sábado, 14 de janeiro de 2012

A vida continua

Há cerca de ano e meio, no seguimento de uma notícia do i sobre os valores pretendidos pelo Benfica para a renegociação dos direitos televisivos, escrevi aqui que a Olivedesportos não teria qualquer concorrência real no negócio, algo que Domingos Soares de Oliveira acabou por confirmar ontem. Entretanto, depois daquela fantochada em torno do Nandinho Gomes, o Porto volta a simular um não-apoio a quem acaba por conquistar a presidência da Liga. Já não há disciplina, já não há arbitragem, mas há direitos televisivos. E este senhor, ao que parece, é defensor da negociação colectiva.

Por entre a habitual podridão do futebol nacional resta-nos procurar alegria no que mais importa (a única coisa que na realidade deveria importar): nos relvados. E por aí a vida continua por entre uma crescente felicidade desportiva. Depois de um período de alguma desilusão relativamente à qualidade do futebol do Benfica (entre a ida a Aveiro e a recepção aos romenos houve raras excepções), a saída de 2011 e a entrada em 2012 renovaram-me o espírito. Um mês, 4 jogos, 17 golos. O futuro afigura-se risonho.

Sem comentários: