quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Num Blog de desporto fala-se de desporto!

"EDUCAÇÃO E DESPORTO.
Existe uma dicotomia acentuada entre o Desporto Escolar ou de prática voluntária, que é considerado irrelevante
em termos mediáticos, e a alta competição, como os Jogos Olímpicos ou a liga profissional de futebol
.
Assumir que a prática desportiva representa uma actividade social com valor intrínseco, constituindo uma
fonte de bem-estar pessoal, expressão de potencialidades, participação cívica activa e compromisso com estilos
de vida de partilha de espaços e vivências públicas, deve moldar um programa em que crianças, jovens e adultos
acedessem à prática em condições de igualdade e de qualidade.
As actuais teorizações dominantes e incontestadas reduzem o desporto ou ao combate de gladiadores profissionais
ou a actividade física de responsabilidade individual destinada a moldar e disciplinar o corpo para a
beleza e a saúde.
O resultado é a privatização e elitização de toda a actividade para o clube prestador de serviços
ou para o ginásio - abandonando o Desporto Escolar em gueto irrelevante - e a retirada do espaço público de
toda a carga associativa, educativa, de comunidade de afectos e sociabilidades que dá ao Desporto o seu valor
social. Está por fazer o estudo da participação desportiva por classes sociais.
O apoio ao associativismo voluntário, a afirmação do desporto como acto de cidadania para todos e permitindo
a todos que expressem o seu potencial de uma forma lúdica, positiva e auto-significante, representariam
também uma rotura com o passado recente de exclusão e desinteresse.
Defendemos um programa articulado de promoção da Expressão Físico-Motora no 1º ciclo do Ensino
Básico, e um programa de Desporto Escolar nos ciclos seguintes de ensino, de modo a criar igualdade de oportunidades
de participação para todos."Programa eleitoral do BE

A seguir diz o PS:


"Neste contexto, o PS propõe-se:
No que se refere à generalização da prática desportiva e ao desenvolvimento do Desporto, em parceria com as autarquias
e o movimento associativo:
• Generalizar a prática desportiva e o Desporto para Todos, apoiar projectos destinados às famílias, incentivar a participação
desportiva da mulher, estimular a prática desportiva junto dos idosos;
• Apostar no contributo do associativismo de base, em cooperação com a Confederação de Desporto de Portugal,
Federação Portuguesa das Colectividades de Desporto, Cultura e Recreio e INATEL, promovendo o desporto em proximidade,
sem descriminações derivadas do género, de deficiência ou proveniência étnica ou cultural;
• Consolidar e reforçar os cuidados e serviços médico-desportivos, prosseguindo a modernização do Laboratório de
Análises e Dopagem e optimizando o Centro Nacional de Medicina Desportiva para uma mais eficiente avaliação e
controlo de treino de alto rendimento.
No que se refere à generalização da prática desportiva e ao desenvolvimento do Desporto em articulação com as políticas
educativas e sociais:
• Consolidar o aumento da prática desportiva na escola, em articulação com o sistema educativo, contribuindo para
estender o desporto a toda a escolaridade obrigatória, em articulação com a estratégia de uma “escola a tempo inteiro”.
E estimular, em cooperação com o Ensino Superior, a expansão do desporto nas universidades e estabelecimentos

• Instituir e operacionalizar um Programa Nacional de Formação de Treinadores;
• Implementar um Programa Nacional de Ética no Desporto, instituindo de forma sistemática acções de prevenção,
formação e sensibilização adequadas à diversidade do sistema desportivo, às diferentes classes etárias, com prioridade
junto dos jovens, actualizando permanentemente o combate à dopagem, à corrupção e violência no desporto, e a
defesa da verdade desportiva;
• Promover e valorizar o voluntariado no desporto, e prosseguir o trabalho realizado no âmbito do Plano Nacional de
Acção para a Inclusão"

Amanhã vai o da CDU, e depois a direita. Quem tiver tomates, leia até ao fim e diga de sua justiça!

8 comentários:

BT26 disse...

Já que lá está o ps espero que levem para a frente aquela parte final da verdade desportiva,mas duvido...

Benfica sempre

Mister D disse...

Bom, o meu contributo para a análise pertinente do caso é o seguinte:

- Relativamente ao BE, mostra o que a utopia que os levou ao quarto lugar nas recentes eleições é a mais verdadeira, ou seja, defende o desporto igual para todos, quando não é isso que ocorre.
É facil esgrimir e discutir teoria a rodos, quando a prática é precisamente o contrário. Defender o desporto escolar, quando ele não traz nada de relevante aos jovens é como querer insistir num discurso completamente díspar da actualidade.

Relativamente ao PS, a questão do Programa Nacional de Formação de Treinadores é uma falácia melhor do que todas as falácias. Sim senhor, é uma boa ideia, mas quem paga este programa: o Estado ou os futuros treinadores?
Programa Nacional de Ética no Desporto. Vendo os últimos exemplos que têm assolado o Desporto em Portugal, é bem preciso mais do que um Programa Nacional...

Abdul Abdulaah disse...

Eu adorava tirar o Curso de Jogador de Futebol pelo programa das novas Oportunidades.
Depois chamava as TV's todas a ver qual clube me dava trabalho a jogar a bola.

António Pista disse...

Qual a pertinência deste post neste blog?

Não percebi...

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

neoprodigy disse...

Algumas considerações:


1º - Mister D... o Desporto Escolar traz muita coisa de relevante...infelizmente só traz quando existe uma correcta aplicação dele... ou seja um principio um meio e um fim. O que se passa em Portugal é q a maioria das escolas participa por participar, e não para formar. Obviamente que o quadro competitivo do DE tb é uma bela bosta mas isso são outros cinco tostões. Deixo-te este desafio, procura saber como se processa o DE na Madeira, provavelmente não verás outro sítio onde seja tão bem aplicado e aproveitado o DE como lá... Porquê... Porque existe um programa, existe um objectivo e acima de tudo existe uma interactividade entre as escolas e os clubes conjuntamente com o governo.

2º - Importa lembrar que tudo isto são propostas dos partidos logo É APENAS FICÇÃO ;)

3º - Sempre adorei essa coisa do "desporto para todos" no entanto esse todos reduz-se ao mais jovens e ao mais velhos...os restantes pagam e bem para praticar desporto. Qualquer jogador de futebol amador (atenção que amador em Portugal é só nos distritais, pq mesmo na 3ª há lá meninos a ganhar mais do que qq trabalhador qualificado a dar no duro o dia todo) e principalmente os seus dirigentes sabe quanto custa ter uma equipa... Além das inscrições (entre 40€ a 140€ por jogador), testes médicos, as buchas depois dos jogos, etc etc, ainda se paga o policiamento (cerca de 200€ por jogo na melhor das hipóteses) e a arbitragem (cerca de 100€) em campos onde por vezes não estão mais de 50 pessoas digam-me onde é q pode existir possibilidade de sobrevivência dos clubes?? Recomendo uma visita a www.football.ch cliquem numa qq associação regional e verifiquem o numero de divisões, e de equipas por divisão... vão ver q se surpreendem. Ahh e os jogos são em campos relvados sempre...

Desporto para todos...pois sim....

Bruno Pereira disse...

Adorava ver discutido a sério o Desporto Escolar.

Seria genial ver "isto" quase como nos estados unidos, onde o desporto escolar é visto como uma bandeira da escola.

Poder "dar" competição as crianças não federadas tem obrigatoriamente de ser muito mais do que meia duzia de corta-matos, e torneios de mini-volei.

O fomentar da pratica de actividade fisica deve ser uma das prioridades dos conselhos directivos por este país fora.

Criar hábitos de praticar actividade fisica, a longo prazo, é traduzivel numa redução enorme de custos na Saúde.

Além de que... cada vez mais os clubes são elitistas, só quem pode pagar é que lá chega e sendo assim... tantos e tantos talentos ficam por descobrir.

Em toda e qualquer prespectiva vale a pena apostar no Desporto Escolar.

Seja em ganhos de qualidade de vida do cidadão comum, seja em identificação com a escola e a comunidade, seja numa prespectiva de captação de talentos para o desporto federado.

Nesse aspecto, temos imenso a aprender com os USA.

Henrique disse...

O problema do desporto escolar em portugal é apenas um: os professores não se empenham com aquilo porque lhes dá trabalho.

piazzanuova disse...

Henrique, esse comentário tem tanto de injusto como de absurdo.

E não é um professor quem to diz!

Vamos lá a abandonar os preconceitos propagandísticos por favor.

Abraço.