quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Simples: o monstro já lá estava!

Ontem, enquanto comia um prego depois da Assembleia, com amigos benfiquistas - daqueles que vão a assembleias importantes -, falou-se, com algum grau de certeza, que o árbitro do clássico seria Olegário.
Ora nesse mesmo restaurante, depois de um célebre Benfica - porto arbitrado por Olegário, o actual treinador tripeiro, perante uma série de comensais, disse: foi a pior arbitragem que vi na vida! Isto é uma vergonha! Eu estava lá e ouvi.
Será que algum jornalista, caso Olegário seja confirmado, vai fazer a pergunta certa a Basualdo Ferreira?

6 comentários:

Pedro F. Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J G disse...

sempre foste ao prego no meio da chuvada!
:)

abraço

HMF disse...

Meus caros,

Tenho este "feeling benfiquista" que quero partilhar convosco.

Há dois anos atrás estávamos a um ponto do Porto e jogamos na Luz com eles tendo perdido por 0-1 com um golo do Quaresma, eu estava lá e sei o que me custou essa derrota. Julgava que íamos ganhar e passar para a frente deles dois pontos. Depois desse jogo foi o que se sabe culminando com a época saída do Camacho etc. O que me custou ver o Rui Costa no seu último jogo no Benfica (a ser substituído pelo Bynia!) sabendo que o seu (nosso) clube do coração tinha feito uma má época, o Rui não merecia deixar os relvados assim... mas adiante...

Desta vez a história é ao contrario, eles estão a um ponto e a pensar que por o Porto C nos ter tirado 2 pontos no fim de semana passado serão capazes de chegar ao topo. Pois bem irão perder e a somar a isto tudo o Braga também irá perder pontos ficando o Benfica em primeiro isolado no seu lugar por destino!

PS- Vai uma aposta que o juju não se aguenta até final da época?


Cumprimentos,
Helder Matos Fernandes

Mr. Shankly disse...

HMF, nesse jogo estávamos a 4, e ficámos a 7. na semana a seguir perdemos em Belém e ficámos a 10.

Pedro F.Ferreira disse...

;)

inespugnabile disse...

Fui... melhor, fomos! E por casualidade lembrei-me dessa história e de outras do Basualdo.

Por pudor, não conto no blog, mas ao vivo hei-de referir!