segunda-feira, 7 de junho de 2010

Silly Season

Como silly season que atravessamos, andamos distraídos com certas coisas. Com um guarda-redes competente, com o anormal do agente do Cardozo, com as declarações do Di Maria aos colegas e esquecemo-nos que hoje há eleições na Liga de Clubes.

Não é preciso relembrar porque é que Hermínio Loureiro saíu. A disparidade dos castigos dados por Comissão Disciplinar da Liga e Conselho de Justiça da Federação fez com que o oliveirense saísse da Liga, mas as ameaças de que foi alvo pela parte de Adelino Caldeira também terão contribuído para a sua saída.

E quem entra agora? Fernando Gomes, ex-administrador da FC Porto SAD, que segundo os nossos amigos jornalistas, saíu incompatibilizado da SAD. Segundo o Papa, queria experimentar outros territórios. E mesmo assim, o território que escolheu tem sede no Porto.

O problema agora é que o candidato que se apresenta goza do apoio de todos os clubes e isso é mau. Porque o consenso em Portugal tem dado resultados muito pouco rentáveis para os próprios clubes, alimentando o mesmo de sempre, mais a norte.

Por isso, é com apreensão que vejo esta eleição e que vejo um consenso "estranho" à volta do candidato e futuro Presidente da Liga. Porque não saíu chateado da SAD do FC Porto e porque o legado não vai ser fácil.

Atenção, muita atenção é preciso ter. Espero que desta vez, estejamos atentos a tudo o que se vai passar...

4 comentários:

APLANE disse...

Já foi eleito...38 a favor, 3 abstenções...

Ao que parece tb votámos nele...

Ps: Eu estou mais preocupado com o GK, do que com as eleições da Liga...

Não há meio de se saber quem aceitou vir para o glorioso...

GeracaoBenfica disse...

O tema muitíssimo preocupante, efectivamente

APLANE disse...

"Tenho 58 anos. Sou casado há 34. Tenho 3 filhos. Sou economista. Sou determinado. Sou portista. Sou perfeccionista. Gosto muito de desporto e adoro futebol"

Primeiras palavras de F.Gomes...

Isto promete...

Mister D disse...

Meu caro Aplane:

O GR interessa como interessa quem virá mais, assim como quem vai sair.

Mas o que interessa mesmo é saber se o Benfica está disposto a contribuir para que tudo volte ao mesmo de há 30 anos para cá.

E era bom que se explicasse o apoio ao candidato e em que pressupostos foi feito.

Isso sim, seria importante.

O GR há-de aparecer...