos desta vida, os Élvis e Balboas e todo o manancial de jogadores que apareceram ao pontapé nestes últimos anos que colidiam directamente com a formação do clube é de uma incoerência e falta de estratégia cega que mina o investimento que foi feito no Seixal com um determinado propósito.

Como sempre, hão-de vir os arautos da graça a dizerem que está tudo bem e que o clube esteve mal e que houve recuperação e tal e tal. Podem pesquisar no arquivo o número de vezes que se falou aqui da formação portuguesa do Benfica e bem. O potencial está lá. Os jogadores estão lá. Não jogarão mais vezes por uma qualquer outra razão.

Se querem adoptar as modas da altura, estejam à vontade. Dispenso é que me atirem com areia para os olhos.

3 comentários:

Rfa disse...

Tem que haver Aimares e Saviolas em quantidade para que os jovens possam entrar a jogar sem que a competitividade da equipa sofra. Parece-me obvio este facto. Basta olhar para o Sporting destes ultimos dez anos para perceber que os jovens pelos jovens e uma aposta que falha em toda a linha em termos competitivos.

Constantino disse...

Caro Mister D,

A pergunta que eu faço é: alguem acredita que esta "contençao orçamental" vai afectar os negocios menezes, balboas, kardecs e elvis? nos tmepos de conteção do inicio do sec. XXI não faltaram os cristianos, os eversons, os karadas nem os andre luis. O que houve pouco foi simãos, tiagos, geovannis e petits.

Abraço

Mister D disse...

Meus caros,

Dois comentários com o mesmo tom em comum: falta de estratégia. E o exemplo do Barcelona é paradigmático. Digam o que disserem, há ali uma estratégia e uma ideia...E é só um exemplo...