domingo, 4 de agosto de 2013

Apoia, Abutre! Tens é de apoiar...

Os Manuéis desta vida têm um vício esquisito na blogosfera benfiquista. Pesquisam incessantemente por aqueles que "só" falam mal do Benfica para poderem destilar a sua veborreia, impregnados de polícias e verdadeiros guardiões do benfiquismo moderno. Sim, porque para eles, para os Manuéis desta vida, há um Benfica que começa em 1997 e não o que começa em 1904. E ai de quem ponha em causa todo o saber acumulado de Luís Filipe Vieira, o verdadeiro vencedor desta quezília que ele próprio conseguiu criar ao fim de 13 anos, em que o seu nome se sobrepõe à instituição.

Mas o que fazem os Manuéis desta vida? Criticam quem critica. Criticam quem pensa de forma errada. Insultam quem apresenta soluções diferentes ou quem acha que há outra forma de gerir um clube profissional nos tempos de hoje. Os Manuéis desta vida sabem tudo. Sabem de Relatórios e Contas, sabem de Política de Formação de Futebol, sabem de Gestão Desportiva... Enfim sabem de tudo, mas sempre atrás do monitor de um computador, de preferência com um teclado espectacular ou um telemóvel de última geração, com a possibilidade infinita de ser notificado a cada post que qualquer blog herege publique.

E faz isto, rapidamente. Eu gostava que ele, rapidamente, pudesse vir à Luz de vez em quando. Mas não vem. Mora longe e não lhe dá jeito. Os Manuéis desta vida são assim. Criticam quem critica, mas dar apoio, esse é na Internet, esse Mundo maravilhoso em que é possível fazermos tudo como se pensássemos que a Terra gira em torno das nossas palavras soletradas com uma sabedoria só ao alcance de poucos, muito poucos. E aí, os abutres não entram. E "não passarão", usando as palavras deles (dos Manuéis) pensando que ainda estamos na Idade Média e que o Forte tem de ser protegido contra os mal-amados. Os abutres.

Aqueles abutres que são sócios do clube há quase 25 anos e que, por consequência, frequentam o Estádio da Luz, muito antes de 1997. Que viveram dias impregnados de benfiquismo do mais puro que existe e que é hoje em dia substituído pelo conforto das cadeiras. O abutre que prefere ficar em pé a ver o jogo, porque a ânsia da vitória e a cultura a ela associada fazem parte da génese aprendida nos idos anos 80.
Os abutres, que para virem ver um jogo do Benfica, demoravam 4 horas (2 para cá e 2 para lá) para chegar ao Estádio da Luz e beber a tão famigerada mística do 3º Anel.

Os Manuéis desta vida, mais rápidos do que a própria sombra a destilarem a sua fúria ou as suas frustrações numa caixa de comentários de um blog, são a prova provada de que há gente doente, muito doente, que precisa de apoio. O tal apoio que é preciso dar ao Benfica...

8 comentários:

valdinho silva disse...

Meu caro não me chamo Manuel, vivo no norte (em Fafe), não me escondo no anonimato, não tenho a mania que percebo de gestão, não me arvoro em entendido, critico o que acho estar mal, critico a critica fácil, critico os pseudo- intelectuais, critico quem não tem memória, critico os seguidistas e fica sabendo que não sendo de Lisboa, acompanho o nosso clube com assiduidade e presencio os jogos in loco o que como sabes é difícil para quem vive tão longe como eu...uso o computador com muito gosto e não recebo lições de benfiquismo de ninguém, muito menos de alguém que apelida outro benfiquista de abutre...meu caro eu sou do tempo da outra senhora, vivi e senti a ditadura, exultei com a implementação da democracia e uma das grandes virtudes dela é termos direito a opinar, podemos discordar, é legitimo, entrar pelo insulto não é digno de ninguém e muito menos de um benfiquista...a direção quer tu queiras quer não, foi eleita democraticamente, também não concordo com muita coisa mas nem por isso apelido as pessoas de abutres, abutres são os nossos inimigos que querem a nossa desgraça, nunca os nossos consórcios, haja respeito porra...

Mister D disse...

Valdinho Silva, explica isso aos Manuéis desta vida, pode ser?

Contratado disse...

Se não conseguem encher esse em lisboa, fechem-no e construam um no norte.
Mas maior. Porque 60 mil não chegaria.

Sabem lá o que é viver o benfica, no meio da mouraria.
Viver o benfica é olhar de caras para os corruptos do crac todos os dias, ter de ouvir as maiores barbaridades mas não deixar de mostrar a verdadeira paixão pelo maior clube de portugal. Isso é viver o benfica.

O norte está sedento de vitórias do seu clube, porque está farto de ser enxolhado por meia duzia de campónios afetos ao clube da putaria.

gervasiocutileiro disse...

Valdinho

Manda esse FDP levar na GRANDGRETHA. Não passa de um cobardolas que teve de emigrar depois de ser procurado pela polícia, sabe-se lá porquê. É um frustrado que não dá a cara porque se o fizesse já estava atrás das grades, precisamente pelo "sabe-se lá porquê".

Manuel disse...

Mester D, um triste e frustrado otário que só aparece de debaixo das pedras onde se esconde, quando há razão para criticar, que fala de pessoas que não conhece, não sabe nem imagina o que fazem, não sabe onde vivem nem sabe o que têm feito pelo Benfica.
Se pensas que a tua verborreia cheia de fel ajuda o Benfica estás enganado, mas és demasiado estúpido para o perceber!

És um triste! O teu nome fica-te bem. Tens nome de cavalo!


Manuel disse...

E só mais uma coisa, eu sou sócio há mais de 25 anos e já dei mais dinheiro ao clube do que tu mesmo que vivas 200 anos. Ok? Mas não me queixo nem ando a criar e a escrever em blogues para poder choramingar as minhas misérias!

Gervásio, claro que fui eu que andei a colocar droga nos pneus juntamente com o Vieira e tive de fugir à polícia para o estrangeiro para não ser apanhado.
Tu também não deves regular bem da cabeça. Há cada maluco!



editor69 disse...

O que é um Manuel?

Bubbles disse...

Tudo, mas TUDO DITO!

" Contratado disse...
Se não conseguem encher esse em lisboa, fechem-no e construam um no norte.
Mas maior. Porque 60 mil não chegaria.

Sabem lá o que é viver o benfica, no meio da mouraria.
Viver o benfica é olhar de caras para os corruptos do crac todos os dias, ter de ouvir as maiores barbaridades mas não deixar de mostrar a verdadeira paixão pelo maior clube de portugal. Isso é viver o benfica.

O norte está sedento de vitórias do seu clube, porque está farto de ser enxolhado por meia duzia de campónios afetos ao clube da putaria."