sábado, 8 de setembro de 2012

O dia em que Passos salvou Vieira

Foi ontem...

E a nós? Quem nos salva?

9 comentários:

pedro disse...

podemos nós se o quisermos
É resistir conta a corrupção na política como no futebol

Carlos Loureiro disse...

Passos salvou Vieira? de quê? de quem? Explique lá isso.
Nós precisamos de ser salvos? Só se for de pretensos Benfiquistas como você.

piazzanuova disse...

Carlos, Carlos, se considera ajudar o Benfica a venda de dois jogadores nucleares, sem hipótese de repôr a perda, um acto de boa gestão, nada mais posso fazer por si.
Se o alcance da sua visão social não lhe permite entender que após o anúncio de mais um ROUBO aos portugueses, os holofotes saíram de cima de vieira para serem direccionados a passos e restante pandilha, nada mais posso fazer por si.

Cumprimentos.

Pedro disse...

O que me assusta é que o Carlos Loureiro vota! No SLB (???)) e no país!!

Carlos Loureiro disse...

Pedro, voto porque sou sócio. E ponho-vos, a vós e ao passos Coelho, na mesma dimensão: coitados de nós, Povo, de termos de levar com pessoas como vós. Não votarei em nenhum. Ele prejudica-nos e ao País, e vocês prejudicam os Benfiquistas e o Benfica.
Viva o Benfica e a sua direcção.

Carlos Loureiro disse...

A democracia, essa chatice!!!!
Meus amigos, estou siderado. Agora, o Javi e o Witsel passaram a ser dois geniais jogadores. Insubstituivéis. Se aqueles que agora acham que a sua venda é um crime lesa pátria têm que revisitar as suas anteriores posições, onde diziam que o primeiro era um desconhecido que vinha do Osasuna e o outro mais desconhecido ainda que vinha do Standard de Liége, do obscuro campeonato belga.
É tudo um problema de coerência e de honestidade intelectual. Mas, enfim, ainda há gente que acha que criticar tudo e todos é que deve ser o caminho. Esses são os que nunca deram nada ao Benfica, os que nunca se lembraram de nada de positivo, os que nunca serão capazes de discorrer uma ideia sem acusarem, difamarem, destruírem, achincalharem.
Mas ao contrário de outros clubes, a esses o Benfica não persegue, não ataca, não agride, não dispensa. É verdade, não dispensa. Porque todos os benfiquistas, mesmo aqueles que vivem de dizer mal são Benfica, têm direito à sua opinião.
É essa opinião que de 4 em 4 anos é sufragada nas urnas, como a democracia exige. E por muito que lhes custe, por muito que achem que a sua opinião é válida, ela tem sido derrotada esmagadoramente pelos benfiquistas. A realidade é esta: a maioria dos benfiquistas acha que a gestão desportiva e financeira do Benfica é muito boa. É um problema, a Democracia...

Este texto pertence ao blog Inferno da Luz e reproduz a minha opinião.

Nessuno Dorma disse...

Jovem Loureiro, e esse post persecutório é dirigido a alguém aqui do tasco? Não me parece... Vá lá votar em quem bem entender, que nós, por aqui e ao contrário de muito "boa" gente, não "orientamos" as escolhas feitas no exercício da democracia.

Mister D disse...

Carlos Loureiro,

Por haver tanta democracia é que também deixamos todos dizerem o que têm a dizer nos comentários do blog.

E por isso mesmo, por essa mesma democracia que tanto fala é que podemos considerar o argumento de que "a maioria dos benfiquistas acha que a gestão desportiva e financeira do Benfica é muito boa sem nos rirmos...

A democracia tem destas coisas...

piazzanuova disse...

Carlos, Carlos...a utilização das palavras alheias apenas serve para encapotar a falta de ideias próprias.

Sem entrar numa discussão sobre Ciência Política, meramente lhe aponto que a Democracia é a plausibilidade da crítica livre ao Poder e aos Governantes.Antes, durante e após os Mandatos.

Se isto também não computa no seu pensamento, continuo sem poder fazer nada por si.

Cumprimentos.