quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Notas soltas

Mourinho embarca na cruzada moderna, atirou-se ao impacto do Ramadão na performance física dos atletas. Concordo. As tradições e práticas culturais devem ser respeitadas, mas se há espaço para receber o dinheiro "infiel", também o deve haver para agir de modo a manter o nível de produção.


Esvaziar-se-iam os pneus dos autocarros lusos se o sistema de pontuações fosse como no Torneio de Amsterdão(ponto extra por cada golo marcado)?


Na longínqua estepe, César prepara-se para tomar as rédeas do "monstro". Alea jacta est.

10 comentários:

Éter disse...

E esperemos que "Veni, vidi, vici"...

Mr. Shankly disse...

Eu não concordo. Acho que cada um é livre de se exprimir como quiser. Se quiser jejuar, jejua. Se os clubes não quiserem contratar muçulmanos ortodoxos, não contratam. Toda a gente fica feliz.

vafm67 disse...

.
Os miseráveis II


1 – O nosso País viveu quase 50 anos sob o manto da ditadura fascista, com o 25 de Abril de 1974 houve uma enorme descompressão que se traduziu em muitos exageros. Foram as nacionalizações em série, as ocupações de propriedades durante a Reforma Agrária, a descolonização precipitada, desorganizada e não planeada, etc, etc, etc.
Os Portugueses até se gabavam de sermos a Nação mais Democrática do Mundo, o grande problema é que se confundiam focos de anarquia com liberdade. Felizmente as coisas foram ganhando caminho e hoje temos uma Democracia com muito maior maturidade.
Para se eliminarem os focos de anarquia teve que se legislar em todas as áreas, a quase todos os grupos profissionais foram aplicadas Leis no sentido de tornar as coisas mais responsáveis.
A quase todos …
EXCEPTO À COMUNICAÇÃO SOCIAL DESPORTIVA … !!!

2 – Nas sociedades modernas, a comunicação social é considerada o 4º Poder, só que ao contrário dos outros 3 poderes instituídos, a comunicação social não é fiscalizada por absolutamente ninguém ( A ERC é pouco mais que decorativa ) nem é democraticamente eleita.
Estará `a margem da Lei?
Afinal, que tipo de legitimidade julga esta gente que ostenta, para se arrogarem o direito de “não prestarem contas a ninguém” … ???
Como se chegou a este ponto … ???

3 – A auto-regulação é uma treta e sinónimo de focos de anarquia, e os políticos não têm “tomates” para se meterem com a Comunicação Social. Politico que se dê só ao luxo de pensar em pôr ordem na Comunicação Social é implacavelmente linchado na praça pública.
Por isso os jornalistas fazem sistematicamente tábua rasa do Código Deontológico!

4 – Se no geral, a situação na Comunicação Social é má, a Comunicação Social Desportiva vive literalmente à margem da Lei. Um albergue de delinquentes intelectuais!
Em primeiro lugar porque o futebol é um jogo de paixões fortes que resvala com bastante facilidade para a cegueira total; e em segundo lugar porque com os pouquíssimos poderes que detém, a ERC nunca conseguirá arranjar coragem/argumentos para poder fazer frente a esses cego-delinquentes.

5 – O alvo predilecto dos delinquentes da CS é a arbitragem, os campeonatos ganham-se com pontos e arbitragens traficadas podem valer muitos pontos e títulos.
Na história do futebol sempre houve distinção entre “braço na bola” e “bola no braço”, na sua ânsia de levar os verdes-azuis ao colo, na última jornada os delinquentes da CS deram uma estocada letal nessa distinção.

6 – Logo no início do jogo entre o sporting e o Braga, houve um remate “à queima” do sportinguista Liedson, houve contacto entre a bola e o braço do defesa do Braga, a CS diz que é pénalti. Em favor desta tese argumentam que o remate ia para a baliza.
Ora que coisa! Obviamente! Estas situações acontecem ( quase ) sempre nos remates à baliza feitos “à queima”, a distância entre os jogadores é muito curta, e os defesas por instinto têm tendência a colocar o braço à frente do corpo para se protegerem.
É um movimento perfeitamente natural para aquelas situações!
Além disso, se a bola não batesse no braço do jogador bateria no seu corpo, por isso parece-me despropositado penalizar estas situações com grande penalidade.

7 – Depois de muito tempo, ontem voltei a ler o jornal ( o jogo ) da Máfia, as coisas são tão despudoradas que, além da cegueira, quase todos conseguem sentir o cheiro nauseabundo e mafioso do tráfico de influências.

vafm67 disse...

.
8 – No jogo porto-Nacional, sensivelmente a meio da segunda parte, na área Nacionalista houve um remate ( à baliza ) de um jogador portista, o defesa contrário fez um carrinho e conseguiu cortar a bola com o pé, só que ela ressaltou para o braço.
Com o seu olhar de lince mafioso, “o jogo” conseguiu detectar intencionalidade do defesa naquele lance, mas como se demonstra de seguida não passa de argumentação barata, rocambolesca e traiçoeira.

9 – Segundo “o jogo”, depois do ressalto o defesa fez um gesto sub-reptício com o braço de modo a desviar ( intencionalmente ) a bola.
É OBRA!
Num ressalto a trajectória da bola é imprevisível, entre o ressalto e o contacto da bola com o braço passaram-se apenas umas fracções de segundo. Ou seja, o defesa teve que processar a informação do ressalto de modo a elaborar mentalmente a trajectória da bola e depois teve ainda de elaborar um plano ( sub-reptício ) de modo a desviar ( intencionalmente ) a bola …
TUDO ISTO NUMA FRACÇÃO DE SEGUNDOS … !!!
SE O GOVERNO CONSEGUISSE DESTAS OBRAS … PORTUGAL SERIA IMPARÁVEL!
Acho que não é preciso consultar nenhum génio em Neurologia, nenhuma mente normal conseguiria fazer tudo isto numa fracção de segundos, só um cérebro superior e sobredotado o conseguiria.
E não me conta que existam cérebros sobredotados a jogar futebol … !!!

10 – São muitos anos “a virar frangos” … por isso mesmo! … não! … não me esqueci! Eventualmente o defesa podia ter reflexos super rápidos e ter feito “uma defesa” por instinto, mas isso seria até improvável para um super guarda-redes.
E não me consta que haja muitos guarda-redes como o Buffon …
Quanto mais centrais!
Além disso, mesmo as defesas por instinto costumam ser feitas com as mãos e não com os braços.

11 – Mais um pénalti forçado a favor do fcp, um daqueles lances que se tivesse sido a favor do Benfica seria catalogado de escandaloso pelos delinquentes de serviço da CS.
A partir de agora, para os marginais CS, todos os contactos entre a bola e braços/mãos na área dos adversários dos verdes-azuis serão classificados de sub-reptícios … logo … pénalti!
Nas áreas dos adversários dos verdes-azuis foi decretada ( institucionalmente, pelos criminosos CS ) a extinção de “bola na mão”, a partir de agora só existirá “mão na bola”.
Obviamente que nas áreas dos verdes-azuis só existirá “bola na mão”!
Aliás, como tem acontecido várias vezes nas últimas épocas na área do azul clube corrupto, onde práticamente nunca é marcado pénalti nestas situações.
Vamos chamar os bois pelos nomes!
Estamos a falar de actos criminosos, assassinas dualidades de critérios: pensadas, propositadas e premeditadas … !!!

vafm67 disse...

12 – Para melhor fundamentar o que disse anteriormente, vou socorrer-me do lance ( Benfica-Marítimo ) na área Maritimista em que o defesa joga a bola com o braço sem que antes tivesse havido nenhum ressalto. Aí os criminosos de “o jogo” já disseram que não era pénalti!
Qualquer pessoa com um neurónio decente não terá nenhuma dificuldade em perceber que esse lance é muito mais pénalti do que o lance do fcp.
Os delinquentes CS são tão criminosos como os delinquentes que agrediram o Adriano!
Os delinquentes CS são tão criminosos como os delinquentes que atropelaram um jornalista ( salvo erro ) do JN e fugiram!

13 – Na cidade berço, num canto a favor do Benfica, a bola é colocada perto do 1º poste onde aparece um defesa do Guimarães que a amortece com os braços à frente do corpo.
PÉNALTI CLARO!
Se assim não fosse, veríamos as equipas a bombear bolas para a área adversária onde os avançados poderiam impunemente amortecer a bola com os braços à frente do corpo para depois poderem fuzilar … ou quiçá … talvez … quem sabe? … poderiam até amortecer totalmente a bola e depois correr com ela em cima dos braços para dentro da baliza adversária.
Na seria giro … !?!

14 – Isto é o que se passa nestas situações que não acontecem muitas vezes numa época, os criminosos de serviço confiam que as pessoas têm memória curta e não se aperceberão destas sórdidas e descaradas incoerências .
Agora imaginem como será na questão dos cartões amarelos, duplos amarelos e até vermelhos, que mesmo para uma pessoa séria é difícil ser 100% coerente. São chorrilhos de mentiras semana a semana com o intuito fazer com que o Benfica jogue em inferioridade numérica e os verdes-azuis joguem em superioridade numérica.
É por isso que no séc. XXI o Benfica já tem quase o dobro de expulsões e castigos do que o fcp!

CASTIGO PARA OS CRIMINOSOS … !!!
.

editor disse...

Lanço um desafio (que ouvi na Benfica TV e que me parece ter pernas para andar, com a nossa ajuda e a nossa voz na blogosfera)!



Amigos Benfiquistas temos uma outra função para este início de época:



Comprar o CD - EU SOU BENFICA - e colocá-lo desse modo no Top Nacional de vendas, de modo a que todos os domingos, no Programa "Top +" da RTP, o possamos e o fazermos ouvir para todos!



Que tal? Vamos a isso?



Não seria interessante?



Eu já adquiri o CD - "Eu Sou Benfica"!

Capo Rosso disse...

Se querem ver o que é um minuto de silêncio, aprendam... a ver se não passam o tempo a bater palmas com o boné na cabeça.



http://mlb.mlb.com/mlb/gameday/index.jsp?gid=2009_08_26_chamlb_bosmlb_1&mode=wrap

piazzanuova disse...

Não foi dos silêncios mais arrepiantes que vi(passe o paradoxo), além disso qd ouço cornetinhas lembro-me logo do outro...mas está uma sentida homenagem, é um facto!

LC disse...

Capo, o que se vê ali é um minuto de silêncio de uma alta patente ou ex do estado Norte Americano, é natural nos americanos não terem a cabeça coberta nessas situações bem como a continência (militar) pode ser feita de cabeça descoberta... cá não é bem assim, são tradições.

Já vi situações idênticas muito mais arrepiantes.

Capo Rosso disse...

Também já os vi mais arrepiantes e sentidos... Trouxe este exemplo por ser recente.

Mas, não digam que é uma maneira diferente, porque até há bem pouco tempo não se batiam palmas em minutos de silêncio. Deve ter começado com a amália...