sexta-feira, 30 de abril de 2010

Recta Final

Domingo cruzam-se dois modos de vida, dois paradigmas da mesma realidade, lados opostos do espelho.

Domingo chocam duas equipas que este ano representaram bem a essência dos dois clubes.

Os da casa: Agressividade violenta, vitória a todo o meio(não custo), ódio. Muito ódio.

Porquê? Freud explicaria o estado psíquico tripeiro com a sua teoria do Complexo de Édipo na perfeição. Tentaram ser, preencher o lugar do Sport Lisboa e Benfica.

Tentaram ser um clube dinamizado em vitórias épicas, contra adversidades mil, ganhando sim, mas sabendo ganhar. Tentaram? Não. Não tentaram nada!

Cedo se aperceberam da sua pequenez, confinada na bárbara visão da sociedade e da Vida que defendem. Ao serem de tal modo realistas constataram que havia outros caminhos. Não exigiam tanto suor, apenas dinheiro. Muito dinheiro.

Apoiados nos belmiros e amorins desta vida lá foram fazendo o caminho. Turvo. Baço.
Rechearam o currículo bem como os bolsos de muita gente, conseguiram fazer da troca de expedientes e da corrupção um sinónimo de "estrutura", de "competência", de "profissionalismo".

Se o Mundo acabasse hoje,os dois clubes deixariam um legado.

O meu deixaria páginas escritas a ouro, limpas, brilhantes no seu fulgor, exaltadas com muito suor e dor.

O deles deixaria a outra face do espelho: a matreirice, a mesquinhez, o "jeitinho", o ódio. Mais uma vez o ódio...

É por estas e por tantas outras que Domingo a Vitória tem de ser nossa. O Mundo já não aguenta mais podridão, mais corrupção, mais "resultadismos". É hora de se olhar também para o processo e para os processos.

E aí, meus caros, temos uma coisa que nunca eles terão: CARA LAVADA E CABEÇA ERGUIDA.

Do resto tratará a História e a Memória. Nelas, figuraremos alto. Outros porém...abaixo...muito abaixo...

Viva o Sport Lisboa e Benfica!!!

3 comentários:

Nuno disse...

Grande post!

Éter disse...

Agora disseste tudo.

saloyo disse...

Calma, que o jogo de domingo não decide o titulo entre o "Bibica" e o Porco. O Porco, não pertence a essa luta. Por isso o melhor é dar desprezo.
Mas parece-me que existe um sofrimento recalcado por parte do "Pizzafresca" em relação ao número avultado e não incontestável, das vitórias recentes daquele aglomerado de ordinários.
Não querendo defender as cores de quem não gosto, não acho que a "Vitória tem que ser nossa", mas sim, a lição tem que ser vossa.
Mas lições de moral? ai ai ai ai ai. Isso é que não
Abraço