quarta-feira, 21 de março de 2012

18 dias

Há 18 dias, o FC Porto veio vencer à Luz, para o campeonato, com um golo em fora-de-jogo. No final do jogo, Vitor Pereira e Pinto da Costa congratularam-se pelo espectáculo, pelo jogo, pelas duas grandes equipas e que a questão do golo era de somenos, um porque não tinha visto e o outro porque não lhe perguntaram.

Há 18 dias, quer na Conferência de Imprensa, quer na Zona Mista do Estádio da Luz, não houve conversa de bloqueios (situação que o Benfica e outras equipas fazem na marcação de cantos e livres), nem conversa de fora-de-jogo a 2 minutos do fim do jogo.

Há 18 dias, o balão de oxigénio que o Benfica tinha adquirido durante um determinado tempo estava a esvaziar-se. Ontem, voltou a encher-se. Está de volta a euforia e a certeza de que será campeão. 

Há 18 dias, já havia a probabilidade do êxito. Jesus referiu ontem que o Benfica estar em três competições ao mesmo tempo é o "preço do êxito". Meu caro, o êxito só é pleno quando se atinge o mesmo, não quando há probabilidade de tal. Além disso, quando falamos em probabilidades, existe sempre a probabilidade do acontecimento contrário.

Há 18 dias, Luis Filipe Vieira pedia ao Conselho de Arbitragem da Federação, a mesma à qual deu o apoio inequívoco, que tivesse visto a arbitragem do senhor Pedro Proença. Viu de tal forma, que o rapaz se anda a sentir mal disposto, de jogo para jogo.

Há 18 dias,  Cardozo continuava a ser assobiado. Ainda hoje continua a ser. Não sei quantos golos é que ele precisa de marcar mais para ser sempre aplaudido. É que falhar golos, todos os avançados falham. Serem de uma preciosidade técnica, muito poucos o são. Mas a meter a "chicha" lá dentro, há poucos como ele, e essa é que é a verdade.

Há 18 dias, Vitor Pereira despediu-se da conferência de imprensa na Luz com um sorriso de orelha a orelha. Ontem, despediu-se com um "até para o ano!". É nas derrotas que conseguimos ver o carácter das pessoas, e ontem, Pereira mostrou-o bem.

Há 18 dias, o Benfica estava a 3 pontos do primeiro lugar no campeonato, nos oitavos-de-final da Champions e nas meias-finais da Taça da Liga. Hoje, o Benfica está a 1 ponto do primeiro lugar no campeonato, nos quartos-de-final da Champions e na final da Taça da Liga. A probabilidade do êxito continua a ser grande, mas temos de ter sempre em conta o "acontecimento contrário"...

CARREGA BENFICA!

5 comentários:

Pedro disse...

Jesus já está a preparar o discurso para um eventual fracasso no campeonato e Champions.."à e tal mas estivemos perto"...

Não acho que exista euforia e que se pense que vamos ser campeões. Daqui a três jornadas, no final do jogo com os lagartos poderemos falar. Por enquanto estamos a um ponto e com uma série de jogos que deixarão marcas físicas na equipa. Continuo com pouca fé mas se os corruptos perderem pontos em Paços e nós vencermos em Olhão...

MS disse...

Acho q Oilhao vai ser muito, mas mesmo muito, complicado.

mrmg disse...

Correcto.
Há uma táctica da desculpabilização antecipada no futebol português que é de bradar aos céus.

Há mtos jogos com grau de dificuldade extremo.

Mas de ontem, só me lembo daquele falo, mais em:

http://aminhachama.blogspot.pt/2012/03/tomem-la-um-falo.html

MS disse...

Acho q Oilhao vai ser muito, mas mesmo muito, complicado.

MS disse...

Acho q Oilhao vai ser muito, mas mesmo muito, complicado.