quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Encostos e petardos

Anda meio mundo indignado com mais um rebentamento na Luz. Temem que os petardos possam prejudicar o Benfica e acham que o autor do rebentamento não se preocupa com as consequências para o Clube. Posso concordar com a segunda parte embora tenha sérias dúvidas que a UEFA mande encerrar um estádio sem ser por arremesso de objectos para o relvado ou confrontos na bancada. De qualquer forma já vai sendo tempo de parar com esta moda dos petardos que, na minha opinião, e contrariamente a tochas e potes de fumo, nada acrescentam ao espectáculo das bancadas. Mas estranho, e estranho muito, que estes indignados tenham há meses atacado todos os que ousaram questionar a atitude de Luisão por um acto irreflectido na pre-temporada. Nessa altura eram todos maus benfiquistas por se preocuparem com algo que poderia prejudicar o Benfica.

8 comentários:

Pedro disse...

"Mas estranho, e estranho muito, que estes indignados tenham há meses atacado todos os que ousaram questionar a atitude de Luisão por um acto irreflectido na pre-temporada. Nessa altura eram todos maus benfiquistas por se preocuparem com algo que poderia prejudicar o Benfica."

PAM. KO.

Fernando Ribeiro disse...

"Mas estranho, e estranho muito, que estes indignados tenham há meses atacado todos os que ousaram questionar a atitude de Luisão por um acto irreflectido na pre-temporada. Nessa altura eram todos maus benfiquistas por se preocuparem com algo que poderia prejudicar o Benfica."
Ora aqui estão duas situações em nada comparaveís! Se na situação do Luisão se trata de um acto do momento (nem sequer vou voltar a debater a situação em si), na segunda trata-se de situações repetidas semana após semana e sempre com consequências para o clube nem que sejam as multas da liga!

Pedro Miguel Barros Carreira disse...

E eu pergunto:

O facto de o Luisão ter tido um comportamento errado justifica ou minimiza o comportamento errado das pessoas que lançam os petardos?
O facto de ter havido pessoas que defenderam ou tentaram justificar o acto do Luisão requer que os lançamentos de petardos sejam defendidos ou justificados também.
Ou seja eu erro e justifico ou minimizo o meu erro com o facto de outros também terem errado.

Estranha forma de vida esta....

MC disse...

... " Mas estranho, e estranho muito, que estes indignados tenham há meses atacado todos os que ousaram questionar a atitude de Luisão por um acto irreflectido na pre-temporada. Nessa altura eram todos maus benfiquistas por se preocuparem com algo que poderia prejudicar o Benfica." ...

Comparar as duas situações, é o mesmo que tentar comparar a Cicciolina com a marreca de Monsanto!

Astutillo Malgioglio disse...

Não são os actos que se comparam, nem são os actos que importam (pelo que não serve um para justificar/minimizar o outro)

Há agora uma reacção histérica perante uma eventual consequência que se desconhece (o que a TVI e o CM atiraram para o ar até pode vir a a contecer mas seria inédito) quando antes houve um desprezo perante consequências perfeitamente expectáveis e a histeria foi toda canalizada para quem alertou para o óbvio.

Pedro disse...

"O facto de ter havido pessoas que defenderam ou tentaram justificar o acto do Luisão requer que os lançamentos de petardos sejam defendidos ou justificados também."

Exacto. Coerência. Não faz sentido quem quis desculpar o acto de Luisão criticar o petardo por este "prejudicar o SLB". O acto de Luisão prejudicou o SLB. Muito mais o q qqr petardo.

A questão não é o acto X ou Y ou o justificar ou desculpar...é a questão do prejuízo ao clube. E aí tem que haver coerência. Pq há mais q uma forma de prejudicar/beneficiar o clube.

FlashGordo disse...

Ponto prévio, não gosto de petardos, acho uma parvoíce que nada trás ao jogo.


Para quem falou das multas:

1. Na liga portuguesa, basta existir 1 cantico de insulto a qualquer adversário para ser considerado "comportamento incorrecto do público",daí todas as jornadas o Benfica ser penalizado, independentemente do rebentamento de petardos ou não.

2. Nem considerando as receitas futuras de uma segunda fase da liga dos campeões, e apenas concentrando no passado. A diferença de prémio de jogo da possível vitória no campo do Spartak, pagaria todas as multas pecuniárias que tanto a UEFA ou a Liga Portuguesa nos passariam ou irão passar na corrente época.

Conclusão, a suspensão do Luisão foi bem mais prejudicinal ao Benfica que o rebentamento de petardos.

FlashGordo disse...

queria dizer prejudicial....em vez de prejudicinal.