quarta-feira, 23 de junho de 2010

O Benfica e a tv - 2

Olhando para o post do Astutillo e para os comentários, sinto-me com vontade de esclarecer algumas coisas no que à TV diz respeito.

Em Setembro de 2008, Bessa Tavares, o administrador da Sport Tv dizia que o canal tinha de agradar a 600 mil assinantes. Presumo que o número tenha aumentado, com a implementação do MEO e respectivo crescimento, mas peguemos nestes números.

600 mil assinantes a 25 Euros por mês (Valor da assinatura com direito a Sport TV 1, 2, 3 e HD) dá 15 milhões de euros por mês, pelo que ao final do ano, só a Sport TV em valores de assinatura ganha 180 milhões de euros, fora a publicidade que gera.

Segundo dados do mesmo ano (2008), o Futebol Finance tem um artigo onde fala sobre as diferenças entre outras ligas e a portuguesa, mas o parágrafo que mais me chamou a atenção foi este: "A Olivedesportos paga por ano entre 42/48 milhões de Euros pelos direitos TV de todos os clubes da Liga Sagres. O último classificado da Premier League recebeu 36 milhões de Euros em direitos TV no último ano. O último classificado da Ligue 1 têm garantidos pelo menos 15 milhões de Euros por ano. Os 3 grandes portugueses ganham anualmente entre 8 e 9 milhões de Euros cada em direitos TV. Os direitos colectivos da Liga Grega foram vendidos por 54 milhões de Euros no seu ano de arranque. Só o detentor dos direitos beneficia actualmente da venda dos direitos TV internacionais."

Os três grandes ganham cerca de metade dos valores que a Olivedesportos paga a todos os clubes da Liga Portuguesa. No total, os clubes portugueses recebem cerca de um quarto do a Sport TV recebe só em assinaturas.

Vamos a outro exemplo. A Sport TV é distribuída pela Zon, pela Meo e por todos os outros operadores de televisão por cabo. É possível ver Sport TV em África, através do Sport TV África, que cobre cerca de 50 países. A Benfica TV começa a ser distribuída em África, na Suíça, na Ásia e nos EUA, conforme as recentes visitas de Luís Filipe Vieira confirmam.

E agora, qual o modelo de negócio?

O Benfica acaba o contrato que tem com a Sport TV em 2013. Um contrato vergonhoso que foi feito na altura entre amigos, por causa de Vale e Azevedo, segundo rezam as crónicas. Um contrato que dá ao Benfica por ano, metade do que a Sport TV recebe por mês em assinaturas. É pouco! É muito pouco para aquilo que o Benfica representa SÓ no plano nacional.

E o Benfica recebe esse valor (cerca de 8,9 milhões) pelos jogos em casa só para transmitir o jogo. Ou seja, o Benfica recebe esse dinheiro para a Sport TV contratar a preço baixo de mercado produtoras televisivas para que estas lhes transmitam o jogo. Falta o resto. E o resto numa transmissão televisiva é a publicidade antes, ao intervalo e depois dos jogos. Essa o Benfica nem lhe toca, assim como na primeira linha de publicidade ao nível do relvado. E como o Benfica não lhe toca, tem de ser ressarcido por isso.
Voltemos às contas...
9 milhões de euros por ano (analisemos por excesso) em 15 jogos dá 600 mil euros por jogo. Ainda não há medidor de audiência no cabo, mas peguemos no último Benfica - FC Porto da Final da Taça da Liga que teve cerca de 55% de share, ou seja, em 100 pessoas, uma média de 55 viram o jogo. Isto influencia tudo, senão vejamos para a época passada aqui. Nos jogos transmitidos em sinal aberto, no Top 5 de maior audiência, 4 deles são do Benfica, e desses 4, 2 são fora e 2 são em casa.
E isto paga-se e bem, em publicidade, independentemente de como o mercado esteja, o futebol é imune ao mesmo.

Quando se fala em valores para o dobro do valor, creio que o Benfica terá de ter uma posição muito mais séria do que a que tem tido, especialmente, quando é equiparado aos outros dois clubes, em termos de dinheiro.

E onde entra a Benfica TV?

A Benfica TV entra no universo benfiquista. Obviamente que a própria estação, pertencente ao clube, não tem capacidade financeira para comprar os direitos televisivos. Mas os seus parceiros têm e muito. A PT é um deles. E se efectivamente quer levar o Meo para a frente, nem que seja à custa do Benfica, tem de o fazer mas com os interesses devidamente acautelados. E aí, o dinheiro que se paga para se ter uma Sport TV, pagava-se menos a uma Meo e via-se os jogos do Benfica. Pelo menos, os que são em casa.

Onde entra a Liga?

A Liga de Clubes entra para dar um murro na mesa e ser equitativamente justa. Se há um clube que consegue encher o Estádio de Leiria, se há um clube que consegue encher os restantes estádios do país, esse clube tem de receber mais do que os outros. É simples e óbvio. Nos países evoluídos é assim que se faz e o concurso deverá ser aberto a todos. E não nesta salganhada jurídica que foi criada para ajudar o amigo Oliveira, para deter o monopólio.

A lógica?

A lógica é dificil de explicar, mas a haver renovação de contrato com a Olivedesportos, estamos a contribuir para que continue a haver o monopólio que continua a haver e a levar com os números que temos levado. Ou efectivamente a Olivedesportos se chega à frente com uma proposta onde o Benfica consiga aproveitar o retorno financeiro da marca que é, ou então existirão empresas dispostas a dar o que é merecido. Disso não tenho dúvidas. Basta o Benfica querer...

4 comentários:

VeRMeLHoVZKy disse...

Excelente post, mister D.

RP disse...

Excelente, sem dúvida.

E para mim, como foi dito pelo piazza nos comentários do post anterior, o que me vai fazer mais impressão vai ser os corruptos e as osgas a receberem o mesmo (ou mais!) que nós.

Mas pronto, o sr é amigo e foi amigo e tal... Coitadinho...

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

MS disse...

Hoje, 25 de Junho, a seleccao portuguesa joga com a brasileira na discussao do apuramento para os oitavos de final do Mundial 2010, o que prende a atencao dos portugueses.
Espero, fazendo figas, que o dia passe rapido e sem nenhum comunicado da SAD Benfiquista.

piazzanuova disse...

Então? O que é que há?