quarta-feira, 18 de março de 2009

Não se pretenda reescrever a história.

O senhor Gaspar Ramos deu muitíssimo ao Benfica. Muito mais do que qualquer um que o crítica. E de certeza que não ganhou um décimo do que muitas outras pessoas que agora o atacam.

O senhor Gaspar Ramos ganhou 5 campeonatos e esteve presente em duas finais da Taça dos Campeões Europeus.
O senhor Gaspar Ramos foi o primeiro e único dirigente a atacar o Papa e enfrenta-lo no campo de batalha.

O senhor Gaspar Ramos deveria ser uma figura consensual no Benfica.
Não o é porque o sistema o atacou a ele como a mais ninguém e porque os benfiquistas "compraram" o peixe que se lhes vendeu.

O senhor Gaspar Ramos não fez parte da segunda equipa de Damásio e foi o único a enfrentar Artur Jorge na destruição do plantel campeão.

Mais, quando o gatuno se quis apropriar do Benfica, como muito bem ele mesmo referiu, não me lembro de ter visto o senhor Vieira (estaria certamente ocupado a tratar de roubar jogadores ao Benfica para os entregar a Norte) ou senhor João Gabriel fazerem qualquer tipo de diligência. Mais uma vez, em nome do Benfica, o senhor Gaspar Ramos disse presente.

Já que a ingratidão tem sido nos últimos anos imagem de marca do Benfica, por mim aqui fica o meu muito obrigado ao senhor Gaspar Ramos. Concordando ou discordando da sua opinião é sempre uma voz que respeito.
Este baixo nível no ataque, este ou os feitos anteriormente pelo presidente, em relação ao homem que nos últimos 25 anos mais títulos deu ao futebol do Benfica soam-me sempre a uma demonstração de anti-benfiquismo.
Se não pelo muito que este senhor deu ao Benfica então pelo desrespeito à liberdade de expressão que é, não tenham dúvida, o principal pilar da nossa grandiosidade.

10 comentários:

3 Gloriosas Estrelas disse...

Homem de confiança de Jorge de Brito e de João Santos.

Tinha controle sobre os empresários e os melhores vinham para o Benfica: Sven Goran Erikson, Mozer, Ricardo Gomes, Aldair, Elzo, Valdo, Thern, Schwarz, Magnuson, Vitor Paneira, Rui Águas (foi buscá-lo aos corruptos) César Brito, Isaías, Kulkov, Yuran e Mostovoi (trio russo que Manuel Damásio deixou ir para os corruptos) sem esquecer Futre.

E é verdade, Gaspar Ramos enfrentava o corrupto-mor sem papas na lingua.

Os tempos mudaram, porém, o futebol está agora na mão de 2 ou 3 empresários que fazem o que querem e os corruptos já dominam, coisa que não acontecia ainda (totalmente) no tempo de Gaspar Ramos.

De qualquer forma parabéns pelo post a relembrar o que muito deu este Benfiquista ao Benfica.

sigmund disse...

Não podemos nem ver apenas o lado negativo, mas tb nao podemos ver apenas o lado positivo de Gaspar Ramos. Se é certo que está ligado a um período de sucesso do Benfica, tb está ligado à origem do período descendente, na presidência de Manuel Damásio. Não foi apenas pelo "Jardel não serve para o Benfica" (embora esse tenha sido um erro histórico) mas por ter acumulado uma série de más decisoes nesse período.

Tb há que salientar que a sua opiniao seria melhor aceite se fosse manifestada no final da época ou, pelo menos, numa fase mais calma da época. O facto de só se fazer ouvir após derrotas ou em períodos menos felizes torna-o um abutre.

O que de bom ele fez pelo Benfica não pode servir para apagar o que de mal tb fez, nem pode permitir que use o destaque que alguma CS ainda lhe reserva para agudizar ainda mais os nossos problemas. Não vejo em como estas declarações, nesta altura, possam ter servido para ajudar a resolver o que quer que seja.

... disse...

enfrentava o papa. mas nesse tempo, o benfica ainda tinha algum poder. hoje, tem zero.

e hoje em dia, gaspar ramos nao perde uma chance de queimar o benfica sempre que ha um resultado negativo, contribuindo para a instabilidade.

contribuindo para a rota do insucesso, que é onde leva a constante queima de treinadores.

ah! e muito ganhou atraves do benfica.

No.Worries disse...

Mas se o gaspar ramos deu tanto ao Benfica, participou na conquista de tantos títulos e se devia ser uma figura consensual dentro do clube, ele só tem uma coisa a fazer: candidatar-se à próximas eleições.

Caso contrário é apenas mais um que fala para criticar tudo e todos quando as coisas não correm bem.

E se ele foi dos primeiros a a enfrentar o bimbo corrupto, porquê que em vez de o continuar a fazer anda a enfrentar quem está dentro do clube?

Pelicano disse...

Mas desde quando é que um sócio é obrigado a candidatar-se seja ao que for só por discordar, e torná-lo público, da actuação da direcção em funções?

Cosimo Damiano disse...

Desde que Vieira é presidente.
Ou se diz ámen ou se é um achincalhado.
Mas se recuarmos um bocadinho no tempo encontramos outro personagem que quando era atacado respondia que estavam a atacar o Benfica.

Pelicano disse...

Mas não os misturemos... Acredito que as motivações de cada um sejam totalmente diferentes!

Cosimo Damiano disse...

Não disse isso. Só aponto coincidências de estilo.

LC disse...

cosimo damiano, "O senhor Gaspar Ramos não fez parte da segunda equipa de Damásio e foi o único a enfrentar Artur Jorge na destruição do plantel campeão." esta afirmação não é verdade.

No ano que vieram Paulo Pereira, Nelo, Tavares, Cannigia, Edilson e outros tantos mais o Boi do Artur Jorge o Gaspar Ramos era o responsável pelo futebol do Benfica.

Cosimo Damiano disse...

Isso foi o primeiro ano de Damásio.
E foram públicas as guerras do senhor Gaspar Ramos com Artur Jorge.
Jogadores como Stanic, escolhido pelo senhor Gaspar Ramos, foram boicotados pelo Jorge.
Infelizmente Damásio e sus muchachos deram cobertura ao Jorge e ostracizaram G.Ramos. Os resultados foram os que se conhecem.