domingo, 28 de julho de 2013

Fernando Martins

Foi, apesar de tudo, um grande Presidente do Benfica.
Representou os seus valores ao mais alto nível, e apesar de ter ficado com dívidas por pagar e por ter feito amizade com Pinto da Costa, foi sempre defensor do clube.

Aliás, o campo da amizade com Pinto da Costa é um bom pronúncio para isso. A génese do Benfica e a sua História não se compadecem com guerras de alecrim e manjerona com outros clubes, como os outros clubes fazem. A inveja e a política de guerra não fazem parte dessa génese que fizeram do Benfica o maior entre os maiores. Por isso, e quero acreditar nessa teoria, Fernando Martins não saberia o que Pinto da Costa planeava, quando aceitou a sua amizade. O resto? O resto tem a ver com negócios. E se Fernando Martins tinha um hotel em Lisboa que pudesse albergar o FC Porto, porque não? O resto é conversa de enganar tolos.

No fundo, hoje é um dia triste para o benfiquismo e para o Benfica. Porque perde um dos seus ex-Presidentes e isso é irreparável!

Viva o Benfica!

Sem comentários: