sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Sr. Branco e Dr. Rangel

Ando nas experiências de votações no Benfica desde 1997. Nesse ano, Luís Tadeu, Abílio Rodrigues e Vale e Azevedo discutiam a Presidência do clube, depois de Manuel Damásio ter tido um laivo de benfiquismo ao demitir-se, após não ter atingido os objectivos a que se tinha proposto para o clube (coisas raras neste tempo...).
A minha escolha recaíu em Luís Tadeu, porque tinha o projecto mais ambicioso para a altura e porque Vale e Azevedo não era, claramente, a melhor escolha. Nesta guerra de interesses, Abílio Rodrigues desiquilibrou as contas e, se tivesse tido a humildade de ver o que se estava a passar, deveria ter abdicado da candidatura e prestado um serviço ao benfiquismo.

Três anos depois e com o caos instalado, novas eleições, com Vale e Azevedo e Vilarinho. A escolha recaíu em Vilarinho, essencialmente para correr com Vale e Azevedo. Por tudo o que fez, e o contrato da Olivedesportos não serve para atenuar, Vale e Azevedo não foi digno de ser Presidente do Benfica. E por isso mesmo, em 2000, a escolha era mesmo tirá-lo do poder.

2003, 2006 e 2009 foram anos em que o voto em branco tomou conta do meu pensamento, porque a mesma memória que serviu para olhar para os melhores interesses do Benfica e para o seu bem, é a mesma memória que viu um sujeito aproveitar-se do Benfica para os seus negócios pessoais.
Os putativos candidatos de 2003 e 2009 de pouco serviram para contestar o que tinha de ser contestado: as mentiras e incoerências dos discursos, a compra maciça de jogadores sem qualidade, o apoio a estruturas corruptas do futebol português, sempre em prejuízo do Benfica sem a devida defesa, a introdução de adeptos de outros clubes em posições chave do clube e o aumento das dívidas ao longo dos últimos anos mostram bem o meu "amor" pelo senhor Vieira e pela sua obra.

Este ano apareceu Rui Rangel e traz, pelo menos, ideias. Ideias para se discutir o Benfica, abertura para ouvir os sócios e adeptos e traz também classe, que é uma coisa que tem faltado nestes últimos anos ao clube. Mas falta mais, muito mais! As perguntas que coloquei durante a semana têm respostas muito vagas no programa eleitoral do Dr. Rangel. Do lado de Vieira, nem vou comentar o que quer que seja de um sujeito que usa as casas do clube como suas e como seu "braço armado", que impede a livre discussão de ideias nos órgãos de comunicação social do clube e que usa a propaganda para atemorizar as pessoas com o célebre "regresso ao passado".

É bom que se note, que a bem do Benfica, a nação benfiquista uniu-se para correr com Vale e Azevedo, dando oportunidades atrás de oportunidades a Vieira para colocar o clube no trilho do sucesso. Isso não aconteceu e a culpa não foi dos árbitros.

Se Rui Rangel, no prazo de uma semana não apresentar mais do que as vagas ideias que tem mostrado, o meu sentido de voto tomará o mesmo destino dos últimos anos, optando pelo sr. Branco, em detrimento de um futuro melhor para o nosso clube.
Dr. Rangel, tem uma semana para provar efectivamente que merece uma oportunidade. Faça por isso! A bem do Benfica!

Viva o BENFICA!

2 comentários:

lp22 disse...

Entrevista a Rui Rangel

http://farmacia-franco.blogspot.pt/2012/10/entrevista-rui-rangel.html

zizou disse...

É exactamente esta a minha situação em relação às eleições de dia 26.

Recuso-me a votar no actual Presidente, mas não vejo a lista de Rangel como A alternativa que desejamos... É esperar até dia 25 para ver o que nos podem dar mais...