domingo, 22 de novembro de 2009

Estou profundamente desiludido - o jogo que não se pode perder!

Não pude ir ao jogo de hoje e, por isso, escrevo já: esta derrota veio no momento errado!

Além disso, jogámos muito pouco e Jorge Jesus esteve francamente mal na gestão do jogo! O que me preocupa: os jogos que aí vêm são decisivos.

5 comentários:

Pedro disse...

"jogámos muito pouco e Jorge Jesus esteve francamente mal na gestão do jogo!"

Concordo totalmente. Muito mal Jesus. Muito mal mesmo...

Paulo Costa disse...

Vamos ter que responder com TUDO nos próximos jogos.

Hoje estivemos mal e isso custou-nos caro. Temos respondido sempre bem depois das derrotas, por isso, espero uma grande resposta em Alvalade.

CARREGA BENFICA!

f. disse...

Preocupa-me seriamente o jogo de hoje. Não pela derrota, que custa sempre, mas por achar que, apesar da vontade e atitude dos jogadores ser a mesma desde o início da época, a equipa estar cansada, pesada, lenta - foi notório em vários lances que após perderem a bola, já não tinham pernas para a recuperar.
Que a saladeira perdida contribua para que conquistemos o caneco de campeão.
Anda Benfica, vamos p'ra frente

RA disse...

"Sexta-feira, Novembro 20
SLB 2009/10: quebra em análise
A última semana de Novembro e as duas primeiras semanas de Dezembro 2009 são momentos em que se pode esperar pela primeira quebra do Benfica de Jorge Jesus. Não se pode falar de críse generalizada ou, sequer, prolongada, mas será então que o novel treinador benfiquista sentirá os primeiros focos de crítica.

De entre o plantel encarnado, alguns atletas de maior preponderância na equipa dão indicações de menor estabilidade.

Quim, Sidnei (que será títular enquanto Luísão não recuperar da cirurgia de que foi alvo), Javi Garcia e Ramires (se, entretanto, recuperar da lesão) são os portadores dos principais factores planetários a inclinar a balança para terreno negativo. "

in astrocosmo.blogspot.com

Carlos disse...

Pois eu acho que a derrota veio no momento certo. Para despertar meninos mimados que embandeiram em arco aos primeiros sucessos, como tem sido apanágio do nosso clube nos últimos anos. Pode ser que a partir daqui encarem os jogos com maior determinação, e não fiquem á espera que o golo caia do céu. Gostei no entanto da segunda parte.