terça-feira, 10 de março de 2009

Conselheiros, rameiras e bichos do mato

No julgamento do Sr. Jorge passa de tudo: Conselheiros que sabiam da corrupção genética no futebol português, rameiras que ficam à porta para agredir testemunhas e bichos do mato.
São estes espectáculos que explicam o que é o futebol português. Não o actual, mas o de sempre e, segundo parece, o que se perpetua.
Para pior, o Sr. Duarte, que enquanto apitou mostrou, à saciedade, tudo aquilo que era capaz, teve o descaramento de dizer que foi a casa do Sr. Jorge para interceder pelo Pai, Sr. Azevedo Duarte, que enquanto árbitro também mostrou tudo aquilo que era capaz.
Ou seja, o material genético não engana...

Sem comentários: