terça-feira, 14 de setembro de 2010

Continuarei a ir aos jogos fora

Em função da palhaçada a que assistimos na 6ª feira, o Sport Lisboa e Benfica tinha forçosamente que reagir. Sendo dos últimos a escrever, e concordando com a generalidade do comunicado, pouco terei a acrescentar ao que já escreveu aqui e na restante blogosfera benfiquista. Centro-me por isso no único ponto que me causa discordância: o afastamento dos adeptos dos estádios.

Na minha opinião, a primeira consequência deste apelo é claramente penalizadora para o próprio Benfica. Fragiliza-nos pois descura uma das principais armas do Clube: a capacidade invulgar de permitir aos nossos jogadores jogar ¾ do campeonato em “casa”. Há neste apelo uma clara contradição relativamente ao discurso da época passada, dos elogios do nosso treinador, do fascínio exercido junto dos novos atletas do Benfica. O Sport Lisboa e Benfica pretende assim abdicar do 12º jogador que tão importante fora na época passada.

Muitos dirão que o Benfica, mesmo com esta posição, acabará por beneficiar em igual medida desta capacidade mobilizadora: eliminando-a, penalizará terceiros do ponto de vista financeiro, afundando o futebol nacional. Tenho dúvidas. A receita com o Benfica, por melhor que seja, não cobre uma fatia assim tão considerável do orçamento de uma época. Os clubes sobrevivem por outros esquemas que não irão desaparecer pela ausência de adeptos do Benfica nos seus estádios. E mesmo que esse argumento seja válido, porque devem os clubes pequenos, sem qualquer poder e influência no nosso futebol, ser penalizados se a nossa luta é com a estrutura tentacular que continua a gerir esta Mafia em nosso prejuízo? E quando o Benfica jogar para a Taça? Porta fechada para não termos que ceder metade da receita?

Quando comecei a perceber o que era o Benfica, raro era o clube que não mantinha boas relações connosco, raros eram os adeptos que não admiravam a nossa Grandeza. O Papa do Norte conseguiu minar todo esse bom ambiente e o Benfica não parecia preocupar-se muito com o assunto. Pois parece-me má política insistir numa política de hostilização, no “contra tudo e contra todos”. Assentando nesses pressupostos, nunca o Benfica recuperará o Poder no futebol português. O Benfica precisa é de ter os outros clubes do seu lado!

Quanto ao resto estou 100% solidário com a posição assumida. A audiência no MAI é um imperativo. Claro que desde ontem se ouvem inúmeras “recordações” de episódios negativos envolvendo benfiquistas. A resposta deve ser simples (porque é verdadeira): os nossos são sempre condenados! Do very-light ao incêndio do autocarro, passando por esse mal-explicado episódio com a equipa de hóquei portista, em que profissionais do desporto, quais guerreiros medievais, procuraram o confronto directo de stick em punho, todos os benfiquistas envolvidos foram condenados! E os outros? Nada! E sobre o badocha, nada a dizer: só peca por tardia esta tomada de posição. Sublinhe-se apenas a hipocrisia dos rivais que até há dias, manifestando surpresa, elogiavam a postura de Luis Filipe Vieira relativamente ao pântano onde a selecção nacional se encontra atolada e agora pretendem fazer de Laurentino uma vítima. Outra vez...

No meio disto tudo, algo que ainda não percebi... Se também temos razões de queixa da Comunicação Social, vamos apelar ao abandono dos programas dos estarolas onde, inclusivamente, temos presente um elemento da Direcção?


PS- O inespugnabile acha que vamos ser beneficiados nos Barreiros. Vou mais longe e repito aqui o que disse em minha casa assim que o jogo de 6ª terminou: os lagartos vão ser comidos pela arbitragem na Luz. O golo anulado ao Olhanense só reforçou a minha convicção. Há anos que é assim. E enquanto andarmos às turras cá por Lisboa, o Polvo continuará o seu belo trabalho...

PS2- Entrar directo no blogger tem destas coisas. Poderá haver alguma repetição entre o post do Manini e o meu. As minhas desculpas pela redundância.

6 comentários:

DeVante disse...

Acompanha-se a equipa até à porta do Estádio, não alimentar chulos!

Não é algo para durar para sempre e vai doer muito, mas vai doer mais a eles!

slb1958 disse...

OH companheiro, vives na lua e só cá vens ver a bola? Então o que são hoje e nos ultimos anos clubes como braga, sportem (vulgo submissos), v setubal, olhanense, nacional etc. não são braços armados dos corruptos?

Apoia os corpos sociais apesar dos erros passados, este é um momento de união contra a máfia e pela libertação do desporto nacional das garras mafiosas.

O polvo está vivo e bem mais vivo, apos o branqueamento do apito dourado.

Viva o Benfica

SLB1958

Astutillo Malgioglio disse...

"o que são hoje e nos ultimos anos clubes como braga, sportem (vulgo submissos), v setubal, olhanense, nacional"

O que digo é simples: se o nosso caminho for uma hostilização crescente, mais próximos ficarão dos corruptos. Pior! Os poucos que se encontram na nossa esfera de influência passarão para o outro lado da barricada. E o Benfica isolado nada resolve. Os clubes de pequena dimensão não têm poder por si só, mas os clubes de maior dimensão precisam do apoio deles. Isolados nada fazem. Cabe ao Benfica encontrar soluções para que parte desses clubes (não precisam de ser todos, apenas a maioria), passem para o nosso lado.

MS disse...

Acho que e altura de mostrar que estamos com os nossos. Podemos andar a debater isto ate ao fim da epoca enquanto continua tudo na mesma ou podemos mostrar uniao e forca - mesmo que nao se concorde com as medidas. Ha alturas para discordar mas ha alturas para engolir sapos pelo clube.
Ninguem me pode acusar de vieirismo, pelo contrario, mas agora e altura de estar com os nossos. Inequivocamente.

Eu estou preparado.

www.thebutterflyislate.blogspot.com

xenrik disse...

"Muitos dirão que o Benfica, mesmo com esta posição, acabará por beneficiar em igual medida desta capacidade mobilizadora: eliminando-a, penalizará terceiros do ponto de vista financeiro, afundando o futebol nacional. Tenho dúvidas. A receita com o Benfica, por melhor que seja, não cobre uma fatia assim tão considerável do orçamento de uma época. "

Como diria o outro é só fazer as contas....



Académica
orçamento 5,2 milhões:
30.000 lugares * 40 euros = 1.200.000 (representa 23% do orçamento)


Beira Mar
orçamento 1,8 milhoes:
30.000 lugares * 40 euros = 1.200.000 (representa 66% do orçamento)

Vitória de Guimarães
orçamento 6 milhões
30000 lugares * 40 euros = 1.200.000 (representa 20% do orçamento)

Naval
orçamento 2,8
10000 lugares * 40 euros = 400.000 (representa 15% do orçamento)


leiria
orçamento 4 milhões
24000 lugares * 40 euros = 960.000 (representa 24% do orçamento)


Se tu achas de 1/4 da receita não é mt.....

Money talks bullshit walks,

Saudações,

Xenrik

Astutillo Malgioglio disse...

Essas contas pecam por excesso. Partes do princípio que os estádios esgotam sempre e apenas com adeptos do Benfica. E apontas como preço médio um bilhete de central. Nas últimas épocas nunca paguei mais que 20€ para ver o Benfica fora.