terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Vamos lá ver se nos entendemos.

Que os viscondes estejam eufóricos com o facto de o seu clube do norte ter ficado a dois do pontos do Glorioso, ainda percebo. Agora, discorrer em torno de uma caldeirada de coisas (táctica inicial, Jesus, Emerson, Matic, o minuto 85, etc.) que não justificam a derrota de ontem, não percebo.

Jogámos mal. Perdemos. Ponto final.

Se estou fodido? É claro que estou fodido! Estou, aliás, para lá de fodido.

3 comentários:

eagle01 disse...

Também podemos falar do livre que deu o golo, que noutros países não se marca e contar o FCP, Braga e SCP também não ... É pois de estar para lá de fodido porque nunca mais aprendem ...

MS disse...

Marcam um livre semelhante a favor do Benfica na segunda parte por falta inexistente; Aimar poderia ser expulso pela entrada a pes juntos se o arbitro estivesse nesse espirito. Nao foi pela arbitragem.

Quisemos imitar o 'rolo compressor' de ha dois anos, mas Matic-Gaitan-Aimar-Nolito nao e Javi-Ramires-Aimar-Di Maria. Nao deu para imitar e em jogos dificeis fora de casa teremos mais dissabores se quisermos insistir.

Edgar disse...

Assisti ao jogo num espaço público. Jesus foi apelidado de “cabrão” e “mete nojo”; Nolito foi considerado “sem capacidade para ser titular” e Aimar “velho e cansado”. Tudo isto dito por supostos benfiquistas (?). Com gente desta não se pode contar – nada fizeram ou fazem para que o Benfica regresse ao nível competitivo do seu passado, correspondente à sua dimensão.

Perdemos (e bem!), pela primeira vez no campeonato. Espero, igualmente, que este desaire não se repita. Continuarei a acreditar – contribuindo com o meu apoio incondicional –que no final festejaremos o trigésimo terceiro título.

p.s.: dizer, como ouço dizer, que Emerson é o pior jogador que já alguma vez vestiu a camisola do Benfica permite-me, antes de mais, concluir que a net, hoje em dia, está acessível a crianças com menos de doze anos.