quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O caso Ruben Amorim II

(ia longa a resposta na caixa de comentários, mais extensa que o próprio post...)

No que toca à vertente disciplinar, a culpa é da exclusiva responsabilidade do Ruben. Engana-se quem achar que o post anterior serve para desresponsabilizar a conduta do jogador que aproveita para lançar recados através de anónimos. Ainda que me pareça que não houve o cuidado de acompanhar devidamente o jogador, e daí referir Carraça, tal não retira responsabilidades ao Ruben. Estará suspenso e muito bem suspenso. Ponto final.

Mas o caso é também desportivo. E aí, por mais que o jogador tenha a obrigação de se sujeitar às opções do treinador - e tem -, também tem o direito de solicitar a saída se não se sente cómodo na função que lhe é atribuída. Tem é que fazê-lo, como outros fizeram, de forma responsável e profissional (insisto que o caso tem duas dimensões: desportiva e disciplinar). Desportivamente, dizer que o Ruben não tem espaço no meio-campo do Benfica só me parece válido se nos reportarmos exclusivamente à condição de titular indiscutível. Pelo que conhecemos da sua passagem pelo Restelo, poderia este ano ser a 2ª opção para o lugar de Javi. O treinador prefere recuar Matic. Como nos anos anteriores poderia, em todos os jogos onde quis fazer de Carlos Martins um interior, ter sido opção/substituto de Ramires. Não é uma questão de retirar legitimidade a Jesus, antes perceber o caminho que conduziu ao descontentamento do jogador.

Para finalizar: Ruben Amorim é um lateral direito mediano. Ainda assim superior a Patric ou Wass. Percebem assim o "não proporcionar alternativas válidas ao treinador"?

5 comentários:

PB disse...

O Amorim não é um lateral direito mediano. É a seguir ao Bosingwa o melhor lateral direito português.

Na ultima vez q o Benfica foi campeão, tirou o lugar ao Maxi. Foi ele quem terminou a época a titular, e estava a jogar a um nível impressionante.

O problema é que ao que consta fisicamente não dá para mais. Os joelhos caminham para o nível dos do Mantorras.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Eu também concordo com o PB, como escrevi no comentário abaixo. Se é melhor que o Maxi, não sei, mas que é bom e uma excelente segunda opção, disso não tenho qualquer dúvida.

Depois escusavas de baralhar e voltar a dar: é que pensava estar a falar apenas desta época. Por isso não vale a pena falar da época passada - julgava eu.

Mas se vais por aí eu até te digo mais. Se o Martins não tem lugar neste meio-campo (se tivesse ficado teria menos minutos que o Amorim) então o camarada Ruben ainda menos. Se contabilizarmos o Enzo então...

Mesmo o Matic fez quantos minutos?Poucos. O Amorim que meta a viola no saco e que vá para um sítio que eu cá sei. E volto a repetir: ele não "mandou recados através de anónimos".

O jovem foi à selecção e disparatou o JJ, tipo nada. Quanto à condição física dele nada sei mas em princípio não deve ser famosa.

Em relação ao Wass - tens visto os jogos dele? É que o menino tem actuado como interior-direito. E olha que no outro dia contra o Lyon (se não me engano) estava muito bem. A rever.

O Patric não é jogador de futebol, nem nunca foi. Por isso não sei o que está aqui a fazer.

Astutillo Malgioglio disse...

Edson, o post não te é dirigido especificamente.

Só para esclarecer duas coisas:
. referi os recados anónimos das útlima horas como agravante ao comportamento anterior, não como causa do processo;
. Wass (avalio-o pelo que vi nos sub-21 e na pre-época do Benfica e enquanto defesa lateral) e Patric são referidos porque foram as opções disponibilizadas ao treinador e porque alguém não compreendeu a minha referência aos dirigentes no post anterior

Um abraço!!

LC disse...

És um mago, admiro-me como escreves tanto e não és treinador de futebol, é que percebes tanto do assunto... dedica-te às modalidades amadoras... o judo, atletismo, pesca...

Astutillo Malgioglio disse...

Se todos estivessem sempre de acordo viveríamos num mundo sem blogs. É assim a vida. Mas do que te li noutras caixas de comentário, já muitas vezes partilhámos opiniões. Se um dia seguir o teu conselho serás convidado para participar nesse blog.

Bom ano de 2012.