quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Perante a classe política portuguesa, os dirigentes desportivos são uns anjinhos!

Se aqui no burgo se falasse de política, face às declarações daquele moinante que anda por Belém, escreveria, alegremente, 1000 linhas de prosa!

5 comentários:

JNF disse...

Gostei de ouvi-lo dizer "e-meils"

Biscas disse...

Venho, solenemente, junto dos Capos, informar que nasecu hoje o António, filho deum nosso amigo e caro consócio que, como não poderia deixar de ser, cerca de seis horas de vida após já estava civilmente registado. Como é óbvio, como sócio n.º 200.179!

Que alguns de nós - os que não tiveram a sorte de serem vinculados, no papel, desde a primeira hora - sigamos o mesmo exemplo. Nós sabemos porque os nossos filhos nos hão-de agradecer!

Viva o Eterno Glorioso!

piazzanuova disse...

Escuto? Não escuto? Ninguém me escuta?

Maria? Escutaste?

Não...de facto ninguém me escuta...vou mas é comer bolo-rei!

biohazard disse...

Pois, estás a fazer figura de andrade.
Tanto criticam a não validade das escutas que quando dão jeito até são uma coisa inaceitável.

É a primeira vez, em Democracia, que um Presidente da República é escutado pelo Governo, mas para vós está tudo bem.

José Sócrates tem todo o perfil para ser o próximo presidente do Fruta Corrupção e Putedo.

SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS

JNF disse...

A diferença entre umas escutas e outras é que umas estão efectivamente provadas, outras, [por agora] são só suposições.