domingo, 27 de fevereiro de 2011

Fevereiro - Mês de Benfica - EXPLICAÇÃO

No início do mês, escrevi o seguinte texto:

"Fevereiro é o mês do Benfica. A sua fundação, mesmo no fim do dito, não invalida que o mesmo não seja celebrado com o devido respeito, solidariedade e espírito de equipa com que o clube foi crescendo e se tornou no Maior Clube de Portugal.

Pretendo este mês mostrar algumas das minhas ideias para o Benfica, abrangendo várias áreas do clube, na perspectiva de melhorar ainda mais o orgulho de ser benfiquista. Os pontos serão vários:

- Modalidades
- Política Desportiva da Benfica SAD
- Benfica TV
- Departamento de Marketing e Comercial
- O Futuro?

Ao longo do mês, eles estarão disponíveis no Ndrangheta.

Viva o Benfica!
"

Como devem ter reparado, não houve nenhum texto durante o mês de Fevereiro, e para aqueles que estavam à espera de algo, fica já aqui o meu pedido de desculpas. O tempo pessoal e profissional não me tem dado folga para elaborar os diferentes textos. Não deixo de ter já uma resma de várias ideias para o nosso clube.

Para uns, poderá ser mais um exercício de dizer mal. Para outros, poderá ter a utilidade real: ajudar o Benfica a crescer ainda mais.

Como é óbvio, também pertenço à onda de excitação que nos dá 16 vitórias consecutivas em todas as competições. Mas também sei que as 16 vitórias não justificam tudo e que de um momento para o outro, a crise existencial que existiu entre Agosto e Novembro não pode ser esquecida.

Vou tentar ir colocando os textos aqui. Se bem que tudo será um documento completo com os mais diversos temas. A todos, as minhas desculpas.

2 comentários:

Carlos Alberto disse...

Podes enviar por fax esses textos para o seguinte numero: 217 805 604

Ao cuidado Dr. João Varandas Fernandes do Movimento Vencer Vencer para assim eles não terem desculpa nas próximas eleições?

Seria mesmo porreiro, pá!

Mister D disse...

Carlos Alberto, filho (ler com entoação à Herman José, nos tempos da Roda da Sorte):

O que seria do Ndrangheta sem uma pessoa como tu? Quando tudo parece descambar, eis que apareces e fazes disto uma enorme alegria!

Bem hajas!