domingo, 2 de maio de 2010

Não há coincidências

E como não as há, era perfeitamente normal que a PSP do Porto participasse na festa que foi o afastamento do FC Porto da Champions League. Façam os andrades outra época igual a esta e o clube acaba.

E como não há coincidências, a PSP do Porto lembrou-se de começar a carregar nos adeptos do Benfica à chegada ao Dragão. Nada de novo, comparado com os anos anteriores. Pelas imagens da televisão, sem motivo aparente para o descambar da violência por parte dos séquitos papais em Terra Santa.

Voltando a não haver coincidências, Olegário Benquerença decidiu mostrar os amarelos a quem tinha de mostrar. Lado esquerdo da equipa (Di Maria e Coentrão) e referência de jogo entre defesa e ataque (Javi Garcia), não os deixando actuar no jogo do título. Impressionante como Fucile, em 20 minutos, não conseguiu ser expulso, e como as bolas de golfe continuavam a pulular no relvado do Dragão, como se fossem objectos comuns na relva de um jogo de futebol.

Como não há coincidências, José Cardinal não conseguiu ver um penalty na primeira parte num livre de Di Maria e como também consegue ter o mesmo olho clínico, para em situação atacante privilegiar o avançado e permitir a Farías fazer o segundo golo do FC Porto.

E como as coincidências não acabam, em Braga, o golo de Meyong é precedido de fora-de-jogo e com um guarda-redes do Paços a grande nível deixando a bola bater. mesmo onde não devia.

As coincidências continuam e em Braga, pela terceira vez consecutiva, as entradas foram livres. Livres de pagamento, como a Câmara de Braga gosta e como o Dragão de Ouro Salvador também. A aliança continua e Domingos hoje já veio falar em patamares mais elevados do que os 7ºs e 12º lugares que conquistou na Primeira Liga.

Como não há coincidências, o clube que tenta imitar Palermo conseguiu fazer hoje uma pequena interpretação do que é capaz, com a conveniência dos de sempre.

Se tudo correr normalmente, e sem coincidências, estou certo que para a semana a festa está garantida e em casa.

2 comentários:

Joel disse...

Não é este desaire que nos vai enfraquecer nem nos vai deixar descrentes em relação à equipa. Para sermos campeões é apenas uma questão de tempo, neste caso vai ser no proximo jogo de certeza absoluta.

Alberto disse...

Muito bom post!
Foi pena não sermos campeões naquela merda de estádio...mas acredito que na Luz iremos ver uma festa como há muito tempo não viamos. E que merecida essa festa!

Saudações Benfiquistas.