quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Da entrevista

Será estranho às pessoas verem Sandra Sousa, jornalista de política entrevistar Luís Filipe Vieira, Presidente do Benfica? Sim, será! Mas se tivermos em conta que o principal motivo da entrevista do Presidente do Benfica de ontem à noite era política (há eleições este ano, só para relembrar). E assim, não se estranha tanto a entrevista como ela foi.

Não se questiona sequer a capacidade de Sandra Sousa em perceber de futebol ou de desporto para o intuito final da entrevista, e por isso, as respostas de Luís Filipe Vieira foram condizentes com as qualidades das perguntas.

Sabemos que Rui Costa está a aprender ao lado dele. Não sei se a aprender bem ou mal, mas a aprender. E mencionar o nome de Rui Costa é sempre importante para Vieira. Tem ali um capital garantido de apoio e um nome de peso para o que der e vier, para o bem ou para o mal.

Sobre a recandidatura, Vieira ainda tem muito para fazer no Benfica. Sabemos também que no final da época, a decisão será tornada pública. Obviamente, que esperando que o Benfica seja campeão e que no meio da espuma que se criará, emergir como o Salvador no meio das águas e poder dizer: "Eu prometi o Benfica campeão!".

Assumiu o erro da época passada relativamente ao fracasso desportivo (o conceito do mandato desportivo foi "esquecido"), não tendo muita vontade de falar do passado. A família, as empresas e o Benfica continuam como as suas grandes prioridades, não ficando a ideia se a ordem das mesmas era esta. Para além disso, conseguiu ainda referir que "o passado não tem muita importância". Para quem apregoa sempre os erros do passado, é um bocado estranho.

Sobre a Argentina, ficámos a saber várias coisas. Enzo Pérez pode gozar com o clube como muito bem quer e lhe apetece e certamente os 180 mil euros que pagou de multa até lhe ficaram baratos. Estará perto da mãe, por causa do problema grave de saúde da mesma. Curiosamente, é nesta altura (e longe de mim, desejar o mal de alguém) que os problemas de saúde resolvem os problemas do clube e do jogador. E aí vão mais 5,5 milhões de euros ao ar. Ainda por terras da América do Sul, Pablo Aimar ficará no Benfica, mas ficará se não colocar em causa a credibilidade do clube. Tem de facto piada que se passe a ideia de que se Aimar não ficar no Benfica, é porque exige demais ao clube na altura da renovação.

De resto, a conversa sobre a Olivedesportos foi isso mesmo. Os "amigos de longa data", mas que sabem as barreiras que os separam. Os "amigos" que nos ajudaram nos tempos mais sombrios do clube, mas que continuam a ganhar mais do que aquilo que pagam. E que este mês, há novidades sobre o negócio dos direitos televisivos.

Por fim, a arbitragem está mais credível, no futebol só há pessoas de bem, Rodrigo vai renovar contrato e existe mais uma entrevista programada, caso o Benfica chegue à final da Champions. Mas uma entrevista ANTES da final que é para dar motivação...

Ou seja, ontem, a entrevista cumpriu os requisitos. Novidades quase nenhumas, centradas sempre na mesma pessoa, sempre com o mesmo sentido. O de Outubro de 2012.

Podem agora soltar a vossa fúria e frustrações. A caixa de comentários é vossa, sempre!

8 comentários:

Anselmo Damasio disse...

Subscrevo.

SAUDAÇÕES GLORIOSAS

Alberto disse...

Sem querer ofender, mas este teu post soube um bocado à entrevista de ontem. Nenhuma novidade também :D

(Não leves a mal Mister D)

Carlos Covas disse...

Se não há novidades há pelo menos constatação de factos o que para muitos e pecado mortal.

Um Estranho disse...

E era suposto dizer o quê?

Abraço,

Rui Serra

Bcool973 disse...

Se não era para dizer nada, para que foi falar ???

L. disse...

discordo totalmente. a entrevista é normal, já que o estranho é um presidente do BENFICA não dar duas ou três destas por ano. e caso escape a alguém, este é o mês do benfica, logo, bem apropriado.

associar as eleições de outubro à entrevista é para mim ridículo. a distãncia que nos separa de outubro é imensa, e a entrevista de ontem vale zero para essas eleições. o que valerá é o desenrolar da temporada.

mesmo que nao se de respostas definitivas a determinadas questoes, a entrevista foi util na minha opiniao. pareceu-me bem serena e sem vaidades.

perez vai, mas quem diz que nao volta? ele ou outro melhor? aimar fica se quiser, disso estou certo.

voltando as eleições, o que sei é que este ano se fez um belo trabalho. com metade do dinheiro de contratacoes e menos 10 milhoes em salarios que a equipa que o ano passado ficou 21 pontos acima, estamos agora 5 acima deles. e mesmo se nao ganharmos havera que reconhecer isso.

e da mesma forma que e utopico pensar que existe alternativa (no mundo real...) a olivedesportos, e para mim proximo dessa utopia achar que vai aparecer alguem com credibilidade e força para se poder pensar noutra direccao que nao esta.

hortar disse...

A maior utopia de todas é pensar que existe por ai alguém capaz de fazer melhor do que LFV fez nestes 11 ou 12 anos de Benfica.
Gostaria que o Mister D, que tanto critica o Vieira, viesse apontar um nome para seu sucessor, ou alguém que tivesse feito mais pelo Benfica do que Vieira fez.
Tem defeitos? Claro que tem, quem não os tem? Cometeu erros? Sim e muitos, mas tem uma virtude notória, sabe aprender com os erros e isso é cada vez mais uma característica rara.

Bcool973 disse...

Mas está tudo parvo ??? 2 títulos em 11 ou 12 anos e 1 taça de portugal ??? ahh e 3 taças da liga, ui ... grande palmarés, é devido a este excelso desempenho do lfv que os tripeiros já nos ultrapassaram em número de títulos