quarta-feira, 11 de julho de 2012

É impressão minha?

Ou desde que existe a Equipa B, o desvario de contratar estrangeiros à pazada disparou para níveis nunca vistos?

Como não há a visibilidade da Equipa A, pensa-se que ninguém vai notar?

Para que é que temos formação?

8 comentários:

JediVermelho disse...

Chiu! Fala baixo, olha que aparece a Polícia do Benfiquinha!

bancada16 disse...

http://benficasomosnos.blogspot.fr/2012/07/para-que-serve-formacao-do-benfica.html

E é isto!!!

Nessuno Dorma disse...

...tu deves querer arranjar problemas, piazza...

Pedro disse...

"Para que é que temos formação?"

Tens é que apoiar pá!!! Apoia!!!

piazzanuova disse...

Foda-se, ainda está para nascer o gajo que venha para aqui dizer-me o que devo pensar ou escrever.

Quem concorda, concorda. Quem discorda, que discorde.

João Oiveira disse...

piazzanuova. Podes e deves escrever o que quiseres.

Eu estou contra e a favor do que disseste e não é por isso que sou o policia do "benfiquinha". Até porque esse clube eu não conheço. Eu conheço o BENFICA. Se alguns como os aqui de cima acham que não se pode ter opiniões diferentes das deles então estão no clube errado. Clubes onde só funciona a voz de uma pessoa é mais a norte.

Neste assunto acho que não temos assim tantos juniores a subir de escalão para fazer um plantel de 20 e poucos. E existem regras que proíbem um certo numero de jogadores acima de determinada idade nas equipas B (não sei dizer exactamente o número e idades) No entanto se houvesse, preferia mais juniores da nossa formação. Mas em relação a esta histeria súbita de falta de portugueses (na comunicação social só deram conta quando o Benfica começou a actuar com poucos. Com outros clubes que inscrevem 21 jogadores na champions por não os terem nem sequer falam) acho que não é preciso lembrar o Sporting. A Academia de Alcochete é considerada uma das melhores do mundo mas no entanto o Sporting está à beirinha da extinção. Está como nós estávamos à 10 anos. No entanto não tem a força da massa adepta como nós tivemos para nos levantar-mos.

É bom ter formação, mas temos de nos lembrar que não estamos nos anos 80 em que raramente se via um jogador querer sair de onde era formado. Hoje não é assim e basta um ser bom para ir embora. Por exemplo o Nelson Oliveira se atingir um patamar mais elevado não o conseguimos segurar mais 2 ou 3 anos.

O que eu quero dizer com isto é que formação sim. Mas em primeiro está sempre o BENFICA.

piazzanuova disse...

João, concordo com a naálise que fizeste à formação do Benfica.

Provavelmente não há juniores de qualidade para rodarem na B. Então a pergunta mantém-se: porquê ter formação?

No nível junior, os conteúdos de formação devem ser quase idênticos aos dos seniores para permitirem uma mais rápida e eficaz integração. Tal, obviamente não sucede.

Deste como exemplo a lagartagem, discordo. O exemplo de integração das equipas B nas A, é o Barcelona.

Essa política de CLUBE, é o que na minha opinião deve ser o fio condutor do Benfica.

Cá, um português tem de ser três vezes melhor que um estrangeiro para vingar. Não é sustentável. O paradigma de análise tem de mudar.

Quem vem de fora tem de ser CLARAMENTE superior ao que cá há, e se tal sucede, tendo Portugal dos melhores sectores de formação do MUNDO, urge questionar: o trabalho que se está a realizar na Formação do Benfica é adequado?

Se é, tem de haver mais jogadores na A.

Se não é, não é enchendo as equipas de estrangeiros que a qualidade aparecerá.

luis disse...

...meus caros os jogadores das formações estão bem avaliados comparando os estrangeiros que chegam da mesma idade!!!

Nestas coisas seguem todos o mesmo caminho...politicas de "investimentos" pró tempo.