sexta-feira, 13 de março de 2009

Jura, take II

«Fui então ter com o presidente a Espinho, onde se realizava o primeiro aniversário dos dragões daquela cidade, e ficou decidido que eu continuava treinador do FC Porto. Depois da festa, a caminho do parque de estacionamento subterrâneo, disse-me: “Juro pela saúde da minha filha que caso você fosse embora não era o Mourinho que o vinha substituir. Porque eu telefonei para a Grécia, para o Fernando Santos, a saber se ele queria ocupar o seu lugar.” É importante referir que esta conversa decorreu em Janeiro. Porque tanto no livro do José Mourinho como no do próprio Pinto da Costa, ambos confessam que o contrato foi celebrado no dia do aniversário do presidente do FC Porto, que é a 28 ou 29 de Dezembro. Basta consultar os livros. Ora, como é que o Pinto da Costa teve cara para me dizer, em Janeiro, que o Mourinho jamais me iria substituir? Ainda por cima jurando pela saúde da filha? Que homem e´ este?»

Aqui.

2 comentários:

Pedro disse...

Q bela recordação!!!
:)

Eles bem podem controlar as TV's e os jornais...mas controlar a blogoesfera vermelha é que é mais dificil!!!!

hk disse...

Não me quero iludir pensando que vamos ver este nojento exemplo de como funciona muita coisa em Portugal pagar pelo que fez.
Espero só que o Benfica e os Benfiquistas recuperem o seu lugar e que com o habitual fervor coloquem ele e a sua gentalha no devido lugar.
Só nós sabemos o nojo que é enfrentar tudo isto.
Venceremos!