terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

A raíz do problema

Miguel Veloso não saiu do Sporting por uma razão simples: a libra caiu a pique e igualou o Euro.
Ou seja, se a proposta de 10 milhões de libras tivesse sido apresentada há seis meses, tinham entrado nos cofres do Sporting cerca de 15 milhões de €. Como a proposta foi apresentada agora, entravam cerca de 10 milhões de €.
E a questão fulcral é esta: nas entelinhas todos percebemos que a desvalorização da libra (ou pelo menos a equiparação da libra) é para manter e situa-se no âmbito de uma política global do governo inglês. Assim, os clubes europeus, todos eles tendencialmente vendedores para o grande mercado inglês, que se habituem à descida do valor dos passes.
Considerando o chamado esforço económico, o Bolton, ou qualquer outro, não vão inflacionar o mercado - se falarmos em libras - quando a ideia é equiparar as moedas.
E isto, lamentavelmente, tanto serve para os jogadores de futebol, como para todos os produtos que os europeus queiram exportar para Inglaterra.
Agora, perguntam-me V. Exas., devia o Sporting, tendo em consideração esta contigência do mercado monetário, ter aceite a proposta do Bolton, ou deve esperar pela recuperação da libra?
É que se a libra se mantiver equiparada, não me parece que consigam mais de 10 milhões de libras pelo passe de Miguel Veloso. Mas caso a libra suba e o Sporting consiga, em Junho, pelos mesmos 10 milhões de libras, 12 ou 13 milhões de €, estamos perante uma boa jogada do seu Conselho de Administração!
O mesmo, saliento, se passou com a proposta apresentada pelo Stoke City ao Benfica, que pretendia pagar - confirmei hoje que a notícia de " A Bola" correspondia à verdade! - 5milhões de libras por Yedba.

Sem comentários: