quarta-feira, 8 de abril de 2009

Pânico, desorientação e falácia

Reconheço que não é fácil ser-se benfiquista nos dias que correm.
Não é fácil viver em casa com pessoas de outros tempos, tempos em que se ganhava muito mais, tempos em que havia continuidade ganhadora e dinâmica de vitória. Tempos em que parecia que as vitórias surgiam naturalmente e era dado adquirido que o fariam.
Os tempos mudam. Os tempos mudaram ,e quer se queira quer não, o Benfica mudou também.
Vejo com imensa tristeza que o discurso dos benfiquistas não é feito em termos de Benfica. É feito por comparação. Sinal maior da desorientação, desorientação essa que é facilmente almentada por quem quer manter esta situação específica.
Agora e mais uma vez o alvo é o treinador. Supremo erro cometido vezes sem conta.
Garantindo à priori que não estamos a jogar a ponta de um corno, a pergunta mantém-se: Não tendo o Quim frangado contra os chocos, não tendo Moreira frangado contra os da Trofa, não tendo o Suazo falhado um golo mais que feito no Restelo, (não tendo o Heriques, Proença, e Olegário sonegado aquilo que nos foi devolvido sob a forma de Taça da Liga)haveria este barulho em torno de Quique?
Nada mais fácil que recorrer à falácia que diz que se se joga mal a culpa é do treinador. Então, em três jogos que redundaram na perda de 7 pontos que culpa tem Quique nestas falhas de jogadores com influência no resultado? Foi ele que instruíu Quim a frangar? E Moreira? E Suazo a falhar? Bem como Aimar contra o Trofense?
Aqui reside a falácia, aqui mora o pânico e a desorientação. Só em termos de erros individuais estaríamos 2 pontos à frente, a jogar o mesmo futebol de merda, com os mesmos pontos roubados pelos árbitros. Não se presta atenção a isto, interessa mais encontrar um culpado e depressa.
Sobretudo depois do nojo fazer um bom jogo, vem logo o ai jesus, se eles jogam assim, então e nós?
Não é por comparação que o Benfica se reerguerá, é por introspecção. Esqueçam o resto, se o futuro é nosso, é em nós que temos de nos concentrar. O resto virá por acréscimo.
FORÇA BENFICA, E BENFIQUISTAS(nestes momentos é do que precisamos, não de nos comportarmos como viúvas de pescadores com as mãos na cabeça a berrar: E agora?)

21 comentários:

Vladimir Kaspov (NãoSeiDaNave) disse...

E aquela capa de hoje do Record é o quê?!
Não acredito no que vem noticiado/inventado.
Estes filhos da puta deveriam de uma vez por todas serem impedidos de pisar o chão das instalações do SLB.

Até se dão ao trabalho de deixar em 2º plano o empate do CRAC!

piazzanuova disse...

Pânico, desorientação e falácia.

Kaiser disse...

É todo, portanto, falta de motivação dos jogadores?

piazzanuova disse...

Não. É toda uma esfera de sofreguidão que percorre adeptos, dirigentes e se transfere para os jogadores. Não falei em motivação, referi aspectos que comprovadamente cerceiam as épocas seguintes. Não há estrutura de investimento a médio prazo. Quere-se as taças dos campeões para ontem. Não pode ser. Esse tempo já foi Há-que parar com este miserabilismo comparatista.
Abraço!

Kaiser disse...

Demónios! Não devemos estar a falar a mesma língua...

"Nada mais fácil que recorrer à falácia que diz que se se joga mal a culpa é do treinador. Então, em três jogos que redundaram na perda de 7 pontos que culpa tem Quique nestas falhas de jogadores com influência no resultado? Foi ele que instruíu Quim a frangar? E Moreira? E Suazo a falhar? Bem como Aimar contra o Trofense?" Então e isto é o quê?

Não atingo...e não concordo...

Sofreguidão dos adeptos? Quais? Aqueles que fizeram a equipa sair de campo aplaudida pelo Estádio inteiro quando perdemos por 3-0 com os turcos?

piazzanuova disse...

Sofreguidão dos adeptos. Mantenho. Esses aplausos se fossem repetidos, mesmo tendo a certeza de não se ganhar o campeonato teriam outro valor. Sabes bem como eu que já há muita gente a deitar a toalha ao chão e que já quer mudar tudo outra vez, e não é só ao nível de adeptos, é ao nível directivo. Repito, não pode ser!

piazzanuova disse...

É só a minha opinião, claro, mas sinto grande fragilidade na crença na equipa, há lastro para suportar dois ou três desaires, mas não há continuidade.

Quanto à falácia que apontas, pensa nisto: Pode um treinador, seja ele quem for resistir a erros daquele calibre? São erros, logo desculpáveis, não crucifico jogadores por falharem. Mas as consequências ficam, e invariavelmente quem se lixa é o treinador. Não concordo com as mudanças que vêm sopradas no ar.

Giuseppe Morabito disse...

Até posso concordar quando se dizes que o culpado do frango ou do golo falhado não é do Treinador, mas porque não se joga a bola?..só e apenas por mérito do adversário? ..não espero nem taças nem títulos, mas não sou fã nem nunca fui de que são preciso 2 anos para mostrar resultados, porque uma coisa é falhar resultados e outra é não mostrar resultados..O Benfica criou estrutura, equipa e recheou-se de quadros técnicos , mas nas 4 linhas ve-se pouco, muito pouco daquilo que seria o reflexo da sua estrutura...

piazzanuova disse...

"Uma coisa é falhar resultados, outra é não mostrar resultados."

Parece-me um perfeito ponto de partida para uma discussão: Qual a diferença? Exibições? Pontuação? Títulos? Rotinas? Intergração? Maturação? Estabilidade? Identidade? Identificação?

Tudo fica aberto à filosofia de escolha...

Mister D disse...

Eu continuo a achar que mesmo havendo falhanços dos jogadores, o treinador é a primeira pessoa a corrigir esses erros.

E o principal problema é mesmo o de saber se Quique tem ou não condições para ser o treinador de campo do Benfica. Eu tenho as minhas dúvidas...

piazzanuova disse...

Entendo-te. Mas é muito cedo para fazer uma análise séria do assunto.

Defendo a continuidade por mais um ano. Tem de se mudar este remoínho, este corrupio de gente, orientações técnicas, orientações estratégicas. Parar. Assentar.

inespugnabile disse...

principalmente por causa da estrutura!

Mas como o Mister D já está em (activa, saliente-se!) campanha eleitoral, tudo serve!

... disse...

morabito e mister - como é que o treinador pode corrigir erros se o plantel ainda e tao desiquilibrado?

nao venham com a conversa de termos gasto muito. começamos do zero e o porto que o ano passado teve 23 pontos de avanço de nos gastou o mesmo.

e preciso tempo. e preciso esquecerem a ideia de que ha treinadores que nao cometem erros. mourinho tambem os comete.

porra que e sempre o mesmo.

Giuseppe Morabito disse...

Todos falam da estrutura...mas afinal o que é uma estrutura???...e será que essa estrutura funciona mesmo???..ou melhor será que funciona como deveria funcionar?..Não nos vamos armar em pudícos e não poder discutir as questões e a verdade é que não existe consistência nem estabilidade futebolistica no Benfica e se existir é má.
A diferença do futebol do benfica de hoje para o inicio da época é muito pouca.Se calhar sou eu que sou exigente demais...nem quero entrar em discussões se fica ou não e quem tem culpa..não tenho pachorra para discutir o sexo dos anjos, mas algo funciona mal e o que pretendi foi colocar essa questão no ar e abrir a discussão do que funciona mal...mas pelos visto parece que nada funciona mal...

Mister D disse...

Mas se o plantel é desiquilibrado, então que raio de planificação é que houve entre treinador e restante direcção?

E para o meu caro inespugnabile, estamos sempre em campanha. Campanha pelo bem do Benfica.

di Zombie disse...

Os dois comentadores da RTP passaram o jogo a tecer os mais rasgados elogios aos tripeiros, mesmo a jogadores com uma prestação abaixo da média (particularmente Bruno Alves).

A certa altura um dos comentadores afirma, no seguimento de uma jogada do Cisshoko, que "um jogador com moral cresce em termos futebolisticos e supera-se".

Para mim esta é a questão fundamental! Muito se pode filosofar acerca da estrutura e valor de uma equipa, mas existem factores intangíveis que a condicionam... Esta é a alma do negócio e é aqui que o Benfica apresenta as maiores debilidades!

Tiago Pinto disse...

que bem, é isso mesmo.

temos de nos unir em torno da equipa e do treinador e não deixar que o tipico Benfiquista venha ao de cima, aquele que mostrou lenços brancos ao Koeman e ao Fernando Santos entre outros.

não devemos olhar para o passado e continuar a exigir os 15 minutos à benfica quando o futebol está diferente e o clube também.

precisamos de tempo e paciência para nos reerguer e da força dos adeptos. quem não estiver connosco está contra nós e quem quer Quique fora do Benfica está a contribuir para a verborreia que os pasquins têm alimentado, para o sucesso dos adversários e para o enterro - mais um - do Benfica.

cumprimentos e é de Benfiquistas como tu que necessitamos.


tiago pinto
footballdependent.blogspot.com

inespugnabile disse...

Caro Tiago Pinto,

Tens toda a razão. O pior é que os lenços brancos não são um mal: são um sintoma.

O adepto tipico do Sport Lisboa e Benfica costuma transformar pequenos males em grandes defeitos e desastres em constipações (ver, por todos os exemplos, o apoio popular que mereceram Vale e Azevedo e Manuel Damásio).

Mostraram lenços brancos a Santos e a Koeman? E à velha raposa? Se tu ouvisses o que o ouvi por o ter, até ao fim, apoiado! Cheguei a andar à porrada!

um abraço!

Estás inscrito na Federação de blogs?

Mister D disse...

Olha que coincidência... Também eu apoiei Trap até ao fim, apesar dos lenços brancos...

E apoiei porque vi que havia sintonia, entrega e querer, coisa que não existe agora.

Aliás, creio que os adeptos acreditam mais do que os próprios jogadores, quando em 2004/2005 foi precisamente o contrário...

editor69 disse...

CONCORDO!

Giuseppe Morabito disse...

Essa será a grande diferença, quem realmente acredita e no quê?...

A semana passada parecia que estava a advinhar qd escrevi que não queria ver mais capas de jornais do Benfica, com o tipo de noticias que apareceram, mas a verdade é que apareceram...alertei que iam aparecer e só quem anda a dormir é que não sabe, mas afinal que blindagem faz aquela fantástica estrutura de fora para dentro para os jogadores terem prestações de estarem a espera que o campeonato acabe para recomeçar???..não se vê vontade de vencer e isso é contagiante de dentro para fora e não de fora para dentro...