sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Fruta? O que é fruta?

O processo da fruta foi arquivado para sempre. Sem mais, parece que o depoimento da senhora, que o papa descobriu no "calor da noite", foi tido por não sério, por falta de credibilidade da dita testemunha.
Com este passo, sabemos de três coisas: que à mulher do papa não basta parecer séria, convém, mesmo, sê-lo - até porque o pequeno papa levou-a ao beija mão à casa do grande Papa -, que se a mulher do papa não é séria, o papa, que quando a conheceu já a sabia rameira, também não o deve ser e que no país do papa, fruta não rima com puta.
Como, além de país do papa, somos um país de filhos da puta, resta pedir que, se de puta se trata, que se mate a fome com aquela fruta!

3 comentários:

Sérgio_alj disse...

É por isso que eu sou a favor da Independência do Reino do Algarve!!!
Para sair de vez desta merda de país!!!

Kaiser disse...

A censura cagona voltou a atacar: o meliante (que hoje vejo apenas como um "projecto de asno") não gostou e apagou...

Passaralho disse...

Só acho que se o meliante é assim tão meliante, o que não duvido, mas não li, nem se deviam de dar ao trabalho de lhe dar "cliques"...
Mas isso sou eu que digo...

Cumprimentos,