quarta-feira, 18 de março de 2009

E para que fique claro

Acho Quique o melhor treinador que o Benfica teve desde Eriksson (exceptuando Mourinho) e seria mais um erro monstruoso não ficar mais um ano.

9 comentários:

APLANE disse...

Boas...Cosimino...

Então como me explicas que não jogamos uma porra...
E a equipa, parece me boa...

não vejo nada no futebol do Benfica que me dê a entender que o Quique é assim tão bom..

Espero que estejas certo. Porque sou a favor da estabilidade...e prefiro que ele fique..

Só espero que, se para o ano, à primeira derrota, ele não seja despedido... E começa tudo do zero outra vez...

Fica bem

Cosimo Damiano disse...

Treinador novo, meio campo novo, ataque novo. Isto explica em parte o que se passa.
Depois, se se desse mais atenção às entrevistas dadas pelos jogadores perceber-se-iam coisas interessantes como esta.
Luisão afirmou há muito pouco tempo que depois de 6 (seis) épocas no Benfica começou a marcar pela primeira vez o espaço.
Isto demonstra a tragédia que tem sido a política desportiva do Benfica.
Quique está praticamente a ensinar a maior parte do plantel a jogar futebol.
Sem tirar nem pôr é isto que se passa.
Há mais mas dedicarei um post a este tema.

Cosimo Damiano disse...

E mais uma coisa, nos últimos tempos tem faltado Amorim.;)

... disse...

um ano? cinco!

Pedro disse...

Apesar de achar que é lento a ler o jogo numa coisa melhorou no Benfica. A equipa está mais compacta e já não perde a posição (ou noção dos espaços) como em anos anteriores.

Cumps

Jorge disse...

Modelo de jogo (desde do Eriksson que não existe no glorioso)métodos de treino novos, adaptação dos jogadores a esta transformação.
Benfiquistas, deixem os treinadores e jogadores trabalharem com o tempo necessário para que os resultados apareçam.
Jorge Santos

Margem Sul disse...

Eu quando acho qualquer coisa vou entregá-la à secção de perdidos e achados...

Jorge disse...

Margem Sul: Fazes bem, é de gente honesta

Abdul Abdulaah disse...

Erro seria o Quique nao ficar no minimo mais dois anos!